História Miraculous: tudo invertido - Capítulo 9


Escrita por: ~ e ~priscila321

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Félix, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Jalil Kubdel, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain
Tags Miraculous
Exibições 176
Palavras 2.318
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Escolar, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente
Esse é o especial de Natal!!!
Eu vô postar a continuação do outro cap ainda hoje!
Obrigada pelos 24 favoritos!!!!!
Boa leitura.
P.s. para um especial de Natal isso tá meio Hot ass: An

Capítulo 9 - Especial: festa na escola, novas amigas e um Raposo esperto


Fanfic / Fanfiction Miraculous: tudo invertido - Capítulo 9 - Especial: festa na escola, novas amigas e um Raposo esperto

23/12/2016

P.O.V.S MARINETTE 

É quase natal!!! nem acredito, eu amo o natal!

Todo ano a família se reúne na casa dos meus tios e comemoramos, mas esse ano vai ter uma festa na escola ou, seja: vou passar o natal inteirando com o Nath! eu tô muito feliz!- eu penso e ouço meu celular tocar-

-ligação on-

Marih: alô?

Nath: olá Marih! já está pronta?

Marih: quase... só falta achar um casaco, mas eu já estou indo!

Nath: ok moh! beijo!

Marih: beijo!

-ligação off-

: ok... agora cadê essa merda...

P.O.V.S ADREAN 

Eu estava triste! o natal era a época mais feliz da minha vida! antes de minha mãe ir embora...

:Adrean, seu pai quer vê-lo-  falou nataly e eu fui até o escritório de meu pai que nem um foguete, na esperança de uma comemoração de natal.

: pai?

: olá Adrean! pode entrar!-falou e eu entrei- sente-se!

: ok...-falei me sentando 

: Adrean, você Lenbrando o quanto a sua mãe amava o natal?- essa pergunta machucou 

:sim... porque?

:eu liguei para sua escola e paguei por uma festa de Natal...

: SÉRIO?!- eu não posso crer no que está diante dos meus olhos

:eu tenho cara de quem brinca com uma coisa dessas?

: obrigado pai!-falei o abraçando 

Ele não falou nada, nem mexeu um músculo, mas eu pude perceber que estava sorrindo

: so tem uma coisa...-tinha que ter uma coisa...- você terá que ajudar a arrumar tudo!

: eu vou!!! Eu prometo!

: então vá se arrumar! gorila te deixará na escola!-eu fiz que sim e fui correndo para meu quarto me arrumar, e seguir para o carro em direção a escola

P.O.V.S NATANAEL 

Eu estava me arrumando para ir buscar a Marih para nós irmos arrumar a escola quando meu padrasto apareceu

:Natanael!!!

:S-sim senhor?

: para onde pensa que vai?

:E-eu vou ajudar na decoração da e-escola...

: que decoração?

: de natal... o diretor disse...- não consegui terminar a frase pois ele me puxou pela camisa e disse

: você não vai a lugar nenhum! Natal... filho meu não faz essas viadagems!- falou e me jogou no chão 

: EU NÃO SOU SEU FILHO!!!-tomei coragem e gritei o mais alto que pude, pois eu sabia que ele iria gritar de volta e minha mãe iria escutar- SE VOCÊ ME TRATASSE COM RESPEITO... eu te odeio...

: quem você pensa que é?- falou me pegando pelo pescoço e me levantando-se você tentar fazer qualquer coisa comtra mim... você irá receber algo que nunca mais vai esquecer- falou com um sorriso pedófilo no rosto e me jogou com força no chão e devido a pancada com a minha cabeça eu acabei desmaiando.

P.O.V.S MARINETTE 

Já tem um bom tempo que eu Alya e o Garoto novo Nino estamos arrumando tudo é nada do Nath chegar.

: Alix! você viu o Nathanael?

: não vi não Marih! 

: não tem problema! obrigada mesmo assim...

: cara... ele vacilou...-falou Nino abrindo uma enorme caixa de enfeites

: como assim Nino?- perguntei comfusa 

:é que ele disse que viria, e dar o cano não éh legal...

: o Nino tá certo Marih...

:mas o Nath nunca se atrasar para nada!-falei preocupada 

: relaxa cara! ele já deve estar chegando - falou Nino colocando sua mão sobre meu ombro

: obrigado por me ajudarem a me acalmar!

: não ah de que!

:de boas!

-auto falante-

As preparações estão quase prontas e logo logo a escola irá fechar então se não ouvir problema poderiam agilizar porfavor?

: acho melhor nos apressarmos!

: verdade... Alya me ajuda a pendura isso aki?

: Claro!- Alya foi ajudar o Nino, mas eu estava tão distraída que nem prestei atenção ao que era... não demorou muito para o Adrean chegar e começar a nós ajudar.

Depois de uma hora o auto-falante tocou de novo dizendo para irmos embora e que amanhã sedo continuaríamos os preparativos

Eu fui para casa descansar e quando cheguei lá...

P.O.V.S NATANAEL 

Eu acordei com a cabeça doendo no chão com o quarto completamente escuro, fui tateando as paredes até achar o interruptor e acender a luz, eu acendi e vi que tinha um pouco de sangue no chão, provavelmente da minha cabeça, tentei abrir a porta mais estava trancada e a janela com tábuas de madeira pregadas nela... só pode ter sido o meu padrasto... como ele e burro...

: Flufy?

:eu estou aqui -ouvi a voz dele abafada

: onde?

: aqui!- vi ele dentro de um potencial de vidro 

: FLUFY!!!- corri até lá e libertei ele

: obrigado Natanael!- falou abraçando a minha bochecha

:acha que ainda tem energia para transformar?

: tenho!!!

: nesse caso...FLUFY! TRANSFORMAR!

Eu me transformei peguei minha flauta( que groria a Genesio é indestrutivel) e bati ela com toda a força na janela, oque fez quebrar a madeira e eu aproveitei para fugir

Eu fui para a escola mas não tinha ninguém lá...

É então fui pra casa da Marih...

Esperei...

Esperei...

Esperei...

Até que...

:VOLPINO?!

:huh? MARIH!-corri e a abracei

P.O.V.S MARINETTE 

Ele me abraçou e pude ver que ele estava chorando

:v-você está chorando?

:Marih... eu...--ele nen conseguiu terminar a frase pois ele estava chorando muito

: volpi... não quer se acalmar um pouco antes de contar?- ele fez que sim com a cabeça e me levou até a cama( não pensem besteiras... ainda 😈) ele se deitou de frente para mim e ficou me olhando com os olhinhos brilhando pois iria chorar de novo

:volpi... oque aconteceu?- falei passando a mão no rosto dele

:eu posso me destranformar?

:como?

: eu quero destranformar

:tem certeza?-ele apenas dez que sim com a cabeça

: tudo bem! pode destranformar!

: obrigada....-falou baixo e destransformou 

Eu não acredito!!!

:NATH?

:desculpa Marih! eu não podia contar!- falou começando a chorar de novo 

:não amor! não precisa chorar! oque aconteceu?

: meu padrasto...-ele ia continuar mas desabou

: o padrasto dele maltrata ele e da última vez deu a entender que ele iria abusá-lo!- falou o Kuami dele, e ele abaixou a cabeça deixando as lágrimas caírem. 

:Marih... eu não quero voltar pra lá!  não quero ver mais aquele maníaco!-falou e eu abracei ele

:eu não vou deixar!

:como?

:vamos avisar a polícia! 

: obrigada Marih! eu não sei oque eu faria sem você! 

: vou pegar meu celular chamar os meus pais e...

: NÃO! q-quero dizer...

: eles não me viram chegando, oque eles vão pensar?

: mesmo que eu não quisesse nos temos que chamar os meus pais!

: porque?

: somos menores de idade seu bobinho- falei e dei um peteleco em seu nariz e nos rimos

: obrigado Marih!

: porque? 

: por ser tão boa por mim!- falou e me beijou, foi um beijo calmo e bom, os beijos dele sempre foram assim, nos só separamos por falta de ar.-eu te amo Marih!

:eu te amo Nath!- falei e dei se linho nele- agora  vamos lá!-falei e peguei na mão dele para irmos até a sala- mãe? pai?

: estamos aqui filha... Nath?  quando você entrou aqui?-perguntou minha mãe confusa 

: é uma longa história mãe... mas precisamos ligar para a polícia! 

: porque filha?

:Nath... se quiser você pode sair!

:não precisa-falou abaixando a cabeça 

: tudo bem...-falei e peguei a mão dele- pai, mãe... o padrasto do Nath maltrata ele e disse...

:disse que se eu não me "comportar" bem e-ele pode me abusar!-falou o Nath chorando- eu não quero mais ver aquele monstro!- eu o abracei na tentativa de o acalmar-porfavor...

:tudo bem garoto! -falou meu pai- você pode ficar aqui até seu padrasto ser preso!

: obrigado senhor Tom!-falou muito feliz

:você pode ficar no quarto da Marinette-falou minha mãe

: OQUE? de geito nenhum!-falou papai encarando a mamãe bravo

: ora! deixe disso Tom! eles não farão nada de errado!

:Tudo bem... vou chamar a polícia! vocês dois para o quarto! a comversa pode ser longa!

:tudo bem!-falei e subimos para o quarto- nath, você tem alguma roupa para dormir?

: não...

:acho que vou ter que pedir uma para o meu pai então-falei e ri baixinho

: eiii! eu sou muito magro! Nas roupas do seu pai cabem quatro de mim!!!

:mas e melhor do que dormir com essa roupa!

: tem algo contra minha roupa?-falou mostrando a língua

: engraçadinho ! - falei e mostrei a língua em resposta- mas falando sério... É melhor dormir com as roupas do meu pai do que com as roupas que você usou o dia inteiro! 

: você tem razão...

:eu vou lá pedir!- falei e seguir até meu pai que já tinha acabado de conversar- papai?

: olá Marih! qual o problema?

: o Nath precisa de roupas pra dormir!

:é verdade... acho que estas servem! são roupas da minha adolescência!- peguei as roupas agradeci e levei até o quarto

:Nath!  aqui suas roupas!

: obrigada Marih! elas não parecem tão grandes assim...

:hahaha! é porque eram do meu pai na adolescência!

:entendi... É aí... ele conseguiu falar com a polícia?

:eu aula acho que sim... falei e pude ver o seu olhar de decepção 

:Marih... eu tô com sono! vamos dormir?

:claro!boa noite Nath! 

:boa noite Marih! -ele falou e me beijou, mas não foi um beijo qualquer... ele era... quente! e foi se aprofundando mais até chegar ao ponto (eu realmente não sei como isso aconteceu:/) em que ele estava em cima de mim, sem camisa (oque mostrava todo o seu peitoral definido), quase tirando a minha blusa. Eu me senti mais e mais atraída por ele, eu não sabia oque estava acontecendo.

:MARIIIIIIH! TÁ ACORDADA FILHA?- ouvimos minha mãe gritar do andar debaixo, o Nathanael automaticamente pulou de cima de mim e se deitou do meu lado. Minha mãe chegou sorrindo com uma bandeja de boscoitos-filha...

:S-sim mãe?-perguntei nervosa, e se ela desconfiar de algo?

:eu sei oque estava acontecendo aqui!

: o-o que? - eu e o Nath estávamos mais vermelhos que o uniforme da Ladybug 

: podem ficar tranquilos! não conto nada para o Tom! -falou baixinho- mas chegou a acontecer alguma coisa?- eu olhei pro Nath e e ele apenas fez que sim com a cabeça

:na verdade... quase!

: opa! atrapalhei! 

: não senhora Cheng! você não atrapalhou nada!

:não precisa mentir pra mim Nath!  eu não vou reclamar com vocês!

:mãe! eu estou com sono! poderia nos dar licença?

:Claro filha!-falou e deu uma piscadela

: MÃE! -ela riu saiu e fechou a porta - desculpe por isso Nath!-falei sem saber onde colocar a minha cara

: eu que peço desculpas Marih! fui eu que comecei isso...-falou corado

: não tem problema! pelo que eu sei isso é meio normal... eu acho!

:então porque pediu desculpas?- falou com um sorriso sedutor

:t-talvez porque achei que precisasse...- oque está acontecendo comigo? ao ver minha cara de "assustada" ele riu baxinho e me beijou

: vamos dormir moh amanhã temos uma festa para ir! depois disso nos terminamos oque começamos!-falou em um tom sexy

: nossa! não conhecia esse seu lado!-falei brincado

:nem eu!- falou e nos rimos-boa noite Marih! 

:boa noite Nath! -falei me deitei ao lado dele e ele me abraçou,  não demorou muito para estarmos dormindo

24/12/2016

P.O.V.S ADREAN 

Eu mal acordei já pulei da cama animado

: é natal!-falei sorrindo, fiz minhas igienes matinais e desci para tomar o café da manhã - bom dia Nathaly, bom dia pai!- falei peguei um pão e olhei pela janela, estava nevando? mas ontem não estava! bom deixa quieto!  hoje terá a minha primeira festa de Natal! eu fiquei a tarde toda checando o relógio até chegar a hora, quando chegou eu quase tive um derrame- será que eu uso uma roupa casual ou formal, cabelo assim ou assado?, esse perfume ou esse?

: calma Adrean! está parecendo a sua mãe! - falou papai chegando no quarto

: é que eu estou nervoso! não sei como me vestir! não sei como agir! não sei nem se vou!-falei me jogando na cama- que droga!

:calma Adrean! aqui use está roupa ele me entregou uma camisa verde, um capuz com orelhas de gato, uma casa e um tênis pretos.

:valeu pai!- falei e fui correndo me vestir -ficou bom?

:ficou ótimo!agora vá!  gorila está te esperando ! -eu abracei me pai agradeci e fui para a festa. Quando cheguei lá tinha muita gente que eu nunca tinha visto

: olá- chegaram três garotas dizendo, a que aparentava ser a mais velha tinha o cabelo enorme e vermelho como o do Nath, a segunda tinha longos cabelos castanhos e olhos verdes, e a que aparentava ser a mais nova era bem branquinha, tinha olhos azuis, cabelo platinado e um head Phone.

: olá! quem são vocês?

: somos: Lay, Nane e está e a Isa 

: olá meninas! eu sou Adre...

: nos sabemos que você é não precisa se apresentar!- falou a Isa

:tudo bem então... como vocês entraram aqui?

: a festa é aberta para todos!- falou a Lay 

: legal!

: é aí cara... quem são essas? falou Nino chegando mais perto. Ele estava vestindo uma camisa azul, um casaco de couro, um óculos escuros e pela primeira vez o vi sem o boné.

: olá cara!-falei cumprimentando ele- estas são Lay, Nane e Isa!-elas o cumprimentaram 

: cara você viu a Alya?

:não... porque -falei com aquele olhar

:não pense besteira! só quero falar com ela!

: eu acho que ela não chegou ainda!

: okay... valeu aí!

:tudo bem!- falei e ele foi embora

: bom meninas eu vou ficar dando voltas por aqui... querem vir comigo?

: claro! -falou lay 

: porque não- perguntou Nane

: tanto faz! -falou isa roubando o fone de Nane

:ei!

: shhhh! aceita que dói menos!- falou e eu ri baixinho, eu e as meninas conversamos por um bom tempo até que vejo Marih chegando, sem o ruivo chato!

: meninas vocês me dão licença rapidinho?- elas apenas fizeram q sim com a cabeça e  eu fui atrás de Marih- m-marih oi.. v-você e-escola linda...

: obrigada-ela falou corada

:cara! 

:que foi Nino? 

: vocês estão debaixo do galho de laranjeira! podem se beijar (#tradicaoporoutroslugaresnomundo )

:O-oque?- perguntou Marih assustada! eu tô tão feliz!- m-mas eu namoro!

: cara! e só um se linho!  oque de mal pode acontecer? (An: falou as palavrinhas proibidas; kaka: calabocakarai!!!)

:T-tudo bem então...- ela me deu um selinho rápido e corou muito até que agente escuta uma voz

: Marih?- o Nath viu tudo boxta!

: Nath não é oque você está...

: eu sei bem oque está acontecendo aqui!- falou ele é Marih arregalou os olhos- vocês estão... debaixo do galho de laranjeira!( quem foi trolado levanta a mao)-Marih fez uma cara de alívio e abraçou ele

: desculpe moh eu...

: não precisa se desaparecer Marinette! está tudo bem!

Porque eu sempre fico assim.  quando vejo eles juntos?






Notas Finais


Esse foi o especial
Cada especial será a continuação deste cap e se mais alguém quiser participar do próximo especial
Deixa nos coments
Kisses de mel🍯🍯🍯


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...