História Minhas Escolhas - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bleach
Personagens Aizen Sousuke, Byakuya Kuchiki, Genryuusai Shigekuni Yamamoto, Grimmjow Jaegerjaquez, Hanatarou Yamada, Hirako Shinji, Hiyori, Ichigo Kurosaki, Ikkaku, Isshin Kurosaki, Izuru Kira, Kaname Tousen, Kenpachi Zaraki, Kouga Kuchiki, Mayuri, Nelliel Tu Odelschwanck, Nnoitra Gilga, Orihime Inoue, Personagens Originais, Rangiku Matsumoto, Renji Abarai, Retsu Unohana, Rukia Kuchiki, Sado Yasutora, Shihouin Yoruichi, Shunsui Kyouraku, Shuuhei Hisagi, Soi Fong "Soifon", Szayelaporro Granz, Tatsuki Arisawa, Toushirou Hitsugaya, Ukitake, Ulquiorra Schiffer, Urahara Kisuke, Uryuu Ishida, Yumichika
Tags Bleach, Byakia, Byakuya & Rukia, Colegial, Drama, Hentai, Ichigo, Renji × Szayel, Renji × Uryuu, Renryuu, Romance, Rukia, Yaoi
Exibições 31
Palavras 3.278
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Hentai, Lemon, Luta, Policial, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá! Gente linda amorekos... meus fofuxos e fofuxas... passaram bastante tempo né... senti saudades... bom sei que fiquei esse tempo sem postar nenhum capítulo e acho que vocês devem saber o porque neh?? ... mas cá estou euzinha novamente e bastante animada com esse novo capítulo -( que não é tão novo ja que eu tinha escrito ele faz tempo... mas aconteceu algumas coisas e não pôde ser publicado;.. )... mas consegui resolver a minha situação...




Então meus lindos e lindas Boa leitura....
Ele foi editado agora pouco... ( mas acho que não revisei )..😶.



Vamos de leitura..... Boa leitura. ❤


(* Não esqueçam de lê as notas finais *)

Capítulo 13 - Reencontro






Após terem feito uma apresentações quase inacreditável que deixou todos presentes ficarem surpresos, não imaginavam que os três novatos de karakura estariam no mesmo nível dos irmãos Yamatos e para completar ambos os trio levaram a luta praticamente a sério. Como fosse uma luta oficial.


 _ Não pensei que encontrariamos, pessoas como vocês - disse Rukia a Monato _ foi uma boa "apresentação ".


 _ Estou realmente supreso que uma garota como você consegue ser tão rápida e ágil - falou Monato.


 _Sabe rosado,  eu achando que escolhendo você conseguiria vencer fácil - disse Haruna encarando SzayllAporro fingindo está chateada por ter empatado.


 _Sinto muito, por tê-la desapontado azulzinha - disse Szayl ajeitando seus óculos.  


_ Espero que não tenha se machucado - falou Renji para com outro _ Não gosto de lutar com garotas. 


 _Hã!  Como assim garotas??!?.. você não pensou que sou... 


 _ Espera,  você não é? - perguntou o ruivo espantado 


 _ hahaha.. ai Mayu.... hahaha..  ele achou que você  fosse uma garota.. - disse Haruna tentando controlar-sê  para não rih,  o que era inútil já que a mesma estava rindo descontroladamente.  _ Se bem que Onii-chan você parece uma,  já que somos bem parecidos,  mas só há duas coisas que nos diferenciam,  você não tem seios e nem uma vag... 


 _Acho que já basta,  não é Haruna? - perguntou Monato segurando sua irmã gêmea por trás e usando uma de suas mãos para impedir que a mesma completasse a palavra e/ou dissesse mais besteiras,  não podendo falar a azulada apenas assentiu  _ Que bom,  agora vamos indo.


 _ Eu não entendo como ele pode me confundir com uma garota - disse Mayu desacreditado caminhando ao lado de seus irmãos em direção a saída daquela sala.


 _ Mayu-nii,  deve ser pelo fato de você ter um rosto delicado o que lhe faz parecer bastante frágil e sensível como uma garota e não esquecendo o seu nome parece de uma também e sua voz não é tão masculina - revelou a irmã dado um risinho com as últimas palavras.


 _ O-O Q-Que?  Haruna você só pode está brincando não é?!? 


 _Acho que nossa irmã deve ter exagerado no fato de sua voz.


 _ sério Mona-nii? - perguntou Mayu um pouco aliviado 


 _Ela só é um pouco calma e aveludada demais para você - completou Monato com falsa seriedade,  pois estava a segurasse para não sorrir  da cara que o irmão fez ao falar aquilo.


 ''Isso é quase a mesma coisa que Haru-chan disse '' - pensou Mayu desanimado e assustado.


 _ mayuzinho,  não precisa ficar assim,  só estamos apenas zoando você,  sua voz é  a mais linda que já ouvir sabia,  ainda mais quando você canta - disse Haruna mas logo se arrependeu do que havia dito por último quando levou uma cutuvelada do outro _ desculpe Mayu eu.. eu. nã..


 _ Haruna você já me ouviu cantar não é -  assentiu a irmã _ Você não precisa pedir desculpas...  tenho certeza que não foi intenção sua de ficar me espiando.


 _ Eu não  sabia que era você,  estava apenas  caminhando pela aquela parte da casa quando ouvir uma voz parecida com a da nossa mãe,  não conseguir evitar em saber quem estava cantando e quando chego na sala que estava o piano preferido dela.  Eu vi você tocando-o e cantando a mesma música que ela amava cantar quando éramos menores e achei tão lindo quando você a cantou,  desculpe Mayu,  sei que não devia tá falando disso - disse Haruna com seus olhos marejados


 _ Não precisa pedir desculpas minha adorável irmã - falou Mayu aproximando de sua irmã segurando o rosto da mesma acariciando com o polegar sua bochecha, e olhando nos seus olhos que estavam sendo quase cobertos com as lágrimas que se formavam o que ofuscava um pouco a visão da azulada _ E por favor não deixe essas lágrimas mancharem o seu rosto tão lindo,  elas não combinam com você,  Princesa do Reino das Tulipas Azuis. Ao ouvir ser chamada da mesma forma que sua mãe sempre a chamava quando estavas prestes a desabar em lágrimas,  sentiu uma pontada no peito.


 "_ Farei isso,  Príncipe de Dois Reinos " disse Haruna Mentalmente.  Segurou-se para não deixá-las descerem,   encarou seu irmão e logo abriu um sorriso radiante para o mesmo.      



Do outro lado da rua estava um carro preto estacionado onde ao lado dele estava um homem de longos cabelos loiros e olhos vermelhos e pele clara,  vestindo uma camisa social branca com suas mangas dobradas até os cotovelos a parte de baixo uma calça cinza escura e sapatos pretos. Sendo seu corpo apoiado no carro,  estava ele a olhar para a entrada da escola vendo alguns estudantes saírem, pegou seu celular selecionou o contato que precisava e enviou uma mensagem. 


 " Quando é que você irá sair desse lugar?  Estou à sua espera e já se passaram 5 mn desde que cheguei." 


 Após enviar,  passousse alguns segundo é logo obteve sua resposta. 


 Szayll*

 " Nossa,  é uma surpresa você vir me buscar,  não irei demorar ja estou saindo só estou apenas a me despedir dos meus amigos. "


 "Seus amigos?!?,  já conseguiste fazer amizades assim tão rápido" 


 Szayll* 

"Ora,  sabes que sou bastante social e difícil não conseguir amigos,  mas eles você já os conhece muito bem"


 "Espero que não seja os que estou pensando " 


 Szayll*

 "Rukinha e o Ren " 


 "A baixinha e o ruivo bak'aho " 


 Szayll*

 "Sabes que não gosto quando falas do meu Renji assim "


 _tsc! Como se eu me importasse. - disse o loiro antes de voltar a digitar. 


 "Agora da pra você se apressar logo não tenho todo tempo do mundo, para ficar aqui esperando você,  tenho que voltar ao trabalho ". 


 Szayll* 

"Eu achei que você ficaria em casa hoje "


 "Bem que queria mas você sabe estou a resolver alguns assuntos,  então não posso passar esta noite e como estava próximo da sua escola resolvi espera-lo para leva-lhes em casa,  em segurança. Então trate de vir logo. " 


 Szayll* 

"Não sou mais uma criança para ter uma babá e você sabe disso muito bem e não me recordo de ter um segurança particular " 


"Se você não aparecer agora aqui,  entrarei nessa merda de escola e o arrastarei para fora" 

 Szayll* 

"Rsrs...  ok... ok..  já estou indo senhor-estressado-e-nao-tenho-todo-tempo-do-mundo. " 


 Após lê a última mensagem guardou seu aparelho e continuou a esperar Szayl.


 Observando que o fluxo de alunos estava diminuindo pôde vê que o rosado aproximava de si com um sorriso estampado no rosto. 


 _Fico feliz que tenha vindo me buscar - disse Szayl abraçando o loiro e beijando seu rosto em seguida. 


 _já disse a você para não fazer isso em público. 


 _Eu sei,  mas não tem muita gente aqui- falou o rosado ainda abraçando o loiro,  que reparava aos arredores notando que não havia muitas pessoas por perto, apenas três adolescentes,  uma garota de cabelos azuis e dois garotos,  onde um deles chamou sua atenção que por algum motivo tinha impressão de tê-lo o visto em algum lugar mas não sabia ao certo dizer de onde o havia visto.  Ainda olhando fixamente para os três adolescentes com o cenho franzido, tentando lembrasse mas quando sentiu ser chamado por Szayl que estava a sua frente balançando uma de suas mãos para chamar sua atenção.  


_ O que foi?  Para onde você estava olhando? - quis saber, assim que viu o loiro a olhar para si. 


 _Szayl, conhece os três que estam próximo daquele carro? - perguntou o loiro sem ao menos responder o que o rosado havia perguntado. 


 _ Onde?! - disse o rosado olhando em volta até seus olhos pararem nos irmãos Yamatos que estavam conversando entre si antes de entrarem no carro _ Se você está se referindo aqueles três que acabaram de entrar no carro, eles são os Yamatos da escola de Yokohama,  pelo que sei. 


_Hm...Yamatos - sussurrou o loiro a última parte ainda observando o carro que agora havia se afastado da escola.  _ Vamos Szayl, tenho que deixá-lo em casa.    



Os dois agentes encontram-se enfrente ao estabelecimento um tanto surpresos, pois não parecia nada, nada mesmo com uma doceria era totalmente diferente, não havia nome ou sequer uma placa que indicasse que aquilo era uma doceria ou qualquer coisa. Aproximaram mais da 'casa' - era como eles podiam chamar- escutaram algumas vozes um tanto infantil brigando.


 _ Ururu, ainda não está limpo se o tio vê isso aí ele vai nos matar _ falou irritado um garoto de cabelos vermelhos para uma menina que estava a limpar uma das portas suja de branco - algo que Rukia e Renji não souberam identificar. 


 _ Mas Jinta porque só eu tenho quê limpar isso se foi você que sujou? - perguntou a menina de cabelos negros que estavam amarrados um de cada lado deixando apenas sua franja solta que cobria parte de seu rosto.  


_ Não me interessa, Ururu, você deve fazer o que eu mando _ disse puxando os cabelos negros da menina que protestava e pediu para o outro solta-lá. 


 Renji vendo que o garoto estava a machucar a garotinha, aproximou- se das duas crianças pegando o garoto pela camisa e o levantando. Jinta ao sentir ser erguido do chão soltou os cabelos de Ururu, olhou na direção da pessoa que havia o levantado,  semi cerrando os olhos encarando o ruivo,  esse que tinha uma das veias saltando  em sua testa. 


 _ Hei!, Moleque você não devia obrigar a ninguém limpar o que você sujou - disse Renji olhando fixamente para Jinta _ e muito menos bater. 


 _Hã?? - disse Jinta incrédulo pois não entendia porque aquele ruivo com tatuagens no rosto e com cara de idiota - na opinião do menor - estava a se intrometer onde não era chamado,  não sabendo quem era ele é não estava nem aí para isso, tratou de querer se soltar,  mas parecia inútil então resolveu usar seus pés para livra-se do ' cara de idiota '. 


Rukia vendo que seu amigo havia pego e levantado usando apenas uma mão o moleque que tentava se soltar. Estando prestes a dizer ao outro que não tinha tempo para ficarem com aquelas duas crianças, mas no mesmo instante parou quando viu Renji proteger seu rosto de ter levado um belo de chute - na opinião da baixinha  que estava surpresa - usando seu braço esquerdo para não levar pela segunda vez outro chute de Jinta. 


 Percebendo que o 'cara de idiota ' havia se defendido rápido, optou em aborda-ló de uma outra forma para soltasse das mãos do ruivo,  usando sua mãos segurou o braço do agente,  preparou se para chutar a cara do outro só que quê dessa vez usando os dois pés,  mas fora logo impedido novamente pelos braços do mais alto que estavam protegendo o seu rosto. 


 _ Hei?! pirralho porque você fez isso? - quis saber Renji,  assim que o menor estava em pé ao lado  de Ururu que apenas observava a cena assim como Rukia. 


 _ Renji,  você quase apanhou para esse garoto estranho - falou Rukia numa falsa seriedade e preocupação, mas na verdade ela estava segurando-se para não rir da cara do amigo. 


 _ hã!?  Não fale besteira Rukia,  jamais apanharia para um moleque esquisito como esse - disse Renji irritado apontando para Jinta.   


 " Renji.. Rukia..  já ouvir esses nomes antes... " - pensou Ururu quando escutou os nomes dos dois agentes. 


 _Quem você chamou de esquisito? - perguntou Jinta indo para cima do outro,  mas fora logo impedido por Ururu. _ me solta Ururu. - em resposta a menina apenas balançava a cabeça em negação,  depois encarava os dois agentes.


 " Não sabia dizer se aquela história que o tio contava era verdade,  mas também não achei que ele estava a mentir sobre eles... " - pensou a morena menor.


 _ Desculpas pela as atitudes do meu irmão,  ele não queria bater em você,  apenas estava se  defendendo - disse Ururu inclinando-se um pouco para frente - Senhores Shinigamis. 


 Os dois agentes ficaram surpresos pelo pedido de desculpas vindo de Ururu,  mas ao ouvir sendo chamados de shinigamis pela mesma, adotaram uma postura um tanto séria e mesmo que aparentavam está incrédulos,  pois não sabia como reagir,  não imaginavam que aquela criança tinha conhecimento sobre  ' eles' então só tinha uma maneira daquela criança saber.  


 Os dois amigos encaravam-se " Tessai-sama " pensou ambos.


 _ Como vocês se chamam?  - perguntou Rukia olhando agora para as duas crianças em sua frente.


 _Sou Ururu Tsumigeya e esse é meu irmão Jinta Hanakari - respondeu a menor apontando para seu irmão.  


 _ Ei!  Ururu, você não devia dizer nossos nomes para esses dois estranhos - reclamou Jinta,  mas sua irmã apenas o olhou e balançou novamente  sua cabeça em negação mas desta vez pela lerdeza do outro.  


_Jinta lembra de quando o tio Tessai contava algumas histórias sobre seis crianças que foram as melhores na Academia - confirmou o irmão


 _sim, mas e daí?  - quis saber 


 _ E entre essas seis crianças,  havia 3 delas que eram quase inseparáveis até que um dia,  uma delas que era mais velha que as outras deixou os outras duas. 


 _Agora que você falou, lembro muito bem eles eram chamados de shinigamis ou algo assim,  mas isso era só uma história Ururu que o tio inventou.


 _ Não Jinta,  tenho certeza que ele não inventou, pois os dois shinigamis estão na nossa frente - assim que disse, seu irmão olhou em direção aos agentes surpreso - A tenente Rukia e o seu amigo e tenente Renji. 


Confirmaram os dois tenentes,  surpresos e tristes ao mesmo tempo,  ao ouvirem o que Ururu havia dito. 


 _ Já que sabe quem somos,  gostaria muito de falar com o ex-capitão Tessai.




 Depois de ter passado rapidamente em seu apartamento, Byakuya agora estava ao lado de sua amiga Matsumoto, aguardando na área de desembarque do aeroporto de karakura, depois de ter recebido alguns dias uma mensagens de retorno de seu tio Koga kuchiki e que pediu quer o esperasse,  pois o mesmo já havia se decidido que voltaria a morar consigo novamente. O que não deixou Byakuya nada satisfeito e feliz, pois teria quê atura-lo todos os dias e para completar traria alguém pra morar junto. Para o kuchiki mais novo,  Koga era como seu segundo pai,  já que fora criado por ele quando tinha 8 anos de idade,  após ter perdido sua mãe e seu pai em um acidente.  Mas como ele só tinha 8 anos  era muito novo e tendo perdido seus pais não se importava muito de ser cuidado pelo tio. 


 _ Byakuya,  eu não entendo porque você está tão irritado com tio Koga - disse Matsumoto após ouvir vários resmungos de seu primo sobre o kuchiki mais velho durante a ida ao aeroporto da cidade.


 _ Naquela época eu era só uma criança e não me importava muito de ter sua companhia e também não me importo de tela agora. Mas agora é diferente sei muito bem me cuidar e ainda tem essa mulher que ele vai trazer pra viver junto aqui. 


 _ Quando você me mostrou a mensagem ele não disse nada de mulher,  talvez não seja uma mulher como você pensa,  pode ser um homem  um amigo sabe - falou a amiga 


 _ Bom ele falou que tinha conhecido alguém,  portanto é uma mulher e não é um amigo.  


 _ Você não gosta mais do tio? - perguntou Ranguiku


 _ Porque essa pergunta de repente?! - quis saber Byakuya fitando a amiga


 _ Você ainda gosta dele ou não? - perguntou novamente a amiga. 


 _ Não,  é que não goste dele, na verdade eu o amo como se fosse meu pai - disse Byakuya ao dá-se conta do que acabou de dizer,  virou seu rosto pra o outro lado,  para não encarar sua amiga depois de ter dito aquilo. Era vergonhoso para si dizer algo relacionado a sentimentos, e Ranguiku sabia disso, conhecia muito bem seu primo desde que eram crianças,  ela sabia que o mesmo havia mudado e tornou-se frio e arrogante as vezes com algumas pessoas até consigo mesma e era muito difícil falar abertamente sobre sentimentos. 


 _ Então você está preocupado com ele certo - disse Matsumoto com um pequeno sorriso nos lábios e o olhando com carinho.


 _ Não estou preocupado com ele,  não vejo motivos para isso- falou Byakuya irritado  


_ Ora se não são meus queridos e amados sobrinhos - disse um homem ao se aproximar dos dois,  ao virem alguém a sua frente com um sorriso radiante estampado no rosto,  reconheceram de imediato e logo foi recebido com um abraço de Ranguiku que foi retribuído de imediato por Koga _ Vejo que você cresceu bastante Ranguiku e está muito bonita como sempre.


_ faz tempo que não o vejo,  parece que o tempo parou para você,  olha não mudou em nada e não possui nenhuma ruga - disse Matsumoto analisando o mais velho,  que apenas sorria gentilmente e olhar para Byakuya.


 _ Não vai cumprimentar o seu titio aqui, sei que você estava com saudades e não consegue viver sem mim - disse Koga com um sorriso brincalhão no rosto,  esse que deixou Byakuya curioso e surpreso por vê que o kuchiki mais velho parecia diferente e mais confiante do que antes,  mas o que deixou o moreno kuchiki mais novo bastante intrigado,  foi vê que seu tio parecia muito feliz.


 _ Você está diferente - falou Byakuya erguendo sua mão para comprimentar Koga,  esse que fez o mesmo nas logo o puxou para um forte abraço.




 Os dois tenentes aguardavam sentados em almofadas a chegada do antigo capitão do Gotei 13, em uma sala pequena tento apenas uma mesa de centro e alguns quadros pendurados com fotos de duas crianças pequenas e um casal,  uma das crianças estava nos braços de uma mulher de cabelos curtos levemente avermelhados assim como o da criança em seus braços e a outra estava sobre os ombros do homem de cabelos negros. 


 _O tio não irá demorar muito,  já o avisamos sobre vocês - disse Ururu colocando uma pequena bandeja sobre a mesa _ enquanto isso vocês podem tomar um chá que acabo de preparar.


 Os dois por alguns segundos exitaram,  pois estavam aí e não queriam incomodar mas resolveram em aceitar o chá,  pensando que seria uma desfeita com a menor. 


 _ Ele está muito bom - disse Renji bebendo mais do conteúdo esverdeado. 


 _ realmente ele está muito bom- falou Rukia olhando para a menor. 


 _Obrigada - agradeceu Ururu


 _ 'Ele está muito bom ',  ' realmente está muito bom ' - resmunga Jinta baixinho o que foi dito pelos tenentes " Tenho certeza que nunca provaram nenhum chá em toda sua vida " pensou


 _ Jinta você não quer um pouco?  - ofereceu Ururu com uma xícara em mãos,  vendo seu irmão que ainda continuava em pé próximo a porta com seu bastão de baseball sobre o ombro, já que o mesmo estava dizendo que não confiava em muito nos dois agentes e se tentassem fazer qualquer coisa para sua inocente irmã,  estaria pronto pois estava junto com seu melhor bastão acaso isso vier acontecer quebraria todos os ossos de Rukia e Renji.


 _ Não quero,  vou esperar o tio chegar lá fora, se precisar de mim basta gritar - assim que falou virou se para sai daquela sala,  mas ao abrir a porta parou no mesmo instante.


 _ Não precisa mais esperar Jinta - disse passando pela porta _ Há quanto tempo Rukia-san e Renji-san. 


 _ Capitão Tessai- disseram ambos agentes ao mesmo tempo.    







Continua ***


Notas Finais


Bom.. nos encontramos aqui de novo nas n/f...
... espero que vcs tenham gostado desse capítulo... e se não.. tudo bem... certo?!!...

Como vcs devem ter lido / visto... apareceram novamente aquele trio.. Os Yamatos... tadinho foi confundido como uma garota... fazer i que se ele é muito lindo.. fofo.. ( na imaginação ele é 😍) nada melhor do quê ter dois irmãos como esses Haruna e Monato... eles dois o amam muito seu pra notar neh...
... E também apareceram carinhas novas como o loiro misterioso... * ( e acho que vcs já sabem quem neh?! )* que estava com o rosinha lindo abraçados.e juntinhos .. 😲... e também novas figuras.. ( que não são tão novas assim )... eu tentei o máximo possível em descrever cada um deles.... na verdade só descrevi as duas crianças.. kkk. Bom não sei dizer se a cor do cabelo de Jinta é vermelho mesmo já olhei uma imagem dele ( mas aquilo sempre pareceu vermelho pra me ).. mas vcs os conhecem... e também o titio Koga kuchiki aparece... 😮.. quem é esse Koga kuchiki... bem ele é o tio de Byakuya... ( Eu acho.. se não eh... agora ele é ).... viram como Byakuya ficou irritado com seu querido amado tio.... mas mesmo assim ele o ama.. .. vcs que já leram o mangá e viram o anime... Byakuya é muito frio.. e arrogante.. nessa história ele também é ( só um pouquinho😉 )...tento sempre trazer essa parte de sua personalidade... mas tendo também mudar um pouco ela também... então isso pode parecer meio estranho... talvez vcs se lembrem que ele nem sempre foi assim... quando criança ele era mais Alegre e sorridente.. e muito fofa.. ( sim gente.. Byakuya ja sorriu pra quem nunca o viu tem um episódio no anime que o mostrar sorrindo bem disfarçadamente... mas é um sorriso... é quando está conversando com o capitão e cientista maluco da sociedade das almas... o cara bem estranho e cheio de venenos mortais... isso acontece quando estão no Hueco Mundo * )... e gente quem será essa pessoa que passará a morar consigo e seu tio no apartamento.. será um homem ou uma mulher...? ...

Espero que tenham gostado desse capítulo... pois o próximo será para esclarecer algumas coisinhas....

P. S. Gomennnnnmmm.. sei que devia deixar o link da oneshot de shokugeki no soma.. aqui... mas é porque não conseguir editar a tempo... mas amores vou terminar de digitar pois é um pouco grandinho... não queria deixar em dois capítulos.. então resolvi colocar em um só.. o que resultou a demora... mas vai valer a pena pois teremos uma limonada m.. ops! ( Não devia ter falado isso. )...

Até o próximo capítulo amorekos... bjs 😘😘😘😘😘💋💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...