História Missão Jennie Kim - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jennie, Jimin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Rosé, V
Tags Jenlisa, Jennie, Jensa, Jikook, Lisa
Visualizações 104
Palavras 2.019
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Fluffy, Orange, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi oi
De dia das crianças todos vocês ganharam atualização de mjk waaaaa kkkkkk
Não me matem pela demora
Eu voltei hein
Vou tentar não demorar de novo, mas assim como não se deve confiar na YG quando falam em Comeback, não confiem em mim
Ah, pro Halloween estou fazendo uma fanfic especial de 2ne1, deixo o link nas notas finais
Era isso Boa leitura *-*

Capítulo 10 - A sensação ruim no estômago


Fanfic / Fanfiction Missão Jennie Kim - Capítulo 10 - A sensação ruim no estômago


-Eu não acredito que você ia sair com a Manoban! - Tencionei no mesmo momento que escutei meu sobrenome sair da boca do meu arqui-inimigo. Ah sabem como é, se eu fosse o Batman, Hanbin certamente o Coringa.

-Corrigindo, Kim, eu vou sair com Lalisa - ela deu enfase no "vou" - e eu não acredito que você mexeu no meu celular sem a minha permissão. - bufou.

-Eu tenho meus direitos, sabe disso. - O garoto não falava alto, mas falava de uma forma firme.

-Eu sei que você acha que tem algum direito sobre mim, mas... - Novamente, ela deu enfase no "sei" e parecia bastante sarcástica no final da frase.

-Jennie Kim, não me faça ficar com raiva - ele a interrompe.

-Ou o que vai fazer? - Ela parece bastante irritada e desafiadora.

-Não vai nem querer saber do que eu sou capaz quando estiver com raiva, você e essa garota... - Ele parou de falar assim que escutou uma das portas do corredor bater, eu acabei dando um pulo com a mão no coração, que agora pulsava rapidamente, mas ainda não me movi, esperando que eles não saíssem de la e que muito menos viessem na minha direção.

-Lalisa! - Dei um pulo mais alto ainda, jurei que meu coração fosse sair pela boca, mas ao virar pra traz era apenas Jun.

-Ah Wen Junhui você quase me matou do coração!

-Desculpa, não foi a intensão... - ele riu um pouco - estava fazendo alguma coisa errada? - Sorriu de lado e quando eu fiquei quieta prosseguiu - Matando aula? Wa, eu não pensei que você fosse esse tipo de pessoa, tsc tsc.

-Não é isso, aish, eu não estava fazendo nada, é melhor eu ir pra sala. - Digo lhe dando as costas.

-Ah Lalisa e seus segredos. - Jun disse brincalhão, mas eu gelei, afinal a maioria das brincadeiras tem sempre um fundo de verdade. Eu gosto do Jun, ele sempre é legal, mas não posso evitar o medo. O medo dele mudar totalmente comigo a partir do momento que descobrir sobre minha sexualidade. Pode parecer um pouco de mania de perseguição, eu sei, mas já viveu com medo de que descobrissem algo sobre você? Ter boatos pela escola é uma coisa, agora alguém realmente saber é outra.

-Yah, eu não escondo nada e... acho melhor ir pra sua aula também! - Me viro novamente e volto a caminhar em direção a sala. Quando passo no corredor em que os Kims estavam ha pouco tempo atras respiro mais aliviada ao não os ver ainda ali. Posso caminhar tranquilamente até a classe de inglês. Deixei a caixa com os dicionários em cima da mesa da professora e me sentei no meu lugar, ao lado de Jungkook.

-Você tá bem? - Jungkook perguntou após eu respirar fundo.

-Estou sim, só aconteceram coisas muito estranhas recentemente.

-Como assim recentemente? Tipo, em 10 minutos, porque foi o único tempo que teve para ter alguma novidade. - Ele disse com tom de diversão, mas quando viu que era isso ele ficou um tanto surpreso - sério?

-Eu vi Jennie e Hanbin discutindo no corredor agora.

-Sério? - Parecia mais surpreso ainda, mesmo que víssemos os dois constantemente juntos, nunca víamos os Kims conversando, que dirá discutindo.

-E era por que eu e Jennie vamos no cinema no final de semana.

-Espera, você e Jennie vão no cinema juntas? - Parecia chocado - E não me contou? - Agora soou ofendido.

-É, é que foi um dia antes do que... - Olhei em frente de relance, onde Rose sentava e falei mais baixo - sabe, do que aconteceu comigo e Rose.

-Ah sim, então ficou tão mal que nem lembrou de me contar uma coisa boa dessas! -Continuou soando ofendido.

-Eu não tava no clima, mas quer ouvir a história do corredor ou não?

-Desculpa atrapalhar a dupla dinâmica - A professora Hwang passou entre nossas classes, soando um tanto irritada, nos entregando dicionários - mas está na hora de fazer o trabalho.

Nós ficamos quietos enquanto ela terminava de entregar os dicionários, e assim que ficou na frente da classe, explicando sobre o que se tratava o trabalho.

-Vocês poderão escolher uma poesia ou música em inglês e traduzi-la para o coreano. Quero pelo menos uma frase pronta até o final dessa aula, hein!

....

Ok, eu não podia evitar isso pra sempre. Uma hora eu tinha de perguntar, então resolvi que faria de forma rápida, igual tirar band-aid. Ela estava de costas, mexendo no seu armário no corredor enquanto conversava com Jisoo. Ok que ela recém meio que tinha fugido de mim. Saindo da sala de inglês tão rápido que eu nem vi a cor dos seus cabelos quando o sinal pro intervalo tocou. Mas vamos lá. Me aproximei da ruiva e da morena e então a chamei.

-Rose-ya. - Ela parece estacar assim que escuta minha voz e Jisoo olha pra mim curiosa. - Jisoo sunbae.

-Oi Lisa hoobae. - Sorri de forma simpática e eu me curvo rapidamente cumprimentando a mais velha.

-O-oi Lalisa. - A mais alta diz um tanto tremula.

-Será que podemos conversar? - Parece exitar, me adianto - Eu só queria saber se vamos ensaiar hoje.

-Hoje eu não posso, vou... eu vou... - pausa um pouco, olhando em direção aos lados, obviamente procurando uma desculpa até olhar até a morena ao seu lado - ajudar Jisoo-unnie. - Estica a mãe e faz um carinho no braço da Kim.

-Ãh? Não, não preciso de ajuda em nada, pode ir Rosie. - A Park faz uma carinha fofa, parecendo implorar silenciosamente para a outra. A mais velha respira fundo e continua -Lembrando bem, na verdade ela vai me ajudar com meus... livros? - Diz olhando pra mim, mas parece bem confusa.

-É, ouviu Lalisa, tenho que ajudar a unnie a organizar aqueles livros todos dela cheios de poeira e desorganizados.

-Yah, eles não são tão desorganizados assim! - Parece ofendida. - Dongsaeng abusada.

-Ah, unnie, é muito desorganizada com seu quarto. - A Park fala um tanto divertida e a mais velha revira os olhos.

-Eu estou te ajudando e você... - Rose coloca rapidamente a mão na boca de Jisoo e depois solta uma risada sem jeito, soltando a amiga.

-Ha, então Lalisa, eu sinto muito. - Fala um tanto sem jeito e com as bochechas coradas. Chaeyoung costumava ser calma, suas atitudes estavam a deixando sem jeito e era tudo culpa minha, era melhor eu apenas continuar lhe dando um espaço. Acredito que quando ela estiver bem com tudo isso, ela ira me procurar.

-Ah, tudo bem, então fica pra próxima Chae-ah. - Em seguida penso melhor no que falar e espero que ela entenda que irei lhe dar um tempo - Ou melhor, quando puder, me chame, ok?

Era obvio que aquilo tudo era uma desculpa para não ficar sozinha comigo de novo, então resolvi propor, entrelinhas, que assim que ela se sentisse confortável novamente com a ideia dos ensaios ela mesma viesse atras de mim.

-Pode deixar Lalisa, eu só preciso de um pouco mais de tempo. - Me lançou um sorriso sem jeito, ela tinha entendido o que minhas palavras significava. E Jisoo ali, perdida no meio do nosso climão, porém parecia analisar toda a situação.

...

Em casa, fazendo vários nadas, pois minhas tardes antes estavam sendo ocupadas por Park Chaeyoung, porém como ela tinha me dado um fora, eu não tinha nada para ocupar meu tempo nessa tarde ensolarada em Seul. Suspirei pesadamente pensando em chamar Jungkook pra fazer algo, até recordar que ele devia estar com Jimin essa hora. Após mais um suspiro que podia ser escutado na casa grande e silenciosa demais, escutei o familiar "kato", anunciando uma mensagem no kakao.

Ok, meu coração pode ter acelerado um brevemente, imaginando que fosse Jennie.

Depois de toda aquela discussão que ela teve com Hanbin eu mandei uma mensagem confirmando nosso cinema, sem dar a entender que eu sabia de alguma discussão, como se fosse só pra checar mesmo. Contudo, ela ainda não havia respondido e a possibilidade de ser ela sempre me deixa ansiosa. Ai que droga.

Peguei o celular rapidamente, mas fiquei totalmente desanimada ao constatar que se tratava de Jun.

"Você ta melhor? Já voltou ao normal? kkkkkkkk" - Jun

"Yah, eu nunca sai do meu normal" - Lisa

"Ah, eu tinha me esquecido que o seu normal é um diferente do que as pessoas comuns estão habituadas" - Jun

Nós seguimos uma conversa engraçada e fácil, geralmente nossas conversas eram assim pessoalmente também. Jun me distraiu falando de uma festa que ia rolar entre os alunos do segundo ano e que era organizado por Hanbin. Aparentemente era algo como aqueles bailes americanos em que se podia convidar um par e Jun não estava nenhum um pouco interessado em usar smoking e escutar música ruim em grupo. Ele preferia muito mais ficar em casa, assistindo um dorama sem ninguém gritando nos seus ouvidos, palavras dele, não minhas.

Quando Jungkook chegou de seu encontro me mandou uma mensagem avisando e passei a conversar com ele também, nós não tínhamos tido tempo de conversar sobre o que aconteceu no corredor, nem sobre o convite de sair com Jennie, então lhe expliquei ambos. No momento que falei da tal festa da qual Jun estava contando, ele quase me obrigou a pedir para o chines me levar como sua acompanhante, eu disse que não achava uma boa ideia e em seguida mudei o assunto.

Passei quase minha tarde toda conversando com os dois, sem sinal de Jennie ou meus pais em casa. Aproveitei o tédio olhando meu canal no youtube e aparentemente minha collab com Jungkook realmente tinha sido um sucesso. Haviam algumas contas que eu conhecia da escola, mas haviam alguns users desconhecidos ou com nomes e fotos de idols. As vezes era estranho ler os comentários de pessoas que eu nem faziam ideia de quem eram, eu meio que imaginava a pessoa como o icon dela. Havia gente até de outros países que assinavam o canal e mesmo que não fosse muito grande, eu sempre achava fascinante o quantos lugares diferentes no mundo um vídeo pode atingir.

Achava engraçado alguns comentários, haviam muitas pessoas nos shippando e nos elogiando, era raro ver algum comentário de ódio. E pode parecer besteira, mas eu estava procurando entre os comentário que ia lendo, se algum deles era de Jennie. Olhei novamente para meu celular e nenhum sinal dela na rede social. Talvez ela nem saiba que eu tenho um canal no youtube. Suspirei desanimada.

Já eram quatro horas da tarde quando Bambam, meu ex-colega de grupo de dança me chamou também no kakao. Nós havíamos conversado mais antes e eu havia concordado em vê-lo, ele só ficou de perguntar á dona da casa em que ele estava se hospedando se podia receber visita. Ele disse que era a casa de uma amiga da mãe dele, que o filho dela era quase da nossa idade, mas que era um garoto meio esnobe e que por algum motivo parecia não gostar do fato de Bambam ser tailandês e dançarino, e por isso os dois nem se falavam. O que realmente me pareceu muito triste, então eu resolvi ignorar a sensação ruim que tinha no estomago e disse que tudo bem ir encontra-lo na casa para sairmos um pouco. E minhas jantas sempre eram muito solitárias mesmo.

Assim que ele me passou o endereço peguei minha bicicleta e fui, era um bairro perto daqui. Era na parte mais nobre, onde tinham aqueles casarões antigos e bonitos. Era onde Jennie morava e conforme passava na rua não conseguia parar de imaginar ela agora em uma delas, estudando ou olhando seriado na netflix, talvez comendo ou até mesmo tomando banho. Juro que não pensei na parte do banho de forma pervertida... enfim, eu não conseguia parar de pensar nela, eu realmente odeio ter um cush em Jennie Kim.

Assim que cheguei na casa indicada, me preparei para tocar o interfone, mas antes que eu pudesse descer da bicicleta alguém saiu pelo portão. Já estava me preparando emocionalmente de ser simpática com Bambam, ele provavelmente merecia minha companhia bem humorada e não essa versão desanimada de mim. Porém, quem saiu pelo portão e estacou ao me ver não foi o Bambam, mas sim a pessoa que eu menos queria continuar vendo em todo lugar que vou. Kim Hanbin.


Notas Finais


Era isso galerinha
Comentem o que acharam bebês
Feliz dia das crianças


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...