História MITW genetica - Capítulo 42


Escrita por: ~

Postado
Categorias TazerCraft
Personagens Mike, Pac, Personagens Originais
Tags Tazercraftmitw
Exibições 179
Palavras 758
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Lemon, Suspense, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Notas iniciais:

OEEE GENTE SZ
Bem, como já sabem, sou a co-autora/roteirista da Kathy nesta fanfic e na Royals e estou adorando isso.
Porém, minha mãe vai começar a trabalhar daqui a alguns dias e, com ela fora, terei mais responsabilidades de manhã, já que tenho que tomar conta do meu irmão e da casa (Uma mulher vai vir me ajudar a tomar conta do meu irmão, já que ele é pequeno).
Com isso, terei menos tempo pra escrever e temo que isso afete tanto as fics da Kathy quanto as minhas.
Mas não se preocupem, continuarei dando o meu melhor em todas as fanfics e me esforçarei ao máximo para trazer capítulos com qualidade e frequência boas :3

Ps: Mudarei o jeito de escrever. Não terá mais o nome dos personagens no início das falas, pois não há necessidade

Enfim, fiquem com o capítulo~

~KissusPurpurinadosDeUmaSugaBiased =3=


------------

Capítulo 42 - Quarto de hospital


P.O.V Matheus

O médico deixou a sala, deixando apenas Luan e eu no cômodo. Fiquei um tanto surpreso, ele é a última pessoa que eu esperava ver hoje. Vi que ele estava com o braço direito e parte de sua cabeça enfaixados, sendo o resto coberto pelo seu lençol branco. Já deitado, tentei puxar assunto com Luan diversas vezes, perguntando se ele estava bem ou se Ketty estava bem, mas o mesmo não me respondia. Nem olhava pra mim, pra falar a verdade.

- Luan, deixa eu te explicar o que acontece--

- Eu não quero escutar nada vindo de você... - Falou, cortando minha fala e virando o rosto.

- Luan, olha... - Suspirei - Eu sei que eu fiz merda... Não era eu naquela noite, eu estava sem controle - Tentei explicar - Eu tomei os remédios, estou consciente agora... - Ele não respondeu - ...Eu te amo - Olhei pra ele, os olhos mais suplicantes do que os de uma criança tentando se desculpar com a mãe.

- ... - Luan me encarou por um breve momento, mas logo voltou a olhar para a frente.

Me levantei e fui até o Luan, tentando conversar com ele de todas as formas imagináveis, mas ele não respondia, o que fez com que eu acabasse por desistir. Depois de algum tempinho, o médico que cuidava de mim e do Luan adentrou a sala e nos cumprimentou, indo até o Luan.

- Luan, vamos? Precisamos fazer alguns exames para ver se houve alguma fratura em seu corpo por causa do acidente - Falou e troxe uma cadeira de rodas, colocando o Luan nela. Acidente?

- Vamos... - Luan falou simplesmente e os dois sairam do quarto, me deixando sozinho.

Me deitei e o que antes era tensão virou tédio.

Eu estava deitado em minha cama quando me lembrei que o médico havia deixado algumas folhas de papel e uma caneta em cima da mesinha ao lado da minha cama. Peguei algumas folhas e a caneta e começei a escrever algumas cartas para o Luan. Se ele não quer me escutar, pelo menos ele vai ler...

Tentei dar o meu melhor e me expressar em cada palavra escrita nas folhas de papel, pois não era pra qualquer destinatário...

( Quebra de tempo )

Depois de algum tempo, terminei de escrever as cartas. Eu estava bem satisfeito com meu trabalho, porém estava cansado... Resolvi tirar um cochilo rápido, mas acabei adormecendo.

P.O.V Luan

Depois de fazer vários exames de raio-x (Para ver se eu havia quebrado algum osso), o médico me levou de volta para o quarto na cadeira de rodas, me tirando e me colocando na cama.

- Luan? - Ouvi a voz da mamãe vinda da porta do quarto.

- Está aberta! - Falei e minha mãe entrou.

- Os exames de raio-x já foram feitos, agora é só esperar os resultados, Sra. Linnyker - O médico falou.

- Obrigada... - Mamãe sorriu e o médico foi embora, deixando apenas nós dois (Ou três, se contar com o Matheus) no quarto.

- Se sente melhor, Luan? - Mamãe veio até mim e me deu um beijo na testa.

- Um pouco... - Olhei de relance para o Matheus, mas foquei em minha mãe.

- O que é isso? - Minha mãe foi até a mesinha ao lado da cama de Matheus e viu diversas cartas empilhadas e bem organizadas, pegando-as - São pra você, Luan... - Ketty abre uma das cartas - Quer que eu leia pra você? - Falou e eu assenti.

"Querido Luan

Deitado em minha cama e sem nada pra fazer, tenho tempo suficiente para me recordar de você e das mais belas memórias entre nós dois juntos. Seu sorriso lindo e seus olhos que nunca perdem a naturalidade e brilho, mesmo por trás dos óculos.
Ah, como aqueles dias eram bons...
Lembro perfeitamente da primeira vez que nos conhecemos, senti uma sensacão tão boa quando começamos a ficar amigos... Lembro de nossas trocas de olhares, do nosso primeiro beijo, da nossa primeira vez... Foi tão bom...
Eu queria que aqueles tempos voltassem, que nós dois continuássemos a nos falar normalmente e fingir que nada aconteceu, mas isso não seria fácil pra você.
Eu estava fora de mim na casa do Erik, eu nunca faria isso, e sabe porque?

Porque eu te amo

Assinado: Você sabe quem"

- Awn, que amorzinho - Mamãe sorriu e fechou a carta - Quem será que escreveu?

- Não sei... - Falei, mas eu já desconfiava de que tinha escrevido



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...