História Misterio do Sanatório - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lendas Urbanas, Originais
Tags Horror, Mistério, Romance, Suspense
Exibições 4
Palavras 996
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção Científica, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas do Autor


Para quem esta acompanhando a outra historia o conto da lullaby vai notar umas referencias que coloquei nesse capitulo.

Capítulo 5 - O mistério do sanatório capitulo 5


Fanfic / Fanfiction Misterio do Sanatório - Capítulo 5 - O mistério do sanatório capitulo 5

Eu fiquei cansado e eufórico não sabendo oque era aquilo que me persegui-o até aquele lago, porem sem nenhuma opção decidi a travesar o lago até a estrada talvez teria alguém lá do outro lado uma cidade ou uma pequena vila, então devagar fui entrando no lago com medo de ter algum animal ali me espreitando comecei a nadar o mais rápido possível para que eu chegasse do outro lado seguro mais rápido possível.

Quando eu cheguei do outro lado avistei um campo bem grande de girassóis com uma galpão bem longe e uma casa de madeira que parece que foi construída a muito tempo atras, quando uma caminhonete carregada de trigos veio vindo devagar foi ai que decidi dar sinal de carona e rapidamente a caminhonete me da um sinal com o faróis e para. 

 Dentro da caminhonete tinha um senho de 75 anos com uma barba de lenhador e uma camisa xadrez e pergunta 

- ta frio ai fora jovem ?... entre pega essa toalha.

rapidamente eu abrir a porta e decidir não falar nada sobre oque tinha passado antes foi quando o velho perguntou.

- Como você não morreu ?

Eu fiquei em choque pensando que como ele sabia isso significa que ele vai me levar de volta pra cidade, foi quando ele falou de novo.

- Em jovem como você não morreu ?.... esse lago é cheio de cobras e jacarés.

Eu respondi 

- A sim eu estava andando por aqui e acabei caindo por isso fiquei molhado. 

- Você andou muito em esta bem longe da cidade.

- É mesmo ?

- Sim a cidade mais próxima fica a 40 km aqui só é estrada.... alias esqueci de pergunta pra onde você vai.

Resolvi contar parte da minha historia de vida para ele, assim não precisaria inventar historias na hora e para me enrolar.

- Não se preocupe estou indo pra cidade mais próxima eu briguei com minha família e meus pais me expulsaram de casa.

 

- Nossa assunto de família é difícil eu briguei com meus pais também se você quiser eu posso te ajudar estou precisando de um homem para pegar no pesado na minha fazenda estou ficando velho... se você quiser eu te dou um teto e um emprego não é muito mais é o que posso fazer.

 

Então repetidamente começou a cair uma chuva foi quando eu resolvi começar a tirar umas informações .

O velho disse mas eu passei por cima.

-Nossa começou a chu.....

- Onde nos exatamente estamos eu comecei a andar e não sei direito onde estou.

- A jovem aqui é Ivytown que dizer estamos indo para lá.... sabe a outra cidade fica lá atras como falei antes então essa cidade é a principal da região.

- E sua fazenda?

- A ela fica a uns 30 km de outra cidade...

 

Então comecei a pergunta mas para ver se ele sabia sobre alguma coisa sobre o sanatório.

- E atras dessa floresta existe alguma coisa ?

- Olha jovem não sei dizer é ninguém atravessou essa parte todos tentavam chegar do outro no dia seguinte aparecia com uma mordi de crocodilo ou de cobra ou até mesmo desaparecia então todo mundo decidiu a não se arriscar mais e simplesmente deixar ela ai.

- Entendi oque será que tem do outro lado né...

-  Bem existe uma lenda que fala que tem uma cidade atras dessa floresta que foi esquecida na segunda guerra e que agora serve de esconderijo de uma mafia mas ninguém sabe ao certo pois como eu falei é proibido atravessar a floresta.

 

Foi quando comecei a pensar ( interessante essa historia talvez vou conseguir mais na cidade... droga no que fui me meter eu estava acostumado a resolver casos de traição e no máximo seguir alguém mas por dinheiro acabei me metendo nisso... quer dizer tem alguma coisa de estranho em tudo isso como ser o mesmo carro que parou no sanatório ter parado na frente do meu escritório para me contratar) foi quando o velho diz 

- Ei jovem esta muito calado... nos vamos passar o dia na cidade e amanha vamos voltar.

Eu respondi rápido 

-Esta bem!!!.

 

Então chegamos na cidade ela era uma cidade tipica do interior não tinha muitas coisas para se fazer tinha uma pequena escola com uma pracinha na frente foi quando o velho disse.

 - Olha seguindo a esquerda vai dar em uma praia já indo para frente vai dar em um rio poucas cidades tem isso.

Eu respondi 

-É interessante.

Na cidade as pessoas eram rabugentas sempre estavam de mal humor ou fazendo bully com alguém foi quando o sino da escola começou a tocar e os estudante começaram a sair e a vistei um garoto meu assustado conversando com uma menina bem bonita foi quando o velho disse.

-Ei jovem por aqui... vamos no bar do seu augusto você deve estar com fome não ?

- Sim estou..

-Então vamos hoje eu pago...

- Obrigado!!!

Chegando no bar eu me sentei e o velho começou a falar com o augusto dono do bar 

-O augusto!!!1

-O velho Gick trouxe visita ?

-Sim ele é... qual é seu nome mesmo?

Eu pensei (droga vou ter que inventar um nome rapido) e falei

-Meu nome é Carter 

e o velho respondeu 

-A sim isso mesmo....ele estava andando vindo pra cá e acabou caindo no lago augusto pode isso.

- E ele tá vivo? que sorte a sua rapaz o ultimo nem sobreviveu foi trágico... toma aqui uma sopa de mariscos para esquentar é a especialidade da casa.

O velho Gick respondeu rápido 

-Opa também quero uma.

-Aqui esta. 

disse Augusto e o velho Gick falou logo em seguida 

- tem dois quartos para esta noite vagos ai Augusto?

-Tem pode pegar a chaves aqui.

Então depois da sopa de marisco fomos para o quarto foi quando comecei a pensar e colocar tudo em um caderno que tinha no quarto para os hospedes.


Notas Finais


Coloquei umas referencias da outra historia nesse capitulo espero que gostam :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...