História Miraculous: Civil War II - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nino, Personagens Originais, Plagg, Tikki
Tags Adrinette, Chat Noir, Civil War, Ladrien, Ladybug, Ladynoir, Marichat, Miraculous, Peacock, Queen Bee, Tortue, Volpina
Exibições 189
Palavras 1.207
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Magia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Obrigada pelos comentários <3
Boa Leitura!!!

Capítulo 19 - Apologize


Fanfic / Fanfiction Miraculous: Civil War II - Capítulo 19 - Apologize

— Ladybug! – Batwing segurou com força o braço de Chat Noir, aproveitando seu momento de distração e o derrubou no chão, sem seguida colocando seu pé em cima do herói, impedindo que ele levantasse.

— Vocês são tão ingênuos.

— Acho que “burros” seria mais adequado, pai. – Batwing pontuou.

— Pai? Como assim pai? – Chat Noir questionou.

— Ora, ao que parece você é mais idiota do que eu pensava. – disse o prefeito – Se Batwing me chamou de pai é porque ele é meu filho.

— Não diga! – Ladybug ironizou, mesmo quase perdendo o ar. Armand soltou uma risada e atirou Marinette no chão com força, fazendo com que ela se contorcesse de dor, ao mesmo tempo em que levava as mãos até o pescoço e tentava normalizar sua respiração.

— Lady... – Batwing pisou mais forte em Chat Noir. – Porque você... Está fazendo isso? Já não é o prefeito? Não tem a cidade em suas mãos?

— Depois que fui akumatizado, Hawk Moth me fez enxergar que estava desperdiçando meu potencial sendo bom. Ser do mal é muito mais divertido. Veja bem, como prefeito eu não ia conseguir que as pessoas fizessem exatamente o que eu quero, e como eu poderia conseguir isso?

— Com repressão. - Batwing completou. – Por isso recrutamos mais vigilantes que apoiam nossa causa e o fato de não gostarem de vocês ajuda muito.

— Criamos nosso exército enquanto vocês brigavam por uma coisa tola.

— Isso é tudo culpa sua! – Chat Noir esbravejou para Batwing e se remexeu tentando sair.

— Minha? Ah não, não. Eu apenas dava minha opinião, foram vocês que brigaram. E convenhamos, não é a primeira vez que fazem isso, então podemos ver que a culpa claramente não é minha.

— Vocês são fracos. Andam por aí como se fossem jovens deuses, mas não são. Na verdade são apenas crianças que se sentem especiais por causa de uma joia boba. Agora se me dão licença, tenho uma cidade para governar.

— Acontece que nós não vamos te dar licença. – Ladybug chutou as pernas do prefeito e o mesmo caiu no chão. Batwing se distraiu com a queda do pai e Chat Noir aproveitou para girar a perna dele e o derrubar.

Os dois ficaram lado a lado, enquanto o prefeito levantava devagar, dando uma risada.

— Me admiro que ainda consigam ficar lado a lado depois das coisas horríveis que fizeram e disseram um para o outro. – eles se entreolharam.

— A questão aqui não é a nossa vida pessoal, e sim o que você está querendo fazer com Paris. – Marinette rebateu.

— Será mesmo que não é? Essa guerra que vocês dois criaram e arrastaram os outros heróis junto com vocês, não é sobre seus egos, orgulho e achar que está mais certo que o outro? – Adrien deixou os ombros caírem e desfez a posição de ataque.

— Ele tem razão.

— O quê? Você não está insinuando que...

— Não estou insinuando nada, estou afirmando. Ele tem razão. Não queremos admitir, mas no fundo sabemos que só não queremos deixar o outro achar que está certo. Você não queria brigar comigo de verdade, mas brigou por achar que estava certa.

— Talvez tenha sido isso mesmo. Mas olha, nós dois erramos e dá tempo de consertar se nós... – olhou em direção ao prefeito e seu filho, mas eles não estavam mais ali.

— Eles fugiram!

— Melhor voltarmos pra Torre e ajudar os outros. Depois procuramos por eles. – Ladybug e Chat Noir correram de volta para a luta, que por sorte estava quase no final.

— Uma ajudinha aqui! – Tortue chamou e Chat Noir foi até ele, segurou o garoto que estava por cima do amigo e o atirou para o outro lado. Enquanto Marinette saltava desviando de golpes e revidando. - Slow Time! – Tortue viu todos ficarem mais lentos, em seguida arremessou seu escudo acertando várias pessoas, enquanto derrubava algumas. Depois que tudo voltou ao normal, o escudo parou na mão dele enquanto ele via as pessoas caírem.

— Maneiro! – Adrien elogiou.

Marinette por fim acertou um soco um garoto e o derrubou. Fazendo com que ele fosse o último a cair.

— Não acredito, nós conseguimos! – Alya comemorou. – Espera! Cadê o Batwing?

— Sobre isso, precisamos conversar sério. Ainda não acabou pessoal. – Marinette caminhou até a equipe – Onde está Hawk Moth?

— Ele está alimentando o kwami dele. Aliás, ele arrasou na luta. Akumatizou geral, de um jeito bom é claro.

— Certo, acontece que o Batwing, como dissemos antes, não é o líder.

— E sim é próprio prefeito.

— O quê? Como assim? Ele não tinha sido sequestrado? – todos estavam boquiabertos.

— Pensamos que sim, mas acontece que não foi bem assim. Olha, vamos terminar as coisas por aqui enquanto eu e Chat Noir explicamos tudo, depois vamos atrás do prefeito e do Batwing.

— Que por acaso, é filho dele.

— Nossa! Que louco! – disse Nino.

Após terminarem de ajudar a polícia com as prisões, os heróis se depararam com uma transmissão ao vivo do prefeito para toda Paris.

— O que é isso?

— Coisa boa não deve ser! Ele provavelmente deve estar transmitindo da prefeitura, olhem o cenário. – enquanto os heróis corriam até o local, em todos os monitores de Paris Armand D'Argencourt falava que ia tomar Paris, ameaçando todos.

— Ei Chat!

— Fala. – disse sem olhar pra ela.

— Eu não quis dizer aqui, ok?

— Sério, pois me pareceu que você quis dizer isso. Aliás... – Marinette o interrompeu se jogando por cima dele. Logo os dois caíram rolando de cima do prédio no meio da rua, um por cima do outro – VOCÊ É LOUCA?

— Não. Só acho que não podemos tentar consertar Paris se não consertamos nossa relação primeiro!

— Vocês estão bem? – Alya gritou lá de cima.

— Estamos sim, só nos dêem um tempo! – Marinette gritou de volta e ficou de pé, logo Adrien fez o mesmo. – Diz pra mim, você me traiu?

— O quê? Claro que não! De onde você tirou isso?

— Você saiu com alguém depois que terminamos?

— Não. Porque está perguntando isso? – a azulada sentou na calçada.

— Batwing! Ele mexeu com a minha cabeça, me fez pensar que você tinha me traído, ou pior... Seguido em frente. Aí ele disse que sem você eu não era nada, e você sabe como eu sou. Por isso disso aquilo, não era porque não precisa de você. – o loiro sentou ao lado dela – Na verdade eu preciso, e muito. – virou-se para ele – Adrien, respondendo a sua pergunta, eu ainda te amo. Eu nunca deixei de te amar, por isso fiquei desesperada quando Batwing me fez pensar que você havia seguido em frente. Mas e você, ainda me ama? – ele ficou parado alguns instantes, absorvendo as falas da garota. Enquanto a mesma estava tensa e com uma expressão de preocupada.

Porém logo foi surpreendida pelo loiro que segurou seu rosto e a beijou. Marinette sentiu tanta falta do beijo de Adrien, assim como ele do dela.

— Isso responde sua pergunta? – se separaram devagar e ofegantes.

— Talvez eu precise de mais uma confirmação. – novamente se beijaram, mas logo pararam ao lembrar que ainda tinham uma cidade para salvar. – Eu te amo, Adrien!

— Também te amo, Marinette! Mas agora precisamos ir, antes que o prefeito fuja novamente. – ele estendeu a mão para que ela levantasse e logo os dois pararam lado a lado.

— Tem razão. Obrigada por me escutar. – os dois sorriram.

— Eu sempre vou escutar você, my lady.


Notas Finais


Lembrando que a nova fic (que é AU) estreia amanhã >< (Confiram o pôster no meu twitter @theladycatt).
Cof cof referência de Young Gods cof cof!
Espero que tenham me perdoado por causa desse final :3
SE VOCÊ QUER QUE TENHA UMA SEGUNDA TEMPORADA DE POWERFUL, COLOQUE NO FINAL DO SEU COMENTÁRIO #PowerfulSeason2 (<- tá aqui, só copiar e colar ahuhdhud).
E também espero que tenham gostado <3 Kittykisses xx


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...