História Money, Power, Glory. - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Castiel, Letícia, Lynn, Lysandre, Rosalya
Exibições 23
Palavras 1.634
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - VS Fashion Show.


Fanfic / Fanfiction Money, Power, Glory. - Capítulo 2 - VS Fashion Show.


Castiel P.O.V

 

 

— SAI DA FRENTE, CARA! 

O motorista gritou enquanto freiava o carro bruscamente, a tempo de não me atropelar. 

— FOI MAL! — Gritei em reposta para ele, correndo em direção ao prédio de fotográfia. 

Eu precisava urgentemente comprar logo a droga de um carro. Fazia três meses que eu estava em Nova Iorque e tinha perdido a conta de quantas vezes me atrasei.

Entrei rapidamente no prédio, deslizando a luxuosa porta de vidro e cumprimentando os mesmos rostos que via todos dias ao entrar no elevador, mas algo estava estranho naquela manhã, as pessoas daquele gigantesco prédio pareciam tristes com algo. 

Tentei assimilar a razão, mas não conseguia pensar. O desfile da Victoria Secrets seria naquela noite, aquilo só acontecia uma vez por ano,  era mais que um bom motivo para todos de um jornal, em uma área focada em fotografia,  comemorem por um evento daquele tamanho. Era simplesmente O motivo. 

Eu nasci em Londres, estudei fotografia desde que me entendo por gente. Mas foi realmente quando Russell viu meu talento em um exposição no meu país e me chamou para estagiar ao seu lado, que me vi crescendo nessa área. Me mudei para Nova Iorque e desde então tento dar o meu máximo naquilo tudo, eu tinha a confiança de ninguém menos que Russell James! Um dos melhores fotográfos que eu havia visto. 

Sai do elevador rapidamente e olhei ao meu redor: Pessoas fazendo comentários silenciosos, como se não quisessem que as palavras ditas ali saíssem daquele círculo. 

— Onde está Russell? — Perguntei para sua secretária, Jasmine. 

— Estou tentando te ligar há tempos, Castiel! — Ela me olhou irritada. — Hoje é seu dia de sorte! 

A olhei com confusão, tentando entender o motivo daquilo.

— Meu dia de sorte? — Perguntei.

— Russell cancelou a presença dele para fotografar o show da VS hoje a noite, e adivinha? Ele te mandou para substitu-ló! Castiel, você vai ser um dos fotográfos oficiais da Victoria Secrets no show desse ano! 

Jasmine disse de uma vez. Arregalei os olhos e senti minhas pernas tremerem. 

Russell gostava tanto do meu trabalho, que me mandou sem medo para um evento daquele porte.

Eu iria fotografar o maior evento de moda de Nova Iorque. 

— Porra...— Murmurei sem reação. 

— Russell te deixou as instruções junto com a câmera na sala dele, entre lá. — Jasmine disse eu assenti. — Boa sorte. 

{...}

Três horas para o evento começar oficialmente. O lugar era imenso, as pessoas se vestiam de maneira luxuosa, celebridades e mais celebridades chegavam em disparada com seus trajes, mas como Russell deixou claro em suas instruções para mim, eu apenas teria que fotografar tudo do interior do evento, isso incluia a luxuosa decoração, as modelos antes do desfile, e elas em cima da passarela. Naquela noite, eu estava decidido a fazer as melhores fotos da minha vida. 

Tirei algumas fotos do local com as belas mulheres distraídas, simpaticamente sorrindo nervosas para a camêra. Eu segurava a camêra que havia me sido designada como se fosse a coisa mais preciosa do mundo. 

Outros fotográfos de nome com peso também estavam no local, um evento tão grandioso e esperado como aquele nunca poderia passar em branco. 

Caminhei lentamente por todo o enorme camarim onde todas as angels se encontravam já arrumadas, apenas para seus retoques finais. Era dificil prender a atenção quando se está rodeado de mulheres que literamente haviam saído de passarelas, mas eu precisava focar no meu objetivo daquele noite. 

— Preste a atenção, Lucy! Essa é a sua noite, você não pode de maneira nenhuma falhar lá em cima, entendeu? 
A tom de voz feminino saia de maneira poderosa, como se tivesse sido tido pela rainha do meu país. Algo que o povo britânico entendia bem: Respeitar a ordem de sua rainha. 

Mas os Estados Unidos não vivia em uma monarquia.

Virei meu rosto na esperança de procurar o lugar em que havia saído aquela voz, e depois de tirar algumas pessoas em completa correria do meu campo de visão, vi uma mulher de costas para uma das modelos que estava ouvindo tudo como se fosse uma lei. 

— Vá falar com Mically. Está na hora de colocar as asas. 

A mulher disse para a modelo que assentiu e se levantou em seguida, andando como já estivesse em cima da passarela. Levando em conta o seu traje, provavelmente ela estava usando a principal lingerie daquele desfile. 

— Ela é a principal Angel? — Perguntei abaixando minha camerâ para a mulher ainda de costas para mim. Ela não havia percebido minha presença. 

— É ela. — A mulher se virou na minha direção, me deixando ver seu rosto. 

Puta que pariu. 
 

Ela era fodidamente linda, absolutamente nenhuma modelo daquele camarim chegava perto dela. Os olhos verdes cristalizados, os enormes cabelos castanhos em cascatas sobre seus ombros. Ela usava um vestido branco apertado que detalhava suas curvas. 

A mulher me analisou de cima abaixo, dando um sorriso com o canto dos seus lábios vermelhos em seguida.

— E você? Quem é? — Ela perguntou ainda me encarando minuciosamente.

— Castiel. — Respondi sério, mostrando ser o a mais profissional possível. — Substituto mandado pelo Russell.

A bela mulher abriu seus lábios como se estivesse entendido, pegando minha mão com delicadeza  em seguida. 

— É um prazer, Castiel. — Ela sorriu. — Preciso dizer meu nome? Você parece um pouco perdido sobre quem eu sou, não tem um palpite? 

Engoli em seco rapidamente, ela era famosa? Não fazia ideia de quem poderia ser. Uma modelo do evento não poderia, ela estava vestida muito formalmente para isso.

— Está maravilhosa, Lynn. 

Um homem alto e careca se aproximou e beijou as mãos da mulher a minha frente, ela sorriu graciosamente e agradeceu, dando espaço para ele se retirar em seguida.

— Ele é estilista, importante na área, também não o reconhece? — Ela perguntou provocativa, parecendo estar se divertindo com a situação.

Lynn.

O nome dela era Lynn. 

Porra...

— Lynn Mason? — Perguntei para ela finalmente a reconhecendo, ela sorriu ainda mais atrevida.

— Julgando pelo seu sotaque, você é britânico, não? — Ela se colocou ao meu lado, passando o polegar delicadamente sobre minha mão que segurava  a preciosa câmera. 

Porra, porra, porra! Ela era fodidamente sensual! 

— Peço perdão por não ter reconhecido a senhorita, sou britânico sim. Nós não somos tão ligados a moda assim como vocês, americanos, mas não seria justo eu esquecer completamente uma das maiores modelos que já passou por uma passarela. — Eu disse formalmente, tentando deixar de lado o tesão irresistivel que aquela mulher me dava apenas por sentir o cheiro do seu perfume. 

Ela não tirou o sorriso do rosto por um segundo, ouvindo cada palavra minha como se soubesse que eu diria isso.

— Claro... — Ela respondeu. — Faça um bom trabalho cobrindo o Russel, Castiel. Eu não gostei nem um pouco dele ter feito isso em um dia como hoje, mas não posso negar, eu adorei que ele tenha te mandado para cá. Digo, é uma grande oportunidade, não? 

Lynn tinha  o olhar completamente provocante e profundo, seu rosto era perfeitamente desenhado. 

— Com certeza, senhorita Mason. — Sorri para ela,  arrumando a camêra em minhas mãos. 

— Mason... — Ela fechou os olhos enquanto ria educadamente. 

— Eu errei? — Perguntei confuso. 

Porra, eu estava na frente da mulher mais gostosa e linda do mundo, de uma das modelos mais influentes da porra do universo, e nem sequer lembrava o sobrenome dela! Mas não ia me culpar por isso, eu não trabalhava em uma área de revista de fofoca. 

— Não errou. Mas não tem motivo para citar meu antigo sobrenome mais...
Imediatamente, direcionei meus olhos para seu dedo, e vi o círculo de ouro junto com os anéis em suas mãos. Ela era casada. Essa mulher maravilhosa é casada.

— Tenha uma excelente noite, Castiel... — Ela disse de forma provocativa.— Te vejo depois.

Lynn andou graciosamente para sair do local, assim como fazia em seus dias de passarelas. A lembrança das noticias da epóca me vieram vagamente na cabeça. Eu não me lembrava do motivo dela ter parado de desfilar, não me importava saber disso quando aconteceu, tinha sido há tantos anos...

— Garoto, vá para o fim da passarela, o show vai começar! 

Assenti com a cabeça para o homem com um pequeno microfone em sua boca, as modelos estavam eufóricas com o momento. Sai de dentro do grande camarim e fui para o lugar mencionado. 

Era pra Russel estar ali, mas eu não o desapontaria. 

Que comece o show.

{...}

 


— BEM-VINDOS AO VS FASHION SHOW!  

A pláteia batia palma alucinantemente, flashes e mais flashes aconteciam a cada segundo. O show de abertura tinha acabado de começar, e as modelos começariam a desfilar.

Conforme foram entrando, eu tirava cada vez mais fotografias. Caminhava discretamente ao redor, me abaixando quando necessário para pegar um ângulo melhor. Depois de alguns minutos, estava na hora. As câmeras de TV do mundo inteiro estavam captando aquilo. 

A Angel usando as asas, a principal da noite precisava subir ao palco. Preparei minha camêra exatamente para aquele momento, e quando ela apareceu, não hesitei em capturar seus melhores ângulos.

Ela parou no final da passarela, mandou um beijo com as mãos com as grandes asas que usava para as camêras e se virou para voltar.

Olhei rapidamente ao redor e reconheci a mulher que quase havia me feito perder a razão a alguns minutos: Lynn. 

Ela estava sentada na primeira fila da platéia, parecendo satisfeita com o que estava vendo no palco.  Voltei minha atenção para a as asas que, de costas, pareciam ter vida própria, quando elas pareceram se desequilibrar. 

A modelo rapidamente se recompôs em pé novamente em seu salto, mas já era tarde. Ela havia tropeçado. E todos lá haviam capturado esse momento, inclusive eu. 

Olhei para Lynn quando a Angel terminou seu desfile, e seu rosto, que antes sorria e trazia satisfação, deu lugar ao um olhar completamente irritado. 

É, aquela modelo nunca mais pisaria no palco da VS.
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...