História Miraculous - A origem de Chat Blanc - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain
Tags Miraculous
Exibições 153
Palavras 1.358
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - A origem se concretizou


Fanfic / Fanfiction Miraculous - A origem de Chat Blanc - Capítulo 4 - A origem se concretizou

 

Adrien on

Por que? Eu por que tudo acontece comigo eu sou modelo, bom aluno, notas altas, famoso, rico, e as coisas ruins insistem e acontecer so comigo. Dizem que sou uma pessoa bom por isso as coisas ruins acontecem comigo. Será verdade?

A questão agora e eu e meu pai, não posso acreditar que meu pai era meu maior inimigo, eu na posso acreditar. Como?

Seu objetivo principal todo este tempo era trazer minha mãe de volta, mais a que custo, ferindo pessoas, matando, aterrorizando pessoas inocentes, será que os fins justificariam os meios.

Estava com meu pai ele estava a tratar os ferimentos que ee mesmo fez em mim

- sinto muito mais uma vez Adrien, se tivesse outro meio eu faria diferente – diz ele

- entendo pai

- nunca quis lhe contar isso ara não envolver você, mais agora vejo que esta mais envolvido nisso do que eu poderia imaginar

- pai... eu preciso fazer isso agora

- não filho, você precisa descansar

- pai eu so ... quero acaba co isso logo

- você quem sabe meu filho

Estava a sair mais ele me interrompeu

- eu realmente sinto muito Adrien, eu como ninguém conheço a dor, eu conheço a dor mais do que você imagina, e estou vendo que não será fácil para você trair sua parceira, so espero que quando isso tudo acabar podemos voltar a ser felizes como éramos no passado

- eu também meu pai

Meia hora depois

Estava ao alto da torre Eiffel chorando incessantemente, estava a um clique de chamar a ladybug pelo telemovel, mais isso estava me torturando, quando ela chega o que acontecera, o que acontecera, não posso dizer a ela que meu pai e Hawk moth, ela o denunciara, se ele for preso ficarei mais sozinho do que já sou.

E melhor acabar com isso de uma vez por todas

- ladybug

- cat noir, ainda bem você na me disse onde estava, ou... – a interrompo

- por favor, venha a torre Eiffel

- ah..ok aconteceu algo

- não por favor venha sozinha

Eu desligo, e espero, foi o tempo mais torturante que passei.

- cat?

Eu a olhei com um olhar triste não poderia acredira no que estava prestes a fazer

- me... me... de ... seu miraculous ladybug

- oque!?

- me de seu miraculous ladybug – repito um pouco mais alto

- cat noir, o que esta acontecendo me diga que e uma piada

- não my lady eu sinto muito mais por favor não quero lhe machucar so me de seu miraculous

- meus deus, foi ele, hawk moth esta te manipulando

 - por favor.... – eu chorava

- cat deixa eu lhe ajudar e so dizer o que foi  - diz ela chegando perto

- NÃO, eu quero agora – eu serrei os olhos e a golpeei no rosto

- hrg..  O QUE E ISSO VOCE ENLOQUECEU?

- acabou my lady este e o fim para nois dois, me entregue agora estou pedindo

- se quiser terá que arranca-los de mim

E o combate começou a se suceder, golpes, mais um... outro e outro, estava assim por tempo, ate eu pega seu io-io

- meu ioiô

- não prolongue isso

- você esta akumatizado não esta?

- não

Ela foge e logo vou atraz

Pulando de prédios em prédios, estava a alcançá-la

- cat por favor pare- diz ela

- eu sinto muito my lady mais so posso para quando tiver seu miraculous

- diga, pelo amor de deus o que esta acontecendo

Não respondo acelero meu passo e com o ioiô dela a amaro

- não não não, cat por favor

- sinto muito, my lady – estava prestes a pega o miraculous dela, quando volpina, me acerta uma voadora me lançando contra a parede

- O QUE PENSA QUE ESTA FAZENDO CAT NOIR?

- isso não e da sua conta fica na sua e cuida da sua vida

- minha nova vida e ser heroína e estou tentando – diz ela soltando ladybug

- desista cat são duas contra um, você não pode

- não posso?

Dito isso vou ate elas , desvio de volpina e golpeio ladybug, quando volpina olha para trás já golpe-o ela com um chute a jogando conta uma parede    

- não me obrigue a fazer isso

- você já fez e nada mudara isso

- segundo round gatuno -  diz volpina tentando me golpe-a eu desvio e escapo de outra tentativa

- chega, você so esta me deixando nervosa, ainda no entendo cat por que

- tenho um objetivo pessoal my lady coisa que eu não posso dizer

As duas vieram contra mim, eu escapo, voltando a correr entre os prédios e casas

Tinha que me livra da volpina

Estendo meu bastão ate a direção delas, lady desvia mais meu alvo era outro, com o  bastão eu golpeio volpina na cabeça fazendo ela cair no prédio e direto ao chão

- VOLPINA!

Com um giro eu acerto o corpo de lady com o bastão jogando ela em um prédio abandonado, atravessando uma parece

Assim que entro no prédio não vejo ela, mais sinto sua presença quando ela com seu ioiô me golpe-o na cabeça, no chão e sobe encima de mim e distribuindo vários socos em meu rosto

Eu escapo e ao levantar rápido chuto seu rosto, atordoada ela calambeia um pouco aproveito da situação e golpeio sua barriga depois com o cotovelo acerto sua nuca a jogando no chão

- não quero que isso termine na pior forma, por favor

Ela se levanta

- já vai acabar mesmo – diz ela vindo em minha direção, com vários golpes, fortes e intenções

- CHEGA, CATACLISMO

Digo e golpeio o chão, um erro pois o andar começo a se quebra e caímos um..dois...tres andares a baixo com vários entulhos encima de nos

Quando a poera abaixou eu tiro uma vigota de sima de mim, estava muito machucado, olhei em volta e não via nada, pude escutar um choro então fui ate ele

- cof... hrg .. eu não vou luta mais contra meu amigo por isso... apenas ... me mate

Dito isso ela se destranforma, eu fico incredoulo com o que meus olhos estão me mostrando, Marinette ... nos pode ser eu ...

So tirado os meus pensamento com um baita soco da volpina, assim que caio no chão ela estava a vim em minha direção.

- não... deixe ele ir – diz Marinette

- olha aqui cat noir, so estou deixando você ir porque ela pediu, se não acabaria com você aqui e agora – ela se vira e ajuda Marinette a se levantar- nunca mais queremos ver seu rosto seu monstro, se aparecer mais uma vez na nossa frente eu juro que acabarei com suas sete vidas

Meu deus o que eu fiz, quase mate Marinette, que monstro eu sou, por que fiz isso tudo, eu não sou assim, será que sou?

Eu volto para casa, o que meu pai vai pensar, eu chego não havia ninguém subo para meu quarto, fecho a porta enquanto ao me destransformar sento em um canto e choro

- Adrien eu sinto muito por isso mais você não poder se deixa leva por hawk moth – diz plagg

- mais ele e meu pai, e ele so que minha mãe de volta assim como eu, eu estou tão confuso

Adrien off

Gabriel Agrente on

Ah meu filho eu realmente sinto muito por fazer isso com você, mais você e realmente a peça que faltava para concretizar meu objetivo, não me orgulho do que vou fazer mais, para termos nossa felicidade de volta vou fazer isso

- voe meu pequeno akuma e de a ele poder para se tornar o vilão perfeito, o ultimo e mais perfeito vilão que poderei criar

Assim o akuma se concretizou e akumatizou Adrien

- ola Adrien

- pai não quero ser akumatizado

- desculpe Adrien mais quero so acabar com este sofrimento rapidamente, prometo que não se lembrara do que aconteceu quando isso acabar

- não ... eu...

- quero que você se torne Chat Blanc  


Notas Finais


Continuara>>>>>>


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...