História Monster - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Tags 2jae, Choi Youngjae, Im Jaebum
Exibições 771
Palavras 1.580
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa Leitura!

Capítulo 20 - Epílogo.


Fanfic / Fanfiction Monster - Capítulo 20 - Epílogo.

Epílogo.

— Jackson, poderia, por favor, pedir para o Bambam largar o meu namorado? E onde está Wooshin? Por céus, vou ficar louco.

— Hyung, deixe de ser ciumento um pouco e curta sua cerveja em silêncio — o chinês riu — Bambam estava com saudades de Youngjae, e depois de tudo que aconteceu eu não interferiria esse momento por nada. E Wooshin está dormindo, o deixe descansar.

O Im assentiu, mesmo que contrariado, e voltou a beber. Jackson sorriu feliz, ajeitando-se na cadeira e soltando um suspiro feliz. Ao lado dos dois, Jinyoung e Mark dormiam serenamente, um com cada lado do fone de ouvido, escutando uma calma melodia. Dentro da piscina, Youngjae e Bambam brincavam de jogar água um no outro, sorrindo abertamente e mergulhando juntos, absortos demais em um outro mundo para prestar atenção nos hyungs em volta. Yugyeom não tinha chegado ainda.

— Já faz tanto tempo que não me sinto tão livre — Jaebum murmurou meio sonolento — Eu não me lembrava de ter momentos bons assim.

— Agradeça a Youngjae por isso, tenho certeza que ele foi o estopim para os momentos felizes que está tendo — o Wang sorriu — E onde está Yugyeom? Ele deveria estar aproveitando aqui com a gente.

— Ele me disse que estava chegando, mas já faz uma hora — deu de ombros — Alguma coisa deve ter acontecido, vamos esperar por notícias.

Jackson assentiu fraco — É lindo, não?

— O quê? — Jaebum perguntou curioso.

— O Bambam, oras — brincou — De quem mais eu poderia estar falando, hyung?

— Você é tão irritante — rolou os olhos — Não acredito que mesmo com todos aqueles problemas você ainda conseguiu o coração dele.

— Você não pode me julgar, sabe — desviou de um tapa que o mais velho tentou lhe dar — Calma, hyung. Estou só brincando.

— Eu falo sério quando digo que você tem muita sorte de ter Bambam ao seu lado, ele é o único que suporta alguém como você.

— Ele me ama, hyung — o chinês sorriu apaixonado — E eu não nego o amor que sinto por ele.

— Eu sei que sim — murmurou — Só acho estranho vocês terem ficado tanto tempo afastados e de repente voltarem namorando. Mas, fico feliz de saber que estão bem.

— Você sabe o suficiente, acredite em mim — deu um gole em sua cerveja — Huh? Não é Yugyeom ali?

Jaebum virou a cabeça e observou melhor — Acho que sim... Mas quem é aquele junto dele?

— Não sei — deu de ombros.

Os dois esperaram o mais novo se aproximar, e junto dele um garoto de cabelos rosados e pele bem branquinha. Yugyeom puxou duas cadeiras e sentou-se ao lado de seus hyungs, incentivando o acompanhante a fazer o mesmo. Antes de dizer qualquer coisa, pegou duas cervejas e as abriu, entregando uma para o rosado e entornando boa parte da outra. Soltou um suspiro feliz antes de cumprimentar.

— Me atrasei, né? Desculpem — se curvou — Eu fui buscar esse garotinho aqui, mas ele ainda não estava pronto. Onde está Wooshin? Eu tenho um presente pra ele no carro.

— Está tudo bem Yugyeom, e vai ter que esperar pra ver Wooshin, ele está dormindo — Jaebum deu de ombros — E olá, eu sou Im Jaebum. — acenou.

— O-Olá — o garoto se curvou timidamente — Sou Shin Hyungwon, tenho 19 anos.

— Sou Jackson — o chinês sorriu — Você é um objeto, Hyungwon?

— Sim — assentiu.

— De quem? — o Im perguntou curioso.

— Do Yugyeom — apontou.

Jaebum soltou uma risadinha — Ya! Você está mesmo levado, não está? — apontou para o Kim.

— Eu queria uma companhia — abraçou o rosado — E Hyungwon é um bom menino.

— Mas você também é um objeto, Yugyeom — Jackson sorriu.

— Eu sou um objeto livre, e posso ter meu próprio objeto se eu quiser. — rolou os olhos — Onde está Youngjae hyung? Eu queria apresentar Hyungwon a ele...

— Deixe-os por um momento, Yugyeommie — Jaebum disse calmo — Ele e Bambam estão matando a saudades.

— Oh sim — assentiu — Então... Vamos conversar um pouco, né?

 

***

 

Entrelaçou seus dedos nos do mais novo e sorriu.

— Incrível como Yugyeom é imprevisível! — exclamou estridente — Mas eu tenho que admitir, ele tem bom gosto. Hyungwon é tão calmo e tranquilo, além de ser bonito.

— Ele é realmente bonito — concordou — Mas você é mais.

— Ew — fez careta — Odeio quando você se torna meloso, hyung.

— Ok, eu paro — suspirou — Como foi o dia pra você hoje?

— Muito bom! — sorriu, e mesmo sem perceber Jaebum fazia o mesmo — Mark e eu conversamos bastante depois que ele acordou. Ele me disse que Jinyoung o pediu em namoro, e eles irão viajar para os Estados Unidos para passar o fim de ano lá. Também conversei bastante com Bambam, ele me disse que iria parar de fumar porque Jackson não gosta, e que daqui a algumas semanas eles farão dois meses juntos!

— Woah, incrível — soltou uma risada — E o que mais?

— Também falei bastante com Yugyeom, e ele me disse que pretende ficar um tempo no Japão com Hyungwon. O novo objeto dele acha a cultura curiosa, e Yugyeommie quer apresentar tudo a ele. Eu achei fofo.

— Yugyeom está empenhado com esse novo objeto — assentiu.

— Eles dois ficam fofos juntos — suspirou — Eu vou sentir falta de todos.

— Mas eles estão bem aqui conosco, Youngjae.

— Eu sei que estão, mas agora começa o momento que todos nós seguimos rumos diferentes, sabe? Cada um vai pra um lado, montando sua própria vida e traçando o futuro. Eu fico feliz porque deu tudo certo, mas ainda me sinto triste em pensar que vou vê-los com pouca frequência. Vou me tornar carente, e meloso, e isso será horrível pra você.

Jaebum sorriu bobo — Eu não me importo...

— Sei que não — fez careta — Mas é meio chato pra mim ser assim.

— Você não precisa se preocupar com isso, Youngjae-ah — abraçou o menor — Todos nós sempre estaremos com você, e não iremos nos separar por muito tempo. Mark e Jinyoung estão começando algo, entendendo os próprios sentimentos, e não seria legal da nossa parte interferir nisso. Bambam e Jackson passaram por muita coisa, e mesmo que não saibamos nada entendemos bem que eles mais do que ninguém merecem mais tempo. Yugyeom acabou de comprar esse menino, e ele quer tempo para conhecê-lo. E eu e você precisamos de todo o tempo do mundo, apenas porque nos amamos.

— Pensando dessa forma não parece tão ruim — sorriu fraco.

— Eu sei que não, coloquei dessa forma para você não se preocupar — beijou o topo da cabeça do Choi — Somos eu, você e Wooshin, por ora.

— Sempre seremos eu, você e ele — enlaçou a cintura do maior com os braços — Obrigado por tudo.

— Eu te amo, Youngjae.

— Eu não te amo tanto assim, hyung — brincou e recebeu uma mordida na bochecha — Ok, eu estava brincando. Eu te amo, Jaebum-ah.

O maior segurou o queixo do outro, olhando fundo em seus olhos e sentindo aquelas coisas estranhas em sua barriga. Era uma forma infantil de se expressar, mas não conseguia encontrar palavras para dizer como se sentia. Aproximou seus lábios dos dele, deixando um selar leve e gracioso. Todas as sensações eram sentidas ao máximo, e saboreando tudo Jaebum se permitiu sorrir.

Sentiu uma mãozinha puxar sua blusa — Pai, vocês estão fazendo isso de novo.

— Ah, Wooshin! — Youngjae largou o mais velho e pegou o pequeno no colo — Você passou o dia todo dormindo, sabia? Todos os seus tios já foram embora.

— Desculpa, pai — Wooshin disse manhoso — Eu estava cansado.

— Eu desculpo você — o Choi sorriu — Diga a Jaebum desculpas também, ele ficou triste por não ter você ao nosso lado hoje.

— Desculpa pai — beijou o rosto do Im — Prometo ficar com vocês da próxima vez.

— Está tudo bem Wooshin — sorriu — Vamos pra dentro? Está ficando frio.

— Vamos! — colocou o mais novo no chão e segurou sua mãozinha — Pegue a mão de Jaebum também.

Obedeceu na hora, dando a outra mão para Jaebum e seguindo com os dois para dentro.

Wooshin era um menino de sete anos. Tinha os cabelos negros como o do Choi, e os olhos intensos de Jaebum. Não era filho de sangue dos dois, tampouco podia ser chamado de filho, mas os mais velhos insistiam que fosse assim. Era um objeto que Youngjae acidentalmente encontrou por aí, sozinho e largado. Não resistiu aos encantos dele, e logo fez com que o Im o comprasse — ele já estava com a ideia de adotar uma criança.

De início fora difícil, Wooshin era muito introvertido. Falava pouco e chorava fácil, sempre pedindo pela mãe. Youngjae fez de tudo para se aproximar de começo, mas percebeu que deveria deixar com que as coisas fluíssem naturalmente. Passado o tempo, o mais novo já se comunicava mais e conseguia sorrir, sempre andando ao seu lado e acompanhando tudo. Tinha se tornado uma criança carinhosa e amável.

O Choi conseguia se lembrar nitidamente da primeira vez que fora chamado de pai. Teve uma sensação estranha, mas feliz. Sentiu-se completo, como se pudesse morrer ali mesmo. Não conseguia entender o sentimento de ser "pai". Não conseguia entender como se sentia feliz com tão pouco. Jaebum também não ficara atrás, sorriu por quase uma semana sem motivos aparentes.

 Eram uma família — desajeitada, mas eram — e ficariam juntos em todas as situações.

Jaebum tinha prometido isso a Youngjae, e Youngjae prometera isso a Wooshin.

— Laços de sangue não são facilmente quebrados, Wooshin-ah — Youngjae beijou o topo da cabeça do menor — Mas mesmo não sendo de sangue, o nosso laço é diferente. Ele é espiritual, portanto ficaremos juntos em todas as outras vidas, entendeu?

— Eu, você e o papai?

— Sim, eu você e o papai.

Os três não poderiam estar mais felizes.


Notas Finais


Sim, esse é o final ;-;
Eu não sei bem o que vai ser das duas historias que eu disse que postaria, já que quando eu passei meus documentos para o meu notebook novo eu perdi boa parte das minhas coisas (inclusive as histórias).
Quem sabe eu faça algum especial contando a histórias dos casais, mas não vou prometer isso por ora.
Eu vou logo logo postar outra longfic, então quando isso acontecer eu venho aqui avisar vocês, ok?
ela é 2jae, btw
Obrigada por todos os favoritos e comentários, eu aprecio o amor e carinho de vocês!
Até a próxima fic?
Chu~

A PROPÓSITO SE ALGUEM PEGOU A REFERENCIA DE SHIN HYUNGWON EU NAO SEI DE NADA EU AAJCMWDIOFJRWI


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...