História Miss Right - IMAGINE BTS (Em revisão) - Capítulo 31


Escrita por: ~ e ~ElfoBrilhante

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Drama, Harem, Hentai, Jin, Quadrado Amoroso, Romance
Visualizações 28
Palavras 2.772
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Harem, Hentai, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


LucasPepper:
Batata!!
Eu sei que demoramos a voltar, mas aqui estamos com um capítulo novo!
Espero que nesse tempo vocês tenham se cuidado e se alimentado bem, pois queremos nossos leitores saudáveis. Este capítulo não vai ser a continuação do último capítulo, mas se passará no mesmo dia que o tal.
Espero que gostem, tenham uma boa leitura e desculpem qualquer erro!
Vejo vocês em breve! Beijos 😘

Capítulo 31 - Jungkook


Fanfic / Fanfiction Miss Right - IMAGINE BTS (Em revisão) - Capítulo 31 - Jungkook

Yeunji On

O barulho das cigarras estava alto no parque, a luz do sol batia nas cerejeiras, deixando-as em um rosa vívido. Eu estava guardando minha câmera e meus equipamentos no baú da moto, havia acabado de fazer uma sessão de fotos com casais, usando as flores coloridas como um cenário romanticamente bonito.

— Tchau Yeunji! – diz um dos casais de modelos, passando por mim de mãos dadas.

— Tchau! – falo animada, acenando para eles – As fotos ficaram ótimas, envio para vocês assim que estiverem editadas.

Observo com um sorriso os dois partirem, era engraçado como a estação mexia com os casais.

Quando eu estava subindo em minha moto, meu celular começa a tocar, fazendo-me pegá-lo rapidamente no bolso de meus jeans, ao olhar no visor, vejo que era Jungkook.

— Bom dia Jeon – falo ao atender o telefone.

— Oi, bom dia! – ele fala de forma risonha – Como você está?

— Estou bem e você? – pergunto passando os dedos por meu cabelo.

— Estou bem – ele responde, parecendo ansioso – Onde você está? Está ocupada?

— Eu estou aqui no parque, acabei de fazer uma sessão de fotos, por que?

— Você pode vir aqui para Big Hit? – ele pergunta – Podemos almoçar juntos...

— Claro, já estou indo para aí – falo pegando meu capacete.

— Estarei te esperando! – Jungkook fala de forma animada – Beijos!

— Beijos Kook!

Devolvo meu celular ao bolso de meus jeans, coloco meu capacete e dou partida na moto, dirigindo pela rua movimentada. Desvio pelos carros enquanto penso o que Jungkook queria comigo, nós estávamos muito próximos ultimamente, eu nunca imaginara que uma amizade assim poderia surgir entre eu e o maknae.

Alguns minutos mais tarde, entro pela garagem da empresa, estacionando minha moto na mesma vaga de sempre. Retiro o capacete, o deixando pendurado no guidão da moto e após descer da mesma, vou diretamente para o elevador. Observo meu reflexo na parede metálica, eu vestia uma camisa de botões verde e jeans skinny claros, calçava um par de botas pretas com cano médio.

As pessoas em minha volta conversavam entre si enquanto o elevador estava subindo, passo a mão por minha camisa, ajeitando-a. O elevador para no meu andar, as portas se abrem e eu saio para o corredor rapidamente.

Os meninos estavam saindo do estúdio de gravação, ao me verem, caminham rapidamente em minha direção com sorrisos largos.

— Yeunji! – diz J-Hope, me abraçando com força – Hoje não era sua folga?

— Na verdade é – falo sorrindo.

— Então porque vir para cá ao invés de descansar? – pergunta Suga com o cenho franzido.

— Eu chamei ela para almoçar comigo – Jungkook fala passando o braço por meus ombros e me dando um beijo na bochecha – Hoje terão que almoçar sem mim...

— Neste caso, já estamos indo – V fala rindo – Estou com muita fome...

Me despeço dos meninos, que seguem para um restaurante próximo, em seguida vou para a sala de descanso com Jungkook. Sento-me no sofá com as pernas cruzadas, o maknae me pede para esperá-lo e sai da sala rapidamente, me deixando curiosa enquanto o esperava. Fico mexendo em meu celular, em uma tentativa de passar o tempo, troco algumas mensagens com minha irmã, que havia aproveitado o dia para passear com o namorado estrangeiro.

Minutos depois, Jungkook passa pela porta da saleta, em suas mãos equilibrava duas tigelas de lamen, a fumaça saía da comida e fazia meu estômago roncar. Ele coloca as tigelas na mesinha de centro e senta-se ao meu lado com um sorriso largo.

— Que garoto gentil – falo o observando com um sorriso – Faria uma garota feliz...

— Aish! – ele fica corado e coça a nuca – Só tenho que tratar minha noona bem!

— É isso mesmo! – empino o queixo, pego minha tigela e começo a comer – Mas então, só me chamou para cá pela minha companhia?

— Ah, mais ou menos – ele fala baixinho e também começa a comer.

— Como assim?

— Eu estava meio desanimado – ele dá de ombros – Como você é uma grande amiga e tem me ensinado tanta coisa... Achei que pudesse me ajudar.

— O que aconteceu? – pergunto com preocupação.

— Ah, as visitas de Suki estão bem frequentes – ele fala com uma expressão triste – Não é muito legal vê-la com Jimin, por mais que eu queira a felicidade dos dois.

— Eu entendo, deve doer muito ver a pessoa que você gosta com alguém tão próximo – respondo com a mão em seu ombro – Suki é uma garota legal, mas não acho legal o que ela fez com você e o Jimin...

— E-eu sei... – ele começa a falar, mas eu o interrompo.

— Não quero te ver triste por causa dela, tem tantas garotas lindas que iriam te valorizar muito mais – digo seriamente – Mas se ela for visitar vocês e você sentir-se mal, pode me chamar que eu apareço na hora.

— É... – ele concorda com a cabeça – Promete?

— Prometo Jeon – dou risada e bagunço seu cabelo, fazendo-o cair na risada também.

Terminamos de comer o lamén que estava delicioso, continuamos conversando por alguns minutos sobre diversos assuntos, até que o maknae precisou voltar para suas obrigações de idol, convidando-me para ir visitar o dormitório dos meninos mais tarde. Por fim, me despeço dos garotos e após passar no café, vou diretamente para a garagem do prédio.

Quando saio do elevador, me deparo com Haru saindo de um carro cinza que estava estacionado em uma das vagas do local. Ela vestia uma camiseta cinza clara, short preto curtíssimo e um cardigã também preto, calçava um par de scarpins na mesma cor que a camiseta. Seu olhar estava escondido por óculos escuros no estilo gatinho e seus lábios com um sorriso irônico estavam pintados por um batom vermelho brilhante.

Ao passar pela garota, esbarro em seu ombro com força, quase derrubando a bolsa que ela carregava no ombro.

— Como conseguiu dinheiro para comprar um carro? – pergunto, olhando para a garota que continuava caminhando rebolando – Arrumou algum idiota para te bancar, vadia?

A garota passa a mão pelo cabelo cor de rosa que estava encaracolado, ao entrar no elevador, ela ergue a mão e mostra-me o dedo do meio.

Dou uma risada alta, adorando provocar a garota, indo em seguida para a vaga em que minha moto estava estacionada.

Coloco meu capacete, subo em minha moto e dou partida na mesma, saindo do prédio rapidamente.

Chego em casa e aproveito o resto da tarde livre para editar as fotos do casal, a maioria havia ficado ótima, eu apenas precisei dar alguns retoques. Quando a noite cai, começo a me preparar para visitar o dormitório dos meninos.

Pego minha toalha de banho vermelha, indo diretamente para o banheiro logo em seguida. Após tirar minha roupa, entro no boxe de vidro e ligo o chuveiro, deixando a água quente molhar meus cabelos e escorrer por meu corpo. Lavo meu corpo com um sabonete líquido com essência de erva doce, em seguida uso um shampoo da mesma linha.

Desligo o chuveiro, enrolo-me na toalha e vou rapidamente para meu quarto. A casa estava vazia, mamãe havia ido trabalhar, Seunghee estava em algum lugar com o namorado.

Me enxugo rapidamente e começo a me vestir. Visto um conjunto básico de lingerie vinho, uma camiseta regglan branca e vermelha, por cima visto uma jardineira curta preta, por fim, calço um par de tênis da Nike vermelhos com detalhes brancos. Coloco meus óculos redondos e faço um rabo de cavalo alto, por último, passo um perfume com cheiro de pirulito e pego meu celular.

Saio de casa, coloco meu capacete e monto em minha moto, começando a dirigir em seguida.

Enquanto estava passando por uma rua bem movimentada, paro em uma pequena banca, pois Mel havia dito que a revista com seu ensaio já estava a venda e eu queria ser uma das primeiras a comprar. Pego uma das revistas que estava na prateleira, vou até o caixa, onde um simpático senhor lia um jornal e após pagar, saio do local.

Retiro meu celular do bolso e disco o número da minha melhor amiga.

— Alô? – não demorou muito para eu ouvir a voz dela do outro lado da linha.

— Acabei de comprar sua revista! – falo animadamente.

— Sério? O que achou das fotos? – Mel pergunta.

— Ainda não li, mas assim que eu chegar em casa vou ver – respondo passando a mão em meu cabelo.

— Onde você está? – ela pergunta em um tom curioso.

— Estou indo no dormitório dos Bangtan – respondo – Jungkook me chamou para ir visitá-los. E você o que está fazendo?

— Legal, vocês estão bastante amigos – ela responde, dá um suspiro e volta a falar – Estou largada no sofá com o Sr. Bigodes, esperando Léo voltar do apartamento da Min... Ela estava passando mal e meu irmão está cuidando dela.

— Entendo – respondo, curiosa por saber o que Bhoowa Min tinha – Bom, preciso ir... Te ligo depois.

— Divirta-se! – ela fala animadamente – Até depois amiga! Beijos!

— Beijinhos! – falo rindo.

Desligo a ligação e devolvo o celular ao bolso, voltando para moto , seguindo meu caminho.

(...)

Saio do elevador, com a revista de Mel nos braços, caminho até a porta do dormitório dos meninos, dou duas batidas na superfície de madeira e espero alguém me atender. Alguns instantes depois, a porta se abre e vejo Namjoon sorrindo.

— Oi! Entra... – ele me abraça e me dá passagem, entro no apartamento – Veio sozinha? – ele pergunta de forma curiosa.

— Sim... Porque? – respondo observando a sala de estar vazia.

— Ahn? Nada... – ele responde rapidamente, coçando a nuca, tentando disfarçar sua decepção e fechando a porta – Meninos, ela chegou!

— Yeunji! – ouço a voz de J-Hope e ao olhar para trás, vejo o garoto vindo até mim com os braços abertos – Você chegou na hora certa... O filme já vai começar.

— Filme? – pergunto dando-o um abraço apertado – Qual?

— 007 Contra Spectre – Jimin fala saindo da cozinha.

— Legal, a trilha sonora desse filme é incrível – falo encostando-me no sofá – Mas onde estão os outros meninos?

— Jin está com a Min – Namjoon fala indo em direção aos dormitórios – Os outros estão lá dentro, vou chamá-los...

— Vem, senta aqui! – J-Hope senta-se no sofá e bate no lugar ao lado dele – Como estão as coisas?

— Estão muito bem – me sento ao seu lado e deixo a revista em meu colo – E como você está?

— Bem – ele dá um sorriso doce e volta a olhar a TV – Um pouco preocupado com a Min...

— Eu soube que ela está doente – comento com cara de preocupação – Tiveram alguma notícia?

— Estamos esperando Jin hyung chegar – Jimin fala sentando do lado de Hoseok – Ele terá notícias dela.

— Até porque ele não está atendendo as ligações – Namjoon fala, voltando para sala.

Logo atrás dele estavam Jungkook, Suga e Taehyung. Todos me cumprimentam e assumem seus lugares no sofá, Jungkook senta ao meu lado e Yoongi fica ao seu lado. Namjoon passa por mim, esbarrando sem querer em minha perna e fazendo a revista cair no chão, aberta exatamente na página da foto de Mel.

V para em frente a revista, a observa por uns instantes e pega-a rapidamente, com uma expressão de surpresa.

— E-essa é a Bandoni Mel? – ele pergunta baixo.

— Ahn? – falo disfarçadamente – É sim, ela foi convidada para tirar fotos para esse reportagem sobre diferentes tipos de biquínis.

— Uau... – ele fala ainda observando a foto – Onde você comprou?

— Está na maioria das bancas por aqui – falo sorrindo enquanto ele me entrega a revista.

Ele apenas concorda com a cabeça, enquanto mostro as fotos para os outros, que elogiam bastante minha melhor amiga. Era engraçado ver como Taehyung reagia ao charme da garota brasileira, eu podia jurar de que havia algum sentimento ali... O que colocava em risco o reinado daquela vaca da Haru.

Assistimos o filme, que era muito bom por sinal. Também jogamos videogame, comemos alguns aperitivos e tomamos cerveja. Conversamos até tarde, sobre assuntos incrivelmente variados, um tempo depois, voltei para casa exausta.

(...)

— Então filhas, como estão as coisas com os paqueras? – mamãe pergunta, cruzando as pernas na cadeira de madeira.

Eu e Seunghee estávamos ajudando-a a se produzir para um encontro com suas amigas. Enquanto minha irmã passava sua maquiagem, eu fazia escova em seus longos cabelos castanho claros. Mamãe trajava um vestido tubinho preto até os joelhos, calçava um par de peep toes pretos, um fino colar prateado estava em seu pescoço.

— Eu estou muito bem com Jas – Seunghee fala com um sorriso tímido – Ele é um garoto legal.

— Que maravilha! – ela fala batendo palminhas – E você Yeunji?

— Eu?! Não tenho paquera nenhum! – falo rindo e negando com a cabeça – E você Sra. Kwon, bonitona desse jeito deve causar interesse em muitos homens...

— Essa produção toda é realmente necessária? – ela fala mudando de assunto e revirando os olhos, enquanto ajeito suas últimas mechas de cabelo.

— Shhh... Vai me fazer borrar seu batom – Seunghee fala, passando a cor avermelhada nos lábios da mãe.

— Pare de reclamar – desligo o secador e paro em frente a ela – Você está mais linda do que já é, vai nos agradecer quando se olhar no espelho...

— Terminamos – Seunghee fala afastando-se de nossa mãe e encostando-se na parede – Pode se olhar no espelho.

Ela se levanta da cadeia e para diante do espelho que havia na parede de nossa sala de estar, analisa sua maquiagem e passa os dedos pelo cabelo macio, em seguida começa a nos agradecer.

Alguns minutos depois, mamãe sai de casa rapidamente, falando no telefone completamente empolgada para o passeio com as amigas.

Em seguida me jogo no sofá da sala, minha mãe senta-se ao meu lado e fica zapeando pelos canais da televisão. Meu celular que estava em cima da mesa de centro, começa a tocar de forma estridente, fazendo-me pular de susto. Me estico no sofá e pego meu celular, atendendo-o em seguida.

— Alô?

— Yeunji? – ouço a voz de Jungkook do outro lado da linha – Tudo bem com você?

— Estou sim – respondo ajeitando-me no sofá – E você?

— Estou... – ele responde, mas pude notar algo errado em sua voz – É... Ontem você disse que poderi te chamar caso precisasse, pode vir aqui na Big Hit?

— Posso, mas... – falo levantando do sofá – Por quê?

— Suki vai vir passar a tarde com Jimin – ele fala baixinho – Mas se você não puder vir tudo bem...

— Já estou indo aí – falo, neste momento minha irmã me olha com uma sombrancelha arqueada – Só preciso trocar de roupa...

— Ok! Te espero aqui! – ele fala animadamente e desliga a ligação.

— Onde você vai? – minha irmã pergunta enquanto me levanto do sofá.

— Vou na Big Hit, tentar alegrar o Kook – caminho em direção as escadas e Seunghee caminha logo atrás de mim.

— Vocês estão bem próximos ultimamente... Não é? – ela comenta com um sorriso ladino.

— Sim, ele é um bom garoto, um ótimo amigo – termino de subir as escadas e vou para meu quarto – Mas é só isso, estou ajudando-o a superar uma decepção amorosa.

— Entendi... – ela se joga em sua cama enquanto eu procuro uma roupa para usar.

Visto uma camiseta cinza simples, jeans skinny rasgados na cor verde militar, calço um par de coturnos pretas. Penteio meu cabelo com os dedos, passo um batom vermelho claro e perfume com essência de erva doce.

— E o Jasper? – perguntou enquanto pego as chaves de minha moto que estavam em cima da cômoda.

— Ele anda bastante ocupado com trabalhos da faculdade – ela dá de ombros e passa as mãos pelo cabelo – Talvez a gente se encontre hoje. Estou com tanta saudade – ela ri com as bochechas coradas.

— Espero que consigam se ver – galo sorrindo para Seunghee – Estou indo Hee, beijos!

— Beijos linda! – ela fala acenando para mim.

Desço as escadas rapidamente, indo até a garagem de casa, onde minha moto estava estacionada. Coloco meu capacete, subo em minha moto e dou partida, indo rapidamente a caminho da Big Hit.

Alguns minutos depois, já estava estacionando a moto na garagem da empresa, em seguida vou para o elevador, entrando no mesmo e apertando o botão para o terceiro andar. Em instantes o elevador para no andar desejado, as portas metálicas se abrem e eu saio para o corredor.

Jungkook me esperava na porta do estúdio, ao me ver dá um sorriso largo e corre para me abraçar. Trocamos um abraço apertado, ele me levanta do chão e em seguida me solta.

— Onde estão os outros meninos? – pergunto ajeitando seu cabelo desgrenhado.

— Ah, estão trabalhando em uma composição – ele dá de ombros e coça a nuca – Como ru não estava conseguindo ajudar muito, eles me deixaram sair.

— Entendo, então, o que quer fazer? – pergunto colocando as mãos no bolso.

— Podemos dançar? – ele pergunta.

— Hmm... Claro – sorrio – Estou precisando praticar.

Jungkook me puxa para dentro do estúdio, fazendo-me rir e quase cair no chão. Ele mexe no aparelho de som e uma música do Jason Derulo começa a tocar, começamos a dançar, inventando nossos próprios passos, nos divertindo.

Durante a corografia, percebo Suki parada na porta do estúdio, nos observando por alguns instantes. Jungkook não a percebe, até que a mesma sai andando e eu volto a dançar tranquila.


Notas Finais


Hello! Como estão? Espero que bem ❤️
Não queria dizer isso, mas acho super necessário, Miss Right tá sendo bem difícil de dar continuidade, motivo? BTS não é meu grupo utt há um bom tempo, e tanto eu, quanto Rukasu, largamos a vida de Army, pedimos a compreensão de vocês, porque essa essa fanfic é baseada no grupo, e nós não temos mais aquela paixão. Exatamente por isso que os capítulos estão demorando, estão pequenos e tão simples. Não estou desmerecendo o fandom! Longe disso, eu só não sou mais Army roxa :c Enfim... Por favor, entendam nosso lado, pequenos Elfos. Beijos de elfo ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...