História Modo Avião - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~MCaroly

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, V
Tags Bts, Fluffy, Taeseok, Vhope, Yaoi
Exibições 97
Palavras 1.474
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Ain, eu não paro mesmo. Nem a minha querida mozona MCaroly!
Espero que vocês gostem, boa leitura!
<3

Capítulo 1 - Modo Avião com Pizzas e Afagos


Fanfic / Fanfiction Modo Avião - Capítulo 1 - Modo Avião com Pizzas e Afagos

Modo Avião 

- Hey! 

- O que aconteceu Hyung?

- Você poderia desligar esse celular e ficar comigo?


Era sempre assim. Jung Hoseok não aguentava ver seu 'namorado' ter milhões de seguidores nas redes sociais, muito menos dos míseros segundos que o outro garoto retirava de sua atenção para dar a mesma ao seus queridos fãs.

- Você poderia simplesmente desligar esse celular e desfrutar esse momento em que eu estou carinhoso?

- Amor, você sempre foi carinhoso!

Não aguentava mais ter seu precioso tempo ser dividido com um aparelho eletrônico. Mesmo esse aparelho ser o motivo do sustento dos dois garotos. Taehyung nunca deixou de ser carinhoso e fofo com seu namorado, porém, o mesmo era extremamente ciumento. Não aguentava ler nem ao menos as mensagens de elogio dos seguidores que já ficava com uma pontada no peito.

Todos em volta do casal achavam essa possessividade muito ruim, porém o mais novo achava muito fofo da parte do ruivo. 

Taehyung era modelo de grandes marcas de diferentes utensílios, sendo conhecido mundialmente. Trabalhava com isso há muito tempo e realmente gostava do que fazia. Porém Hoseok era uma pedrinha no sapato do atual loiro; que o mesmo dizia ser uma "Pedrinha no sapato que me ama mais que tudo", o qual gerava diversas risadas e uma certa cara emburrada. Ao contrário do que muitos pensam, o loiro adorava esse ciúme possessivo, adorava ser o motivo de encrencas e caras emburradas. Gostava de chamar a atenção e ser aclamado. De ser amado.

E quem melhor para fazer isso se não seu próprio namorado?

Os dois garotos estavam sentados na varanda da casa de Hoseok; um bairro nobre da cidade. A vista da varanda era extremamente linda; conseguia ver a cidade de todos os lados, luzes piscando, carros andando, o céu coberto por nuvens e uma lua linda.

Mas ao invés de aproveitar esse dia de folga, Taehyung aproveitou para incomodar e despertar o outro lado do ruivo.

Iluminado pela luz natural da lua e algumas luzes artificiais da sacada, Taehyung aproveitou esse momento para tirar fotos de sí mesmo, enquanto Hoseok só observava fechando a cara gradativamente.

- Você não vai me trocar por esse celular, ou vai?

O tom de voz que Hoseok usou evidenciava que já estava irritado; causando uma leve gargalhada por parte do loiro. Mesmo com essa pergunta barra irritação por parte do maior, continuou com a pequena birra e as fotografias. 

Sorria, fazia gargalhadas, aegyo, caretas... Tudo menos dar atenção para o garoto que estava ao seu lado.

O mesmo levantou-se das almofadas onde residiam e caminhou até dentro de casa, deixando consequentemente um espaço vazio e desagradável ao lado do loiro. Soltou um leve riso anasalado e levantou-se em direção contrária da sacada, adentrando no gigante imóvel. Já sabia onde o ruivo estava, com isso, andou despreocupado até o lance de escadas que davam ao último andar; já que se encontravam no terceiro.

Com passos lentos e alguns sorrisos bobos por causa do comportamento do namorado, chegou na cobertura; admirando o céu estrelado que cobria ambos, a lua que parecia um queijo muito gostoso na visão de Taehyung, e algumas pequenas nuvens. As luzes da cidade, ao ver do loiro, não estragavam o céu que já era iluminado pela própria luz, mas sim entoavam a intensidade das mesmas.

Suspirou lentamente, caminhando até a outra extremidade , onde se encontrava seu amado ruivo. Que no momento, estava distraído, olhando para os carros que passavam nas ruas movimentadas, dos aviões e jatos que decolavam em algum aeroporto da capital e das pessoas felizes andando pelas ruas. Foi a sua vez de suspirar novamente.

- Por que ele sempre faz isso comigo? Eu não gosto de ser trocado...

Lamentou normalmente, sem ao menos se tocar que o loiro estava atrás de sí. O mesmo respirou rente a orelha do ruivo, que arrepiou-se e soltou uma leve grunhada, seguida por um pequeno salto no lugar.

- Que susto, seu idiota!

Praguejou, levando suas mãos até as têmporas, lamentando mentalmente pelo sustou levou de seu amado. 

- Eu sou cardíaco! 

Soltou, retirando suas mãos da barra de proteção da sacada; que dava para um penhasco de quatro andares; levantando seus olhos em direção aos olhos do outro. Seus olhos estavam iluminados e extremamente bonitos, ao ver de Hoseok, que suspirava.

Toda vez que via Taehyung, independente do tempo que se passava, seu coração palpitava rápido e suas pernas bambeavam. Afinal, amava ele de qualquer forma.

- Desculpa, Hyung.

Sorriu ladino, logo seguida por uma gargalhada, que foi interrompida por um soco em seu ombro. Sua risada foi cessando aos poucos e seus olhos voltaram a olhar o ruivo na sua frente.

- Você é muito bonito, Hyung.

- Não é necessário falar isso.

- Mas todo mundo fala para você a mesma coisa? Por que eu não posso?

Sorriu o loiro mostrando os dentes, derretendo a sanidade que restava no interior do Hoseok. Sabia que o mesmo debochava de sí descaradamente, mesmo dizendo a verdade.

Como isso é possível?

- Eu ainda não sei o motivo de eu aguentar você ainda.

- Simples, você me ama.

Sorriu novamente. Aquele sorriso quadrado do mais novo que o levava à loucuras e o fazia fazer loucuras.

Os braços de Taehyung rodaram o ruivo em um abraço, depositando seu ombro no torso do mais velho.
Hoseok suspirou novamente e depositou um selar nas mechas loiras do mais novo, sorrindo em seguida.

- Sim, eu te amo. E não há nada que mudará esse sentimento.

- Hyung?

-Sim? 

O mais novo ajeitou-se nos braços do ruivo, sorrindo sinceramente e abertamente na direção alheia. Levou seus lábios aos do outro, depositando um selar nos mesmos. Suspirou em seguida, afirmando logo em seguida; encarando as orbes brilhantes de Hoseok; as mesmas que eram iluminadas pela luz da lua.

- Eu desligo meu celular, não se preocupe, afinal, você é muito mais importante que ele.

- Colocou-o em modo avião?

- Sim, meu amor.

Aconchegou-se novamente nos braços do mais velho, inalando o aroma que o mesmo exalava.
Sentia-se confortável, afinal.

Nem mesmo seu trabalho lhe causava tanta felicidade e carinho como esse ser que estava na sua frente. Sorriu no mesmo momento, pensando o quanto apaixonado estava, mesmo passando tanto tempo. Afinal, quem ama uma vez, ama sempre, não é?

- Eu não me importo se você ficar no celular, mas agora que ele está em modo avião, vamos ficar aqui quentinhos e pedir uma pizza?

- Pelo celular?

- Você é um idiota, não é Taehyung? 

Gargalhou o maior, deixando-se levar pela brincadeira. Por que se irritar tanto com esse vício barra trabalho? Já tinha seu amado em seus braços...

- Desde que seja uma pizza bem gordurosa de quatro queijos com borda catupiry para você engordar um pouquinho.

- Deus me livre Hosoek! Você está louco? Eu tenho que manter esse corpinho lindo! 

- Louco por você e suas novas gordurinhas.

- Desse jeito vou voltar para para o meu celular...

- Não me provoque, garoto!

Sorriu novamente, deixando-se levar pela brincadeira. Encarou a vista que o abraço permitia, sorrindo enquanto olhava pela imensidão cinza e iluminada que era aquela cidade a noite.

- Pode deixar ele em modo avião, querido. Vamos deitar aqui e deixa eu ficar contemplando esse rosto lindo enquanto comemos uma pizza e falando eu te amo? 

Sussurrou o ruivo rente aos ouvidos do mais novo, que arrepiou-se. Deixou outro selar ali e apertou-o novamente para um abraço bem apertado, aos olhos de Taehyung.

- Eu já disse que te amo? 

Afirmou o loiro, colocando sua cabeça bem rente ao coração de Hoseok, escutando as batidas rápidas do mesmo.

- Já disse que ama seu celular...

Debochou, retirando uma mão da cintura do mais novo e levando até seus cabelos a fim de bagunça-los. 

- Eu te amo, senhor idiota.

- Eu amo pizza.

- Aish, você também é uma peste!

- Mais respeito com seu Hyung!

Soltou novamente, rindo da expressão do mais novo. Levou seus lábios novamente na direção das medeixas loiras, deixando vários beijos ali.

- Eu te amo! Muito, muito e muito! Mais que pizza!

- Acho bom mesmo, por que eu te amo mais que meu celular.

Debocharam novamente um do outro, desvencilhando-se do abraço e dos aconchego apertado para encararem-se.

- Eu te amo.

- Eu amo mais.

- Tudo bem, você me ama mais que seu celular, então tudo bem.

Sorriram um para o outro, antes de se abraçarem novamente e soltarem mais algumas gargalhadas, voltando a atenção para as ruas movimentadas e iluminadas.

Taehyung percebeu que não precisava usar seu celular para chamar a atenção de seu ruivo, só precisava deixar seu aparelho móvel em modo avião e curtir os lindos momentos que o celular não poderia proporcionar o que passaria ao lado do mais velho.


Notas Finais


Eai, gostaram?
Ah, eu achei bem gostosa de escrever, e com certeza a querida moça que revisou também. Se vocês quiserem fics curtas assim é só pedir, eu não me importo do fazer! Só não sei se eu vou atender às expectativas.
Comentem! Eu não mordo!
Até a próxima!
Beijinhos leãozinhos! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...