História Missunderstood - Capítulo 60


Escrita por: ~

Postado
Categorias Capitão América, Deadpool, Homem de Ferro (Iron Man), Homem-Aranha, Os Vingadores (The Avengers), Thor
Personagens Anthony "Tony" Stark, Clint Barton, Dr. Bruce Banner (Hulk), Edward Allen "Eddie" Brock / Toxina, Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), Gwen Stacy, Howard Stark, James Buchanan "Bucky" Barnes, Jane Foster, Loki, Natasha Romanoff, Peggy Carter, Pepper Potts, Personagens Originais, Peter Parker, Pietro Maximoff (Mercúrio), Sam Wilson (Falcão), Steve Rogers, Thor, Tia May, Wade Willson (Deadpool)
Tags Buckysteve, Catws, Clintasha, Colegial, Hentai, Samsteve, Science Bros, Spideypool, Steve/bucky, Stucky, The Avengers, Thorki, Winter Soldier, Yaoi
Visualizações 238
Palavras 2.219
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Fantasia, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Spoilers, Suicídio, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Alô, alô!
Acharam que eu tinha abandonado vocês???????
Nada disso!!!!!
Olha a atualização gostosinha da madrugada!!!!!

Preparem suas garrinhas, pois sinto que todos irão querer matar um certo personagem. Hahahahaha

Capítulo 60 - Capítulo 50: Ele não precisa de você.


Fanfic / Fanfiction Missunderstood - Capítulo 60 - Capítulo 50: Ele não precisa de você.

Capítulo Anterior:
No caminho até minha casa fui pensando no que havia acontecido há poucos minutos atrás. Eu tinha beijo Loki! E porra, seu beijo é muito bom, sua boca é muita gostosa e eu não queria ter parado, queria ter aproveitado mais. Confesso que estou inseguro sobre qual será a conclusão que Loki chegará depois de tanto pensar. Tenho medo de que no fim não deem em nada e ele volte a me ignorar, me querer longe.

XXXXX

Steve’s POV

Sexta-feira, cinco e cinquenta e cinco da tarde. 

A semana se passará lentamente, durante ela tive algumas provas e alguns trabalhos para serem apresentados, consegui fazer tudo e dei o máximo de mim, acho que fui bem em boa parte, acredito nisso ao menos. Bucks e eu estávamos bem, mas sentia que ele estava mais fechado pelo o que aconteceu da ultima vez, permaneci sem pressiona-lo, sem exigir nada dele, a única coisa que fiz foi enchê-lo de carinho e compreensão, tentar dar algum conforto a ele no meio de toda essa confusa que estava sua cabeça e consequentemente começava a se tornar a minha. O plano meu e de Loki ainda está de pé, hoje mesmo iremos ao apartamento de Harry e tirar satisfações dele, ninguém além de nós dois sabe sobre esse nosso plano, achamos melhor deixarmos isso entre nós para não preocupar ninguém, principalmente Buck. Falando nele, ele não parecia desconfiar de nada do que estava preste a acontecer, não que Loki e eu fôssemos as pessoas mais escandalosas, mas nesta semana em especial estávamos nos falando mais que normal e não vi nenhum olhar desconfiado sobre nós; bem, muito provavelmente Buck e os outros estavam pensando que eu e seu melhor amigo estávamos nos dando bem. É, é quase isso. 

Também percebi nesta semana que Loki parecia meio perdido em pensamentos, não que nos falássemos muito e eu soubesse exatamente como ele é, mas sou bom observador e sei quando as pessoas estão absortas de algo, e esse era o caso de Loki. Pensei em perguntar se estava tudo bem com ele, mas achei melhor não, não queria parecer intrometido, fora que, sendo como Loki é, ele já deve estar resolvendo a própria luta interna. 

Posso dizer que essa semana foi tensa e bem silenciosa, como se tudo estivesse no clima da conversa que teríamos com Harry, os alunos pareciam desanimados (até mesmo os professores), o tempo estava ruim, o céu esteve nublado durante toda a semana e tudo parecia tão sem vida que chegava a ser irônico. Estive esperando o sol aparecer no céu essa semana, como se fosse um aviso divino dizendo que tudo daria certo, mas isso não aconteceu e por não acontecer comecei a me sentir mal, angustiado. Porém, não desisti do plano, minha cabeça dizia que isso era o certo a se fazer, deveríamos pelo menos tentar. Se tivesse alguma chance de eu conseguir dar paz a James, eu faria sem pensar duas vezes.  

Parei meu carro em frente à casa de Loki e buzinei, poucos minutos depois ele apareceu e veio correndo em direção ao meu veículo, abriu a porta, entrou e se ajeitou no banco, pondo o cinto de segurança. 

- Está preparado? – Perguntou sério, me encarando. 
- Durante toda a semana. – Respondi firme. 
- Você sabe que isso não será fácil, não é, muito menos uma conversa amigável?! – Falou ainda sério, mas parecia meio inseguro agora. 
- Fácil e amigável são coisas que essa conversa definitivamente não será. Estou pronto, Loki. Quero tentar! – Afirmei convicto. Nunca me senti tão seguro como agora. Ele suspirou e assentiu com a cabeça. 
- Bem, vamos nessa. – Falou e eu arranquei com o carro, saindo dali. 

Loki me explicou aonde se localizava o apartamento em que Harry morava, dirigi até lá enquanto tentava me manter tranquilo para a conversa que teríamos. Pelo o pouco que conheço Harry, sei que não será fácil a conversa e por isso preciso me manter tranquilo, não posso perder o controle, preciso me manter concentrado e pensar no bem estar de Buck. 

Estacionei meu carro do lado contrário do prédio e Loki e eu saímos, tranquei o carro e ativei o alarme; caminhamos em direção ao prédio e quando passamos pelo porteiro, ele perguntou quem nós éramos, Loki respondeu que éramos amigos de Harry e estávamos ali para fazer uma visita a ele, o porteiro reconheceu Loki depois um curto tempo. Nossa entrada foi permitida e continuamos nosso caminho até o elevador, onde entramos e Loki apertou o botão que indicava o andar de Harry, havia outras pessoas ali, as cumprimentei com um sorriso simples enquanto Loki não fez questão de se importar com a presença delas. Ri por dentro, desejando ser um pouco parecido com Loki, sempre não se importando com o que as outras pessoas têm a dizer sobre sua vida. 

O elevador parou no andar que queríamos e saímos, Loki apertou na campainha e esperamos. Apertamos a campainha uma, duas, três e quatro vezes e nada, nenhuma resposta. 

- Acho que ele não está, melhor irmos embora. – Falei me dando por vencido. 
- Você não conhece Harry. – Loki falou com um sorriso debochado e girou a maçaneta. A porta estava aberta. – Viu?! – Falou com a voz monótona. 

Loki entrou e eu o segui, o apartamento de Harry era uma cobertura sendo assim era grande e espaçoso, muito luxuoso. E extremamente bagunçado! 

- Harry? – Loki chamou.
Não obtivemos respostas, mas ouvimos vozes vindo de um extenso corredor próximo a nós.

Loki prosseguiu em direção ao corredor e eu continuei o seguindo, ignorei toda a bagunça que havia por toda parte daquele apartamento. Quanto mais andávamos, mais próximas às risadas ficavam de nós. 

Para nossa surpresa, antes que chegássemos ao destino das vozes, Harry saiu pelado de um quarto, ele levantou o rosto e finalmente nos encarou. 

- O que você está fazendo aqui? – Ele perguntou me encarando diretamente, ignorando a presença de Loki. 
- Vim conversar contigo. – Respondi e me surpreendi comigo mesmo por não ter oscilado na voz. 
- Nós temos algum assunto pra conversar? – Perguntou num tom de deboche. – Ah, veio pedir dicas de como satisfazer James na hora da trepada? Ele é meio exigente nisso, talvez você não corresponda às expectativas. Ou ele precisa cheirar e você não sabe onde comprar? – Continuou com o mesmo tom de voz. 
- Pare de falar tanta merda, Harry, por Deus! – Loki finalmente se pronunciou. – Viemos aqui para falar sobre James. – Acrescentou. 
- Queremos que você fique longe dele de uma vez por todas. – Falei sério. Harry riu. 
- Você deve estar com medo da concorrência, não é? – Harry continuou a rir.
- Medo da concorrência? – Loki falou incrédulo. – Pra você, James não passa de um jogo, não é mesmo?! Sempre foi assim. Você nunca deu valor a ele de verdade, nunca lhe deu importância. Ele sempre foi algo para te tirar do tédio, para você provar que é exatamente esse lixo humano que é. – Acrescentou sério, aproximando-se de Harry.
- Você não sabe de nada sobre meus sentimentos por Bucky! – Harry retrucou em grito.
- Sentimentos? Que sentimentos? – Loki perguntou e riu. – Você não se importa com ninguém a não ser você mesmo. Se você realmente gosta dele, como diz, deixo-o em paz. Deixe ele viver a vida dele bem e longe de ti. – Falou.
- Isso são palavras suas ou dele? – Harry perguntou alternando seu olhar entre Loki e eu. Foi então que finalmente lembrei que eu estava presente naquela sala e que precisa dizer algo.
- São palavras nossas. – Respondi, encarando-o e me posicionando ao lado de Loki. – Não me interessa o que você e Buck tiveram, o relacionamento passado de vocês pouco me importa, o que realmente me importa é se ele está bem. E ele estava até você aparecer.  – Suspirei. – Por favor, se afaste dele definitivamente. – Finalizei mantendo minha voz firme. A expressão de Harry se fechou totalmente e ele se aproximou de mim, ficando com o rosto centímetros longe do meu e por um segundo pensei que ele fosse me bater.
- Você pensa que o conhece tão bem como eu? Pensa que pode dar o que ele precisa? – Perguntou com a voz fria, seus olhos nitidamente transpareciam raiva. Abri a boca para responder, mas antes que minha voz saísse, ele continuou:  – Pode falar à ele o quanto você o ama, o quanto ele é especial pra mim e todas essas porcarias maldita que vocês costumam dizer quando pensam que gostam de alguém, mas ele vai voltar pra mim. Posso me afastar dele, mas ele sempre será voltará pra mim. – Acrescentou. Poderia acreditar em suas palavras, se não soubessem que são mentiras.
- Ele voltou pra ti enquanto você esteve longe? Não. – Falei com voz ríspida e pouco trêmula. – E sabe por que, Harry? Porque ele não ama você, ele não precisa de você. Como eu disse antes, ele estava muito bem antes de tu aparecer e começar a falar todas as porcarias malditas do passado dele, que ele está  tentando superar, ser melhor pra ele mesmo. Você tenta mexer com as inseguranças dele para que ele fique abalado psicologicamente e volte pra ti, mas isso não vai acontecer. Eu estou aqui agora e vou fazer tudo o que puder para ajuda-lo. – Falei encarando-o diretamente nos olhos e sem tremer a voz desta vez.

Harry gritou alto e quando me dei conta tinha recebido um empurrão forte, fazendo com que eu caísse no chão. Loki veio correndo em minha direção e me ajudou a levantar.
- Você está bem? – Perguntou preocupado. Assenti com a cabeça. – Você ficou mais louco do que já é, Harry?! – Gritou com Harry, que me encarava furiosamente.
- Engano seu achar que depois disso vou deixar James ou qualquer um de vocês em paz, vou infernizar a vida de todos vocês, desde James até aquela vagabunda da Natasha, não deixarei nenhum de vocês em paz. Você vai me pagar muito caro pelo o que disse, Steven. – Gritou raivoso.
- Não vou repetir novamente: fique longe do meu namorado! – Falei sem me abalar com os gritos de Harry e encarando-o seriamente. – Vamos, Loki. Já falamos tudo o que tínhamos para falar. Espero que tenha entendido, Harry. – Finalizei ainda encarando-o.

Sem falar mais nada, Loki e eu saímos do apartamento enquanto ouvíamos barulhos de objetos sendo jogados no chão e Harry gritando que acabaria conosco. Entramos no elevador e antes da porta se fechar, pude ver Harry com as mãos sangrando e nos encarando com ódio – muito ódio. Apertei o botão do térreo e logo o elevador estava parando no andar que queríamos, saímos e prosseguimos nosso caminho para fora do prédio luxuoso. Entramos em meu carro e só então consegui respirar calmamente e aliviado. Encarei Loki, que me encarava de volta, seu olhar sobre mim era de preocupação.

- Você está bem? – Loki perguntou.
- Não muito, mas bem. Irei sobreviver. – Responder. Ele balançou a cabeça em sinal de compreensão e suspirou cansado, suspirei igualmente. – O importante é que fizemos o que precisava ser feito. – Acrescentei sério e dei mais um suspiro.
- E como resultado tivemos um Harry descontrolado. – Falou.
- Aposto que você não ficou com medo, nem surpreso com a reação dele. – Falei e dei um riso nervoso.
- No começo, não. Ele falando todas aquelas besteiras sobre sexo e drogas, sendo o Harry babaca que eu conheço, mas depois senti que ele realmente ficou acanhado. – Respondeu.
- Acanhado? Como assim? – Perguntei confuso.
- Com medo. Depois de tudo o que você disse, antes de ser empurrado, vi medo no olhar de Harry. Talvez você não tenha visto, porque não o conhece, mas eu o conheço bem para saber que ele se sentiu acuado por ouvir todas aquelas coisas. Ele tem medo de você e tem mais medo ainda do que Bucky sente por você. – Explicou sério. – Você foi muito corajoso, não esperava nada daquilo. Achei que chegaríamos ali e eu faria o maior barraco com aquele garoto, mas não. Você deu a cara a tapa por Bucky. – Acrescentou. Soltei outro riso nervoso.
- Confesso que no começo estava com medo, mas não posso querer ajudar ou proteger Buck com medo, precisei enfrentar isso em questão de segundos. – Falei sincero.
- Não se preocupe, você não está sozinho. Natasha e eu estamos aqui pra ajudar Bucky, e ajudar você também. Agora sei que você realmente gosta dele. – Loki falou calmo e sorriu, apertou suavemente meu ombro. – Por favor, vamos embora agora. Não aguento mais olhar a fachada desse prédio horrível. – Falou risonho. Ri em resposta e coloquei a chave na ignição, ligando o carro.

Deixei Loki em casa e no caminho até minha casa não consegui de parar de pensar em minuto sequer sobre tudo o que Harry havia dito. É claro que estou assustado com todas as ameaças feitas por ele, mas não posso deixar nada disso me abalar, preciso ser forte, focado e corajoso. Não apenas por mim, mas também por Buck, e agora por Loki e Natasha, que se envolveram mais ainda em toda essa bagunça porque eu resolvi confrontar Harry. Talvez não tenha sido uma boa ideia fazer o que fiz, mas precisava. Precisava falar diretamente a Harry que eu estou ao lado de Buck para qualquer coisa que ele precisa e não pretendo sair. Não vou sair! 


Notas Finais


Não tenho muito a dizer sobre essa capítulo, acho ele em si já diz MUITA coisa, mas não posso deixar de comentar o quanto gostei de descrever um Steve mais corajoso. Pensei em fazer ele todo medroso e acanhado, mas parecia errado e se ele diz gostar tanto do Buck, ele não teria medo de enfrentar o Harry. Loki como sempre um bom amigo e sabendo o que falar, proud of my boy. O melhor de tudo é que Loki e Steve ficaram mais próximos, logo logo estão bem amiguinhos, e eu acho que a amizade eles vai ser bem boa, Loki todo sem freio e Steve cauteloso, mas corajoso nos momentos certo, é uma boa dupla. Amoressssss, não sei quando o próximo capítulo sai, mas vou tentar não demorar tanto como demorei pra postar esse. Perdoem-me por qualquer erro de português ou palavra cortada, corrigi esse capítulo meio na pressa. Enfim, é isso. Até o próximo! Beijocasssss!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...