História Mistério da mansão (interativa) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Horror, Interativa, Romance, Terror
Exibições 24
Palavras 1.072
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


olá povos, descopem a demora mais tava sem internet, bem aqui outro capitulo espero que gostem essa na foto é a Jenny

Capítulo 3 - Garotinha


Fanfic / Fanfiction Mistério da mansão (interativa) - Capítulo 3 - Garotinha

-gente, precisamos achar um meio de como sair daqui. Falei olhando para cada um deles.

-certo, mas como vamos achar uma saída esse lugar é imenso. Disse James olhando o lugar e o que chamava mais a atenção o segundo andar.

-vamos nos separar. Disse Jenny com uma feição normal.

-O QUE?! Não é arriscado, tipo melhor nos ficarmos juntos. Falou Haley olhando para ela.

-bem, não sei, por que se nós nos separarmos iríamos achar a saída mais rápido. Disse Jenny.

-você tá certa precisamos nos separar. Falei olhando para ela

-tá então vai ser eu e George, Harley e James, pode ser? Perguntou Jenny

-certo. Falamos em une-som.

Eu e Jenny Começamos a olhar o andar de baixo, Harley e James olharam o segundo andar da casa.

Fomos andando até a parte de trás da mansão, quando chegamos a uma parte que existi muitas portas, abrimos uma que era um tipo de biblioteca, onde tinha muitas estantes e muitos livros. Na parede perto da porta de entrada havia uma lareira e encima dele tinha um retrato de uma menina que aparentava ser aquela que vimos na escada junto com outra garota loira com a pele branca e olhos azuis de vestido verde até o joelho.

-não é essa menina que apareceu na escada e depois sumiu? Perguntou Jenny.

-acho que sim. Respondi andando pelo lugar.

Comecei a olhar para uma estante e percebi que uma estava meio torta, então quando olho mais de perto, vejo uma porta atrás da estante.

-JENNY, VEM VER ISSO! Gritei para ela vim rápido.

-o que foi?! Perguntou ela olhando para estante.

-tem uma porta atrás dessa estante.

Então começamos a empurrar a estante dali, era pesada já que era grande e tinha muitos livros lá, mas até que finalmente tiramos de lá.

Abrimos a porta que tinha logo uma escadaria que levava ao porão desse lugar. Começamos a descer e logo avistei uma foice de cano médio, peguei do chão e voltamos a desce, quando chegamos ao final, um garoto que aparentava ser uma criança estava chorando.

-garoto você está bem? Pergunto me aproximando dele.

Mas antes que eu me aproximasse Jenny pega a faca que ela achou na floresta que ela guarda em sua mochila e crava o facão na costa do menino, logo ele olha para a gente e mostra que ele tinha um rosto desfigurado e os dentes afiados, mas ele morrer porque Jenny havia ferido ele com uma faca.

-nunca confie em uma criança, numa casa assombrada, NUNCA. Falou séria.

-ta bom. Disse um pouco apavorado pela reação dela e dou um sorriso rápido.

Começamos a andar pelo lugar e a única coisa que mais tinha era portas que estavam todas trancadas, ate que tinha uma porta com uma aparência peculiar, ela era sem maçaneta com a cor da madeira preta e vermelha cheia de espinho.

-vamos ver o que tem aí dentro. Disse Jenny.

Quando ela colocou a mão na porta ela soltou uma luz forte e começou a sugar Jenny para dentro.

-GEORGE ME AJUDA!!! Ela gritou de medo e segurou a minha mão.

-JENNY SEGURA FIRME EU VOU TE TIRAR DAÍ. Comecei a puxar ela mas a porta tinha parecia não ceder.

-AHHHHHH! Ela gritou até que a porta a sugou.

-JENNY, JENNY! Nesse exato momento a porta desaparece.

Começo a entrar em desespero. Subo de volta ate a biblioteca e volto para a sala principal e começou a chamar Harley e James.

-HARLEY, JAMES!!! Começo a gritar pelo nome deles.

-O QUE FOI?! Vir os dois descerem a escada de pressa.

-A JENNY FOI SUGADA POR UMA PORTA EU TENTEI SALVA ELA MAIS NÃO CONSEGUIR. Falei totalmente nervoso.

-calma nos vamos achar ela. Disse Harley tentando me acalmar.

-agora o que importa é achar a Jenny depois procuramos a saída. Falou James me deixando mais calmo.

-ok, vamos procurar ela. Disse com um tom de voz normal.

-hahahahahaha, isso pode demorar um pouquinho. De repente ouvimos a voz daquela garotinha de novo, olhamos para escada e ela estava lá em pé.

-SUA CRETINA O QUE FEZ COM JENNY. Disse Harley revoltada.

-calma, ela está bem por pouco tempo, sua amiga esta em um lugar que existe nessa casa, mas não existe na casa. Disse ela rindo.

-isso é algum tipo de charada? Perguntou James confuso.

-digamos que sim.

-e o que você é? Perguntei para a menina.

-uma pobre garotinha que sofreu muito e morreu quando tinha apenas 10 anos. Falou ela descendo as escadas.

-e o que você quer de nós? Perguntou Harley.

-uma troca, eu liberto a amiga de vocês e vocês me libertam dessa maldição.

-como? Perguntei a ela.

-matem quem me matou, e vocês e sua amiga poderão sair daqui.

-qual seu nome? Perguntou Harley.

- Ravena  Devil  Satan. Disse ela sorrindo.

-CARAMBA! Disse Harley assustada com o nome da garota.

-agora vão, e encontraram quem vocês devem matar na floresta, mas cuidado eu tenho monstros e fantasmas e ela tem plantas que podem te matar sem nem percebe.

-ela? Perguntei já sabendo que era uma mulher.

-minha irmã mais velha, Angel luz santa.

-mas, ela não está morta, tipo ela não é fantasma como você? Perguntou James.

-não, ela é imortal, mas não significa que pode ser morta, só a um meio de matar ela.

-qual? Perguntou Harley.

 -arrancando o se coração. Minha Irmã sempre deve inveja de mim por eu ser a melhor das filhas, e no dia que nosso pai escolheu quem ele ia passar sua imortalidade era para mim, mas ela jogou um feitiço nele que confundiu sua visão fazendo com que eu pareça ele, e ela parecesse eu, então ele deu a imortalidade para ela e me amaldiçoou achando que eu era Angel, ela era muito ruim com todos e só se importava com ela.

-e onde ela está mesmo? Perguntei a Ravena.

Em uma casa na floresta, cuidado ela pode confundir suas mentes pode falar que ela é boa, mas na verdade pode querer armar uma cilada para vocês.

-ok então, vamos. Falei saindo da mansão com Harley e James.     

  -esperem, antes de ir precisam de armas. Disse ela fazem aparecer em uma mesa cinco armas diferentes, dessas armas era: machado, Desert Eagles. 50 AE, adaga nepalesa kukri,arco e flecha e uma espada.

Estão peguei a espada, James escolheu a adaga e Harley escolheu  Desert Eagles. 50 AE. Então saímos da mansão para ir para floresta  


Notas Finais


pois é gente espero que tenham gostado, fiquem a vontade nos comentários bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...