História Monster - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Baekhyun, Chanyeol, Chen, Exo, Kai, Kris, Lay, Lu Han, Poderes, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Visualizações 23
Palavras 4.344
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), FemmeSlash, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Prólogo - 00


Monster - Capítulo 00 - Prólogo.

 

Monstros isso que eles são, não possuem nenhum tipo de sentimentos.

Afinal seres que destroem a vida e que não conseguem ser normais são aberrações da natureza.

Vocês devem estar se perguntando quem são essas criaturas horrendas, que mereciam estar em uma prisão do governo.

Porém essas criaturas são como nós, humanos que respiram, bebem, comem, dormem e possuem sentimentos desde os mais podres aos mais sinceros.

 

Alguns deles compreendem o motivo de estarem presos e vigiados 24 horas por dia. E um caso assim é Zhang Yixing.

 

Zhang Yixing nasceu na China, sua mãe o protegia e tentou escondê-lo, porém nós sabemos de tudo e ouvimos tudo. Então como foi uma pedra no nosso caminho, atiramos contra a mesma e ainda testamos o poder do pequeno chinês e como falam, dois coelhos em apenas uma cajadada.

Ao ouvir sua mãe gritar e depois cair morta no chão, o habilidoso despertou uma pequena parte de seus dotes de curandeiro, tentando ao máximo curá-la. Se ele soubesse a verdadeira forma de seus poderes aquela mulher ia estar viva e nos atormentando até hoje.

O menino de dezenove  anos, não abre a boca para contrariar as ordens ou gritar de dor quando os empregados sem cérebro resolvem testar se ele é mortal ou não.

Um bando de incompetentes posso lhes afirmar.

Mesmo tendo seu corpo como teste de irresponsáveis ele não abria a boca para discutir, uma coisa surpreendente pois várias pessoas ao sentir uma agulha metálica e fria no corpo já reclamam.

 

Lay, o Curandeiro da Esperança. Sempre terá esperança perto de si.

 

Entretanto uma pessoa que foge é Lu Han, um chinês falante e que tem a língua maior que o corpo, uma boca suja do começo ao fim e muito rebelde.

Esse peculiar tem vinte anos sendo o segundo mais velho, sua mãe o deixou na nossa porta após ele conseguir mover pequenos objetos com a força da mente, ainda consigo lembrar de suas rudes palavras.

Filho? Não, não, do meu ventre veio esse ser, não o meu filho.

 

Deve ser por isso que Lu Han fica tanto na ofensiva, sem deixar que ninguém chegue perto do mesmo. O medo que quando ele abaixasse a guarda alguém o apunhalaria é maior que tudo.

De fato tenho pena dele, o chinês usava sua boca repleta de palavras sujas para se defender e fingir que não é frágil, porém ele é, e muito.

Frágil como uma boneca. Lu Han, a Boneca Levitadora. Sabem por que esse nome foi dado? Não foi por que o mesmo é lindo como se fosse um filho de Afrodite — tá, tem um pouco de verdade nisso — mas o principal motivo é como ele consegue confundir sua presa com sua beleza e com um estalar de dedos acabar com a mesma.

 

Chegamos ao ponto de início sobretudo, Kim Junmyeon seria o líder da operação EXO, um jovem de dezenove anos bem calmo e que sabia resolver problemas.

Junmyeon sempre soube dar valor a comida que recebia ou a cama que passará a ter seus melhores sonhos, afinal conseguir coisas fáceis o dono de cabelos pretos não conseguia.

O líder do grupo foi morador de ruas até seus cinco anos. De acordo com o que sabemos, seus pais eram pessoas imaturas e quando a criança nasceu eles o abandonaram no primeiro momento.

Então ele sabe muito bem como é passar por situações desesperadoras, alguns de nossos ensinamentos para o mesmo foram:

Em qualquer situação fique calmo, a calma é sua amiga não inimiga.

Aja com certeza. Seus companheiros precisam saber o que fazer sem pensar duas vezes.

E a terceira e mais importante:

Não se apegue a seus companheiros, sacrifícios são feitos e tudo vale apena para cumprir a missão que lhes foi dada.

 

Suho, o Deus das Águas, afinal um ser que controla seu dom com tamanha perfeição a partir do que aprendeu, merece esse título.

Sabe uma pessoa que é inverso da compreensão de Lay ou do aprendizado de Suho? Sim, essa pessoa se chama Wu Yifan.

Kris como prefere ser chamado está no auge de sua vida com vinte anos, o terceiro mais velho e também um dos mais astutos e com ótimos poderes de lábia.

Às vezes penso e vejo se eles conhecem o estrago que poderiam causar. A habilidade do Wu de possuir uma força de persuasão e a coragem de um leão no coração de Lu Han colocariam qualquer um na linha de frente de uma batalha.

O Wu cresceu sendo um bandido, com sua beleza e boa lábia fazia um ótimo companheiro.

Assim que o menino Yifan abria a boca contando casos com sua vítima qualquer um que trabalhava com ele pegava seus bens sem as pessoas notarem. Yifan não sabia, mas o que deixava as pessoas impressionadas era o rastro de pureza vindo de suas asas brancas.

Um dia com aquele mesmo processo a nova equipe — um dos problemas do menino, não ficava com a mesma equipe depois de concluir o trabalho — tentou me assaltar, porém eu conseguia ver as asas do menino Wu e então sua tentativa de me deixar admirado não adiantou muito.

Graças a falha do serviço o menino sofreu com a equipe, o espancaram, torturaram e o humilharam. Sabem então onde ele foi descontar sua raiva?

Sim, Kris Wu foi a minha procura tentar me matar, porém com seus movimentos desengonçados não conseguiu nada além de cair no chão. Então, com pena do garoto lhe fiz uma simples proposta.

 

Quer me vencer? Então venha comigo e treine bastante liberando seu poder, assim um dia você conseguirá me matar.

 

Kris Wu, o Anjo Caído.

 

Uma coisa engraçada é que o time não está completo. Ter apenas a lábia incrível de Kris e a coragem de Lu não é nem um pouco suficiente, precisamos de mais uma pessoa, ou talvez mais algumas pessoas para o time não ficar desequilibrado.

E uma dessas pessoas  precisa ser a cabeça e quem é melhor a não ser Do Kyungsoo?

 

 

 

몬스터 ... 그들은 어디에? 나는 인류의, 두려워

 

 

 

Do Kyungsoo sempre foi um garoto decidido e completamente cabeça-dura não aceitando outras opiniões além da sua, mesmo falando que é cabeça-aberta dá para perceber pelo seu jeito de falar que isso é uma mentira. Não que D.O seja um mentiroso, ao contrário ele é uma das pessoas mais sinceras que eu já vi — lembrando que várias pessoas muito francas já passaram por mim.

Esse garoto tem 16 anos. E mesmo sendo um baixinho maluco não é muito legal irritá-lo isso posso afirmar, esse garoto quando quer pode ser um psicopata sem nenhum pingo de sentimentos.

Aos seus cinco anos os resultados começaram a aparecer em seu corpo. Resultados como uma raiva sem igual e uma criança nanica destruindo tudo. Então sua mãe o levou a um médico para tentar descobrir o que seu filho tinha. O especialista falou para dar uma imensa quantidade de remédios e assim ela fez. Quando o encontramos Kyungsoo estava chapado no sofá e sua mãe estava no andar de cima gemendo o nome de alguém.

Um dia o jovem garoto não tomou os remédios e se controlou para não demonstrar que desobedeceu as ordens de sua progenitora, ao chegar na sala viu seu padrasto agredindo a mesma e a xingando.

" Sua vagabunda é sério o que eu vi? Você sendo comida por outros homens? Só podia ser uma puta! Nem o pirralho se salva nessa casa." Dizia a voz que cheirava a álcool a metros de distância.

Assim que bateu mais uma vez no rosto da mulher e ela derramou mais uma lágrima a terra tremeu, e como tremeu.

Posso contar a vocês, o poder de Kyungsoo quando liberado é mortal, tenho apenas pena de quem o irrite, afinal isso não é uma coisa legal a se fazer.

O tremor começou com uma simples lágrima saindo de seu olho esquerdo e então o terremoto começou, uma prateleira cheia de fotos e livros caiu em cima de seu padrasto e parou na hora quando o viu cair inconsciente debaixo daquilo.

"Seu m-monstro." A mãe disse o olhando como se ele fosse uma aberração da natureza, então chegou a hora de nós interferimos.

O levei para o laboratório e ele não negou, apenas ficou quieto, a única coisa que ele fez foi jogar os potes de remédios no chão na frente da mulher e a mesma o olhar surpresa, o bendito pote estava praticamente cheio como se ele não estivesse tomando nada.

É, Kyungsoo tem apenas o rosto de menino gentil, mas posso afirmar que não é bem assim.

Já que falamos de Kyungsoo, o Pacifista vamos ao das chamas, Chanyeol, o Demônio das Chamas.

Meus caros vocês com essas mini-cabeças devem estar se perguntando: por que ele é chamado de O Demônio das Chamas?

Provavelmente deve ser porque o mesmo já matou 10 dos nossos homens, apenas os carbonizando por dentro. Sim não se assustem, irei contar tudo para meus queridos curiosos.

Park Chanyeol sempre foi um menino inocente que vivia em um incrível mundo onde todos eram bons, e sua saúde sempre foi frágil como a vida de uma borboleta. O garoto nasceu com um caso sério de anemia, anorexia e asma — que ele próprio batizou como doença dos AAA.

Em um dia ele sofria mais uma de suas comuns crises, sua bombinha estava em cima da mesa(e ele a usava com uma grande frequência), até que se ouve um grito e as pessoas saíram correndo e gritando como loucas, como o Park nem tinha forças para sair de cima ficou ali, esperando que alguém o ajude.

Então o fogo tomou conta,a porta foi fechada com um pedaço de pau barrando a mesma e as chamas entraram dançando, o fogo vermelho dava passos cada vez mais próximos em sua direção.

Se eu tive dedo nesse incêndio? Oras bolas, pensar isso é uma calúnia contra mim... Claro que sim! Se eu não mexesse os pauzinhos do destino quando seus poderes chegassem ele ia ser tratado como uma simples cobaia — como se aqui ele fosse diferente.

Enfim... a face de Chanyeol era calma não era medo ou porque ele sabia que seu destino chegou, e sim porque uma sensação de felicidade invadiu seu peito. Erguendo os braços ele tocou na chama e em menos de três segundos o prédio fez bum e caiu em pedaços.

Todos acham que Park Chanyeol morreu, mas no último instante eu o levei para longe daquilo, para longe de tudo.

E aqui estamos nós, sabe aquelas pessoas que sofrem de transtorno bipolar? Tenho 65% de certeza que o Park não é cem porcento certo da cabeça, às vezes ele muda de humor tão rápido que me assusta, tudo isso para um pirralho de fucking dezessete anos.

Bem, vocês não querem falar da parte histórica certo? E sim da nomeação de o Demônio das Chamas. Apenas ressaltando que eu não me meti, ele a recebeu por si só.

Com 9 anos aqui ele teve um surto na cabeça e o objetivo do senhor K era justo esse, brincar com o psicológico do garoto de 13 anos. Então como ele quis Chanyeol soltou seu poder, mas como dizem o tiro saiu pela culatra. O garoto perdeu a calma, nem parecia Chanyeol e sim algo mais poderoso e antigo, como se o próprio fogo estivesse no comando e não Park.

Quando os enfermeiros que sempre o machucaram passaram pela sua cela eles gritaram de dor e se arranharam parecendo que queriam tirar algo que estava preso a muito tempo, então eles pararam; caindo sem vida no chão... Sem seus olhos. Depois deles foram todos que estavam no local, menos eu.

Até hoje eu me pergunto por que ele me deixou viver.

Mencionamos nomes específicos certo? Chegou a hora de mencionar o mais velho e que cresceu nessas paredes Kim Minseok, o Príncipe de Gelo.

Esse garoto nasceu dentro do laboratório, sua mãe era uma cobaia — uma ótima cobaia pelo visto — tão boa que posso afirmar por fontes confiáveis que ela e o senhor S tinham uma relação, alguns até falam que Xiumin é filho do S, mas disso eu duvido. Ele se parece mais com a mãe do que com qualquer homem de todas as partes da prisão.

Xiumin sempre foi um garoto quieto e obediente. Para tomar os remédios não reclamava, para ver até onde seus poderes chegavam não abria a boca, porém tudo isso acabou quando S contou para ele sobre tudo.

Imagine meus queridos curiosos o que seria se você descobrisse que a causa da morte de sua mãe foi você? Bem, isso que aconteceu com o garoto com seus onze anos de idade.

O nome de sua progenitora era Mary, uma francesa que tinha sangue chinês em suas veias. Mary era uma pessoa bondosa e de grande coração, só que ela tinha um pequeno problema, afinal como uma romântica ela acreditava no amor à primeira vista, e o jeito de K não tardou para conseguir seu coração. Eu presenciei tudo. E afinal... Quem sou eu? Apenas sou um ser nas sombras da vida que serve ao supremo de tudo aquilo, poucos me conhecem e isso inclui o mestre S.

Humpf! Ainda hoje eu sinto os olhares que caíam no pobre menino, olhares que me envergonham, olhares que davam nojo, Minseok era apenas um jovem! Um jovem! Desculpem, eu não queria me exaltar. Mas ele... Não merece ser comparado a mãe que gemia sem pudor o nome do senhor S — Mary onde você estiver, me desculpe.

Quando ela engravidou, os poderes de Minseok não ficaram quietos como planejado, eles logo se mostraram, a matando. Os principais sintomas foram febre, tontura e uma tosse constante, então depois de nove meses que ele saiu de seu ventre seus dois pulmões congelaram por completo a levando ao óbito.

Imaginem como o garoto ia dormir depois de saber disso? Eu não me surpreendo com sua rebeldia que dura até hoje, provavelmente se eu estivesse em seu lugar eu ia ficar igual... Ou talvez pior.

Esse garoto com que mencionamos sem parar tem a mesma idade de Kris, o Anjo Caído e de Lu Han, a Boneca. É classificado como um dos mais perigosos junto com Chanyeol e Chen.

Os problemas da ala norte ai, ai. Não me surpreendo pelo senhor K ser tão temido e respeitado, afinal ele quem cuida deles, os problemas. Chen, Chanyeol e Xiumin.

Como já falamos de Park Chanyeol, o Demônio das Chamas, Kim Minseok, o Príncipe de Gelo, agora falta Kim Jongdae, o Dragão Elétrico.

Normalmente o garoto que sempre foi a alegria dos pais homossexuais, com suas risadas e brincadeiras. Agora fica sempre dopado em cima de sua cama ou em uma esfera pendurado no ar. Como S dizia... Precauções.

Uma regra que nunca pode quebrar é deixar as emoções de Kim Jongdae tomar conta de seu corpo, a eletricidade sempre foi um problema, um grande fucking problema. Para um garoto de dezoitos anos ele é muito mais maduro que muitos adultos, tem consciência do estrago que pode fazer se perder a calma, então sempre se mantém no controle.

Durante esses oito anos aqui ele fez um único pedido. Que nenhum enfermeiro toque em si, então dito e feito. Mesmo com muitas queixas a pessoa que ia entregar os remédios era S, que por sinal tinha pego um certo convívio com aquele peculiar.

Quando tinha sete anos, foi nessa época que tudo começou. Primeiro foram os apagões e depois passou para algo mais sério, os eletrocutamentos em pessoas. Pois é, eu acompanhei desde o começo. Como é que eu faço isso? Nem queiram saber, vão por mim.

Ser homossexual no mundo sempre foi um problema, agora ser homossexual em países tradicionais como a Coreia do Sul era uma coisa de maluco e com isso começa a nossa história.

 

 

 

그들이 괴물?

 

 

 

Eu conseguia ouvir os gemidos sôfregos de Baekhyun quando não conseguia controlar seus poderes. O fraquinho menino pedia, implorava, e ficava de joelhos pegando nos fios desgrenhados, chorando por ajuda.

Se eu dissesse que não fiquei nenhum pouco comovido estaria mentindo, se não fosse pelo mestre O ter pego no meu ombro e me ordenado controle, porque isso era necessário, ele já estaria nos meus braços.

Nem todos ficamos no ninho para sempre, e no caso de Baekhyun ele saiu muito cedo. Sua mãe morreu em um ataque de nossos inimigos. Ela era a agente mais perfeita que existe. Estratégica, paciente, fria, sabendo em que hora agir... E muito bela. O Byun foi cuidado por nós desde seu nascimento, com o mestre O tendo uma atração por si, o cuidando e protegendo.

Ele era uma criança frágil de fato, não é como se tivesse mudado em muitas coisas, Byun Baekhyun continua a mesma criança chorona que precisa ser protegida e que não gosta de batalhas, ele sempre clamou por não ter mortes nas lutas que se envolvia ou que saísse muito machucado, ele ou seu oponente. Uma tremenda idiotice.

Vivemos em um mundo de guerras, guerras que o inimigo não terá pena se você gosta disso ou não, guerras em que pessoas inocentes morrem e nós, aqueles que tem força e coragem precisam proteger aqueles que são mais fracos. Baekhyun deveria saber disso, porque essa é a missão dos líderes dos pontos, ensinar para os peculiares que nem tudo termina em um mar de rosas.

Se Junmyeon aprendeu porque ele não aprende?

Tenho certeza que é como foram criados. O mestre T nunca foi gentil com ninguém, já o mestre O foi, e muito, sempre se preocupando com todos que entram em seus dedos. Baekhyun cresceu sendo protegido e sem faltar nada, Suho cresceu dando graças a Deus por ter um lugar por passar as noites sem se preocupar com os humanos que poderiam fazer o que quisessem enquanto o mesmo dormia.

Uma coisa podemos ter certeza, Baekhyun tem um enorme poder escondido em suas mangas e quando ele decidir usar é porque algo sério está prestes acontecer.

Byun Baekhyun, o Sangue Azul, pode ser perigoso acreditem.

Falaremos agora de Oh Sehun, a Águia de Olhos Negros. Sendo o mais novo tem dezesseis anos, e acreditem ele tem a mesma mentalidade de Junmyeon. Uma criança fria, sem sentimentos e sem muitas facetas, o que ele falava dizia na cara, sem rodeios e sem conversa mole.

Impaciente? Não.

Sincero? Sim.

Já lhes conteis muitas histórias tristes certo? De drama, terror, horror e o que vocês preferirem. Então irei adicionar mais uma no repertório de histórias dramáticas, essa é a de Sehun o menino da geração Oh.

Já ouviram falar de Dorothy de Oz? O furacão que ocorreu naqueles tempos foi causado pela família Oh. Furacão tão poderoso que arranco forças do além e mandou a pequena Dorothy para o mundo mágico de Oz, para não estragar suas imaginações infantis vamos deixar como mágico. A família Gale e Oh não se davam bem, por antigas rixas que duram até hoje em dia, então Oh Hooji mandou tudo para os ares com seu furacão mais potente.

Com os tempos os Oh foram diminuindo sobrando apenas a família de Sehun, sendo ele o mais novo e mais fraco graças a seus problemas de saúde. Sehun tinha uma saúde igual a de Chanyeol ou pior. Friagem demais era a mesma coisa de assinar um contrato de cinco dias sem se mexer na cama, animação demais resultava em um ser desmaiado por uma semana. É, ele era um estorvo sem igual.

Com os tempos a saúde dele foi piorando, e ele foi deixado de lado por sua família desde que seu pai morreu. Sua mãe se preocupava mais com o filho forte e sadio, Oh Minhye, do que com o filho fraco que parece que vai desmaiar a qualquer instante, Oh Sehun. E claro que isso gerou um conflito, um conflito que gerou uma batalha. Não, um duelo de ver quem merecia ser o herdeiro dos ventos que sopravam em todas as direções.

Sehun mesmo sendo frágil em saúde ele ficou preparado, treinou e estava confiante, mas Minhye tinha um coringa na manga, sua mãe.

A velha senhora de fortes maquiagens e sorriso falso já tinha deixado bem claro quem era seu filho preferido, e como a vida nunca foi boa para Oh Sehun, obviamente não era ele. Então ela ajudou com tudo, espionou seu caçula quando treinava por bases de livros passados através das gerações da família e viu que mesmo Sehunnie tendo uma saúde como uma flor ele era preparado o bastante para assumir o trono de herdeiros dos céus, ao contrário de Minhye que nunca se preocupou com a hipótese de seu irmãozinho ganhar.

Em palavras mais resumidas, com a ajuda da mãe, Minhye colocou em seus ataques o ponto fraco de Sehun, hortelã, a planta que o deixava sem respirar e com a garganta fechada por grossas cordas inflamadas. Assim que ele respirou isso caiu sem ar ao chão. E sua família? Humpf! Nem deram a mínima, o olharam e o trataram como um lixo, um nada, talvez um verme.

Se não fossemos por nós com Yixing ao nosso lado, Sehun teria morrido ali mesmo, naquele galpão que cheirava nada mais ou nada menos que a fezes de cavalo. Posso considerar aquilo como um antigo estábulo.

Kai, o Passos dos Céus, como foi chamado era um ser muito habilidoso com os pés. Quando menciono a palavra habilidoso é porque literalmente o filho de uma rapariga consegue desafiar aquilo o que chamamos de Leis da Física. É, ele é como um flash.

O mesmo corre tão rápido que parece que está se teletransportando para outros lugares(uma coisa que não deixa de ser verdade). O poder de Kai não se resume em apenas “há vou correr aqui e irei para outro lugar sem que os outros percebam”, entendam, a trama é muito mais complicada.

Quando Kim Jongin corre, apenas ao ter um foco de onde queira ir, ele consegue agir de modo tão rápido como a velocidade da luz e pam! Lá está ele.

Por isso ele é um problema, um problema bom e ruim. A parte boa que mesmo tendo várias chances de fugir ele nunca o fez. E a parte ruim é essa também! Mesmo sabendo que ele pode fugir quando quiser, continuava com aquele maldito sorriso zombeteiro! Argh! De fato Kim Jongin é o pior que tem!

Se sou um pouco exagerado? Dizem isso porque nunca viram aquele maldito sorriso de dentes alinhados, brancos, mostrando que tudo está em suas mãos, e que em qualquer momento ele pode dar o fora daqui e ainda escrever uma carta dizendo um tchau.

Porém ele não seria louco de desafiar a senhorita J, ninguém nunca foi maluco de fazer isso. A senhorita J é a última pessoa que alguém deve enfrentar cara a cara, confie em mim. Junte os quatro líderes em um mesmo lugar, J é a alternativa menos provável para você peitar, acreditem em mim. Eu já tentei e me dei muito mal.

Como estávamos falando…

Depois de Sehunnie o terceiro da linhagem de mais novos é Kim Jongin, um jovem saudável, zombeteiro e que tem um fucking sorriso de quem acha que consegue tudo. Pois bem querido, não é bem assim que as engrenagens rodam.

Uma coisa que todos os garotos participam e queriam participar: rachas. Já ouviram falar? Racha, também chamado popularmente de pega, é uma forma de corrida ilícita praticado em áreas urbanas, rural ou rodovias com automóveis ou motocicletas. Em outras palavras é uma corrida de carros, ou motos, tão organizadas que Kim Jongin foi o peculiar que mais me deu trabalho.

Se eu estou brincando? Acredite, quando você entra em rachas apenas para pegar o ligeirinho não fica mais uma brincadeira simplória e sim algo mais. É, eu pesquisei, procurei os malditos carros, as vadias que circulavam e aprendi todos os movimentos, para depois o que? O desgraçado vir com esses sorrisinhos metidos a besta.

Argh! Que ódio de pessoas assim!

Como eu ia falando Kim Jongin cresceu por meio desse ramo, não tão legal, como a maioria afirmar dizer, ele era considerado um deus e sabem como ele era chamado? Kai, God of Speed. Sua fama era tão intensa, ele era tão venerado que com isso seu ego cresceu, cresceu tanto que acho que confundi com um gigante que escapou de desenhos.

Jongin sempre foi humilde, nunca se importou com nomes e essas coisas, no entanto um efeito de seu dom era o ego maligno que vinha dentro de si e essa de "Kai, God of Speed" só piorou a situação. Então quando o mesmo perdeu tudo ele não sabia mais o que fazer, em que rumo seguir sua vida ou coisa do tipo.

Perder é complicado certo? Para Kim Jongin após perder para Lee Taemin no racha entre as ruas sujas de Xangai aquilo foi como um filme de terror. Ver todo o seu império ser derrubado e crescer um novo reinado de Taemin foi para ele como ser apunhalado pelas costas. Ver as pessoas, seus capachos, virarem as costas para si, em questões de segundos. É, Kai, God of Speed ficou biruta naquele tempo, mas um novo Jongin nasceu e posso falar a verdade? Mesmo esse novo Jongin sendo um filho da puta eu prefiro ele do que o Kai fodão.

 

Agora vamos para a parte final, já ouviram o nome Dragão Elétrico? Kim Jongdae? Esse garoto é a última peça de nosso quebra cabeça. Acho que já falei sobre como S protege ele com todas suas forças, afinal uma peça rara como ele não pode ser desperdiçada tão fácil.

Aos cinco anos seu poder saiu pela primeira vez e quem foi o alvo do ataque ambos os pais gays, ele não queria isso! Isso eu posso afirmar, mas como eu sempre falo, se não mexermos os pauzinhos as coisas não adam de maneira alguma, e foi isso que fiz.

Se me sinto um pouco culpado? Só um pouco, eu apenas apertei o botão ele estava programado e eu só adiantei o processo de explosão.                                      



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...