História Misaki's story - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Charlotte, Iris, Kentin, Kim, Li, Lysandre, Nathaniel, Rosalya
Exibições 108
Palavras 1.996
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Suspense, Visual Novel
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction Misaki's story - Capítulo 1 - Capítulo Único

POV//NARRADORA      

 

Em uma noite escura e sombria, nasceu... Misaki, a Deusa. Filha de Hades, deus do submundo e de Atena, deusa da sabedoria e das artes. Sua mãe, a abandonou, ainda bêbê, pois teria que voltar ao Olimpo para manter a sua relação com Hades em segredo.

                A ruiva de olhos pretos, foi crescendo. Sempre amou os animais. Principalmente seu Cérbero¹, chamado Amendoin. Certo dia, ela foi brincar fora do castelo de seu pai. Em uma certa floresta de fogo, ela encontrou um garotinho de cabelos pretos, brincando.

                Misaki nunca havia encontrado nem interagido com ninguém de sua idade, então resolveu se aproximar,

                - Oi! – Ela falou.

                - Oi. – Ele falou se virando para a Misa-chan.

                - Qual seu nome?

                - Castiel. E o seu?

                - Misaki!

                Foi nesse momento que ela conheceu o seu... melhor amigo!

                Eles começaram a se encontrar todos os dias. Tipo... todos os dias. Até que ela fez 7 anos.

                Misaki dormia tranquilamente quando foi acordada.

                - Filha, acorda...

                - Hum? Q-quem é você?? – A menina falou, levantando meio assustada.

                - Eu... sou sua mãe... – A mulher falou.

                - M-mãe??? M-mas... o papai falou que minha mãe tinha morrido...

                - É um pouco tarde e para te contar a história toda, mas... eu prometo que te conto depois. Vamos?

                - E-eu nem te conheço...

                - Misaki, filha, é nescessário que você vá comigo para o Olimpo. Até teremos a oportunidade de nos conhecermos melhor.

                -  Só se o papai e o Amendoin forem!!

                - Seu pai... ele tá dormindo agora, mas eu prometo que quando amanhecer ele vai.

                A garotinha desconfiou um pouco mas foi com a mãe.

 

POV///MISAKI

                ~FORA DA HISTÓRIA~ Misaki: AGORA EU NARRO ESSA BAGAÇA

                ~FORA DA HISTÓRIA~ Narradora: Vai lá...a vida é sua

 

               

 

                Bem, eu caí no conto da minha mãe, Atena. Fui com ela até o Olimpo. Chegando lá, ela me levou para uma espécie de... casa? Bem... eu fui “obrigada” à morar lá, por ordem de Zeus. Porque quando ele descobriu que eu morava com Hades, ele mandou imediatamente Atena ir me buscar. Mesmo que... ele só tenha descoberto 7 anos depois.

                Eu não queria sair de casa. Estava triste porque não tinha nem Castiel nem o Amendoin... nem o calorzinho do inferno. Até que um dia, eu resolvi, já que minha mãe havia saído. Eu nem tinha acostumado que eu tinha uma mãe. Também porque ela SÓ VIVIA FORA DE CASA!!!

                Lá no centro do Olimpo tinha uma praça, muito fofa pra falar a verdade. Onde tinha algumas crianças da minha idade brincando.

                Me lembro de ter chegado perto de um grupinho, onde tinha uma menina loira, uma morena e outra de olhos meio puxados, brincando com uma espécie de... bonecas.

                - Posso brincar com vocês? – Perguntei com um sorriso no rosto.

                - Você... é a filha de Hades né? – A loira filha da p... digo, idiota, falou.

                - Sim!

                - Meu pai me falou que o SEU PAI é do mal! Ou seja, você também é!

                - M-mas... e-eu não sou malvada!! – Falei meio magoada.

                - Com certeza é! Boboca!!

                - Quem você pensa que é??? Nem sabe o meu nome... só minha origem!! Então é melhor você parar, sua loira... oxigenada!!

                - E-está vendo?! V-voce é muito má! O meu cabelo é totalmente natural. – Ela falou com voz de menina mimada. – Sabe quem eu sou?! Ambre, a filha de Zeus!! O Deus dos Deuses! E... você é só uma... menina qualquer que veio do inferno!

                - E você sabe quem eu sou?! Misaki, a Princesa do inferno! A filha de Hades! E mais bonita que você... – Meu Deus... eu era muito idiota, mesmo que isso seja verdade.

                - Ora sua.... – Ela se levantou do banco e me empurrou na fonte de água que estava atrás de mim.

                - E-ei! – Eu exclamei. Nossa... cara... eu era muito trouxa .-.

                Todos ali riram de mim. Eu fiquei muito constrangida.

                - Ambre!! O que pensa que está fazendo?! – Falou um garotinho de cabelo branco.

                Ele se virou para mim e me ajudou à levantar.

                - Parece que nem tem educação! Essa menina não te fez nada! – Ele continuou.

                - Ela me chamou de feia! – A tal Ambre tentou argumentar

                - Ela não falou isso! Ela simplesmente falou que era mais bonita que você, e não é uma mentira.

                Eu corei nesse momento. Tipo.. fiquei tão vermelha quanto meu cabelo. O Castiel nunca tinha me elogiado... mas esse garoto conseguiu fazer isso.

                - Eu vou contar para o papai que você pretende defender essa... essa menina aí do que defender a sua irmã!

                - Pode contar, eu não ligo! Além disso, eu não sou seu irmão. Só porque meu pai teve um caso com minha mãe e com a sua, não quer dizer que eu te considere uma irmã, afinal, você me trata muito mal! Só o Nathaniel que me entende e é meu amigo!

                -... – Ela não falou nada e saiu batendo o pé com suas amigas. A Ambre com lágrima nos  olhos.

                O menino de cabelos platinados se virou para mim e ficou me olhando. Seus olhos era de cores diferentes. E muito fofos!

                - Me desculpe pela Ambre... ela é assim mesmo... você está bem? – Ele pergutou numa calma... que até eu consegui me acalmar naquela hora.

                Acabei sorrindo meio sem jeito... e ainda corada... balancei a cabeça afirmando.

                - Meu nome é Lysandre, e o seu?

                - M-Mi-Misaki...

                - Que nome bonito... bom, vamos na sua casa? Você precisa se trocar. Se não vai ficar doente...

                Mesmo que Deuses não pegassem doenças de humanos, eu fui. Engraçado o jeito dele de falar, para uma criança de 8 anos.

                Chegando na minha casa, ele ficou esperando na porta, até eu me trocar. Quando voltei, ele ainda estava lá.

                - Quer brincar? – Ele perguntou.

                - S-sim... – Respondi.

                Foi assim que conheci o Lysandre. Meu primeiro e melhor amigo do Olimpo... e primeira paixão.

                Com os anos, minha paixão pelo Lys foi só aumentando. Um certo dia, eu estava esperando o Lys, no nosso “esconderijo” secreto, que vamos para nos esconder dos problemas e confusões. E também para papear! Bem, eu estava nesse lugar. Aí, eu ouço um barulho e resolvo sair para ver o que era. Acabo me esbarrando em alguém.

                - Ai... – Falei, caindo no chão.

                - M-me desculpe... e-eu não te vi!

                Era um garotinho loiro. Deveria ter a idade do Lysandre. Ele me ajudou à levantar.

                - Tudo bem. Me chamo Misaki. E você? – Perguntei.

                - Nathaniel. – Ele falou. Pude perceber seu rosto meio corado. – E-eu... p-preciso ir... m-meu pai está me esperando...

                - Certo! A gente se vê por aí!! – Falei sorrindo.

                Ele foi embora. Logo em seguida, o Lysandre apareceu e eu o abracei. Finalmente, fomos conversar, como sempre.

 

 

POV///NATHANIEL

 

 

                Chegando em minha casa, mais precisamente em um tipo de... castelo/mansão... não sei explicar. Enfim, cheguei e fui até onde meu pai se encontrava.

                - Papai?

                - Nathaniel, meu filho... o que quer? – Ele perguntou.

                - Papai... eu... conheci... u-uma menina...

                - Que ótima notícia meu filho! E então? Ela gosta de você também?

                - Pai, que bobagem! E-eu acabei de conhecê-la e...

                - E quem seria essa menina?

                - A... M-Misaki...

                - Filha de Atena? Eu já a vi. Ela realmente é bonita!! Então vou falar com a mãe dela. Quando completarem 21 anos, irão se casar.

                -... Ok....

 

 

POV///MISAKI

 

 

                Muito tempo ao lado do Lys depois, tipo, no fim do dia, eu voltei para casa. E eu tive a surpresa da minha mãe estar lá. A cumprimentei mas ela me parou.

                - Misaki... eu tenho uma ÓTIMA notícia para você!

                - O que foi?

                - Zeus, me comunicou que... você está noiva!!

                - C-COMO?! – Exclamei

                - Filha, o filho dele, Nathaniel... é seu noivo... e não pode mudar isso.

                - M-mas... e-eu... gosto de alguém! E-e... e-ele também é filho de Zeus! Por que eu não poderia casar com ele???

                - Filha, se Zeus decidiu isso, não poderemos mudar. Quando ficar mais velha irá entender as regras e...

                - QUEM LIGA PARA REGRAS?! EU AMO O LYSANDRE!!!

                - Misaki, escuta, você só tem 8 anos, não sabe o que é amor...

                - Você fala como se soubesse... abandonou sua filha quando era bebê ainda e hoje diz que me ama.

                Saí correndo dali e me tranquei no meu quarto. Chorei muito pois não casaria com quem realmente gostava. Naquele momento, eu sentia uma certa raiva daquele garoto quem eu conheci hoje... o Nathaniel.

                Os anos foram passando. E eu crescendo. Mesmo já com 14 anos, meu amor por Lysandre não havia mudado para pior... apenas aumentado, se era possível. Descobrir que tenho vários poderes como controlar o fogo e a terra... e uma ótima habilidade com espadas e arco e flecha.

                Um dia, eu fui para o nosso cantinho especial, esperar por ele. Só que no caminho, eu fui atacada por alguém que usava uma máscara e me raptou. Essa pessoa conseguiu me deixar inconsciente  mesmo com meus poderes.

                Acordei e estava no meu antigo quarto, no inferno.s

                - Hã...? – Me levantei ainda meio tonta.

                - Misaki... que bom te reencontrar... – Meu pai falou. Se levantando da cadeira.

                - P-pai?! Então... foi só um sonho...?

                - Não, minha filha. Eu te sequestrei e te trouxe de volta.

                - Mas pai... você me maxucou....

                - E você ainda mais. Não sabe como foi dolorido para mim?! Minha princesinha... a única coisa pela qual eu tinha sentimentos positivos...tinha ido embora!! Por conta própria... que ingratidão...

                - Mas pai... minha mãe havia prometido que você iria com a gente...

                - Eu sempre pensei que você fosse inteligente. Bem, não tenho tempo para discutir. Você está de castigo.

                - M-mas... como assim??? Ah... tá bom.. o-o que eu tenho que fazer...? – falei.

                - Você agora é a minha escrava. – Ele falou com um sorriso malicioso no rosto.

                - M-mas...

                - CALE A BOCA! – Ele gritou. E assim ele me deu um tapa. – VÁ LIMPAR O CASTELO, SUA INÚTIL!! E me faça um sanduíche.

                - E-eu não quero... – Lágrimas escorreram do meu rosto.

                - Não é você que decide alguma coisa!! – Ele falou me dando um murro nas costas. – Agora vá!

                - M-mas...

                - VAI INSISITR?! – Ele levantou sua mão e jogou um fogo verde em meus olhos. Aquilo ardia muito mesmo. Mas muito. Eu comecei à gritar de despero. Nem tinha percebido que ele havia cortado meu longo cabelo.

                Foi assim que passei o resto dos anos da minha vida. Com uma escrava. Mas.. eu não era só uma escrava doméstica... e sim sexual também. Para os amigos dele. Foi... horrível ser... estuprada. Eu nunca imaginei que minha primeira vez seria daquele jeito.

                Bom, quando eu tinha 16 anos, Zeus fez uma lei que obrigava todos os Deuses, incluindo Hades, a não conviver mais com seus filhos. Ou seja, eu estava livre. Nunca estive tão feliz.

                O único porém era que eu teria que ir para o mundo dos humanos. E... estudar em uma escola chamada Sweet Amoris... fiz uma espécie de teste de nivelamento.... e fiquei no segundo ano do ensino médio por ser... tão inteligente.

                Bem, fiquei em um apartamento qualquer, sozinha... e no primeiro dia de aula... eu não poderia ter ficado mais feliz. Reencontrei com o Castiel. Meu melhor amigo de infância. Eu o abracei com tanta força... ele havia pintado o cabelo em minha homenagem. Reencontrei o Lysandre mas... já era tarde... ele... estava... namorando... com... a Asuna... uma garota de cabelos brancos e olhos azuis claros.... eu NUNCA havia ficado tão machucada. Eu não sei se eu tinha contado... mas eu namorei com ele por dois anos....

                O Cast me consolou... e hoje, estamos juntos, mesmo com o Lys me pedindo desculpas...

                Também reencontrei com a Ambre e aquelas amigas dela.

                Posso dizer que tenho vários amigos, sou uma das meninas mais bonitas da escola...

 

~FORA DA HISTÓRIA~ Castiel: E sexy também...

~FORA DA HISTÓRIA~Misaki: E-eu to narrando!

                Bem, essa foi a minha história <3

 


Notas Finais


EU SEI QUE TÁ TUDO ERRADO QUANTO À MITOLOGIA MAS SABE? EU POUCO ME IMPORTO COM O QUE DISSER DE RUIMMM <3


PS:
PARABAINX PRA MIM ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...