História Mission of love - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~Jeh_KyuNam

Postado
Categorias B.A.P, Infinite
Personagens Bang Yongguk, Hoya, Personagens Originais, Sunggyu, Woohyun
Tags Bap, Hoya, Infinite, Otome, Sunggyu, Woohyun, Yongguk
Exibições 23
Palavras 1.038
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Harem, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Capítulo 3


Mission of love 3

 

Pov's Woohyun

Acordei cedo, estava muito afim de passear na praia, Hoya e SungGyu já tinham saido, e não sei se Jessika ja havia acordado.  Fui até a porta do quarto dela, queria saber se ela não queria passear também. Bati em sua porta de leve.
  -     Jessika? Está ai?-  Chamei 
Não ouvi nenhum barulho, até que de repente a porta se abriu. Jessika estava com o rosto super vermelho e suava um pouco.
  -     Você está bem?
Perguntei preocupado, ela fez menção de dizer algo, mas seus olhos se fecharam e seu corpo começou a cair. Eu só tive tempo de segura-la.
  -     Jessika? Jessika? - Chamei preocupado
Toquei em sua testa e ela estava muito quente, peguei-a no colo e a deitei na cama. Fui até o banheiro e enchi uma bacia de água, levei até o quarto e mergulhei uma toalha na água, espremi um pouco e ajeitei na testa dela e a cobri com o cobertor. Peguei meu celular e comecei a procurar na internet maneiras de cuidar de alguém que está com febre. Olhei pela janela e nem sinal dos meninos, fui até a cozinha, peguei uma receita de sopa e depois de alguns minutos estava pronto,  coloquei um pouco em um prato e levei para ela.
  -     Jessika, fiz algo para você comer.
A febre tinha diminuido um pouco, ela sorriu fraco e fez um esforço se sentando na cama.
  -     Não precisava.- Ela sussurrou. 

Coloquei o prato em uma mesinha e a puxei para perto da cama.
  -     Eu me esforcei. Espero que esteja bom.
Sorri nervoso e ela começou a comer lentamente. Fiquei um pouco preocupado, não queria que estivesse ruim, eu até provei e para mim estava bom.
  -     Está bom? -Perguntei aflito.
Ela me olhou.
  -     Está uma delícia... Obrigada por cuidar de mim!
Acho que corei com o sorriso lindo que ela me deu em seguida.
  -     E-eu fiquei preocupado, eu nunca cuidei de ninguém sozinho. Você está se sentindo melhor?
  -     Sim, acho que foi porque fiquei muito tempo do lado de fora ontem... Graças a você estou melhor.
Me aproxeimei e encostei minha testa na sua para medir melhor sua temperatura. Vi isso na internet, disse que era mais eficaz do que colocar a mão. Ela ficou muito vermelha, seus olhos se encontraram com os meus.
  -     Sua febre abaixou, mas você continua vermelha.
 Sussurrei sem me afastar.
  -     O que você ta fazendo?
Ouvi o grito de SungGyu e em seguida senti algo batendo em minha cabeça e acabai caindo em cima de Jessika. Quando abri meus olhos eu tinha a beijado.

 

Pov's SungGyu

Eu como sempre agi antes de pensar e acabei atacando meu sapato na cabeça de Woohyun, e sem querer piorei a situação. Ele acabou beijando Jessika
  -     Me... Me desculpa Jessika. Não foi de propósito.- Woohyun falou desesperado.

Ele estava muito vermelho e nem sabia o que fazer. Jessika também estava super vermelha, ela sorriu.
  -     Tudo bem, obrigada por cuidar de mim.
Woohyun saiu quase que correndo do quarto.
  -     O que estava acontecendo? -Perguntei.
Ela me olhou séria.
  -     Ele estava cuidando de mim, pois acabei ficando doente hoje.
Mordi os lábios, me sentindo um pouco culpado por ter batido em Woohyun.
  -     Eu não sabia...
  -     Da próxima vez, pense antes de agir.- Ela diz parecendo chateada. 
Suspirei e sai do quarto. Eu não tinha culpa, o problema é que eu ficava muito irritado por ela não lembrar de mim. Eu a ajudei com as capas de seus primeiros mangás, talvez ela nem tenha prestado atenção em mim na época, eu era diferente.
A noite fui até seu quarto ver se ela estava bem, bati na porta.
  -     Pode entrar...
  -     Oi, você está melhor?
Perguntei sorrindo.
  -     Estou sim.
  -     Desculpa por mais cedo.
Ela se ajeitou na cama.
  -     Tudo bem, eu também fui meia dura com você. Desculpa.
Me sentei em uma cadeira perto de sua cama.
  -     Tudo bem.... Uma trégua?
Estendi minha mão em sua direção e ela apertou.
  -     Trégua.-Ela repondeu e sorriu
  -     Oi Jeh, trouxe algo para você comer!
Hoya falou entrando e colocou uma bandeija na mesinha, eram torradas e leite.
  -     Obrigada.
Ela disse sorrindo, ela não havia mudado em nada em todos esses anos. A única diferença, era que por pequenas razões brigavamos.

 

Pov's Yongguk

Dois dias se passaram desde que Jessika veio para a ilha e eu vi os meninos chegarem também. Hoje finalmente estou livre, mamãe pegou um barco e foi visitar a cidade. Fui até o casarão e entrei, Hoya estava jogando junto com Woohyun que parecia zangado por estar perdendo. Jessika estava sentada no sofá e ecarava séria um caderno, fui por trás dela e abracei e beijei seu rosto.
  -     Sentiu minha falta?
Ela tomou um susto.
  -     Comporte-se, senhor tarado- Disse SungGyu me puxando. Os meninos me olhavam sérios e eu ri.
  -     Ei! Calma, eu não sabia que também estavam afim dela!-Falei levantando meus braços e rindo.

 Jessika corou, Woohyun e SungGyu também, mas Hoya só riu da situação.
  -     Só estamos a protegendo de você.-  SungGyu falou me soltando.
  -     Bom, o que você veio fazer aqui?- Woohyun perguntou.
  -     Queria saber quando e que vocês vão sair daqui, para curtir a natureza ai de fora...
 Falei cruzando os braços.
  -     Seria legal, mas eu só saio daqui quando eu ganhar do Hoya, apostei minha mesada de três meses.
 Woohyun disse e eu suspirei, mas quando ia dizer algo, Jessika foi mais rápida.
  -     Pelo tempo que vocês estão jogando, acredito que você não irá ganhar dele nunca.- Disse rindo, mas quando viu o bico de Woohyun, mordeu os lábios parecendo se sentindo culpada.
  -     Yah! Você devia ficar do meu lado, eu nunca mais vou cuidar de você, mesmo que esteja morrendo...
Ele era muito infantil.
  -     Ela não vai precisar de você, da proxima vez eu que virei cuidar dela!- Falei rindo.
  -     Ninguém vai cuidar de ninguém aqui!
Falou SungGyu. Hoya largou o vidêo game e se levantou, se espreguiçando.
  -     Apesar do Gukkie ser um pevertido chato, acho que ele tem razão. Deveriamos pegar um sol hoje. O que acham?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...