História Mom, is you? - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 11
Palavras 1.188
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Mistério, Sobrenatural, Terror e Horror
Avisos: Sadomasoquismo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oe pessoal! Nova fic pra vocês!
Espero que gostem...
É diferente da outra que eu tenho..
Mas ta ai!

Capítulo 1 - Prólogo 01


Fanfic / Fanfiction Mom, is you? - Capítulo 1 - Prólogo 01


...

12 anos depois...

Entro correndo na escola e em seguida em minha sala, a professora para a chamada para encarar-me, assim como todos...

- Desculpe... Perdi a hora... - falo para a professora tentando me explicar.

- Como sempre Srta... Como sempre... - ela nega com a cabeça - Sente-se de uma vez... Não me faça perder mais tempo... - disse ela.

Vou para meu lugar, logo em frente se Jimin. Ele sorri quando me sento e p escuto sussurrar alguma coisa, mas não metendo ao certo o quê... A aula de Matemática se estendia e parecia não ter fim... Quando o sinal final soa, todos comemoram e a professora saí da sala. Jimin me cutuca e me viro para ele.

- Você já conhece as alunas novas? - perguntou ele e eu nego com a cabeça - Bem... Elas são da outra turma, mas a professora explicou que viriam para esta turma com a transferência das patricinhas para a outra... - ele explica. Faço uma dancinha escrota em meu lugar.

- Finalmente... Paz nesse inferno... - rio e ele me acompanha. A professora de Literatura entra e me arrumo na cadeira, enquanto todos lhe desejam "bom dia".

...

Passaram-se os dois períodos de Literatura e finalmente o sinal do intervalo soa. Saímos todos da sala. Jimin e eu, esperamos Taehyung e Jungkook... Vamos para o pátio.

- Bem... Eu vou ao banheiro, já volto... - diz Taehyung saindo correndo do banco onde estávamos "brincando".

- Pah... Tenho que renovar o treco da biblioteca... Quer vir? - pergunta Jimin se levantando.

- Não, obrigada... Estou com fome... - rio - Kook não pode ir com você? - Jungkook se levanta e beija minha bochecha.

- Já voltamos projeto de anã... - eles saem e continuo entretida comendo minha maçã. Escuto duas viaturas da polícia com as sirenes ligadas, a toda velocidade. Saio correndo para ver o que estava acontecendo e, da grade da escola, fico espiando.

Um corpo no beco... Sem olhos e coração... Sinto um sentimento ruim percorrer meu corpo e, enfim, a vejo, a mesma criatura que matou meu pai quando eu tinha 4 anos. Eu grito alertando os policiais, mas a criatura, é mais rápida e se aproxima deles, os amedrontando.

- Para... - sussurro - Mãe... Por favor... Para... - sussurro novamente e numa fração de segundo a criatura estava em minha frente, por fora da grade, suas mãos eram gosmentas, e ela acariciou levemente meu rosto. Os policiais, levantam-se e começam a atirar... Ela retira o colar, de meu bolso e o coloca em meu pescoço...

- Run... - ela desaparece.

Eu corro, como se tudo pudesse acabar. Não olho direito para onde vou, até acabar me chocando com o primo de Jungkook, Namjoon, do último ano...

- Desculpe... - falo constrangida.

- Não precisa se desculpar... - ele sorri - Mas, por que corria daquele jeito? - ele pergunta.

- Nada... Eu... Fui dar uma volta... E lembrei que... Tenho que pegar um livro no meu armário... Apenas isso... - invento e ele me encara.

- O que era aquela coisa? - ele pergunta.

- Que coisa? - questiono e ele ri sonoramente.

- Nada... Esquece... - ele me encara - Você não é a amiga do Jungkook?

- Bem... Sou... E você é o primo dele... - falo sem dar importância.

- Exatamente... Ele está te procurando... Ele, um tal de V e o Jimin... - ele fala.

- Ah... Claro... Eu... Vou falar com eles... - digo sorrindo.

- Não ira pegar o livro? - ele ri.

- Ah... Ia sim... Mas não agora... - dou três passos para trás. - Bem... Tchau... - saio correndo até onde os meninos estavam.

- Aí está a sumida... - rio.

- Bem... Não sou tão importante assim... - rio mais.

- Você perdeu... - Diz Tae rindo - Jimin apanhou de uma menina menor que você... - ele ri mais e Jimin lhe da um soco no braço.

- Eu não bateria nela... Ela é lin... Mulher... - ele tenta se explicar e rio.

- Minnie... É impressão minha ou o ser mais fofo da Terra tá apaixonado? - pergunto e ele ri.

- Eu não entendo as garotas... - diz ele rindo mais.

- Bem... Acho que ninguém entende... - falo - Nem eu mesma que sou uma... - rio.

- Nem me lembre disso... Garotas me assustam... - Kook ri.

- Melhor ter medo de baratas que de garotas... - Taehyung se apoia na parede sem parar de rir.

- Ok... Agora chega... Temos que voltar para a sala... - falo escutando o sino soar.

- Vamos projeto de anã!!! - diz Tae me abraçando pelos ombros. Jungkook e Jimin vem logo atrás, brincando, rindo e às vezes, empurravam-se...

Entramos na sala. Taehyung, o primeiro da fila, é o primeiro a sentar-se, em seguida Jungkook, o último da fila de Tae, eu e Minnie atravessamos a sala até chegarmos a nossos lugares, nos sentamos e ficamos ali, jogando conversa fora até o professor de Filosofia chegar.

...

--> Por: Hoseok.

Eu estava com os meninos na sala, Namjoon e Yoongi não paravam de incomodar a professora um segundo, o que era estranho, pois Namjoon era o melhor aluno da sala. Enfim, eles param. A professora de História estava a ponto de enxertá-los da sala.

...

As aulas acabam, saímos os três da sala e vamos para fora da escola, esperando Jin, o irmão mais velho de Namjoon, chegar para nos buscar. Vamos para a casa de Monster para terminarmos o trabalho de Inglês.

Eu amava ir para a casa de Namjoon, pois sei que lá, estaria Gaby, a irmã caçula dele. Ao chegarmos, subimos direto para o quarto dele, e após terminarmos o trabalho, saímos para dar uma volta, nós três e Gaby...

Fomos tomar um sorvete, já que estava um calor dos infernos - pelo menos aqui, isso é considerado calor dos infernos - Namjoon e Suga foram buscar nossos pedidos e fiquei sozinho com Gaby, não sei exatamente porque, mas não sabia como agir...

- Você namora? - pergunto e acabo corando. "Hoseok, porque você não consegue ser discreto?", pergunto a mim mesmo constrangido.

- Bem... Não, não sou o tipo de garota que todos queiram... - ela sorri - E você?

- Ta-também não... - falo.

...

--> Por: Paola.

Eu havia voltado para casa. Ela estava revirada... Como se algo tivesse passado e jogado tudo aos ares... Logo Raphael - o homem que me salvou de minha própria mãe - chegou e levei uma grande bronca. Mas, o que poderia ter feito isso?

Vou para meu quarto e a esposa dele chega com Michael, o filho deles, de 9 anos. Começo a ler, até eu tive a leve impressão de ter visto um garoto em minha janela, ignorei, mas escuto algo bater na janela. Indo para perto dela, vejo um menino, com grandes asas brancas, me assusto no começo, mas ele aponta para a abertura da janela. Eu abro mais a janela e ele se aproxima. Logo, tudo que vejo é... Uma escuridão sem fim...


Notas Finais


Kiss...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...