História MITW - Você Me Pertence - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias TazerCraft
Personagens Personagens Originais
Tags Mike, Mikhael Linnyker, Mitw, Pac, Pactw, Tarik Pacanhan
Exibições 516
Palavras 1.151
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Orange, Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bom galera dscp a demora, mas alguns de vcs já devem saber que escola pra mim é prioridade total. Fiz meus trabalhos rapidinho para poder postar vou tenta postar amanha tbm e dps tbm e tals...

Mas esta aqui o Cap de hj e eu mudei a tumb da fiC! Oque acharam?

Capítulo 13 - 13 Cap - Passo?


Fanfic / Fanfiction MITW - Você Me Pertence - Capítulo 13 - 13 Cap - Passo?

 

-Chegamos.. -o moreno estaciona o carro, descendo e entregando ao manobrista do restaurante. Tarik e sua mãe descem logo atrás do mesmo, a mulher trajava um vestido preto, com renta transparente nas costa, um corte em V que marcava bem as curvas do seus seios e usava a jóias que foram lhe presenteada. Apesar de estar beirando seus quarenta, ela ainda matia um belo corpo jovial diminuindo a aparência na idade. Já Pac trajava uma calça de sarja preta, uma camisa verde escura, um colete preto sem mangas e um vans de azul escuro. 

Após todos fora do carro, eles ajeitam suas vestimentas Mike seu blazer na cor grafite, a mulher o vestido e Pac seu colete. Mike entrelaça suas mãos olhando o garoto e lhe lançando um sorriso com direito a ruguinhas no canto dos olhos, Pac se encanta com aquilo e não resiste sorrindo também. Eles adentram no estabelecimento, sendo recebidos por um baixinho, branco, cabelos pretos e lisos de olhos puxadinhos. Tarik naquele momento deduziu "Comida Japonesa Argh!" , mas como era uma "comemoração", resolveu não protestar, Mike e companhia subiram até o terraço to prédio que aparentava ter uns quatro andares mas o restaurante, onde se encontrava mesas e cadeiras assim como na parte interna, ficava no terraço que dava uma bela vista para o céu estrelado.. 

Tarik se lembrava da aquele lugar, por que há de uma vez Mikhael lhe levar ali quando eram "amigos" , mas o menor só há de aproveitar aquele momento, digamos... "em família" . Logo um garçom, supostamente igualmente trajado ao que os receberam lá em baixo, mas não só pelo traje mas sim aparecia, mas também parece que Deus fez todo mundo diferente chego no Japão o cara canso fez tudo igual! Mas o mesmo dizia algo embolado, com bastante presença da letra "L" nas palavras mas a de entender oque o mesmo dizia. 

Tarik - 

Durante todo tempo Mike segurava minha mão ou a repousava em minha cocha dando leve apertos, me lembrando constantemente que estava seguro assim como seus olhos também me passavam isso. Logo oque ele havia escolhido , que eu não sei como ele conseguiu ler aquele cardápio que parecia mais um trava línguas, foi colocada a mesa uma barca grande de madeira com vários tipos de peixe "cru" alguns recheados com arroz e outros embolados com "Nory" (alga verde). Aquilo me parecia sem graça, mas eu nunca gostei de comida japonesa mas também fazia tempo que não comia! Quem sabe não mude minha opinião não é?! Mike havia de percebe minha expressão de poucos amigos ao ver aquilo tudo..

-Não gostou pequeno? -perguntou tirando minha atenção que estava focada nas quelas cores com bastante verde de folhas e vários rosas da carne dos respectivos peixes usado na culinária..

-Sim, só não estou acostumado a comer esses tipos de comida.. -digo com uma expressão de "obvio que não ta tudo bem! Você já me trouxe aqui e eu falei que não gosto de peixe cru e arroz sem tempero" mas sabia que não foi a intenção dele.

-Devia ter optado por um Italiano -o mesmo diz meio cabisbaixo ajeitando os hachi entre os dedos, percebo sua frustração, talvez por não me agradar- da próxima vez não errarei. -minha mãe me olha jogando os olhos em direção a Mike enquanto se embolava com os hachis...

-Hey, ta tudo bem. Ta perfeito e você sempre acerta eu acho que posso mudar meus gostos quanto a comida é que meio novo pra mim isso. -lhe passo um sorriso que creio que passe confiança e sinceridade enquanto a minha mão repousava sobre a dele e o mesmo deposita uma beijo sobre ela. Nossos rostos se aproximavam um do outro, respiração batendo uma no rosto do outro lábios sendo roçados uns aos outros, uma fricção gostosa. Podíamos nos beijar ali, pois há não de ter muitas pessoas era um lugar mais privado e assim nossos lábios se tocam, sinto a língua de Mike passar por meus lábios, num pedido de permissão para invadir minha boca, que assim foi concedido de bom agrado. Tava tudo perfeito, mas acabamos esquecendo de uma terceira pessoa a mesa..

-U..u..u..u olha, olha eu consegui! Hahaha -minha mãe comemorava com a língua pra fora e uma careta engraçada por consegui usar os hachis, mas logo sua comemoração acabou por deixa o sushi cair no potinho de shoyo - Alguém por favor! me ajuda a usar isso!? -eu e Mike trocamos olhares e rimos da tristeza da mulher. Mike pediu para que lhe trouxessem hachis para crianças. Uma pequena coisa que salvou a noite pois eu também não manuseava aqueles palitinhos muito bem já Mike ele fazia aquilo parecer simples e fácil de mais. Minha mãe e o moreno bebiam vinho e eu fiquei no suquinho mesmo, bebidas alcoólicas me fazem um certo mau. A noite foi ficando mais fria, a mesa já havia sido retirada e minha mãe e Mike conversavam e eu falava com Cell pelo celular, o mesmo falava que apesar do Mike parecer um tilsão com cara de chato ele sabia conquistar alguém. O Cell também é gay e me contou que estava de rolo com um tal de Felipe ou Felps do segundo ano..

-Ta ficando tarde..Que tal irmos tenho que deixar essas coisas preciosas em casa! -Mike disse num tom divertido se referindo a mim e minha mãe que ria baixinho do moreno..

-Claro, já podemos ir. -disse minha mãe limpando a boca com os últimos resíduos de vinho branco em sua boca eu apenas assenti concordando com os dois. Após levantarmos Mike passou sua mão por minha cintura me fazendo ficar mais perto atraindo olhares curiosos das respectivas pessoas no estabelecimento. O manobrista chegará com o carro na porta do estabelecimento e eu tinha uma leve impressão de estar sendo observado mas ignorei isso apenas dei uma olhada em volta.

-Ta tudo bem pequeno.. -a voz de Mike fez presente em meus ouvidos aquecendo e acalmando meu coração, assenti o olhando de baixo por conta da altura e selando nossos lábios num rápido selinho que eu necessitava..

O caminho foi calmo, uma musica baixa e calma ecoava pelo carro que deduzi ser "Ed Sheeran-Photograph" , mais uma curva e um sinaleiro virando a esquerda estamos em casa. Minha mãe desceu do carro eu iria lhe acompanha mas a mesma foi mas rápido e segurou a porta..

-Não, hoje a noite é do casal.. -disse pondo a cabeça na janela e dando uma picadela para o moreno que me olhou sorrindo safado e aquilo me exitou de certo modo. Me virei mas para o lado do moreno..

-Posso? -ele se sabia do que se tratava, se eu poderia passar a noite com ele..

-Você será sempre bem vindo? -disse selando nossos lábios enquanto escutei um "Boa Noite papa vocês" e o som da porta do Hall de entrada da casa sendo fechada..

 


Notas Finais


Deixem seus comentarios É SERIO COMENTEM '-' ! OQUE TÃO ACHANDO DA FIC? Thau Bjss do Guii e Guii <3 *3*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...