História Miraculous: Amor Cruzado - Segunda Temporada - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain
Exibições 100
Palavras 434
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Escolar, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


EVJVINOVWUWVU9 NADA A COMENTAR SOBRE O QUE EU ESCREVI

Capítulo 4 - Pushes Me Away


Fanfic / Fanfiction Miraculous: Amor Cruzado - Segunda Temporada - Capítulo 4 - Pushes Me Away

Aquilo era tão louco, como ela poderia estar viva? Ela, Chloé Bourgeois, tinha se suicidado! Todos olhavam para ela, incrédulos com a cena que viam. Chloé, que era para ser um corpo sem vida, estava em pé na nossa frente. Ela não parecia impressionada com a cena.

- Eu queria poder explicar. – Disse. – Mas não posso.

Todos continuamos calados, Chloé sentou ao lado da Sabrina, que se recusava a olhar a “morta-viva” que havia sentado do seu lado. Chloé soltou o cabelo e colocou os óculos escuros, se tornando irreconhecível novamente. Quando a professora entrou, olhou para ela.

- Você é? – Perguntou com uma expressão séria.

- Chloé Bourgeois. – Respondeu Chloé.

A professora não entendeu de primeira, afinal, até onde todos nós sabíamos Chloé estava morta.

- Não brinque com isso! – A professora falou. – Chloé Bourgeois tinha amigos aqui!

Chloé suspirou e tirou os óculos. Dessa vez não prendeu o cabelo, mas a professora conseguiu reconhecê-la.

- Oh! – Foi apenas isso que a professora conseguiu dizer.

Após a aula

Ficou um clima muito estranho na aula quando a Chloé “voltou dos mortos”, bom, agora parece que até o pai dela deu um anúncio oficial na TV sobre a volta da filha. Cara, isso é insano.

Resolvi sair um pouco de casa, sei lá, tomar um ar. Mas eu não fiquei muito feliz com o que vi. Eu estava tranquilo passeando por aí até que vi a Marinette e o Nathanael em um encontro. No início resolvi não ligar, mas daí eu vi bem... algo bem desagradável. Eles estavam bem de boas, tipo, só pareciam amigos. Até que ele puxou a Marinette pra mais perto e a beijou. A raiva, tristeza, ódio, tudo subiu pelo meu corpo. Eu fiquei paralisado olhando a cena. Eu queria correr, mas eu não conseguia. Eu queria gritar, mas eu também não conseguia. A única coisa que eu fiz foi começar a chorar, chorar muito. Eu olhava para eles, felizes. A Marinette estava em outra e aquilo doía muito. Ela correspondeu o beijo, de um jeito que nunca aconteceu quando estávamos juntos. Saí correndo na hora, eu não precisava mais ver aquilo.


“Why I never walked away (Por que eu nunca fui embora?)
Why I played myself this way (Por que eu me enganei desse jeito?)
Now I see your testing me (Agora eu vejo, você está me testando)
Pushes me away” (Me afastando de você)
(Pushing Me Away, Linkin Park)

Cheguei em casa, ofegante. Me atirei na cama, a imagem dela com o Nathanael cortava meu coração. A partir daquele dia, eu nunca mais fui o mesmo Adrien Agreste.


Notas Finais


EITA
Gente, agradeçam a Kittyy (minha amiga) por me passar músicas da bad para o Adrien q
Beijos xente xerosa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...