História Missão impossível ~ Imagine Suga BTS - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Personagens Originais, Suga
Tags Romance
Exibições 112
Palavras 662
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


A história está acabando, mas eu aceito sugestões para minhas próximas fics, estou tentando fazer 2 de uma vez então por favor preciso do apoio de vocês, muito obrigada está sendo um privilégio para mim, xoxo ❤️❤️❤️

Capítulo 22 - Acabou


Depois do ocorrido, Jung não nos falamos, e meu prazo em Hong Kong estava acabando, eu não conseguia olhar para Jung estava triste e meio envergonhada. 

Faltava duas semanas para ir embora, minha tia estava triste porque eu tinha que ir, Jung não ficava mais aqui como antes, as vezes ele vem e vai embora rápido, quem fica comigo é minha tia, meu tio está em estado terminal, não sabemos o que irá acontecer mais mesmo com tudo isso, minha tia Sook se manteve forte. 

Eu estou deitada em meu quarto e de repente minha tia Sook abre a porta. 

-Querida? Você não desceu para o almoço, ficou a tarde inteira isolada aqui, Não vai jantar? : diz ela entrando e se sentando em minha cama. 

-Não tinha Sook, eu... Não estou com fome, fique tranquila... :digo de cabeça baixa. 

-Sua mãe quando ficava triste sempre se isolava igual a você... Então eu entrava em seu quarto e eu pedia para ela contar até 10, e depois ela abria um sorriso e íamos brincar... O que está acontecendo me diga querida... : diz ela pegando em minhas mãos. 

Nesse momento eu não aguentei, fui fraca, minhas lágrimas escorreram em meu rosto. 

-Não chore por favor, desabafe eu estou aqui : diz ela limpando minhas lágrimas. 

-Eu vim pra cá porque o meu pai me proibiu de ter sentimentos, ele me proibiu de amar uma pessoa, só que agora eu estou confusa, porque ele(Suga)  me disse que não importa o que aconteça ele ia me esperar, só que eu beijei outro, e eu não sei o que fazer... Tia... Você sabe ninguém manda no coração eu estou tão triste, porque daqui alguns dias eu vou embora e eu não tenho ideia do que fazer, eu não sei como vou encarar meu pai, Ele me fez mal: digo soluçando. 

-Querida, você  é nova, você tem muito o que viver, eu entendo você, O seu tio Han, foi o meu primeiro namorado, eu sempre o amei, como ninguém, e eu nunca vou abandonar ele. Mas siga seu coração, voce é uma garota incrível e sobre seu pai, ele é um idiota, Você merece ser feliz, seu pai só está com medo de você criar asas e voar para longe dele: diz ela me abraçando. 

-Obrigada tia Sook: digo a abraçando. 

-Descanse, amanhã você vai com Jung comprar as passagens, tem um lanche lá na cozinha, coma algo e durma : diz ela beijando minha testa. 

-Jung? :Arregalo os olhos. 

-Sim, porque? 

-Nada, tudo certo,  vou comer algo sim : digo disfarçando. 

Desço as escadas e pego o lanche. Termino de comer e escovo os dentes e vou dormir. 

No dia seguinte... 

Levanto de manhã, tomo um banho e faço minhas higienes matinais, coloco uma calça jeans e um moletom e um tênis, e desço me deparo com Jung em pé me esperando. 

Ele só abre a porta e eu o sigo. Entramos no carro e vamos direto comprar as passagens. No carro ficamos em silêncio. 

-Jung....? 

Ele fica em silêncio. 

-Cara...Não precisa disso, é totalmente infantil da sua parte me ignorar.

-Infantil?? Eu sou infantil por tentar fazer você feliz? Sou? Você não me avisou que tinha alguém me deixou alimentar as minha esperanças: diz ele fulo. 

-Eu nunca disse nada sobre nós, sempre te tratei com um irmão mais velho, Jung isso é ridículo, Eu realmente amo Suga, e eu estou tentando fazer as pazes com você, o adulto aqui é você! Eu confesso que fiquei com ciúmes quando você estava com aquela garota "Lisa", Eu perdi meu irmão quando eu tinha 6 anos...Ele morreu quando estava tentando me salvar... Meu pai me culpa até hoje por isso, você é como ele pra mim, não estrague isso. 

Ele fica em silêncio, ele para esperando o sinal abrir, eu saio do carro já fula. 

-Onde você vai? : diz ele gritando. 

Eu saio do carro e me deparo com um carro, E sou arremessada. Caio desacordada. 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...