História Mini Imagines JK - ( Imagine Jungkook ) - Capítulo 120


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jungkook, Longfc, Mini Imagines, V Alien, Você
Visualizações 709
Palavras 1.119
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fantasia, Hentai, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero que gostem<3
Boa leitura.

Capítulo 120 - 120 - V-ALIEN: V e Namjoon Pt 6


Fanfic / Fanfiction Mini Imagines JK - ( Imagine Jungkook ) - Capítulo 120 - 120 - V-ALIEN: V e Namjoon Pt 6

Você e Tae estão trocando olhares carinhosos quando ele desvia o olhar e olha para a porta. Tiros e gritos começam do lado de fora. Tae corre para a porta, você o segue. NamJoon parece nem se importar com as balas que o atingem, caminhando graciosamente. Os militares começam a recuar.
- TaTae. - NamJoon diz com um imenso sorriso. - Tem como você pedir para que eles parem? - Ele diz entediado.
Suga que está próximo de vocês faz um movimento com a mão, que é entendido pelos outros que param de atirar mas, continuam apontando as armas para ele.
- NamJoon, pq esta aqui?
- Cansei de esperar... - Ele dá de ombros. - Esse planeta é chato... Quero me divertir um pouco e vou fazer isso te matando.
Em alguns segundos NamJoon atravessa a distância que separa a sua mão do pescoço de Tae. Mas, dessa vez Tae foi mais rápido segurando o seu braço e o derrubando no chão. Ele cai com um baque surdo e o chão no local da queda afunda rachando.
- Você não vai machucar mais ninguém. - Tae diz.
- E quem vai me impedir? - Ele chuta Tae que desvia o soltando. Ele levanta e ataca Tae. 
Os dois começam a se socar. NamJoon faz um movimento e atinge em cheio o peito de Tae que voa e bate na caixa de metal, que se move. Você corre até Tae.
- Tudo bem? - Você pergunta preocupada.
- Estou. - Ele diz limpando um fio de sangue que escorre pelo seu lábio. Tae levanta ficando na sua frente.
Seus olhos se voltam para NamJoon que se aproxima de vocês. Tae parece tentar te esconder.
- Ei. Eu lembro de você. - Ele aponta para você. - A garota do prédio... Vocês... - NamJoon passa a olhar de você para Tae. Ele começa a rir. - Cara se eu não te matar, com toda certeza a Hyuna vai. - Ele lança um olhar de psicopata. - Então que seja eu. - Ele avança na direção de Tae que também corre na sua direção e eles batem de frente e recomeça os socos e chutes. Suga se aproxima de você e te puxa, vocês saem correndo para trás dos militares.
---

Do outro lado da cidade Kook e Batata caminham pelas ruas desertas.
- Temos que encontra-los eu sei. - Kook diz bravo para Batata que deita no chão. - Também estou cansado mas, não podemos parar agora. - Batata choraminga. - Também estou preocupado. Também espero que eles estejam bem. - Ele se senta pousando o rabo sobre as patas e abaixando as orelhas. Mas, logo as levanta, captando alguma coisa. Ele passa a caminhar dando voltas. Batata late.
- Cala a boca. Estou tentando captar algo.
- UNE R2-C9 aqui é J-N-BRAVO. Consegue estabelecer contato? - Kook escuta a mensagem que está com interferência.
- J-N-Bravo. Aqui é UNE R2-C9 - Kook responde subindo em uma árvore para melhorar o sinal. - Estabelecido.
- Estou entrando na atmosfera do planeta. Estou pegando as coordenadas da sua localização. O príncipe Tae esta como você?
- O príncipe Tae está desaparecido. Militares do planeta o capturaram.
- OQ? - Ele grita. - O Rei Bang Si Hyung não vai gostar nada disso. Vou ao seu encontro.
- Okay.
----

Parque do Ibirapuera.
Kook e Batata invadem o parque e se dirigem para o descampado.
- Sim. Tenho certeza que ele está aqui. - Kook diz para Batata que observa assustado com o local deserto. - Ele está aqui sim. Cachorro medroso. - Um barulho baixo e de repente a nave aparece do nada. Lá de dentro sai um homem. - Eu disse que ele estava aqui. - Kook diz.
- UNE R2-C9.
- Hobi.
- Os habitantes desde planeta são... Peculiares. - Ele observa Batata.
- Isso é um cachorro. Os humanos os tem como animais de estimação. - Batata late. - Eu não sou um Pet. Sou uma Unidade... A esquece. - Kook revira os olhos. - Eu sei aonde o príncipe está. - Ele diz para hobi entrando na nave.
Ele se coloca sobre o painel de controle e faz aparecer na tela holográfica a transmissão ao vivo de um telejornal.
- Droga. O NamJoon está atacando o príncipe. - Hobi diz.
- Ele tem uma pedra escura. - Kook alerta.
- Precisamos ir para lá o mais rápido possível. - Ele diz saindo da nave. - Libere a Utron. - Kook aperta um botão e um compartimento do lado de fora da nave se abre. Duas motos iguais às do filme Tron aparecem. Hobi sobe em uma delas a ligando, linhas azuis brilhantes pulsam da sua roupa e percorrem a moto,
um capacete aparece instantaneamente em sua cabeça. Ele acelera pelo gramado do parque.
- Vou te guiar até lá. - Kook diz observando o ponto brilhante, que representa Hobi, no mapa da cidade. 
- Okay. 
Kook desce e vai se acomoda em um espaço do tamanho do seu corpo, ele fecha os olhos e adormece. Batata late para que ele acorde. 
- Cachorro estúpido. - Diz o garoto com orelhas de gato. Batata rosna para ele. - Esse é o meu verdadeiro corpo. Aquilo - Ele aponta para o gato. - É um corpo físico para que eu possa auxiliar o príncipe fora da nave. Mas, ele está com defeito. - Kook diz se encaminho para o painel de controle. A porta da nave se fecha e a nave começa a se mover.
----

Suga te leva para longe do local da luta. É possível escutar o barulho dos socos e de coisas sendo quebradas. Você olha para trás vendo parte de um prédio cair depois que o corpo de NamJoon o atingem.
- Eu disse. Essas lutas, de pessoas com super poderes, nunca acabam bem. - Suga reclama. - Eles estão achando que isso aqui é Power Rangers? Que a cidade vai se reconstruir de um episódio para outro? - Ele te olha. Você está chorando. Ele para e suspira. - Você acha mesmo que ele vai se machucar? Você viu o soco que ele levou? Fica tranquila, enquanto ele não for atingido pelo tal metal escuro ele vai ficar bem.
- Eu não estou chorando por isso. - Você diz em burrada. - Suga te olha sem entender. - NamJoon disse que se ele não o matasse que uma tal de Hyuna iria. Isso quer dizer que ele tem outra... Quer dizer eu sou a outra.
Suga te olha como se você fosse louca.
- Você é estranha. - Ele te guia para o prédio onde TaeYang está na porta junto com Jin e Abby.


Notas Finais


Espero que tenham gostado.
Tchau bolinhos *-*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...