História Mini Imagines JK - ( Imagine Jungkook ) - Capítulo 114


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jungkook, Longfc, Mini Imagines, V Alien, Você
Visualizações 704
Palavras 1.723
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fantasia, Hentai, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero que gostem<3
Boa leitura.

Capítulo 114 - 114 - V-ALIEN: V e Namjoon Pt 4


Fanfic / Fanfiction Mini Imagines JK - ( Imagine Jungkook ) - Capítulo 114 - 114 - V-ALIEN: V e Namjoon Pt 4

- Você tem certeza que podemos confiar neles? - Tae pergunta.
- Sim. Eles são os meus melhores amigos. - Você diz abrindo o portão ao lado do bar. - Eles são um pouco doidos mas, são ótimas pessoas. - Você diz subindo as escadas.
- Olha eelaa. - Abby aparece na porta. Ela abre os braços e você a abraça. - Pq ainda esta de pijama? 
- Longa história. - Você diz olhando para Tae.
- Você é lindo. - Ela fala te dando um empurrão e indo até Tae. - Adorei o modelo apocalipse Zumbi. - Ela se refere ao estado das roupas do Tae que estão rasgadas e sujas. - Sou a Abby, a garota da ligação. - Ela estende a mão para ele. Que a pega. - Nossa que pegada forte né.
- Ela precisa mesmo flertar com qualquer um? - Jin aparece na porta.
- Vai se fuder KimJin. - Ela se vira para ele e mostra o dedo.
- Aí depois você pergunta pq eu a evito. - Você abraça ele. Ele é apaixonado pela Abby.
- Cadê o Suga? 
- Foi no bar pegar algo para beber. - Você se vira observando Jimin que vai na sua direção. - Oi ~seu apelido~.
Você olha brava para Abby que sorri.
- Se eu falasse que ele estava aqui você não ia querer vim. - Ela faz biquinho. - Desculpa miga.
Você revira os olhos e entra na casa, sendo seguida pelos outros. Pega uma garrafa de Wisky e enche o copo, o virando na boca.
- Alguém está nervosa. - Você observa Suga que brinca com Batata na porta. - Eu avisei que ela não ia gostar. - Ele se aproxima de você. - Oi gatinha. - Diz beijando o seu rosto. - Por acaso estava passando uma reportagem sobre um assassinato no seu prédio, agora pouco na tv. E espero que ele não seja o assassino. - Suga aponta para Tae. Todos passam a olha-lo.
- Droga. - Você diz indo se sentar no sofá. - Esse é o Kim TaeHyung e eu preciso contar algo muito louco para vocês.
---

Você termina de contar a historia para eles. Abby solta uma gargalhada alta e bate palmas.
- Miga você é muito sortuda. - Ela se levanta e vai sentar do seu lado. - Conseguiu um gato desse, que literalmente, veio do céu. - Você a olha de cara feia.
- Isso é, como você disse, muito louco. - Jin diz bebendo o conteúdo do copo.
- Então aquela nave, que passou hoje de manhã no jornal... É sua? - Jimin pergunta olhando para Tae. 
- Sim.
- Então quer dizer que temos um alien serial killer destruidor de mundos, perambulando pela cidade e que vai dominar o planeta e fazer das nossas vidas um inferno? - Suga pergunta. Você concorda. 
- Ele deve é do governo? - Jin diz. Fazendo todos rir, menos Tae que não entende a piada.
- Como vocês conseguem fazer piada em uma hora dessas? - Kook pergunta frustrado. - O planeta de vocês está para ser destruído.
- Gatinho falante... - Abby começa mas, é interrompida por Kook.
- UNE R2-C9.
- O que? - Ela pergunta.
- Esse é o nome dele. - Você sussurra para ela. - Pode chamar de Kook.
- ~Seu nome~ - Kook fala nervoso.
- Kook, nos, apesar da única brasileira de verdade aqui ser a ~seu nome~, temos almas de brasileiro. E brasileiro é zoeiro, até mesmo, com os seus prorios problemas. - Ela diz e todos os terráqueos na sala concordam.
- Já estamos acostumados com algum tirano tentando destruir o planeta com as suas armas nucleares. - Jin diz.
- Coréia do Norte... Estado islâmico... - Abby sussurra. - Sinceramente a última coisa que vamos ter medo é de um Alien com mania de Dominador de mundos.
- Humanos são estranhos... - Tae diz olhando para cada um.
- Vocês acham mesmo que podemos confiar nele? - Jimin se levanta. - Ele é igual a esse tal de NamJoon. A qualquer momento ele pode tentar dominar o mundo também. Sair matando, pode até mesmo começar pela gente. - Ele diz exaltado.
Você revira os olhos e se levanta indo para perto de Tae.
- Ele me protegeu quando NamJoon me atacou. Ele está tentando salvar o nosso planeta, que sinceramente, não merece o esforço que ele está tendo. - Você suspira. - Eu não quero meter vocês nessa. Eu só... Não sei o que fazer.
- Não queria nos meter essa? - Suga diz calmo. - Você nos meteu nessa no momento em que veio para cá ~seu nome~. - Ele liga a TV. - A polícia está atrás de você. Não demora muito e o FBI chega aqui. - Ele para observando a TV, que mostra o seu apartamento destruído e o polícial dizendo alguma coisa. - Se eles fizeram isso com o seu apartamento. Imagina o que não vão fazer com o resto da cidade? - Ele te olha sério. 
- Concordo com o Suga. Você precisa sair de perto desse... Alienígena o quanto antes possível. - Jimin diz puxando o seu braço. Você tenta se soltar.
- Solta ela. - Tae segura o braço dele, fazendo ele te soltar. - Tudo bem? - Você concorda.
O braço de Jimin fica avermelhado.
-Mas, ele me parece ser uma boa pess... Quero dizer um bom ser. - Suga continua.- Estou a disposição.
- O que? - Jimin diz surpreso.
- Eu também. - Abby diz animada. - Vai ser bem divertido. - Ela puxa Jin pelo braço. - Ele também vai ajudar.
- Eu vou? - Ele diz meio esganiçado. Ela sorri para ele. - É... Eu acho que vou...
- Eu não vou participar disso. - Jimin diz furioso. - ~seu nome~, você vai mesmo acabar com a sua vida por causa dele. -Bocelli concorda.
Jimin te observa por alguns minutos antes de sair da casa. Você suspira, recebendo um abraço de Abby.
- Muito o obrigada pessoal. - Você diz.
- Você é a minha best friend. Vou está do seu lado em qualquer situação.
- Vou ligar para alguns conhecidos e pedir que eles fiquem atentos. - Suga diz saindo da casa.
- Eu vou beber... - Jin diz aflito.
Você e Abby ri.
- Para de ser marica, KimJin. - Abby provoca. Ele mostra o dedo para ela.
Você vai até Tae que apenas observa a cena. Você chama ele e o leva até o quarto de Suga. Pega uma toalha e estende para ele.
- Toma um banho. Vou pegar algumas roupas para você. - Você diz indo para o closet.
Tae segura o seu braço.
- Jimin... Ele está certo. É arriscado e você está envolvendo pessoas que são importantes para você.
- Eu estou fazendo isso para protege-los. Eles são a minha família. - Você se vira para ele. - Eu estou com medo... Muito medo. Mas, eles me dão forças para lutar.
Ele alisa o seu rosto. Sua respiração acelera. Você lembra da sensação que teve da primeira vez que ele te beijou, você se pergunta se vai sentir a mesma coisa. Você repara que os olhos de Tae estão mudando de cor, do castanho para dourado. 
- Seus olhos estão dourados. - Você diz.
Ele te solta e entra no banheiro. Você fica sem entender o que fez de errado. Você suspira frustrada e vai para o closet. Pega algumas roupas de Suga que acha que vão caber em Tae. A porta do banheiro se abre e Tae sai do banheiro com a toalha amarrada em sua cintura. Você engole em seco observando o seu corpo.
- Peguei algumas roupas. - Você coloca sobre a cama antes de sair do quarto.
- Você gosta dele. - Abby diz encostada na parede do corredor.
- O que?
- Não adianta fingir. Você super está afim dele.
- Eu não...
- Querida eu te conheço melhor que ninguém. Sei que você é a criatura mais fria quando o assunto tô é relacionamento. Parte dessa culpa atribuo ao idiota do Jimin que te traiu com a idiota da Malaska. - Ela faz uma careta. - Sério que porra de nome é esse? - Vocês riem. - Espero sinceramente que você seja feliz. - Ela se aproxima de você. - Mesmo que seja com aquele alienígena gostoso. 
Você revira os olhos
- ~seu nome~. Corre aqui. - Jin grita o seu nome da sala. - Vocês duas saem correndo. - Olhem. - Ele aponta para a TV. 
Você arregala os olhos ao observar NamJoon sobre as escadarias da catedral da praça da Sé. Vários corpos estão no chão e sangue escorre pela escadaria. É escutado tiros, um o acerta ele joga a cabeça para trás e ri. Volta a olhar para frente. Como esperado o buraco feito em sua testa cicatriza em segundos e a bala cai sobre a sua mão.
- Seres inferiores, desse planetinha de merda. Eu sou Kim NamJoon, sou o único Deus que vocês devem venerar. Sou o seu novo governante. Aqueles que de oporem ao meu comando morreram e aqueles que se curvarem perante a mim, vão ter a oportunidade de viver como meus escravos. - Ele sorri divertido e olha para a câmera. - Tae Tae, espero que você esteja vendo isso. Vou te dar 24 horas para se entregar. Caso contrário vou exterminar esses esses vermes. - Ele sorri de lado, um sorriso lindo e maligno.
Você se assusta quando escuta um baque atrás de você. Se vira vendo Tae e a marca do soco na parede. Seus olhos tem um brilho vermelho.
- Ele está passando dos limites. - Ele rosna furioso.
- Ele é lindo. - Todos viram observando Abby. - O que foi? Uma coisa vocês tem que concordar: Ele tem estilo.
Tae caminha para a porta. Você o segura.
- aonde você vai?
- Preciso detê-lo.
- Você precisa de um plano. Você não pode chegar lá e achar que ele vai conversar com você e vocês vão voltar para Gaia como bons amigos. - Você entra na frente dele. - Se acalma.
Ele te observa. Respira fundo. Os seus olhos voltam a ficar castanho.
Suga aparece na porta.
- Acho que posso ajudar.


Notas Finais


Espero que tenham gostado.
Tchau bolinhos *-*
~Kitsune-sama


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...