História Mistérios sem Fim - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lay, Personagens Originais, Sehun, Suho, Xiumin
Tags Amor, Atração, Aventura, Bruxa, Coragem, Drama, Exo, Família, Feitiçeira, Feitiço, Força, Kpop, Magia, Medo, Ódio, Paixão, Poção
Visualizações 10
Palavras 1.202
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drabble, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Acho que antes de começar as partes "emocionantes" precisamos estar psicologicamente preparados kkkkk
É o que? Hahahahaha

Capítulo 4 - Diálogo


Fanfic / Fanfiction Mistérios sem Fim - Capítulo 4 - Diálogo

- Meu Deus, me desculpe. 

 - Não se preocupe com isso, você está bem? Minhee olhava atentamente para Mahauf

- SIM! Chanyeol por favor você pode nos levar até a onde fica a casa? 

 - Casa? Que casa? Minhee estava um tanto curiosa.

 - Eu vou levar as meninas para ver aquela casinha perto do riacho. 

 - Aquela? Aquela casa é estranha, e faz tanto tempo que ninguém entra lá.

 -ÓTIMO!! É isso que queremos. Disse Mahauf, enquanto se levantava da mesa e ia caminhando até a porta.

 - Vocês são completamente esquisitas. Minhee já estava estranhando o comportamento delas.

 - Muito obrigada por ter nos recebido,  estava tudo muito bom. Nahura disse segurando a mão de Chaneyol como agradecimento, em seguida fez o mesmo com Minhee.

 - Não precisa agradecer, vocês são adoráveis....  e esquisitas. Minhee falava enquanto não conseguia conter o riso.

 - Todo mundo fala isso. Disse Ahn Yon tentando quebrar o gelo do climão. 

 - Vamos?? - Disse Mahauf do lado de fora da casa. 

 - Estamos indo. Todos responderam.

 - Tchau meninas, voltem sempre. Minhee disse acenando. 

 Após andarem um pouco, eles chegaram a uma pequena ponte, que levava até a uma casinha onde ao lado passava um riacho, tinha muitas árvores, várias plantas. 

 - Isso aqui era lindo. Disse Chanyeol enquanto abria uma pequena porteira que tinha logo na entrada.

 - E vai voltar a ser. Como pode acontecer isso com essas plantas?  Disse Mahauf enquanto tocava nas folhas. 

 - Olha, é difícil fazer isso aqui voltar a ser o que era, muita gente já tentou e ninguém conseguiu. Acho que só com magia para transformar isso aqui. 

 - Magia... Mahauf soltou os galhos e sorriu.

 - Sério, olha como está destruído. Chanyeol apontava para o lugar. 

 - Quais são os procedimentos para que nós possamos morar aqui? Tem que pagar para quem? Mahauf estava preocupada com as questões  burocráticas. 

 - Eu não sei quem é o dono desse lugar, mas está abandonado, não tem muito tempo que descobri aqui, aliás quase ninguém vem aqui. Chanyeol disse enquanto caminhava até a casinha no meio de tudo.

- Meninas eu preciso ir, daqui a pouco os guardas de Kai vão passar e Minhee vai ficar "conversando" com Chen, e terei que tomar conta da venda. 

 - Sua irmã é namorada de um dos guardas do rei? Nahura exclamou curiosa.

 - Sim, toda vez que ele vem até a vila ele para lá, e bem... Foi a convivência. Chanyeol respondia sorrindo para Nahura.

 - Obrigada por tudo que fez por nós hoje, me desculpe pelo acontecido em sua casa. Mahauf dizia enquanto segurava a mão de Chaneyol em forma de agradecimento. 

 - Que isso, não precisa agradecer, sempre que precisarem conte comigo. Disse Chanyeol enquanto voltava para sua casa.

~~ Será que posso confiar em Chanyeol e contar a verdade para ele? ~~

Enquanto Mahauf se perdia em seus pensamentos, suas irmãs estavam explorando o território. Ahn Yon e Nahura encontraram uma árvore, que fazia uma sombra incrível em certa parte do local, sentaram ali por um tempo e começaram a conversar. 

 - Você acha que se Chanyeol souber da verdade sobre nossa irmã ele vai entregar ela, ou vai guardar segredo? Disse Ahn Yon enquanto se encostava no tronco da árvore. 

 - Eu acho que ele vai nos ajudar, ele mostrou ser um rapaz do bem, e tambem parece que foi com a nossa cara. Aliás ele é muito bonito em todos os aspectos. Nahura dizia enquanto sorria olhando para o horizonte. 

 - Ah é, hmmmmmm, eu percebi o jeito que você estava olhando para ele tá. Ahn Yon deu um tapa de leve no ombro de Nahura.

 - Para com isso!!  Nahura disse enquanto cobria seu rosto com as mãos.

 - Nahura vamos falar sério agora. Você não acha que é perigoso se ficarmos aqui? 

 - Eu não sei, confesso que fiquei assustada com tudo que ele contou, mas é só Mahauf ser discreta. 

 - Você acha mesmo que ela vai ficar parada? Você reparou como está tudo aqui? Ela não vai ficar aqui sem fazer nada..   

- Ah, mas eu não vou mesmo, eu já vou fazer uma listinha de coisas pra vocês procurarem pra mim na vila. Disse Mahauf chegando até aonde elas estavam.

- Você e sua mania de ouvir tudo. Disse Nahura enquanto jogava algumas folhas secas em Mahauf. 

- Você não ficou com medo? E se os guardas ver a gente e vier até você? 

- Se eles vierem, vão me prender e irei morrer, vocês são jovens e tem a vida toda pela frente. Mahauf era engraçada até nas piores horas. 

- Agora vamos parar de conversa, porque tem muita coisa pra fazer. Mahauf saiu na frente fazendo sinal para as  meninas fossem atrás dela. 

Elas caminharam até a casa e começaram a fazer uma limpeza. Após terminar a limpeza, Mahauf cuidou de fazer algo para elas se alimentar, ainda tinha algumas coisas que elas trouxeram na mala, daria para aquele momento. 

Enquanto as meninas estavam se adaptando a nova casa, no centro da vila Chanyeol combinava com Minhee para ela não falar sobre as meninas para Chen, pelo menos por enquanto. 

- Não comenta nada sobre as meninas com o Chen, espera mais um pouco. 

- Hmmmmmmmmm,  já ta todo preocupado com elas ne, eu vi você olhando diferente para a Nahura, principalmente na hora que ela pegou na sua mão. 

- Para com isso, só não quero assustar as meninas, se eles souberem que tem gente nova aqui, vão começar a perseguir elas. 

- E você acha que esse povo daqui vai ficar quieto? 

- Não, eu sei que eles vão saber delas, mas que seja daqui uns dias. 

- Eu ainda acho essas meninas esquisitas, as mais novas nem tanto, mas a Mahauf tem alguma coisa nessa menina, você não percebeu nada? 

- Ela deve ter ficado mais assustada que as outras com toda a história. 

- Não, não, não é só isso não. 

- Minhee, você não acha que  é muito cedo para julgar? 

- É pode ser, mas fique tranquilo, eu não vou falar nada com o Chen sobre elas, até porque eu preciso aproveitar muito o meu tempo com ele. 

- Entendi... 

Ambos voltaram a fazer suas atividades, a noite caiu, e todos se acomodaram para dormir, tanto no castelo, quanto na vila ( no centro e casinha próximo ao riacho ). 

O dia começou a tomar o lugar da noite, e Mahauf levantou e foi até o centro da vila, a procura de algo para fazer o café da manhã das meninas, mas ao chegar bem próximo a casa de Chanyeol, os guardas de Kai estavam fazendo sua "passagem pela vila", e ela com medo se escondeu atrás de uma pilha de sacos que estava mais proximo, e ficou ali por alguns instantes até que eles sumiram. 

O silêncio da vila a assustava e ela ouviu alguns passos vindo no que parecia ser em sua direção, sua respiração por um momento parou de funcionar e o arrepio descia da espinha até as pontas dos pés, ela fechou os olhos com medo, e  sentiu apenas um toque frio em seus ombros. 

E só conseguia pensar, FUI PEGA! 

..... 



Notas Finais


Obrigada por acompanhar até aqui.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...