História Mirrors - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Selena Gomez
Personagens Justin Bieber, Selena Gomez
Tags Criminal, Jelena, Justin, Selena
Exibições 52
Palavras 1.524
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Hentai, Luta, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 17 - Acho que é hora de mostrar ao meu querido pai que eu aprendi


Fanfic / Fanfiction Mirrors - Capítulo 17 - Acho que é hora de mostrar ao meu querido pai que eu aprendi

P.O.V. Selena Gomez

Bloqueio e desbloqueio a tela do celular a cada 5 segundos apenas esperando dar o horário corretor para sair do hotel. Balanço as pernas sentada na cama e vejo o Charlie sair do closet ajeitando as mangas da camisa. Ele estava apresentável e eu poderia dizer que me surpreendi com seu estilo.

— Podemos ir? - ele pergunta e eu me levanto da cama ajeitando minha blusa e pondo o celular no bolso traseiro da calça

— Sim - Falo caminhando em direção a porta e vejo os seguranças parado frente a mesma apenas a nossa espera

Eles eram realmente muito pontuais, o que chegava a me assustar um pouco.

(...)

Vejo o carro parar nos fundos da casa do Harry e saio do carro analisando a parede que eu teria que escalar daqui a alguns minutos. Sem falar que seria apenas a primeira parede que eu iria escalar naquela noite.

Olho para os seguranças que pararam do meu lado e respiro fundo tentando manter o nervosismo.

— Vamos pular esse muro enorme e quando conseguirmos passar, vamos dar de cara com vários seguranças... Vocês 2 vão dar conta deles, enquanto eu e o Charlie escalamos a parede que dará ao corredor onde ficam as garotas que o Harry prende, quando eu achar o quarto e salvar a Demi, voltamos e descemos pelo mesmo lugar... Vamos tentar fazer isso na maior discrição possível - Falo e eles concordam, me viro para o Charlie e ele estava olhando para o muro - Vai dar tudo certo - Falo e ele me olha como se não tivesse muita certeza disso - Pode confiar em mim - Falo e ele concorda com a cabeça

Pego a corda com a vara pontuda na frente e a lanço sobre o muro puxando em seguida para ter certeza que havia prendido corretamente.

Olho para os seguranças e os vejo concordarem com a cabeça. Entrego a corda para um deles e ele logo começa a subir, pulando o muro em seguida. Em seguida o outro segurança sobe e faz o mesmo que o primeiro. Olho para o Charlie e entrego a corda para ele vendo o mesmo fazer o mesmo processo que os seguranças. Seguro na corda firmemente e começo a subir o muro tentando não olhar para baixo.

Após alguns segundos consigo passar para o outro lado e vejo alguns seguranças do Harry caídos no chão com manchas de sangue na roupa.

Olho para eles e eles logo fazem sinal para que eu e o Charlie fôssemos cumprir nossa parte.

Caminho até o local correto e olho para cima vendo que a janela estava aberta, suspiro aliviada e vejo a escada de emergência coberta por algumas plantas.

— Vamos - Falo batendo levemente no ombro do Charlie e ele me segue

Subo as escadas com um pouco de dificuldade graças ao salto das botas, mas logo consigo pular a janela e dar de cara com o corredor.

Respiro fundo tirando a arma da cintura e posiciono a mesma em minhas mãos, vendo o Charlie parar ao meu lado em seguida.

— Aonde fica o quarto dessa garota? - ele pergunta baixo e eu olho em volta ouvindo uma voz conhecida soar de uma das portas

— Acho que é a voz dela - Falo caminhando até uma das portas cuidadosamente e o Charlie me acompanha

— Como uma casa dessas não tem seguranças por aqui? - ele pergunta assim que eu afirmo que era o quarto da Demi

— Existem seguranças lá na frente do corredor - Falo e giro a maçaneta percebendo que a porta estava trancada - Mas em compensação as portas ficam todas trancadas - Resmungo e ele ri baixo

Olho em volta tentando achar algo que va me ajudar a abrir a porta, porém não encontro nada...

Vejo a chave presa na cintura de um dos seguranças e logo cutuco o Charlie lhe mostrando as chaves.

— Ficou maluca? E a discrição fica aonde? - ele pergunta e eu nego com a cabeça

— Nada de discrição agora - Falo e caminho em direção aos seguranças

Vejo eles se virarem para mim e aponto a arma na direção deles atirando nos mesmos, vendo o Charlie fazer o mesmo em seguida.

— Acha que vai demorar para perceberem que a casa foi invadida? - ele pergunta e eu pego a chave da cintura do segurança

— Não quero estar aqui para contar tempo - falo e volto até a porta da Demi pondo todas as chaves na porta até encontrar a chave correta

A vejo parada frente a cama cantando uma música na qual eu não saberia nem dizer o nome, porém ela logo para de cantar ao me ver e eu caminho em sua direção a abraçando.

— Vim lhe buscar - Falo e pude perceber que um sorriso brotou em seus lábios, me afasto dela e seguro em sua mão - Vamos logo

— Como conseguiu entrar aqui? - ela pergunta e eu apenas a puxo para fora do quarto

— Depois eu te conto a história toda - Falo e ela apenas concorda com a cabeça

Caminho em direção a janela com eles, porém Ouço uma voz conhecida por mim e Paro no meio do caminho vendo eles fazerem o mesmo que eu me olhando sem entender.

— Eu tenho que olhar apenas mais uma coisa... - Falo e olho para o Charlie - Leva ela daqui e eu já encontro vocês - Falo e ela apenas concorda

— Aonde vai? - Ouço a voz do Charlie e eu apenas Sorrio de canto

— Depois te conto - Falo e ele concorda indo atrás da Demi

Sigo as vozes que davam no andar de baixo e caminho em direção a escada principal fazendo o possível para que não me vissem.

Pude ver o Ryan, o Chris, o Chaz, o Justin e uma garota loira parados de um dos lados da sala com os seguranças cercando eles com armas apontadas para suas cabeças. Enquanto o Harry, a Taylor, o Louis e mais alguns seguranças estavam do outro lado frente a eles.

Eles estavam conversando e pelo que eu sabia os meus amigos não sairiam vivos dessa.

Respiro fundo tomando toda a coragem necessária e piso no degrau da escada segurando a arma na direção do Harry.

— Uau Styles... Sabia que adorava uma bela plateia, mas não sabia como funcionava seu show - Falo descendo as escadas e vejo o olhar deles se direcionarem a mim

O Harry me olhava surpreso, assim como todos que estavam ao seu lado. Vejo um sorriso brotar no rosto do Justin e olho para o chão em seguida vendo as armas deles ao chão. Isso ia ser muito complicado.

— Gomez... Voltou para mim? - o Harry pergunta com um sorriso cínico no rosto

— Voltei não para você, mas por você - Falo e vejo o Chris acenar pra mim me fazendo rir - Harry... Pede para eles abaixarem as armas, porque se não eu estouro sua cabeça

— Todos sabemos que não fará isso... Você mudou - ele fala e eu sinto um frio percorrer meu estômago - O Liam me falou de você, mas quando você chegou aqui eu pensei que eram pessoas distintas... O que aconteceu com a garota que não tinha dó nem piedade de ninguém? - ele pergunta e eu nego com a cabeça

— Ela pode ter sumido por um tempo, mas acho que voltou nesse instante - Falo e aponto a arma para a perna do Louis atirando na mesma em seguida, vejo ele gritar e cair ao chão com a mão na perna em seguida - Abaixa a arma que dá próxima eu não vou errar o coração - Falo e ele me olha assustado fazendo sinal para que os seguranças abaixem as armas - Por sua causa Harry... Eu me lembro todo dia do que passei aqui, tenho marcas até hoje - Falo negando com a cabeça e sinto meus olhos marejarem - Mas não se preocupe que vocês ficarão com uma marca bem boa minha em vocês... Começando por você - Falo apontando para a Taylor e ela ergue as mãos apontando a arma em minha direção - Você matou o meu pai... - Falo e ela faz uma cara surpresa

— Eu pensei que não se lembrasse de nada - ela fala e pude perceber que suas mãos estavam tremendo

— Eu não me lembrava, mas olha que legal... Eu me lembro de tudo que aconteceu nas empresas Bieber's naquele dia - Falo e percebo que o olhar de todos estavam sobre mim - Você matou o meu pai e sabe o que ele tinha me dito nesse mesmo dia? - pergunto e ela permanece calada - Ele me disse que eu era ingênua de mais para esse mundo e que teria que parar de ter dó das pessoas - Falo rindo em seguida - Acho que é hora de mostrar ao meu querido pai que eu aprendi - Falo e começo a disparar na direção dela fechando os olhos em seguida

Aquela altura meu rosto estava molhado em lágrimas e eu não estava mais pensando no que estava fazendo, apenas sabia que tinha que tirar a vida daquela garota a qualquer custo.

Não conseguia prestar atenção em mais nada, só queria ter a certeza de que ela ficaria bem morta para sempre. 


Notas Finais


Redes Sociais:

Twitter - @ladymrs_bieber
Instagram - malufreak
Facebook - Malu Bomfim


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...