História Minha Vida Estranha - Capítulo 12


Escrita por: ~, ~GabiGamer515 e ~Nick-Lorien

Postado
Categorias Originais
Exibições 5
Palavras 701
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Vamos entra no inferno chamado colégio

Gente estou demorando pra postar por vários problemas que está acontecendo em minha vida, então espero que entendam

Capítulo 12 - Novo Colégio ///// Amigos?!


Fanfic / Fanfiction Minha Vida Estranha - Capítulo 12 - Novo Colégio ///// Amigos?!

*leia as notas do autor*

Faz uma semana que eu sai do hospital e tendo que tomar os remedios. E hoje sim exatamente hoje irei para minha novo colégio.

Tomei um banho, escovei os dentes, logo em seguida o cabelo, depois escolhi uma roupa pra vesti, peguei uma blusa de frio fina sem estampa, uma calça jeans clara, e meu tenis azul da hocks, pra completa coloquei um colar escrito "fucky you", a palavra que mais usei no ano passado.

Desci tomei café da manhã, chamei minha irmã e fomos pro colégio, até a metade do caminho foi tudo silencioso.

-Mano, como será esse colégio? - pergunto Gaby toda animada

-Chato, com professores chatos, com alguns alunos legais e outros chatos - respondo sem animo

-Aff, mau humorado - reviro os olhos

-Hoje sim, porque é o primeiro dia de aula no colégio e ainda por cima em outro país. - olhei pra ela

-Se alegra maninho, se vai arranja uma amiga ou amigo - sorriu pra mim

-Tomara - olhei pra frente

Depois dessa mini conversa, foi tudo silencioso até o colégio, chegando lá, era muito bonito, quando entramos vimos vários grupinhos, muitos olharam pra nois, apenas ignorei e segui caminho pra secretaria, lá pegamos nossos horários das aulas e nossas salas, como Gaby é adiantada un ano fico no nono ano e eu no setimo porque sou repetente.

Fui pra minha sala, entrei e fiquei em pé lá no fundão, acho que seria trabalho porque estavam 5 mesas ajuntadas fazendo um circulo, quando bateu o sinal os alunos entraram e o professor logo em seguida, quando ele se sento, começou a fazer chamada:

-fulano? - grito o professor

-presente - respondeu fulano

-ciclano? - grito o professor

-presente presidente - respondeu ciclano

-Dylan, olha aluno novo, vem ca - falo sorrindo pra mim

Me levantei calmamente e fui lá pra frente

-Se apresente - falo voltando seu olhar ao caderno

-Meu nome é Dylan, tenho 13 anos, sou repetente, e era do Brasil - falei sem animo

-Pode se sentar na aquele grupo la atrás - sorriu olhando pra mim novamente

Fui até a mesa que ele indico, e me sentei, fiquei olhando pra menina a minha frente porque não tinha nada pra fazer. E o professor continuou a chamada

-Dylan né? - perguntou uma menina estava a minha frente

-Sim - respondi, ainda a olhando

-Deixa eu me apresenta, sou Elisangela, esse é o Roberto, aquele é o Marcos, e aquela a Bruna - falo apontando pra cada um.

-É um prazer conhece-los - falei irônico

-Cara a gente é amigos de todos, tenta ser legal com nois - falo se não me engano o Marcos

-Desculpa, minha vida está cheia de problemas por isso estou assim - me desculpei verdadeiramente

-Entendo, amigos? - estendeu a mão

-Amigos! - apertei sua mão

Depois de um tempo o professor explica o trabalho, e a gente começo a fazer sempre conversando um com o outro, tirando duvidas, ajudando, zuando. Terminamos quase no final da aula, entregamos pro professor e voltamos a conversa.

[...] Quebra de Tempo [...]

A última aula acabo, então despedi dos meus amigos, peguei minha mochila, chamei a gabs e fomos pra casa, fomos conversando sobre tudo o que aconteceu no colégio, sobre tudo mesmo.

Chegamos em casa, eu fui direto pro meu quarto, precisava dormi, quando eu abri a porta eu vi um negócio embrulhado em cima da minha cama, e do nada surgi meu irmão

-É um presente pra você maninho, a Isa que mando - sorriu feito bobo quando falo "Isa"

Fui até la e abri o presente, quando percebi o que era arregalei os olhos e fiquei sorrindo, era um violão, muito bonito na minha opinião

-Que lindo - meus olhos estavam brilhando

-Que bom que gosto, vo conta pra ela - saiu saltitante do meu quarto

Peguei o violão e comecei a toca, como aprendi a tocar? Simples com minha mãe e com um professor particular.

Toquei e me entreguei a música, esqueci do mundo real, e fui para o meu mundinho, onde nada nem ninguém conseguiria me fazer triste, fiquei la por um bom tempo até pegar no sono, sim dormi tocando violão.


Notas Finais


Eu sendo eu kkkkk

Se ñ leu as notas do autor leia é importante


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...