História Mom - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Visualizações 5
Palavras 485
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia)
Avisos: Suicídio
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Eu escrevi isso ontem a noite quando estava em um momento muito difícil. Era madrugada e sozinha era pouco pra descrever como eu me sentia. Acordei de manhã e achei isso salvo no meu computador, não pude deixar de postar.

Capítulo 1 - Suicidal


Fanfic / Fanfiction Mom - Capítulo 1 - Suicidal

Mãe, eu so queria falar umas coisas. Desde eu começar a ir no terapeuta, tomar remédios, parar de me machucar, nós nunca mais conversamos sobre isso. E isso está me matando.

Quando eu era pequena, eu tinha muito medo de dormir sozinha, lembra? Eu dormi com você por muito tempo da minha infância. Era incrível, parecia mágica. Eu estava segura de tudo, nada no mundo podia me alcançar. Eu sinto falta dessa facilidade em me sentir segura.

Eu não me sinto feliz, eu não me sinto segura, e nada muda isso. Qualquer transtorno me apavora com a sensação que tudo vai desmoronar. Que eu vou desmoronar.

Eu estou tão cansada disso. De não me sentir feliz e segura, caralho. Eu deveria estar sonhando com meu futuro, mas eu só sonho em um dia que estarei realmente feliz, que serei forte. Eu sinto saudade de ser forte.

Não é porque estou com acompanhamento e parei de me cortar que estou bem, muito menos curada. E para ser sincera, mãe, não fiz nenhum grande avanço. Tenho vontade constante de me machucar, eu não faço por culpa, pelos motivos errados. Muitas vezes estou triste, mas eu finjo muito bem.

Eu só quero te abraçar, eu quero que seu abraço volte a ter o poder que tinha sobre mim quando eu era criança. Quero que volte a ser o lugar onde nada me alcance. Por que parou de ser? Eu sequer tenho um porto seguro agora, nem mesmo eu.

É tão desesperador isso. E se amanhã eu acordar mal? Eu não sairei da cama. Certo, mas, vou ficar sofrendo lá? Vai...porque não tem o que fazer.

Eu quero desistir. Cara, eu quero desistir mais que tudo nessa vida. Estou falando de suicídio mesmo. O assunto que você sempre fala entre as linhas, de maneira sutil, com eufemismo. Eu sei que fala, eu sei que faz isso. Acho que você tem medo de cogitar isso comigo. É compreensível, na verdade. Mas não posso ignorar que isso exista, muito menos ignorar essa vontade. Que tem dias que se mostra muito mais forte, e muito mais acessível. Morrer não é difícil.

Não quero que se sinta ameaçada, muito menos que comece a me vigiar. Quero apenas fazer você ver, mãe. É isso que eu sou. Uma suicida, uma depressiva, uma ansiosa, uma infeliz, uma sem-esperança, uma insegura.

Merda, isso é tão difícil. É difícil falar essas coisas para você, mas é ainda mais difícil saber que você nunca vai ouvir.

Depressão é tão forte que além de me fazer sofrer, faz você também sofrer. Mas eu não vou me diminuir nessa história. O meu sofrimento é maior que o seu. Eu te garanto isso.

Mãe, eu to cansada.

Mãe, eu não sei o que fazer.

Mãe, eu queria ser criança de novo.

Mãe, eu não era infeliz quando era criança.

Mãe, eu não era uma depressiva.

Mãe, eu não era uma suicida. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...