História Minhas Constelações — Nova versão - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Caitlin Beadles, Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Megan Fox, Ryan Butler
Personagens Caitlin Beadles, Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Megan Fox, Ryan Butler
Tags Ação, Hot, Imagine Belieber, Justin Bieber, Romance
Visualizações 68
Palavras 973
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Ficção, Luta, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


LEIAM NOTAS FINAIS! SUPER IMPORTANTE!!

Tradução do título: Nós... transamos?

Capítulo 7 - We...Fuck?


Fanfic / Fanfiction Minhas Constelações — Nova versão - Capítulo 7 - We...Fuck?

Audrey Johnson Point Of View

Acordei sentido uma pontada forte na cabeça. Abri os olhos lentamente e olhei ao redor.

Ok, mantenha a calma Audrey.

Era um quarto masculino, com certeza eu havia saído com alguém ontem depois da festa e...droga, eu não acredito que transei com um desconhecido.

Pude ouvir o barulho do chuveiro sendo desligado e voltei a me deitar novamente.

Droga, droga, mil vezes droga!

A porta do banheiro foi aberta e eu podia jurar que meu coração ia sair pela boca. Eu poderia muito bem abrir os olhos e encarar a situação como uma adolescente normal, mas, acontece que eu não sou uma adolescente normal.

- Eu sei que você tá acordada.

Tenho certeza que meu coração parou de bater nesse momento. Por Deus, que eu estive enganada. Amém.

Abri os olhos rapidamente encontrando Justin me encarando com um sorrisinho irritante no rosto. Parei alguns minutos para observar a figura só de toalha em minha frente.

- Me diz que a gente não transou, por favor. - pedi me levantando da cama

- Nossa, você me odeia tanto assim? - perguntou indo até o closet

- Está quase lá. - me joguei na cama e precionei o travesseiro contra minha cabeça

- Não foi o que pareceu ontem quando...- não deixei que ele terminassei, comecei a bater em seu peito

- Seu maluco, eu estava bêbada, vou acabar com a sua raça. - ele tentava, inutilmente, desviar de mim.

- Calma, não aconteceu nada. Eu só te trouxe pra cá porque se não ia dar ruim pra você chegar em casa de madrugada bêbada. - segurou meus pulsos

Encarei seus olhos com certa raiva.

- Você é um idiota. - me soltei brutalmente dele

- Docinho, acalme-se. - disse debochado

- Não me chame de docinho . - apontei o dedo pra ele

- Por que? O que você vai fazer, docinho? - perguntou inclinando o rosto em minha direção

Sorri falsa e fingi sair do quarto, mas quando ele se virou eu pulei em suas costas e lhe passei uma gravata.

- Quem é o docinho agora? - perguntei rindo

Ele riu com dificuldade e amoleceu o corpo, se jogando na cama. Entrelaçei minhas pernas em sua cintura e ri alto.

- Caralho me solta. - gritou rindo e eu o soltei, pronta pra sair da cama. Mas ele foi mais rápido e me puxou pela perna

- Ai! - gritei após morder a língua, Justin riu maléfico e se jogou em cima de mim

Em um movimento rápido, eu me virei e dei uma chave de pernas nele. Gritei vitóriosa, e nesse momento a porta foi aberta. Cessamos o riso mas eu não soltei ele.

Pattie nos encarou risonha e meio assustada.

- O que está acontecendo aqui? Vocês estão se matando?! - ela perguntou

- Não é nada mãe, Audrey está apenas me ensinando uns golpes.

- Ah, sim. - assentiu meio desconfiada - O café já está na mesa. - saiu e eu voltei a apertar minha perna no pescoço de Justin

- Tudo bem, eu me rendo. - dei três tapinhas em minha coxa e eu o soltei

- Oh meu Deus! Pattie deve ter achado que nós transamos. - falei desesperada e ele riu

- Relaxa, ela acha que nós somos "melhores amigos". - ri debochada

- Que feio, você mentiu pra mamãe. - levantei da cama e eu vi seu olhar sobre minhas pernas

- Não é como se fosse a primeira vez.

- Ele é um garotinho mal. - sorri de lado

- Pode crê. - neguei com a cabeça dobrando o lençol

- Não precisa dobrar. - fiz careta e joguei o mesmo em sua cara

- Dobra você então. - fui até o banheiro e fechei a porta

Lavei o rosto e pentiei meus cabelos. Escovei os dentes com o dedo e senti minhas bochechas corarem ao ver que tava pra ver minha bunda inteirinha, digo, eu vestia uma cueca dele dá CK mas ainda sim dava de ver.

Eu estáva me sentindo tão pelada...

Sai do banheiro e encontrei Justin se arrumando em frente o espelho.

- Aonde a princesa vai? - perguntei me jogando na cama

- Chris vai dar uma festa na piscina daqui a umas horas.

- Vocês não cansam não? - perguntei rindo

- Somos adolescente no auge da adolescência. Precisamos nos divertir, por as energias pra fora. - disse dando uma voltinha - Como eu tô?

- Essas correntes são ridículas. - apontei para as mesmas em seu pescoço - Você vai pra uma festa na piscina, Justin.

- Eu não tinha pensado nisso. - falou indo em direção o closet

- Ah e você pensa? - brinquei

- Umas das cabeças tem que fazer o trabalho né. - revirei os olhos pra sua respostinha

- Você vai? - perguntou do closet

- Não fui convidada. - dei de ombros

- Mas a galera toda vai.

- Eu não faço parte da "galera toda".

- Então vamos como minha convidada.

- Seus esforços de se torna meu amigo serão totalmente em vão.

- Qual é, estou tentando. Você não é a pessoa mais agradável não, okay?

- Okay.

- Não vou chamar outra vez.

- Tudo bem,mas eu preciso passar em casa pra pegar um biquíni e trocar de roupa. - ele assentiu saindo do closet com uma roupa adequada para a ocasião

- Melhor?

- Melhor.

Quando descemos pra tomar café Pattie já havia saído. Terminamos de comer e Justin me levou pra casa.

- Você vai querer entrar? - perguntei descendo do carro e ele deu de ombros

Quando entrei em casa dei de cara com minha mãe e Greg.

- Audrey onde você dormiu? Eu fique...oi Justin. - sorriu para o rapaz atrás de mim

- Oi senhora Johnson.

- Só Melory, querido.

Greg abraçou minha pernas e eu sorri

- Na casa do Justin, saímos da festa muito tarde e eu fui pra lá.

- Tudo bem, eu estou saindo pra encontrar seu pai.

- Eu vou a uma festa com Justin. - ela beijou minha testa e saiu com Greg

- Divirtam-se. - revirei os olhos ao perceber um duplo sentido


Notas Finais


ENTÃO NUTELLINHAAAAAAAAAAAAAS VIM AQUI TRAZER UM "AVISO" PRS VOCÊ!! ACABEI DE POSTAR MINHA PRIMEIRA FANFIC CRIMINAL HAAAAA HUUUUU HEEEEE HOOOON KKKKKKKMKLLJKKDS. Eu e minha amiga escrevemos juntas e eu espero de coração que vocês gostem! Vejo vocês lá nos comentários

link : https://spiritfanfics.com/historia/rules-of-love-9962762


Sinopse:Antigamente, quando eu ouvia a palavra "amor" já idealizava em minha mente duas pessoas se amando, um casal. Mas você chegou e me mostrou que o amar vai além disso. Me ensinou as regras do amor, quais eu descidi quebrar com você, já estava descidido, nosso futuro previstos pelos Deuses. Que se dane as regras, eu iria te amar do meu jeito. Custe o que custar.


Trailer:https://youtu.be/fx5euWxXeMQ


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...