História Minhas Teorias Sobre James Sirius Potter - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Aberforth Dumbledore, Alvo Potter, Angelina Johnson, Argo Filch, Arthur Weasley, Astoria Greengrass, Blásio Zabini, Carlinhos Weasley, Cho Chang, Daphne Greengrass, Dominique Weasley, Draco Malfoy, Duda Dursley, Fleur Delacour, Fred Weasley Ii, Gina Weasley, Gui Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Horácio Slughorn, Hugo Weasley, Jorge Weasley, Lílian L. Potter, Lorcan Scamander, Louis Weasley, Lucius Malfoy, Lucy Weasley, Luna Lovegood, Lysander Scamander, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Molly Weasley II, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Personagens Originais, Rita Skeeter, Rolf Scamander, Ronald Weasley, Rose Weasley, Roxanne Weasley, Rúbeo Hagrid, Scorpius Malfoy, Ted Lupin, Tiago S. Potter, Victoire Weasley
Tags 3º Geração, Futuro Hogwarts, Harry Potter, James Sirius Potter
Exibições 45
Palavras 1.162
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Famí­lia, Fantasia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi cupcakes! Fiquei muito feliz com as 4 pessoas que favoritaram o 1° capitulo que eu postei ontem! Muito feliz mesmo, espero q a Agatha entre no coração de vocês e não saia mais! Hahsuahah'
*Não , eu não irei postar um capítulo por dia. Tenham dó de mim né?! Mas estou aproveitando esse tempinho que me sobrou por não estar em prova, porque tempo é uma coisa escassa na minha vida!
*LRamos, adorei o comentário. *---*, é o 1° da fica! Iupeeeeeeeeeeee, e sim vou continuar. Pode deixar!
*Pra quem vê a Agatha como uma meio-Lily-Evans-só-que-loira : ela é uma Malfoy gente, o pai dela foi o maior pegador de Hogwarts da 2° geração, então ela não é nada santinha ou certinha. E a mãe foi uma da das melhores alunas da Corvinal, por isso que a Agatha tem mais facilidade em aprender (cérebro Greengrass <|3). Então, não, ela não é nada haver com a minha querida Lily Evans. Espero que isso fique claro nesse capítulo! Comentem , comentem e comentem.

Capítulo 2 - Problemas Técnicos


O ódio revela muita coisa que permanece oculta ao amor ~Leonardo Da Vinci

A mala caiu de mau jeito no chão no instante em que desfiz o encantamento que a deixava flutuando.

O sr Malfoy me olhou irritadado, já estávamos atrasados por culpa minha (já que esquecera de arrumar a mala mais cedo).

—Vamos logo! —Apressa Dona Astoria.

Lolla aparece na soleira da porta, enxugando suas mãozinhas num avental rosa bebê.

—Espero que tenha um excelente último ano, senhorita. —Deseja a Elfa. 

Sorriu, sinceramente agradecida e entro na limousine preta de vidro fumê, que o ministério mandou para nos levar até a estação. Graças a mamãe, na verdade. Já que os dois não poderão nos acompanhar mandaram alguém do ministério no lugar.

Quanta gentileza! 

O motorista coloca as bagagens no carro e Draco Malfoy abraça a cada um de seus filhos. 

—Prometa que vai tomar conta de Clary, garanta que tenha um 1° ano tranquilo. Okay? —Pede ele, me abraçando apertado —Minha menininha, escreva todos os dias.

Reviro os olhos:

—Não exagera. —Retruco, entrando no carro. 

Scorp se joga em cima de mim para acenar na janela. Batendo o cotovelo na minha coxa.

Bato na cabeça dele, fazendo Clary rir. 

Minha irmã caçula é a cara na nossa mãe. Com os cabelos castanho-escuros e olhos verdes.Enquanto Scorp e eu puxamos o lado Draco Malfoy. 

Clary está naquela fase irritante dos 11 anos, em que questiona tudo que falamos pra ela.

—Você é muito agressiva, Ag  —Começa ela, com as mãos no quadril. —Só estou dizendo que essa sua falta de compostura é muito feio. 

Puxo-a para o meu colo, fazendo cócegas em seguida:

—E eu só estou dizendo que você é muito chatinha! 

O carro para em frente a estação King Cross ao som de buzinas.

O cheiro de batata-frita e gás carbônico atinge meu nariz. Faço careta com o peso do malão.

—São quase 10 horas! Vamos logo. —Coloco as malas  no carrinho e saímos correndo para a coluna entre as plataformas 9 e 10. 

Scorpius atravessa junto com nossa irmã, já estou os seguindo quando escuto alguém berrar um "Malfoy".
1000 galeões para quem achou que era o Potter.

—Atrasada, Malfoy?—Alfineta ele.

—Não tanto quanto você, Potter. Vai arranjar o que fazer e para de ficar no meu pé. —Sorriu amarelo. Os outros marotos , Fred, Théo e Frank começam a rir e zuar ele.

—É que ninguém consegue resistir ao seu charme, Malfoy. Estou tão enfeitiçado que só penso em você. 

Bufo, dando as costas aos babuínos bobocas balbuciantes em bando, e atravessando a coluna.

—Prazer te ver também, querida. Volte sempre! —Ouço-o dizer.

Meus irmãos não estão à vista, então me preocupo com as bagagens.

Encontro Amélia na entrada do trem, que conversa animada com Paulina Pathy. 

Nós três procuramos um vagão vazio e pelo canto do olho vejo os marotos entrarem.

—Será que a diretora Mcgonagall arranjou alguém para dar aula de História da Magia? —Pergunta Paulina.
Estou quase respondendo quando  algo acerta minhas costas. 

Passando as mãos , sinto um líquido viscoso azulado.

—POTTER, EU VOU MATAR VOCÊ. —Berro sacando a varinha —Levicorpus!

James Sirius Potter fica preso pelo tornozelo de cabeça pra baixo.

—Ei, ei. Não sabe brincar, Malfoy? —Zomba ele, vermelho pelo sangue acumulado no rosto. no

Hahaha, você que começou, Potter. Agora aguenta!

—Me põe no chão. —Manda ele tentando segurar meu braço.

—Se quer sair, vai ter que falar com jeitinho , querido. —Talvez eu esteja aproveitando um pouquinho a situação? É, talvez um pouco!

—Agatha Malfoy! Me põe no chão. —Viro as costas, disposta a sair andando e deixa-lo ali o ano todo.

—Por favor, ó Majestade, tire esse humilde servo daqui. 

Volto a encara-lo. Rindo.

—Libertacorpus. —Potter cai com tudo no chão —Da próxima vez, vai ter que ser MAIS criativo.

Pisco os olhos e viro as costas, ao som de palmas e assovios. Que eu agradeço com uma mesura debochada.

Milena e Holly me seguram pelos braços rindo.

—Brilhante! A cara de James foi ótima, vermelho que nem um tomate. —Comenta Lena.

—Só espero que ele não queria se vingar. —Acrescenta Holly, receosa.

Dou de ombro:

—Mas eu tenho certeza de que ele vai se vingar! Se não, não seria o Potter.

(...)

Acabo de entrar na cabine, já de uniforme. Estamos quase chegando a Hogwarts.

As meninas ainda estão se trocando e Ethil foi atrás da senhora dos doces (ESPERO QUE ELE NÃO ESQUEÇA DO MEU FEIJÃOZINHO DE TODOS OS SABORES). 

Como não consigo ficar sentada muito tempo, fico de pé olhando pela janela. Estamos passando numa ponte entre duas montanhas, logo poderei ver a estação de Hogsmead.

Pelo reflexo do vidro vejo Potter e Fred entrarem na minha cabine.

—Ai que saco, garoto! 

Fred ri, dando tapinhas nas costas do amigo.

—Não quero nem ver essa DR de vocês. Cadê a Amélia? 

Explico que elas estão se trocando no banheiro e ele sai para espera-las do lado de fora. 

Potter bate a porta com força e se vira para dizer algo.No mesmo instante o trem dá um solavanco de tremer o chão e as luzes começam a piscar.

O Potter cai em cima de mim quando o trem range de novo. Seu nariz acerta meu pescoço. E eu resmungo com o peso.

—Já chegamos em Hogwarts?—Pergunta no escuro. 

—Impossível. Quer sair de cima de mim?! 

O trem estremece de novo, batemos cabeça com cabeça.

—Ai, James. 

Ops... FOI SEM QUERER!

Sinto o hálito do Potter perto do meu rosto, e meu corpo inteiro estremece. Nada bom!!!

Mais um solavanco que é o suficiente para me deixar numa situação bem constrangedora. Aquele babuíno boboca está olhando fixamente pra mim e eu só sei disso porque estou olhando pra ele de volta.

Não posso não olhar!

O Potter engole em seco e seu nariz encosta no meu. Fecho os olhos já sentindo o beijo chegando.

As luzes acendem do nada e a porta é escancarada. Isso já me faz pular para longe do Potter e de toda essa situação. 

Credo, o que eu tava fazendo?

—O que houve? —Pergunto para Ethil, que chegará junto com as meninas e Fred.

—O trem não está se movendo, aparentemente uma das peças se soltou e fundiu no motor, ai a coisa toda explodiu. —Explica Holly. Já que Ethil está ocupado demais com a boca chega de doce.

—Cadê meu feijãzinho??? —Questiono, dando uma de criança com bico e tudo. Só me acalmo quando ele me entrega a caixinha com meus doces preferidos. 

—E agora? Vamos ficar aqui até quando? —Pergunta Lara, brotando no meu lado Merlím sabe como.

O Potter e eu trocamos um olhar constrangedor. Rapidamente desvio a cara para o chão. 

Isso nunca mais vai acontecer de novo.

Não é como se eu tivesse sentido alguma coisa ou algo assim... Só é errado que algum dia eu venha a gostar de uma menino como o Potter.

Estou muito feliz com meu título de garota impossível de Hogwarts. 

Certo?!

 

 


Notas Finais


Favoritem meus cupcakes! Assim me animo para postar o proximo capítulo logo!
Pessoas da vida real que me baseei para a fisionomia dos personagens:
Camila Cabelo= Holly Lopes
Shawn Mendes= Ethil Alex
Ryan Mc(esqueci o resto)= James Sirius
Dove Cameron= Agatha Malfoy
Bella Thorne= Milena Dursley
*Coloco mais depois*
Bjs e comentem !!!!! (Favoritem e tudo o mais)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...