História Missão Sedução... - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Itachi Uchiha, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Itasaku, Sasuhina
Exibições 113
Palavras 3.009
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Yooo, bom eu queria repartir em dois mas... não deu, acho que ficou melhor assim, espero que gostem.
TEM HENTAI QUEM NÃO GOSTA POR FAVOR É NO, QUASE NO FINAL DO CAPÍTULO, GAAHINA.
Espero que gostem.

Capítulo 3 - Kage...


Fanfic / Fanfiction Missão Sedução... - Capítulo 3 - Kage...

                         Missão Sedução...
                   Terceiro Capítulo...
                                  Kage ...

             Dois anos antes...

    Hinata soava frio, não era a primeira vez, e ela não era virgem, mas... um Kage era outro nível, ela teria que seduzir um Kage, consegue imaginar, ela olhou pras próprias mãos, tentando se acalmar antes de chegar a sala da Hokage, a emoção era tanta que quase avia esquecido a máscara.
      Ela chegou a sala da Hokage e bateu, após ouvir um entre, ela o fez e foi até perto da mesa, parou de joelhos em uma reverência, após, se levantou, ao lado dela estava o líder da anbu sedução Kakashi Hatake, ele a comprimentou, e olhou pra Hokage.
       
- Nós queremos fazer uma aliança com o país do Vento, mas não sei quais os pensamentos do Kazekage, depois que ele deixou de ser um Jinshurik, passou a ser mais aceitável, por isso preciso que tire qualquer informação possível.
- Hai...

    Após isso a garota prestou atenção em algumas coisas mas a sua mente estava longe, pensando, em como era o Kage, ela suspirou derrotada, e olhou na direção da janela, não tinha o porque de ficar assim, nunca avia falhado, não seria agora, ele era apenas mais um homem, nada de mais, apenas mais um, era nisso que ela gostaria de acreditar.

- Não tem chances dele não gostar de mulher não é? - Ela olhou pro dono da pergunta.
- Acredito que não - Tsunade falou seria.

    Após falar mais algumas coisas ela foi liberada, ela poderia partir quando quisesse, ela saiu de la, o desespero voltou assim que pisou na casa dela, ainda sem acreditar, arrumou as coisas e suspirou.
   Ela ouviu uma batida na porta, só uma pessoa sabia onde ela morava, mas para prevenir, ela colocou a máscara e foi atender, Kakashi a olhou preocupado, a garota sorriu por baixo da máscara.

- Você tá bem, se não quiser...
- Tá tudo bem - Falou acabando de arrumar as coisas - Como ele é.
- Frio... sério, parece tão sem sentimentos quanto qualquer um - Ela riu, não muito animada - Mas ele ainda é um homem.
- Até daqui, uma semana - Falou ela empurrando ele para fora, Kakashi virou e a segurou.
- Tome cuidado - Ela sentiu um arrepio e riu, ele era exagerado, empurrou ele trancou a casa e foi.

        '( Agora...

   Hinata se levantou ajeitando a capa no corpo, ela olhou pro mais novo, que tinha um olhar sério, sorriu inocente, o que fez o Uchiha mais velho rir por dentro, afinal, Hinata de inocente não tinha nada, a garota deu um passo na direção do mais novo.

- O meu nome não é Hinata, entendeu? - Falou calma, ela pagou as coisas dela.
- Claro, que coincidência ela morrer e existir alguém igual a ela por aí não é, não me lembro de você na academia, muito menos depois daquilo. - A Hyuuga apertou o punho, ele era no mínimo irritante.
- Se não acredita em min, vá perguntar a Hiashi, afinal, foi ele que a enterrou - Falou indo na direção da porta - Vamos Saku...

   Ela sentiu suas mãos serem seguradas e então caiu de joelhos, não conseguia usar chakra, ela olhou ora trás e Sakura estava na mesma situação, olhou ora Itachi, ele tinha um sorriso maldoso.

- Algemas de drenagem - Eu rosnei - Vamos lá, eu preciso de uma coisa, e uma de vocês duas terá quis me dar - Falou ele sério, Sasuke estava encostado em uma parede olhando para a Hyuuga.
- O que? - Aconitun perguntou seria.
- Um filho...

         '( Dois anos antes...

    Elá verificou o plano mais uma vez, e respirou fundo, olhou pra Suna, não estava longe, o plano era, iria ter uma comemoração na Aldeia, e  Kazekage iria ter dançarinas, Aconitun tinha que pegar uma dela e ficar em seu lugar, fazer o máximo para chamar mais atenção que as outras, e conseguir que o Kazekage lhe retirasse para os aposentos dele.
    Parecia simples, tirando a parte que teria que dançar, a que iria para a cama dele, a que teria que deixar ele desacordado, roubar informações, voltar pra cama, acordar ao lado dele, e vazar no dia seguinte.
    Seria algo fácil, rápido e simples, olhando claro, ela viu as dançarinas chegando, Hinata foi até elas em silêncio, pegou a de cabelos mais escuros e sem as outras verem a desacordou e deixou perto de uma duna, ninguém acharia, trocou de roupas e foi sem ser vista e se colocou dentre elas, primeira etapa feita.
   Entraram em um quarto, eram dançarinas aleatória, roupas de dança do ventre, com um véu cobrindo o rosto, a roupa na cor vermelho vinho, eu olhei em volta, todase olhavam, eu me olhei no espelho, tinha que admitir eu estava linda, mordi o lábio e respirei fundo.

- O Kazekage é lindo não é? - Ela ouviu alguém falar e um riso depois.
- Sim... e deve ter um bom gosto, não irá cair nessa de cor - Eu olhei pra garota que falou, ela não usava véu, sorri.
- Sabe porque o véu? - Ela me olhou - Deixa ele curioso para saber o que a em baixo - Falei e sai andando e logo em seguida fomos chamadas, iria começar.

     Chegamos no salão avia vários homens, se ele se interessasse por uma as outras sérias daqueles caras, senti o estômago embrulhar, velhos barbudos, paramos em um lugar onde não podiam nós ver, e a primeira foi, eu seria a última, eram sete, senti um arrepio, procurei com os olhos e o achei, sentia meu coração bater mais rápido.
   Ele é... lindo...

               '( Agora...

    Aconitum arqueou a sobrancelha olhando para o moreno sem acreditar, Sasuke continuava sem demonstrar nada no canto da caverna, ela soltou um riso gracioso, e então sorriu de maneira inocente.

- Você está brincando não é? - Falou olhando para Sakura, a rosada tremia.
- Não... - Hinata suspirou.
- Use ela e me solte - Falou fria e indiferente.

    Os três se surpreenderam, afinal, ela avia falado com tanta naturalidade, como se não se importasse, Itachi sorriu, até onde ela iria com aquilo, se perguntou e olhou pra de cabelos rosas, ela olhava assustada para a outra garota, não seria uma má idéia.

- Okay, Sasuke solte ela longe daqui e vá direto para o esconderijo - Falou Itachi pegando o braço de Sakura e olhou pra Hinata. - Adeus Hana.

   A Hyuuga viu os dois sumirem ela olhou pra mais novo, que a olhava sério, ele chegou perto dela, pegou o braço e a puxou ora cima e foi a puxando pra fora dali, Sasuke permanecia em silêncio, frio, o clima pesado estava incomodando a garota.

- Sasuke neh? - Ele não falou nada - Me solta logo.
- Quieta...

   Depois de alguns minutos ele tirou a algema e deu as costas deixando ela caída, ela sorriu, ele parou e virou, olhando sério pra ela e se aproximando, ele segurou o queixo dela e a puxou ora cima, seu olhar era de dor.

- Você não é Hinata, posso ter a certeza porque, Hinata era perfeita, inocente, delicada, girava fácil e era apaixonada pelo dobe - Falou e apertou mais a mão no queixo dela fazendo ela soltar um gemido de dor.
- Você...
- Eu amava aquela garota, então, por favor, não apareça mais em minha frente, ver ela em você vai me matar aos poucos - Falou e soltou ela e saiu andando.

         '( Dois Anos Antes...

   Depois que todas dançaram, Hinata tremia por ter chegado a sua vez, ela foi até o meio, os olhos de todos os homens no local percorreram seu corpo, ela se sentia nua, conforme a música sua cintura mexia, o coração batendo, em momento algum desviou dos olhos do Kage que olhava ela com curiosidade, percorrendo o corpo perfeito.
   Quando acabou ela ia se retirar quando foi chamada, pelo nome de Hana, como ela avia dado a um dos guardas, ela se aproximou do Kage e se ajoelhou em respeito, de cabeça baixa.
     Ouviu alguma coisa e viu o ruivo se retirar, ela se levantou e eles a tiraram de lá, foi encaminhada até um quarto e entrou, sentiu um arrepio ao ver a cor, vermelho vinho, ela ativou o Byakugan, procurando por algo, mas não avia nem se quer um papel ali, viu alguém chegando e desativou.
   O Kage entrou pela porta, ela sentiu o coração acelerar, os cabelos ruivos molhados, ele estava com uma toalha, ela mordeu o lábio, seguindo uma gota que caiu no peito dele e seguiu morrendo na toalha, o corpo definido, tudo no lugar, tudo perfeito, ela suspirou.
    Os olhos verdes água, os lábios médios pareciam tão macios, o ruivo olhava ela de cima a baixo, ele sorriu ao perceber o quão longe dali ela estava, ele começou a caminhar até ela, e parou na frente da garota, ele segurou o rosto dela e roçou de leve os lábios ainda cobertos pelo véu, ela fechou os olhos sentindo o corpo ficar mole.
    Ele se afastou e se sentou no sofá que tinha no canto do quarto, ele olhou pra ela, seu olhar frio fazia ela ficar em êxtase, ela caminhou devagar até ele e parou a sua frente.

- Dance pra min...

    O corpo se mexia sozinho, ela tentava a todo custo se concentrar, era para ela seduzir não ser seduzida, ela mordeu o lábio, tentando se focar, viu ele abrir as pernas e uma pequena fresta ficou visível, seus olhos caíram ali e pode ver a ereção coberta pela toalha, ele era enorme.
  Ela perdeu o equilíbrio e caiu, ela sentiu o rosto esquentar, sem acreditar, e o ruivo se divertia por dentro, o prazer de ver como ele mexia com ela sem fazer nada, ele levou  mão a ereção e apertou, a garota ficou mais vermelha.
  Ele fez um sinal com o dedo a chamando, ela engatinhou até ele e parou a sua frente ele se aproximou e retirou o véu e o pano que cobria o cabelo, deixando eles caírem sobre os ombros, ele sentiu ficar mais excitado, o rosto dela era prefeito aos seus olhos.
    Ele se encostou no sofá e olhou atentamente para ela, mordeu o lábio e a garota fechou os olhos, ela poderia ter um orgasmo só olhando aquele rosto masculo cheio de tesão, ela colocou uma mão em cada coxa do ruivo, com cuidado e sem desviar dos olhos dele, ela retirou a toalha e viu o membro na sua frente, pulsando e gotejando.
   A garota olhou pra ele que olhava em expectativa, ela mordeu o lábio, não podia fazer aquilo, era contra as regras da anbu nunca deixar o alvo tocar você mas... ela pegou ele entre a pequena mão que ficou no tamanho certo, ele era grosso e grande, pensou movendo a mão devagar, ele fechou os olhos jogando a cabeça para trás, sentindo o prazer no toque, da mão delicada.
   Ela a mexeu por um tempo e depois parou quando ele foi abrir os olhos, foi pego de surpresa quando a boca o abocanhou de uma vez, e soltou um gemido longo e rouco  ele segurou os cabelos dela, ela só consegui colocar metade, ocupou o resto com as mãos e começou a chupar, ela lambeu a cabeça e o colocou de volta na boca.
   Gaara a fez aumentar os movimentos indo mais rápido mais fundo, ele sentia o orgasmo vir ele olhou no rosto dela, essa tentava respirar com dificuldade, mas não avia tentado parar ele, os olhos dela semi cerrados, ele sentiu que estava chegando.

- Eu vou...

    Ele viu ela fechar os olhos, e aquilo foi o suficiente para fazer na boca dela, viu ela se engasgar e tirou o membro, ele olhou, a garota lambeu os lábios e olhou ele, Gaara mordeu o lábio e viu ela se levantar, sentia que ficaria duro de novo, ela começou a tirar as peças que cobriam o pequeno corpo, uma por uma torturosamente, deixando apenas a pulseira no pulso.
      Gaara se ajeitou melhor no sofá jogando a toalha para longe, Hinata subiu no sofá uma perna de cada lado, ele segurou no quadril dela, a respiração falha, a coincidência finalmente voltou, ela não podia fazer aquilo, ela se abaixou, até ele se encaixar, ela passou os braços atrás do pescoço dele e tirou sem ele perceber, uma agulha da pulseira, e colocou no pescoço dele.
   Nada... esperou até sentir ele estar dentro de si, ela gemeu arrastado e mandou internamente a anbu ir ao espaço, ela sentia, o membro grosso e grande lhe preencher, os dois ofegavam, ela começou a se movimentar, subir e descer lentamente, intensificando as sensações, os sons de gemidos e palavras obscenas eram abafadas pelas paredes do quatro, mas era possível ouvir, quem estivesse passando em frente a porta.
    O ruivo olhou para os lábios dela, era errado, nenhum contato que levasse a sentimentos era permitido, mas estranhamente, os dois sentiam os lábios se chamando, ele olhou o rosto corado e contraído em prazer, mordeu o próprio lábio e decidiu que o melhor era provar de cada canto daquele corpo, e sorriu com isso.
    Ele segurou nós quadris dela e se levantou, ela gemeu e olhou pra ele surpresa, o sonifero não avia funcionado mesmo, o ruivo caminhou até a cama, era a primeira vez que colocava uma mulher naquela cama, mas .. ele a deitou, e ficou olhando, ele saiu dela e decidiu antes de continuar, que deveria explorar um pouco daquele corpo, e com isso em mente ele começou pelo pescoço.
   A pele lisa e tão branquinha agora, vermelha e cheia de marcas, ela gemia a cada toque que suas mãos e seus lábios faziam, ele queria torturar ela, era prazeroso ver ela se contorser cada vez que ele tocava ps seios ou mordia o pescoço, ela era tão sensível, tão quebravel.
     Os lábios navegando pelo corpo tão perfeito, era como se fosse feito para suas mãos, sua boca, ele olhou nós olhos dela e então nós lábios, Hinata sabia, era errado beijar um Kage, mas... antes mesmo de deixar ele pensar, levou o rosto de encontro, encostando os lábios finalmente, o choque que tomou os corpos fez os pelos se levantarem e ela soltar um suspiro de prazer.
    Ele mordeu o lábio dela e pediu passagem, entrando lentamente naqueles lábios, tudo parecia perfeito nela, o gosto doce dos lábios pequenos, a forma como a língua dela tentava acompanhar a sua, o ritmo mudando, o beijo voraz, as mãos passada pelo corpo até estar entre as pernas dela e as abrir, sem parar de beijar os lábios de mel, ele se encaixou e olhou nós olhos seja afastando os lábios, ele entrou.
   Ela gemeu, ele se segurou para não o fazer alto também, ela estava mais apertada, ou era impressão, ele começou a se mover devagar, mas a vontade de sentir mais, de ir mais fundo, ela gemeu seu nome e ele olhou nós olhos dela, enquanto intensificava as investidas, ela cravou as unhas nas costas dele, o prazer dos dois era imenso.
     Ele levantou uma perna dela em seu ombro, sentindo entrar mais longe, ela gemeu apertando as unhas na pele dele, ele se abaixou até ela e a beijou, ia lábios se movia na sincronia das investidas, o prazer era intenso, ela abriu os olhos e olhou pra ele, Gaara a beijou enquanto chegava ao clímax, logo depois dela.

[...]

    O sono queria tomar seu corpo, mas não podia dormir, viu Gaara sair da cama e tomar banho, depois saiu do quarto, ela se levantou tomou banho e se sentou na cama com uma toalha, os cabelos molhados, ela ouviu a porta abrir e viu ele entrar com uma mão cheia de papeladas, ela sentiu um arrepio.

- Foi atrás disso que veio não é? - Ele disse sério Hinata olhou pra pasta que ele jogou ao lado dela.
- Do que...
- Eu vi você trocar de lugar com aquela outra dançarina, e a forma como me olhava diferente das outras - Hinata estava pasma, ela sentiu as mãos começarem a tremer.
- Eu...
- Não se preocupe, tire as informações que quer e depois suma - Falou duro, ele escorou na janela, ela olhou tudo e depois olhou pra ele.
- Porque...
- Eu sei que não fazia parte da missão ir pra cama comigo - Falou ele e olho pra ela, o olhar frio tinha um pingo de excitação. - Se arrume e vá.

   Ela retirou a roupa do pergaminho e colocou, ela olhou pra ele depois de se vestir, ele veio em sua direção, e tirou do pescoço a agulha, ela sorriu, ao ver a areia cair daquele local, outro a mataria, ela negou com a cabeça, tirou a pulseira que continha agulhas e colocou na mão dele.

- Pra se lembrar de min - Falou sorrindo e ino em direção a janela.
- Boa sorte Hyuuga - Ela parou, olhou pra ele. - Não sei quem você é mas.. com toda certeza é uma Hyuuga de Konoha.
- Adeus Sabaku no Gaara - Falou e saiu, o vento gelado entrou logo em seguida, ele sentiu hum arrepio.

[...]

   Ela chegou a sala da Hokage de máscara, e roupa da anbu, colocou o pergaminho com as informações, a Hokage olhou pra ela surpresa, não esperava que ela conseguisse, depois de verificar olhou pra ela.

- Como...
- Isso não importa, minha missão foi cumprida - Disse e sumiu na fumaça.

     Tinha tudo o que ela precisava, não demoraria até o Kazekage vir para eles poderem assinar os papéis da aliança dos dois países, ela sorriu, Aconitun, era com toda certeza, uma excelente anbu.


Notas Finais


Então, vamos lá eu quero comentários, me digam, o que acharam? Exagerado? Legal? MAIS OU MENOS?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...