História Missão impossível ~ Imagine Suga BTS - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Personagens Originais, Suga
Tags Romance
Exibições 242
Palavras 649
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem

Capítulo 19 - Finalmente!


Fanfic / Fanfiction Missão impossível ~ Imagine Suga BTS - Capítulo 19 - Finalmente!

Acordei com o rosto todo amassado, e com Jung me balançando. 

-Gatinha? Levanta você tá sem comer, não pode ficar assim : diz ele me puxando. 

-Ah que preguiça, eu não tô fome : digo fazendo manha.

-Vamos levanta, eu comprei pizza: diz ele me puxando novamente. 

-Pizza? :Levanto rapidamente. 

-Espertinha, se troca e desça, sua tia disse pra mim alimentar bem o monstrinho: diz ele tirando sarro de mim. 

-Ei! Engraçadinho, já vou descer : digo o empurrando e fechando a porta. 

Coloco uma roupa normal e desço, Jung colocou um filme de terror, eu resolvo assistir, pois gosto muito de filmes assim, pego minha pizza e sento ao seu lado. 

-Você tá com medo? : diz ele chegando mais perto de mim. 

-Não, o filme nem começou :digo tentando não rir. 

-Aé : diz ele tentando disfarçar seu medo. 

Jung é mesmo um cagão, ele não conseguia disfarçar seu medo. Depois de um tempo pegamos no sono. Dormimos ali mesmo no sofá. Jung era como um irmão mais velho para mim, E nós nos damos muito bem. 

                 XXXXXXXXXXXX

~Se passou 7 meses, e eu estava muito bem na escola, Me dava bem com todos e com Jung, meu tio Han ainda está vivo, minha tia está feliz por isso. Eu mantia contato com a minha mãe, O meu pai não ligava muito, depois daquela briga Suga e eu voltamos ao normal, mais fiquei brava por ele estar com aquela safada da Monique, Não comentei nada para Suga sobre Jung, e nem vou. Mas eu estava feliz pois estava quase acabando meu tempo aqui. 

On:Jungson

Off:_______

Eu não vejo a hora de falar com ela sobre os meus sentimentos, eu estou gostando dela, mesmo sendo um pouco mais velho, mais aposto que ela vai gostar da surpresa que eu vou fazer. Esse tempo que eu passo com ela está me fazendo muito bem. 

Off:Jungson 

On:__________

Acordei cedo como de costume, tomei um banho, fiz minhas higienes matinais coloquei meu uniforme, e desci tomei café, e o motorista me deixou na escola. O dia começou bem, eu e Saria nos damos super bem. Estava andando normalmente até ser puxada novamente. 

-O que é dessa vez? : digo já nervosa. 

-Você acha que vai entrar na escola e vai querer tomar o meu lugar? :diz Kyoko apertando meus pulsos. 

-Eu já disse pra me deixar em paz: digo dando um chute em sua perna. 

-Sua desgraçada! : diz ela me derrubando. 

Me Levanto rapidamente e subo em suas costas dando socos em sua cabeça e puxando seus cabelos. 

-Sua idiota sai de cima de mim : diz ela tentando me derrubar. De repente ela bate minhas costas na parede fazendo com que eu caísse. Ela me dá vários socos. Eu fico desacordada caída no chão. 

Acordo na enfermaria. 

-Você está bem? : diz a enfermeira. 

-Eu estou com dor nas costas e na barriga. Tirando isso tá tudo bem. 

-Seu namorado está aqui! :diz ela abrindo a porta. 

Por um momento eu pensei que fosse Suga, fiquei muito feliz até ela abrir a porta. 

-Su...? Jungson? O que faz aqui? Ele não é meu namorado! : digo bufando. 

-Vou deixar vocês a sós : diz ela saindo. 

Ele sentou na cadeira e ficou me olhando. 

-O que você aprontou agora? : diz ele cruzando os braços. 

-Ela me atacou aquela... Vai ter volta! :digo tentando me levantar. 

-Poupe esforços, vamos pra casa. Tá maluca, não vá se meter em brigas! :diz ele puxando minha orelha. 

-Aí! Vou sim, olha só, pareço que fui atropelada por mamutes: digo me apoiando em Jung. 

-Você é muito pequena para isso.  : diz ele me pegando no colo fazendo com que eu corace. 

Ele me carregou e me colocou no carro. Ficamos em silêncio a viagem toda. Até ele se manifestar. 

-Você gosta de alguém? : diz ele meio tímido. 

-Sim, eu acho...

Ele abriu um sorriso, e continuou dirigindo. 



 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...