História Miraculous: Civil War II - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nino, Personagens Originais, Plagg, Tikki
Tags Adrinette, Chat Noir, Civil War, Ladrien, Ladybug, Ladynoir, Marichat, Miraculous, Peacock, Queen Bee, Tortue, Volpina
Exibições 241
Palavras 1.039
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Magia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Obrigada pelos comentários <3333333
Boa Leitura!!!

Capítulo 15 - Wolf in Sheep's Clothing


Fanfic / Fanfiction Miraculous: Civil War II - Capítulo 15 - Wolf in Sheep's Clothing

 Sim, é verdade. Mas...

— Ahá, eu sabia! – Alya apontou.             

— Será que você vai me deixar terminar de falar? – Marinette segurou o braço de Alya que se recompôs. – É verdade, eu e Volpina nos encontramos e não foi só uma vez.

— E sobre o plano que você ouviu, eu e Queen Bee tínhamos uma ideia em mente para acabar com essa Guerra Civil que vocês criaram. – disse Volpina - Não queríamos destruir ninguém, só que parassem de brigar. – Blueboy, Alpha, Melody e os demais heróis, apenas observavam atentos.

— Mas aquilo que você disse, sobre o Tortue e a Queen Bee não precisarem se preocupar? – Alya questionou de braços cruzados – Eu fui até a casa dele e te vi lá. – se dirigiu à loira.

— Eu fui lá pegar as fotos que ele ainda tinha da Ladybug e do Chat Noir brigando. Eu entreguei para Volpina que deu um sumiço naquilo para que não fosse usado contra a Ladybug e ela não achasse que foi o Chat Noir.

— Assim causando uma nova briga. – a raposa completou. – O que não adiantou muito, já que Ladybug e Chat Noir tiveram uma briguinha ontem à noite. – os dois encolheram os ombros.

— Então você e o Tortue não estão juntos? – a morena descruzou os braços, desfazendo a postura intimidadora.

— Claro que não. Somos amigos, nada além disso. – Nino completou – Por mais que tenha essa guerra e a separação de equipes, eu ainda te amo. – Alya sorriu de leve.

— Wow, isso foi bem confuso. – o felino admitiu.

— Certo, agora que já está tudo esclarecido, sugiro que façamos uma trégua para que assim a busca pelo prefeito D'Argencourt seja mais rápida. – Volpina sugeriu.

— Todos concordam? – Queen Bee indagou. Ladybug e Chat Noir trocaram olhares. Aparentemente todos estavam dispostos, exceto os dois.

— Ei pessoal, vamos deixar a Ladybug e o Chat Noir conversarem a sós para decidirem suas posições. Só não esqueçam que estamos ficando sem tempo. E sem opções. – Alya deu a ideia e ela e os demais se afastaram, deixando apenas Marinette e Adrien se encarando.

— Não acho uma boa ideia. – Marinette começou.

— Definitivamente não é. – o garoto completou. – Mas as equipes estão dispostas a fazer isso.

— E como Alya mencionou, estamos sem tempo e sem opções.                     

— Exato. Então, o que me diz? – Adrien estendeu a mão para a azulada que permaneceu de braços cruzados.

— Podemos fazer isso. Mas eu planejo.

— E eu lidero. – ela assentiu de leve, concordando. Chat Noir fez sinal com a cabeça para a mão estendida. Ladybug sorriu de canto e andou até os demais heróis, deixando o loiro com um sorrisinho também. – Teimosa como sempre.

— Vamos fazer isso, mas precisamos andar todos juntos. – Ladybug anunciou.

— Não cobriríamos uma área maior se nos separássemos? – Alpha perguntou.

— Podemos nos separar, mas sem sair completamente de vista uns dos outros. – Chat Noir respondeu.

— Exato. - a azulada continuou – O prefeito está em algum lugar dessa cidade, e como provavelmente procuramos por todos os prédios abandonados, o que nos levar a crer que...

— Ou estão deslocando ele para vários lugares. – disse Chat - Ou quem está com ele está o mantendo em local improvável...

— Ou seja, com um grande fluxo de pessoas. – completou a joaninha – Se misturar para se perder. É uma boa estratégia. – os demais heróis ficaram quase que de boca aberta devido a sincronia dos dois.

— Podemos nos separar em grupos maiores. – o felino sugeriu.

— Sim. Eu tenho um plano. – Marinette sorriu – Queen Bee, Volpina e Melody vão até a prefeitura e tentem encontrar algo que possa dizer onde o prefeito está. Seja uma carta ameaçadora, qualquer coisa. – eles assentiram – Peacock, Alpha e Bunnie vão para a delegacia, coletem qualquer informação. Falem com os policiais. Tortue, Blueboy, Spider e Mercury vão para as ruas. Falem com as pessoas. E eu e Chat Noir vamos checar os possíveis locais de acordo com as informações que vocês nos mandarem.

— Só vocês dois?

— É, estava contando com o Batwing para completar.

— Pois é, tentamos entrar em contato com ele, mas nada. – disse Alpha.

— Porque tentaram entrar em contato com um membro da minha equipe? – Ladybug franziu a testa.

— Sua equipe? Batwing é da minha equipe. – Chat Noir pontuou. – Ele disse que me apoiava e tudo mais. Me deu conselhos sobre fazer algo gran... – parou para pensar e se ligou em um detalhe importante.

— Como? Ele me disse que achava que você estava errado e ainda me deu aquele recorte da foto que você tirou.

— Sabe as pichações na escola? – a azulada respirou fundo.

— O que tem?

— Então, nós tínhamos nos encontrado na noite anterior, na verdade foi ele quem veio até mim e me aconselhou a fazer algo grande pra chamar sua atenção para a minha posição sobre os Novos Registros. Mas eu não fiz, pois não sabia o quê.

— Ou seja, Batwing pichou a escola e colocou a culpa do Chat. – Chloé concluiu – Para que vocês brigassem novamente. – a ficha pareceu estar caindo para todos.

— Por isso ele me disse que foi você quem tirou a foto e ainda me deu o recorte. Ele estava fazendo um jogo. Ele queria que nós brigássemos.

— Filho da mãe. – Chat esbravejou.

— Mas a questão é por quê? – Alya indagou.

— Provavelmente queria tirar nossa atenção de algo que ele planejava. – a joaninha concluiu pensativa.

— Como sequestrar o prefeito? – Blueboy sugeriu e os olhares se voltaram para ele.

— Precisamos nos mexer. E rápido. – Chat Noir deu a ordem e assim os grupos se dividiram e foram aos locais destinados. Apenas ele e Ladybug ficaram ali.

Marinette permanecia calada e surpresa. Tudo aconteceu bem debaixo do seu nariz e ela não viu.

— Como fui idiota. Tudo aconteceu bem na minha frente.

— Não só na sua. Eu também fui tolo o suficiente para não notar isso.

— E agora, o que vamos fazer? Digo, não sabemos absolutamente nada sobre Batwing, ou seus planos e ainda existem algumas coisas mal resolvidas entre nós que claramente não temos tempo para nos preocupar agora. – Adrien se surpreendeu ao ver que Marinette estava realmente apavorada e a postura de segurança que havia nela ao falar com os heróis, tinha ido embora.

— Acredite, estou tão apavorado quando você. Mas precisamos continuar e fazer o que é certo para o bem das pessoas, é que sempre fazemos, não é mesmo?


Notas Finais


E aí, o que estão achando?
DÚVIDA IMPORTANTE: Muita gente me pede a segunda temporada de Powerful. Vocês querem ou leriam se eu fizesse? Por favor respondam, pois é importante pra mim saber se vale a pena fazer ou não :)
Espero que tenham gostado <3 Kittykisses xx


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...