História Mon Petit Chat - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain
Tags Adrinette, Ladrien, Ladynoir, Marichat, Miraculous Ladybug
Exibições 818
Palavras 2.082
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Famí­lia, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Super Power
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


MEU AMOR DOCE TÁ A MAIOR LENTIDÃO DO UNIVERSO, MEU GZUIS!
Meow ow! Hellow.
Tudo bem com vocês "goyls"?
To viciada em RuPal's Drag Race, ai meu Deus.
Gostaram do capítulo anterior?
Great!
Esse capítulo de hoje é mais pra acalmar o coraçãozin e rabo de vocês porque olha, só vi tudo isso de fogo num incêndio em?
Além disso talvez ele seja um pouco curto.
Vou ver se escrevo mais um logo pra poder liberar mais conteúdo pra vocês!
Mas por enquanto. Fiquemos com uma frase da Diva da minha vida RuPal "If you can't love yourself how the hell you're gonna love somebodyelse? Can I get an Amen?"

Link: https://www.youtube.com/watch?v=vomCbgmlanc

Capítulo 24 - Can I Have This Dance?


Adrien escancarou a porta do quarto.

    - Plagg?! - gritou.

    - Jesus, será que não posso nem comer meu queijo em paz? - o kwami falou engolindo um pedaço gigante de camembert.

    - Onde diabos você se meteu?! - Adrien falou.

    - Primeiro, não sou obrigado a ver você transando com a sua namorada. - ele falou e o loiro corou no mesmo instante. - Segundo, ainda não me recuperei de ter te jogado na parede, preciso de energia.

    - Ficam tão fracos assim? Já passou algum tempo.

    - Se vivesse na minha pele talvez entendesse o que quero dizer. - falou o kwami, que olhou o menino de cima a baixo. - O que pensa que está fazendo?

    - O que?

    - Por que ainda está aqui? Ande, vá tomar um banho, vestir uma roupa limpa. - o gato começou a empurrar Adrien.

    - Do que você tá falando sua bola de pêlo voadora?!

    - Ora, do concurso, pretende voltar pra lá sem camisa e com a calça toda amassada? - o kwami empurrou de vez o loiro no banheiro.

    - Não quero participar do Show, Plagg. - o loiro parou. - Não estou afim de me apresentar com uma pessoa que não tenho vontade.

    Plagg revirou os olhos.

    - E acha que to falando de Chloé? - empurrou o menino dentro do boxe. - Óbvio que estou falando da sua namoradinha, chama ela pra se apresentar com você e enfim.

    - Não tenho o que apresentar com Marinette… não ensaiamos nada…

    O kwami o olhou com um olhar significativo, antes de sair do banheiro e fechar a porta. Adrien suspirou, não adiantava discutir, quando Plagg colocava algo na cabeça não tirava tão cedo. Tirou a calça e se meteu embaixo do chuveiro.

~*~

    Quando Marinette voltou ao show de talentos foi recebida com um abraço caloroso de Alya, que a apertou tanto que por um momento Marinette sentiu que fosse morrer sufocada.

    - Calma Alya. - riu. - Estou bem…

    - Onde estava?! - a morena a segurou pelos ombros. - O que diabos aconteceu? Por que sumiu?

    - Tive uns probleminhas… - a azulada sorriu fraco. - Mas estou bem…

    - Por que trocou de roupa? - Nino apareceu do nada.

    Marinette engoliu em seco e olhou para si mesma, a menina usava um vestido florido e sapatilhas confortáveis, olhou o DJ pensando em uma desculpa quando ouviu.

    - Marinette. - Adrien chegou sorrindo. - Que bom que voltou. Tudo bem?

    - Aham. - a menina sorriu levemente.

    - Que bom… -  Adrien olhou ao redor. - Marinette, posso falar com você? A sós?

    A menina o olhou e respirou fundo, concordando com a cabeça. Adrien subiu as escadas do palco, neste momento não havia ninguém se apresentando, talvez os juízes já começaram a discutir o vencedor do show. O loiro mordeu o lábio.

- Queria ter a oportunidade de me apresentar com você. - falou.

Marinette sorriu levemente.

- Me sentiria lisonjeada em fazer isso. - olhou para a plateia. - Mas algo me diz que não dá mais tempo…

Adrien olhou ao redor e seus olhos pararam em um microfone em cima de uma caixa de som, pegou-o e observou, estava ligado, olhou a menina a sua frente mais uma vez. Sentia o corpo quente, e parecia que cada coisa que fazia era baseada numa adrenalina pura que ele nunca tinha sentido.

- Confia em mim?

- Ahn… confio…

O menino olhou para o palco e correu, quando chegou no meio dele atraiu atenção de todos para si, que o olharam sem entender. Chloé estava na plateia e ao ver o loiro em cima do palco arregalou os olhos.

- Ahn… Boa noite. - falou o menino, respirou fundo. - Ah… - observou os outros estudantes aparecerem nas coxias para observar o que estava acontecendo, seus olhos pousaram em Marinette e ele comprimiu os lábios. - Sei que… bem… o Show já acabou… e vocês estão decidindo os, vencedores. - apertou o microfone em mãos. - Mas… eu gostaria de pedir, se vocês concordarem… gostaria de chamar minha parceira… e fazer uma última apresentação.

Os olhos de Chloé brilharam.

- Marinette… - Adrien falou.

A azulada ficou estática sem saber o que fazer, e de repente sentiu alguém empurrando-a. A menina vacilou tropeçando e quase caiu no meio do palco, ao olhar para trás encontrou Alya, a morena piscou para ela e sorriu. Marinette olhou para o loiro que sorria para ela levemente.

- Se vocês concordarem… faremos nossa apresentação.

- Adrien, do que está falando… não temos…

- Eu disse pra confiar em mim não? - sorriu para ela.

- ISSO É UM ABSURDO! - ouviram e ao olharem observaram Chloé, ela ria alto. - Isso é um absurdo papai… Vocês vão mesmo deixar uma dupla que nem estava inscrita participar? Além disso, Adrien é meu parceiro, Marinette além de querer participar do Show que não se inscreveu ainda quer roubar meu parceiro! - falou alto, e olhou para a azulada, com um sorrisinho nos lábios.

Quando qualquer um menos esperou Marinette agarrou o microfone das mãos de Adrien.

- Por favor, escutem-me. Meu nome é Marinette Dupain-Cheng, sou uma designer em treinamento, e uma menina comum… - olhou Chloé. - E sinceramente, não dou a mínima pra esse show idiota. Não ligo se os juízes não atribuírem uma nota, e eu mesma não queria participar disso… mas… - olhou o loiro ao seu lado. - Alguém pediu pra eu confiar nele… e irei confiar…

A azulada ouviu palmas, vinham de sua direita, virou a cabeça e encontrou Alya, em seguida veio Nino, Rose, Juleka, Nathanaël, Kim, Alix… Adrien riu ao seu lado e bateu palmas, mais palmas vinham da plateia, Marinette observou.

- Parem! Isso não vai acontecer! - o prefeito gritava mas as pessoas continuavam com suas palmas, o Prefeito Bourgeois apertou a cabeça e concordou. - Vocês tem cinco minutos para prepararem tudo o que vão precisar. - falou para os dois.

Alya puxou Marinette.

- Amiga de onde você tirou tanta confiança pra falar aquilo?! - riu.

- Não sei… mas sei que já foi tudo embora… - Marinette parecia pálida. - Alya! Não vou conseguir fazer isso!

Adrien pousou a mão em seu ombro.

- Vai sim… acredite.

Rose correu até Marinette com um pequeno estojo de maquiagem, rapidamente a loira passou um delineado leve nos olhos da menina, rímel em seus cílios e uma batom rosado em seus lábios, Juleka cuidou de seu cabelo, penteando-o e arrumando. Alya sorriu para a amiga.

- Faz alguma ideia do que vai fazer?

- Nenhuma. - riu a azulada.

Adrien olhou ao redor e seus olhos se focaram num teclado, olhou Nino.

- Sabe tocar um teclado?

- Pensei que o expert nessas coisas era você.

- Não posso tocar e fazer o que tenho em mente. - falou. - A questão é Nino você sabe tocar?

- Mais ou…

- Eu sei. - ouviram.

Os dois meninos viraram-se e encontraram Nathanaël, ele tirou o blazer que usava antes e estendeu para Adrien.

- Se vai se apresentar tem que estar no mínimo respeitável. - Adrien o olhou.

- Você nunca falou com a gente… Por que está fazendo isso? - o loiro perguntou.

O ruivo olhou na direção de Marinette, e sorriu de canto.

- Nenhum motivo especial. - falou. - Qual a música?

Adrien sorriu de canto e falou ao ruivo e a Nino.

Era algo arriscado.

Mas se não fosse.

Qual seria a graça?

~*~

    Alguns segundos depois Marinette e Adrien se viram. O loiro sorriu.

    - Você confia em mim, né?

    A azulada sorriu e concordou com a cabeça. Adrien caminhou até o centro do palco e a menina o acompanhou, o loiro fez um sinal para o ruivo que começou a suave melodia. Marinette ergueu a cabeça e olhou Adrien que sorriu. Ela conhecia aquela música…

    E conhecia a coreografia.

    - Take my hand, take a breath. - A voz da amiga soou nas caixas de som. Marinette sorriu e estendeu a mão para Adrien que a segurou sorrindo. - Pull me close. - o loiro a puxou para perto. - And take one step. Keep your eyes locked on mine and let the music be your guide.

    Adrien conhecia a coreografia da dança tão bem quanto Marinette. Ouviram a voz de Nino se juntar a de Alya e riram um para o outro continuando a dança.

    - It’s like catching lightning the chance of finding someone like you. - Os olhos de Adrien não saiam dos de Marinette. - It’s one in a million the chances of feeling the way we do. - Eles aceleraram o ritmo da dança. - And with every step together, we just keep on getting better.

    - So can I have this dance? - Adrien sussurrou para Marinette.

    - Can I have this dance? - A menina repetiu.

    Marinette nunca tinha dançado com Adrien na vida. Havia dançado com Chat Noir no terraço a alguns dias, havia se sentido leve nos braços dele, sentia-se como se já tivessem dançado mil outras vezes antes daquela. Com Adrien ela se sentia da mesma forma, parecia que conhecia os movimentos do rapaz, que sabia exatamente como ele iria se mover, quando ele a carregou nos braços Marinette se sentiu nas nuvens por um segundo.

    Como pessoas tão diferentes conseguiam causá-la a mesma sensação?

    - No mountains too high and no oceans too wide cause together or not our dance won’t stop. Let it rain, let it pour what we have is worth fighting for…

    - You know I believe that we were meant to be ooh. - Marinette cantou, soltando sua voz.

    Por um segundo Alya se calou, assim como Nathanaël e Nino, todos olharam para Marinette e a menina sorriu para Adrien. O loiro ouviu um assobio e olhou para Nino, o DJ lançou o microfone para o loiro e em seguida lançou o outro. O rapaz olhou a azulada e estendeu-lhe o microfone.

    Marinette mordeu o lábio e pegou-o. Nathanaël continuou a tocar assim que eles pegaram os microfones.

    - It’s like catching lightning the chances of finding someone like you. - os dois cantavam juntos, suas vozes se completavam, em perfeita sincronia, assim como seus passos. - It’s one in a million the chances of feeling the way we do. - Nunca haviam dançado juntos, muito menos cantado, e ainda assim conseguia ter uma sincronia sem igual. - And with every step together we just keep on getting better. - o ritmo diminuiu entre eles e entre a música. - So can I have this dance? Can I have this dance? Can I have this dance?

Uma chuva de papéis prateados caiu sobre os dois, que riram, e se abraçaram. Marinette apertava o loiro que fazia o mesmo com a menor.

- Nunca me contou que sabia cantar assim… - Adrien murmurou.

- Nunca me contou que sabia dançar assim… - a azulada riu.

Aplausos e gritos invadiram o ar, os dois se entreolharam e riram mais uma vez, seguraram as mãos e fizeram uma reverência para o público.

~*~

    - É Tikki, precisamos admitir que eles foram feitos um pro outro. - Plagg falou.

    - Isso não é bom Plagg. - Tikki falou. - Não é nada bom… Se as coisas seguirem do jeito que estão quando encontrarem o kwami perdido tudo pode ir por água abaixo.

    - Se o que eles tiverem for verdadeiro não vai. - o gato olhou para a outra. - Você não devia ser a que torce pelo amor?

    - Sabe que sou. E torço demais por esses dois… Mas… que pode terminar tão mal quanto das outras vezes… - olhou para Plagg. - A quanto tempo não usava sua telecinese?

    Plagg ficou sério.

    - Mais tempo do que posso recordar…

    - Usou-a para fazer Adrien te ouvir né? - ela cruzou os braços. - Ele tava cego?

    - Tikki! - Plagg grunhiu, odiava quando a vermelha lhe fazia perguntas que ele não gostava de responder.

    - Estava ou não, Plagg?

    O outro kwami suspirou.

    - Você mesma disse Tikki… não deveríamos intervir…

    - Mas se você não tivesse intervindo...

    - Talvez você precisasse procurar uma nova Ladybug. - Plagg suspirou.

    Os dois kwamis se olharam, e de repente estremeceram.

    - Sentiu? - Plagg perguntou.

    - Senti… - a vermelha engoliu em seco e olhou para o céu, vendo um brilhante feixe de luz azul cortando-o.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...