História Mon Petit Chat - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain
Tags Adrinette, Ladrien, Ladynoir, Marichat, Miraculous Ladybug
Exibições 469
Palavras 2.394
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Famí­lia, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Super Power
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


VOLTEI NESTA BAGAÇA
E AE SEUS MALUCO
TUDO BEM COM VOCÊS?
Desculpem-me... desculpem-me...
Não vou nem fazer as contas de quanto tempo fazia desde a última vez que postei capítulo...
Infelizmente guys... duas coisas me aconteceram...
1. Provas finais bimestrais.
2. Bloqueio Criativo. (TAN TAN TAAAAAAAAN)
É gente, passei por um bloqueio de merda mesmo, eu não tava conseguindo ter nenhuma ideia, tava tipo "Caraaaaaalho não vai vir nada não? Cérebro? Alô? Eu tenho 459 pessoas que favoritaram a merda da minha fic e tão esperando mais do meu trabalho? ALÔ?!"
Não se preocupem o bloqueio se foi e consegui completar o cap 27, e to postando o 26 pra vcs.

Tudo explicadin?
Cap "novo" saindo do micro-ondas!

Capítulo 27 - Linha


Ladybug caiu em um beco e desfez a transformação, sorriu para Tikki.

    - Foi bom voltar a ativa. - a kwami falou rindo.

    - Verdade… - Marinette tirou um cookie da bolsa e entregou a pequenina que começou a comer. - Meu Deus! Me esqueci de Travis!

    A menina escondeu a kwami dentro da bolsa e saiu correndo do beco. Assim que saiu bateu em alguém e caiu para trás, sendo segurada pela pessoa que atropelou.

    - Desculpe, eu… - olhou para cima encontrando o cabelo bagunçado de Travis e seus olhos azuis.

    - Marinette… - ele ajudou-a a se estabilizar. - Tudo bem? Quando aconteceu o ataque estava dentro da lanchonete! Não pude sair, você se machucou?

    - Estou bem, consegui me esconder. - falou a menina.

    - Que alívio. - suspirou e olhou-a de novo. - Acho que suas mãos vazias indicam que você já entregou a encomenda para o seu namorado né?

    - É… - Marinette suspirou.

    - Ei, o que foi pequena? - Travis a olhou.

    - Queria ter ficado mais tempo… perguntado como ele estava e tal…

    - E você ainda me diz que não são namorados? - Travis a olhou sorrindo de canto, e Marinette riu. Ele passou o braço em torno dos ombros dela e sorriu. - Que tal a gente tomar um café e comer alguma coisa? Um cara do meu tamanho precisa de energia.

    - Não seria de todo ruim. - Marinette falou.

    - Ótimo, então vamos. - ele sorriu e eles começaram a andar.

~*~

    - Nem pude falar direito com ele Alya… - Marinette falava ao telefone. - Houve um ataque de um akuma e…

    - Pera! Ataque de um akuma?! - a outra gritou do outro lado da linha. - Ai meu Deus, eu tava tão distraída assim?!

    - O que estava fazendo?

    - Coisas. - falou.

    - Você não vai me contar?!

    - Quer que eu fale a sua lista de segredos?

    - Ok, ok… - Marinette suspirou olhando para o teto do quarto. - Depois saí com Travis… conversamos, bebemos café, algo bem normal… - a menina iria continuar quando ouviu um barulho, ao tirar o celular do ouvido viu a foto de Adrien. - AI MEU DEUS! ALYA!

    - O que?

    - Adrien está me ligando!

    - Atende. Boa sorte, beijos! - ela desligou e Marinette se viu pulando pelo quarto, olhou Tikki.

    A kwami fez um gesto para ela atender. A azulada respirou fundo e atendeu.

    - A-Adrien?

    - Boa Noite Mari… - ouviu a voz dele.

    - B-Boa n-noite…

    - Desculpa por hoje de tarde… Nathalie não me deixou sair de casa de jeito nenhum…

    - Tudo bem… Como está?

    - Melhor mas um pouco cansado com a quantidade de remédios que estão me fazendo ingerir. - falou

    - Nossa… realmente espero que você fique melhor… - a menina falou.

    Passou-se um tempo e Marinette ouviu um barulho no celular, ao afastá-lo viu a câmera ligada e a face de Adrien na tela, ele sorriu leve, estava deitado na cama.

    - Francamente? Acho que o que me fez melhor foi seu purê. - riu. - Então precisava muito te agradecer…

    Marinette sorriu.

    - De nada… - falou. - Só fiz o que gostaria que alguém fizesse por mim.

    Houve uma pequena pausa do menino até ele continuar.

    - Soube que você não saiu do meu lado até eu ter voltado pra casa… - ele falou.

    Marinette sentiu o rosto queimar instantaneamente e agradeceu a iluminação escassa do quarto, ela apenas fez um Uhum baixinho e esperou que ele não ouvisse.

    - Bem… - sorriu. - Não sabe o quanto isso significou pra mim… Obrigada Marinette… - mais um curto período se passou e o menino suspirou. - Tenho que ir, Nathalie vai ficar com raiva se souber que fiquei até tarde no telefone… Bom sonhos Mari…

    - Bom sonhos Adrien… - Marinette murmurou e desligou a chamada sentindo o rosto pegando fogo.

    - E aí? - Tikki apareceu flutuando ao lado da menina.

    - Ai Tikki… - Marinette a olhou. - Não faz nem uma semana que… Chat e eu… - ela sentiu o rosto fervendo. - E olha agora… estou me derretendo pelo Adrien de novo!

    Tikki suspirou, passando as mãos pela cabeça.

    Se a menina ao menos soubesse que seu amado era na verdade seu amante…

~*~

    Marinette empurrou a porta da sala, sentindo-a bater em alguém. Entrou na sala vacilando e tropeçando, e sentiu alguém segurá-la, ajudando-a a ficar de pé em seguida.

    - Meu Deus Adrien desculpa eu… - quando ergueu os olhos se deparou com os azuis de Travis, olhando-a. - Oh meu Deus…

    - Sabe mademoiselle da última vez que chequei minha carteira de identidade, constava que meu nome era Travis, não Adrien. - ele riu.

    - Desculpa Travis! - passou a mão pela testa. - Estou tão distraída e…

    - E preocupada com seu namoradinho. - o menino falou olhando para cima e sorrindo. - Tudo bem eu entendo…

    - Nossa, quantas vezes vou precisar dizer que ele não é meu namorado?

    - Bem, até que me convença do contrário, vou continuar dizendo. - riu.

    - Silêncio! - a Srta. Mendeleiev entrou na sala batendo os livros na mesa. - Já que estavam em tanta euforia, acredito que já tenham estudado para o teste da semana que vem certo? Muito bem pois conseguem ouvir? É Einsten chorando ao ver minha prova. - a mulher se virou e começou a escrever a matéria no quadro.

    Um curto tempo se passou e Marinette tinha os olhos arregalados lendo a questão escrita em seu tablet, ela não fazia a menor ideia por onde começar. Olhou Alya a sua frente e cutucou-a com a caneta, a morena olhou-a por cima do ombro.

    - O que eu faço…

    - Você…

    - Srta. Dupain-Cheng! Se está se sentindo tão segura quanto a matéria a ponto de conversar no meio do meu exercício acredito que possa resolver a questão no quadro?

    A menina engoliu em seco e ouviu um riso característico, olhando na direção de Chloé.

    - Srta. Bourgeois, gostaria de se juntar no quadro?

    - Claro que não Srta. Mendeleiev, para falar a verdade achei uma grande falta de respeito de Marinette conversar no meio da sua aula.

    A azulada revirou os olhos, e se levantou, caminhando até o quadro. Pegou o giz e observou a questão e os dados colocados pela professora. Ela continuava sem a menor ideia do que fazer. Suspirou e pousou o giz.

    - Desculpe Srta. Mendeleiev, mas não sei o que fazer nessa questão, por isso estava falando Alya, isso eu lhe garanto.

    - Sim, ela está falando a verdade! - Alya falou.

    A professora olhou as duas meninas e suspirou.

    - Sente-se e não atrapalhe de novo.

    Marinette se sentou e Travis a olhou.

    - Que tal umas aulas de física depois da aula?

    A menina riu baixo.

    - Não seriam ruins.

~*~

    Adrien tinha convencido Nathalie que sentia mil vezes melhor, e ele realmente se sentia, depois de mil quilos de remédio, ao menos. O loiro tinha conseguido um atestado e havia levado-o até a direção da escola, após receber uma confirmação de que estava tudo bem e que ele poderia assistir o resto das aulas restantes.

    O menino saiu da diretoria e se deparou com Alya e Nino caminhando juntos no térreo da escola, os dois iam em direção dos bancos que costumavam ficar, e Adrien sorriu, descendo as escadas o mais rápido que podia.

    Quando chegou no térreo se deparou com outra coisa.

    Marinette.

    A menina estava sentada no banco ao lado de um menino alto, ele tinha cabelos castanhos e bagunçados, olhos de um azul marcante, vestia um suéter azul calças e tênis. Ele ria enquanto falava com Marinette. Adrien sentiu um sentimento estranho inundar seu peito, era como o sentimento que sentia ao pensar que os momentos felizes de Marinette eram com Adrien e não Chat Noir, mas era como se esse sentimento estivesse elevado a milésima potência.

    O menino grunhiu e estava para desistir e simplesmente voltar para casa quando ouviu.

    - Adrien!

    Respirou fundo fechando os olhos momentâneamente e sorriu, vendo o DJ correr até ele animado. Os dois se abraçaram e Nino bagunçou o cabelo do loiro, fazendo-o rir, a animação do amigo quase fazia-o sentir-me melhor que os remédios.

    Alya chegou após, a morena também abraçou Adrien que novamente se sentiu melhor, ela perguntou se estava tudo bem e como ele estava se recuperando da febre.

    Por último veio Marinette.

    Sua doce, e meiga, princesa.

    Os dois se olharam por um longo momento. A menina usava uma camisa de mangas cinza, saia rodada vinho e meia calça preta. O loiro usava um casaco cinza uma camisa branca, jeans e tênis.

    Adrien piscou e em seguida sentiu Marinette pulando nele, abraçando-o com força, o menino a segurou, erguendo-a do chão. O cheiro doce de Marinette fez seu coração se acalmar. O tecido macio de suas roupas. O jeito que ela o abraçava.

    Pareciam melhores que qualquer remédio que tivesse tomado nos últimos dias.

    - Estou tão feliz em te ver bem… - a menina murmurou baixinho, apenas Adrien ouviu.

    Ele sorriu largo e colocou-a no chão.

    - Bem, em algum momento eu tinha que melhorar né? - murmurou de volta, ainda sem soltá-la, afastou-a um pouco olhando os olhos azuis dela. - Em parte eu devo isso a você…

    Os dois ouviram alguém limpando a garganta e viraram-se ao mesmo tempo. Travis olhava os dois, coçando a nuca.

    - Ah… e aí cara? -  ele riu sem graça. - Nossa, falavam tanto de você… estou bem surpreso…

    - Obrigado… - Adrien franziu a testa levemente, soltando Marinette, ele deveria encarar aquilo como um elogio? - E você é?

    - Travis Johnson. - ele estendeu a mão, e Adrien o olhou, antes de apertá-la.

    - Adrien Agreste.

    Travis ficou calado por um momento.

    - Agreste tipo… Gabriel Agreste?

    - Esse é meu pai. - Adrien suspirou.

    - Não brinca! - Travis riu. - Nossa, nunca me falou isso mademoiselle.

    Mademoiselle? Adrien pensou.

    - Cara isso, é incrível. - riu.

    - Se você chama de incrível ter que servir de modelo do seu pai, entrevistas, desfiles e ensaios fotográficos exaustivos, então, sim… uhul, é incrível. - Adrien suspirou.

    O sinal do fim do intervalo tocou.

    - Acho que devíamos voltar pra sala não? - Alya falou observando os dois meninos.

    Os outros concordaram e eles seguiram.

~*~

    No fim do dia Adrien abriu seu armário pegando suas coisas quando ouviu um barulho ao seu lado. Ao fechar o armário encontrou Travis o olhando.

    - Então…

    - Então? - o menino ergueu a sobrancelha.

    - Ah você sabe… - a expressão do loiro não podia ser mais confusa. - Você e Marinette?

    - O quê?! - Adrien se assustou. - Não, não, não é nada disso, somos só amigos… - apesar de eu já ter feito coisas com ela…

    - Aham, e eu tenho um melão de estimação. Qual é Adrien, tá bem na cara.

    - Travis, eu prefiro não falar muito sobre essas coisas por aí sabe?

    - Ah entendi. - ele riu e abriu o armário pegando o livro de física, Adrien olhou com atenção. - Tenho que ir, vou ajudar uma pessoa com dificuldade em física, até mais.

    O menino saiu, e os pontos começaram a se ligar na cabeça de Adrien. O loiro saiu correndo. Ele não podia acreditar que Marinette ia ter aulas de física com aquele menino! Precisava encontrá-la, e conhecendo-a do jeito que a conhecia, provavelmente ela estaria na sala.

Subiu os degraus e escancarou a porta da sala com tudo. A azulada se virou assustada e olhou-o, estava junto de Alya que mexia no celular.

- Marinette… ahn… podemos conversar?

- Eu tinha um compromisso…

- Eu ahn… - a ideia brotou em sua mente. - Queria te agradecer pelo o que fez por mim esses dias… não quer sair?

A menina ficou vermelha.

- Eu ia estudar com…

- Eu aviso pra ele que houve um imprevisto! - Alya falou rápido, e pousou a mão no ombro da menina. - Não perca essa chance! Não é todo dia que seu modelo favorito vai te chamar pra sair! - ela falou no ouvido da amiga.

- Ah… - a azulada grunhiu. - Ai! Ok!

Pegou a mochila e Adrien suspirou saindo da sala junto da menina.

- Eu só preciso ir ao banheiro antes… - a menina falou.

- Tudo bem… vou ligar para Nathalie…

A menina seguiu para o banheiro.

~*~

    - Não devia ter feito isso Marinette. - Tikki falou dentro do banheiro.

    - Não é todo dia que sou convidada para sair pelo amor da minha vida Tikki! - Marinette tentou se defender.

    - Mas e suas notas? E sua aula com o Travis? Não acha que ele vai se sentir rejeitado? - a kwami falou olhando-a com um olhar reprovador.

    - É a primeira aula que vou faltar, posso estudar amanhã, não se preocupe.

    - Acho que está fazendo a coisa errada Marinette…

    - Tikki, vai ser uma aulazinha que vou perder, o que pode acontecer? - riu a maior. - Vamos!

    Tikki suspirou e entrou na bolsa novamente.

    A kwami se preocupava, precisava manter Marinette na linha…

    Se não as coisas podiam ficar feias… muito feias…

~*~

    Adrien estava encostado em uma das paredes esperando a mestiça sair, quando sentiu Plagg se remexendo no casaco, abriu-o e encarou o kwami.

    - Ah o que você quer dizer agora? Vai dizer de novo que eu tenho que te ouvir e se eu não fizer isso haverão consequências?

    - Adrien você realmente precisa me ouvir, eu não costumo ser sério quanto as coisas, mas você tá fazendo merda garoto. - falou o felino.

    - Meu Deus, o que tem de mal em levar uma menina pra sair?!

    Plagg pareceu morder o lábio.

    - Meu aviso é… não tire Marinette da linha. Você não pode!

    - Adrien? - ouviram e Plagg imediatamente se escondeu.

    O loiro olhou a mestiça, ela sorriu levemente segurando a alça da mochila.

    - Ahn… para onde vamos?

    - Quer ir no parque? Podíamos comprar algo pra comer, estou faminto - riu o menino.

    Mas por algum motivo a frase ficou em sua cabeça…

    Não tire Marinette da linha…

    Por que?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...