História Mitw- How I Met Your Father... - Capítulo 51


Escrita por: ~

Postado
Categorias Felipe "Febatista" Batista, Felipe Z. "Felps", João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Rafael "CellBit" Lange, TazerCraft
Personagens Felipe "Febatista" Batista, Felps, João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Mike, Pac, Personagens Originais, Rafael "CellBit" Lange
Tags Cellbit, Cellps, Febatista, Felps, Jvnq, Jvtista, Mike, Mitw, Originais, Pac, Romance, Yaoi
Visualizações 87
Palavras 890
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Coé, rapaziada!
Hoje, no finzinho da noite, trago pra vocês um capitulo curto dessa fic, mas é pra deixar vocês com gostinho de quero mais kkkk #tudopelodrama
No cap de hoje vamos começar a responder a pergunta que ninguém fez no cap passado: "Onde estavam o Jv e o Batista?"
Enfim, espero que gostem e não se esqueçam de dar uma olhada nas N.F. Tenho algumas coisas pra falar pra vocês.

Capítulo 51 - Broken Hearts, Turbulents Souls And Wandering Minds...


Fanfic / Fanfiction Mitw- How I Met Your Father... - Capítulo 51 - Broken Hearts, Turbulents Souls And Wandering Minds...

– Crianças, seu tio Batista era uma pessoa sofrida. Às vezes não nos damos conta de como as pessoas sofrem ao nosso redor sem nós nem percebermos... Uma noite antes de Lucas vir para o internato, houve um evento que marcou a minha vida...

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Eu acordo ouvindo os gemidos sofridos do Batista na cama ao lado. Eu pego os meus óculos na cabeceira da minha cama e ligo um abajur ao meu lado. Ele estava suado, se remexia na cama e parecia estar tendo um pesadelo.

– Não... – Ele repetia diversas vezes enquanto se remexia, meu coração aperta ao vê-lo assim... – NÃO! – É sério, agora eu estava realmente preocupado.

Eu me levanto da cama e vou até ele. Pude notar que haviam lágrimas rasgando o rosto dele enquanto ele se engasgava com os soluços.

– Batista... – Eu o chamo o sacudindo levemente. Eu pude perceber que ele tremia de leve. Mesmo o sacudindo não houve resposta... – BATISTA! – Digo bem mais alto. Ele finalmente acorda num susto, porém ainda parecia desnorteado e começa a me socar nos braços tentando me afastar – Ba-Batis-Batista! Calma! – Eu digo tentando segurar nos braços dele – Sou eu! Jv! – Ele, aos poucos, para de me bater e começa a olhar ao redor. Sua respiração descompassada vai aos poucos se acalmando, e quando eu acho que ele estava mais calmo ele começa a chorar... Suas mãos vão na direção do seu rosto na tentativa de parar o choro, mas ele apenas chora mais e mais forte.

Meu coração estava despedaçado de vê-lo daquela forma. Tão triste, tão vulnerável...

– Calma... Eu to aqui com você... – Eu o abraço e o aperto no meu peito. Seu choro é absorvido pelo meu peito e reverbera, fazendo-o ficar com um som abafado.

– Era tão real... Tão real... – Ele diz ao ficar mais calmo, eu não sei se deveria, mas começo a acariciar os seus cabelos loiros enquanto ele tenta respirar normalmente.

– Mas não era... Não era real... – Eu reafirmo para acalmá-lo.

Após alguns minutos naquela posição ele começa a se afastar do meu peito. Seu rosto ainda estava mal, mas pelo menos ele havia parado de chorar...

– Com o que estava sonhando? – Eu pergunto tentando entender a raiz do pesadelo. Batista vira o rosto e se senta com os joelhos na altura do nariz.

– Meu pai... – Ele admite com uma lágrima que caia no rosto dele. Eu me sento na frente dele recostado à parede e coloco a mão no joelho dele.

– Me conta... – Seu olhar recai sobre o meu. Ele tinha um olhar quebrado, de quem não aguentava mais aquela situação.

– Por quê? – Ele pergunta abaixando o olhar.

– Por que o quê? – Eu retruco vendo-o fungar.

– Por que se importa tanto comigo...? Eu acabei de te acordar com os meus problemas, mas você nem sequer se importa com o seu sono... Eu já te tirei do sério, tentei te ignorar e quase perdeu seu amigo por minha causa... – Ele diz relembrando do momento em que Mike sofreu uma parada cardíaca – Por que se importa tanto comigo e como eu me sinto? – Ele pergunta me olhando mais uma vez. Meu coração dispara ao pensar nele. Penso por alguns minutos até o olhar novamente.

– Eu... Não sei... – Eu digo sinceramente – Só sei que ver você nesse estado me mata por dentro... Algo dentro de mim quase implora pra eu fazer alguma coisa... Não sei o que acontece comigo, mas você me deixa muito estranho... Quando eu vejo que você está triste eu sinto vontade de te abraçar e de te proteger de tudo no mundo... – Eu o vejo abrir um pequeno sorriso que ele tenta esconder, mas falha. Eu sorrio junto a ele. – Se tivesse como eu gostaria de trocar de lugar com você... Gostaria de não ver você sofrer... Gostaria de poder fazer alguma coisa pra te ajudar... Eu me sinto um inútil por não saber o que fazer além de dizer que vai ficar tudo bem mesmo sem saber o que está acontecendo... Eu só sei que o meu coração dispara quando eu penso em você e que eu estou te olhando como nunca olhei alguém antes... – Eu digo mais do que devia. Vejo-o corar levemente e desviar o olhar para o abajur fazendo com que o reflexo nos seus olhos realçasse ainda mais os olhos azuis como o céu...

– Por que se sente assim...? Eu não sou o garoto pra você, Jv... Meu coração é quebrado, minha alma é turbulenta e minha mente vagueante... Eu sou uma pessoa com sérios problemas... Você não deve perder seu tempo com alguém quebrado como eu... – Ele diz e eu franzo o cenho pegando no pulso deitado dele.

– Você está quebrado? – Eu pergunto retoricamente pra ele vendo-o me encarar confuso – Então eu prometo fazer de tudo pra juntar cada pedaço seu de volta... – Eu digo e vejo-o apertar a minha mão de apreensão. Seus olhos lacrimejam com as minhas palavras.

– Você é um idiota, sabia? – Ele diz e sorri pra mim enquanto secas suas lágrimas. Eu sinto o meu coração esquentar com aquelas palavras.

– É... Muitas pessoas já me contaram... – Ambos rimos da minha afirmação, sua mão começa a fazer um carinho circular na minha com o polegar.

– Tudo bem, Jv... – Ele diz e eu franzo o cenho.

– Tudo bem o quê? – Eu pergunto e ele se levanta.

– Eu vou te contar o que houve comigo...

 

 

 

 

 


Notas Finais


Ih rapaaaaiz... E agora? O que será que aconteceu com o nosso batista?
Só saberão amanhã, MWAHAHHAHAHAHA #Tudopelodrama.

Mas agora falando sério. Eu preciso que vocês me ajudem em uma decisão: Eu, quando me inscrevi aqui no Spirit, criei uma outra fanfic de Mitw antes dessa, mas eu acabei largando-a porque na época eu estava muito chateado e resolvi criar essa no lugar, porém, dando uma olhada nela mais uma vez, eu fiquei saudosista e me deu vontade de reescrevê-la, mas eu só o faria se vocês quisessem, caso alguém queira ver como é, link (https://spiritfanfics.com/historia/mitw-larte-di-amare-7541968), então queria que vocês me dissessem aí nos comentários se gostariam de ler essa estória ou não... Obrigado pela atenção e até amanhã com a continuação dessa bagaça.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...