História Monster High - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hellsing, Monster High
Tags Monster Hihg, Monstros, Oswalds
Visualizações 9
Palavras 2.898
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Escolar, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Super Power, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


bem galera pretendo mandar o próximo ainda esse mês

Capítulo 11 - Who Is Elissabat?


Depois de todos os eventos que ocorrerão com a Sara o meu tio começou um novo projeto na escola um que incentiva aos jovens monstros a saberem se defender ou defender os seus amigos em algum momento de crise além de colocar novas matérias por aqui e para isso ele teve que trazer alguns novos professores para a escola, pois somente ele e a senhora Wolf não poderiam dar conta de tantas tarefas, Draculaura anda meio estranha se afastando de todos, bem tirando isso tudo está voltando aos eixos

-bem turma e só isso por hoje e até a próxima aula- disse o meu tio fazendo todos os alunos saírem da sala

-onde você vai agora Oswald? - me pergunta a Frankie

-vou tentar conversar com a Draculaura, afinal ela já está naquele quarto a uns dois dias- falei soltando um suspiro, já fazem dois dias que eu e o pessoal estamos tentando tirar ela do quarto, mas sem sucesso

-entendo quer que eu vá com você? - pergunta a esverdeada

-não precisa, me espera na sangueteria junto do pessoal- falei dando um beijo na testa dela e começando a andar pelos extensos corredores do colégio até chegar no quarto dela- Lady abre a porta eu trouxe a sua comida- falei batendo na porta do quarto da Draculaura

-vai embora- disse ela abrindo a porta e parecendo se assustar ao me ver

-eu estou preocupado com você- falei a encarando seriamente

-eu não quero falar com ninguém então pode se retirar- disse ela quase fechando a porta, mas eu botei o pé na frente impedindo que ela se fechasse

-Draculaura, todos nós estamos preocupados com você, os seus amigos, o seu namorado e eu principalmente, eu só quero saber por que você está assim Lady? - perguntei a encarando e ela soltou uma pequena risada triste

-eu e o Clawd terminamos, afinal eu não posso ficar com ele amando outra pessoa não e mesmo?- pergunta ela me deixando estático, naquele momento único  ela se aproveitou da minha distração e depositou um pequeno beijo em minha bochecha e pegou o sangue sintético que está em minhas mãos, além de ter me empurrado para que ela pudesse fechar a porta, ótimo agora eu tenho que lidar pelos meus sentimentos pela Draculaura e ela pelos meus, muito obrigado Brogoth, espero que agora você esteja em alguma situação muito ruim, pensei indo em direção a sangueteria e encontrando os meus amigos reunidos em uma mesa por lá, assim que eu peguei o meu lanche eu fui em direção a eles- Clawd, por que não nos contou que tinha terminado com a Draculaura?- perguntei chamando a atenção do Wolf que me olha surpreso e todos da mesa o encaram

-primeiro ela terminou e segundo, eu e ela não sentíamos mais a mesma química de antes, meus sentimentos por ela mudaram eu estou gostando de uma outra pessoa e só vejo a Draculaura com uma irmã mais nova- disse ele de forma triste, bem pelo menos ela não partiu o coração dele, eu vejo o Clawd e todos desse grupo como minha família não queria ver nenhum deles triste

-Oswald eu tenho uma curiosidade a Draculaura chegou a comentar que você já teve duas namoradas, nós já conhecemos a primeira Sara, o que nos garante que a segunda irá tentar a mesma coisa? - pergunta o Dulce seriamente e todos voltam sua atenção para mim

-Sara não foi a primeira, ela foi a segunda- falo surpreendendo a todos- Elissabat foi a primeira garota a qual eu realmente pude dizer que entregaria o meu coração e foi o que eu fiz, mas foi o maior erro da minha vida- falo

-você está falando metaforicamente não e mesmo? - pergunta a Cleo

-não na realidade nos vampiros quando queremos passar o resto da vida com uma parceira ou parceiro, eu não julgo, nos arrancamos a própria essência do nosso coração e entregamos para a parceira ou parceiro- expliquei vendo as garotas falarem que isso era muito romântico

-mas e comigo você teria coragem de fazer isso? - pergunta a Frankie me encarando e eu soltei um suspiro

-isso e complicado, tem certas vezes, raras vezes em que o nosso amor não nos e correspondido, quando isso acontece o nosso coração se parte, um vampiro não pode dar todas as partes para uma única pessoa, a Elissabat fez a pior coisa de todas comigo, quando eu lhe entreguei o meu coração ela o quebrou em 15 partes iguais e roubou uma delas, para que eu nunca pudesse ser completamente feliz-falei me lembrando da Elissabat e encarando a Frankie que tinha um olhar um pouco distante

-mas por que não? - pergunta a Lagoona

-pois cada parte e independente uma vez dividido um coração não pode ser consertado- fala a Draculaura surpreendendo a todos no local- pensem como se fosse um quebrado, não importa o quanto você tente conserta-lo ele sempre terá aquelas rachaduras- disse ela se sentando do meu lado

-mas voltando ao nosso assunto principal, como você sabe que a Elissabat não vai vir aqui na escola bancando a louca? - pergunta o Burns seriamente

-por que ela deixou bem claro que me odeia na última vez que nos vimos- falei e depois me retirei do local

Oswald Draco P. O. V OFF

Draculaura Draco P. O. V ON

Eu estava começando a ficar entediada no meu quarto, então eu decidi sair um pouco e ver se eu deixava a minha cabeça e os meus sentimentos no lugar certo, quando eu chego na sangueteria eu vejo todos conversando sobre um assunto muito delicado a Elissabat, minha antiga melhor amiga e o motivo de Oswald ter 14 fragmentos no lugar onde era o coração

-sabem, eu acho que depois dela ele nunca foi o mesmo- falei sem encarar ninguém depois que Oswald saiu- ela foi praticamente um marco na vida dele- falo de forma entediada

-você poderia nos contar a história? - pergunta a Frankie me encarando curiosa

-bem tudo começou a uns 800 anos, naquela época Oswald era um pouco mais alegre- falei

Flashback 800 anos atras ON

Oswald estava na corte vampira, ele era um forte candidato a participar do conselho vampiro, mesmo sendo tão jovem, naquela época eu e ele éramos muito unidos e ele namorava a minha melhor amiga a Elissabat, filha de um importante Lord vampiro, era possível ver o quanto eles se amavam e eu tenho que admitir era lindo de ver, mas voltando ao assunto principal tudo começou quando o pai da Elissabat sumiu e quem ficou responsável por ela foi o seu tio e isso dificultou muito a vida da garota que teve de aprender etiqueta e sobre política, além de ter que abandonar os seus sonhos, mas a gota de agua foi quando o antigo rei vampiro morreu, Elissabat suspeitava de uma traição do seu tio, mas como ninguém a ouviria ela decidiu sumir do mapa, foi nesse mesmo dia em que Oswald entregou o coração dele para ela, quando a Elissabat segurou a essência do coração dele, ela a jogou no chão o quebrando em exatos 15 pedaços, onde nesses pedaços ela roubou um deles e disse que sempre o ditou que So levaria aquele pedaço para que ele nunca pudesse encontrar a felicidade e fugiu na escuridão

Flashback 800 anos atras OFF

-nossa essa história foi emocionante- disse a Lagoona

-agora eu fiquei curioso como e essa essência? - perguntou o Dulce e então eu coloquei a minha mão bem fundo no meu peito e retirei a essência do meu coração ela tinha uma cor rosada

-pode variar de cor de acordo com o vampiro- falei colocando ela de volta ao seu lugar- os vampiros dão a essência aos seus parceiros e eles colocam ela no lugar onde fica o seu coração- falei e vejo a Frankie se levantar

-eu vou falar com ele- disse a esverdeada indo na mesma direção que Oswald seguiu

Draculaura Draco P. O. V OFF

Oswald Draco P. O. V ON

E de novo aqui estou eu pensando mais uma vez nela, aquela que causou tantos problemas para mim, eu estava na torre mais alta do colégio

-oi- disse a Frankie se aproximando

-oi- falei sem me virar para ela

-a Draculaura me contou sobre a Elissabat- disse ela se sentando do meu lado

-Elissabat sempre quis seguir os seus sonhos e quando ela decidiu fugir, eu quis ir com ela, estava disposto a abandonar tudo, mas ela simplesmente me disse que não me queria por perto dela- falei começando a me levantar, já está mais do que na hora de eu tentar mostrar para mim mesmo que eu posso ser feliz- Frankie- falei chamando a atenção dela e então eu coloquei a mão em meu peito tirando de lá um pequeno fragmento verde- esse fragmento e seu, eu lhe ofereço uma parte de mim- falo sem encara-la até que sinto o fragmento ser pego de minha mão e então eu a encaro vendo aquele cristal de perto e parecendo admirada

-o que eu devo fazer agora? - pergunta ela confusa e eu solto uma pequena risada

-bem se você aceitar realmente ficar comigo, por toda a eternidade, deve unir esse fragmento ao seu coração, para isso e So botar ele em cima do peito e pressionar um pouco até ele sumir, se não aceitar basta me devolver- falei e ela colocou o cristal em cima do peito dela e começou a pressionar levemente até ele desaparecer- não achei que você fosse aceitar me dividir- falei segurando a cintura dela

- você e especial para mim eu não poderia lhe perder tão facilmente- disse ela no meu ouvido e soltando uma pequena risada depois disso nós fomos encontrar o pessoal que ainda estavam conversando na sangueteria

-serio pessoal vocês têm que ver esse filme- disse um garoto, que mais parecia um boneco voodoo, juntamente ao pessoal ele estava completamente animado- oi Frankie- disse ele acenando- e você quem e? - pergunta inocentemente me encarando, aquilo era de certa forma esquisito ver aqueles olhos de botões me encarando e estendendo a mão como forma de comprimento

-Lord Oswald Draco, aluno novo, namorado da Frankie- falei aceitando o comprimento dele e já pegando a minha arma com a mão livre, depois de todos os incidentes eu decidi andar sempre com as minhas armas, mas quando a Frankie viu o que eu ia fazer segurou a minha mão

-Vu-Edu, eu fui criado pela Frankie para ser o namorado dela, mas digamos que nós não combinamos- disse ele e eu encarei a esverdeada com uma cara de quem iria rir a qualquer momento

-não se atreva a rir, eu era muito nova na época e todas as minhas amigas tinham um namorado então eu fiquei desesperada- disse ela envergonhada

-mudando de assunto, não se devemos ir- disse a Draculaura

-do que nós estamos falando mesmo? - perguntei e o boneco começa a falar

-sobre o novo sucesso de bilheteria monstro, a realeza vampira- disse ele começando a rodopiar até se desequilibra e cai de forma um pouco hilária, mas quando ele caiu eu senti uma pequena dor em minhas costas

-o que foi isso? - pergunto passando a mão no local e todos começam a rir

-foi mal, mas eu não consigo controlar os meus poderes e por isso sempre que eu me machuco, quem sente a dor e a última pessoa a qual eu toquei- explica ele e nesse momento eu entendi por que todos riram

-eu estava louca para ver esse filme, mas e muito caro os ingressos, quase todos os alunos daqui vão- disse a Frankie choramingando

-eu te levo- falei e ela me encara com os olhos brilhando- será um ótimo primeiro encontro- falo dando um grande abraço nela

Oswald Draco P. O. V OFF

Muito Longe Dali, na Transilvânia no castelo principal dos principais líderes dos vampiros

Uma figura sombria observava a fria escuridão da noite até que seu momento e interrompido

-mestre, mestre o conselho vampiro que falar com você- falou um pequeno criado se aproximando da figura, que usava uma capa totalmente preta e tinha uma pele esbranquiçada, olhos amarelos e um cabelo branco

-quando eles querem me ver? - perguntou o ser encarando o criado

-imediatamente senhor- disse o criado correndo para o terraço sendo acompanhado da figura, no telhado tinha uma enorme quantidade de morcegos voando pelo local

-a que devo a honra de uma visita da corte vampira? - pergunta a figura com um sorriso

-Barão Stoker, nós achamos que o seu tempo como regente já foi longe demais- disse um dos morcegos se revelando ser um vampiro, vestindo um terno elegante

-os vampiros estão esquecendo as suas origens, precisamos reerguer a monarquia- disse outro vampiro ele também usava um terno

-nós estamos repensando se você e uma escolha realmente boa para procurar o próximo Rei e por causa disso nós tomamos uma decisão- disse uma vampira entrando na cena, e assim como os outros ela usava um terno

-se você não achar o novo rei em um mês você será destituído de todos os seus títulos- disseram os três juntos e o Stoker começou a ficar desesperado

-mas eu já achei o novo rei, eu achei o coração do vampiro e o usei para achar o próximo na linha de sucessão-disse o Stoker claramente mentindo e surpreendendo todos no recinto- não e mesmo Igor? - pergunta o Barão ao pequeno criado no recinto

-mas senhor você disse que o coração tinha sido roubado? - pergunta o criado e o Stoker o encara com um olhar amedrontador

-mas nos encontramos o ladrão não e mesmo? - pergunta o Barão forçadamente

-sim e mesmo, de fato a coroação será no final da próxima semana- disse o criado fingindo um sorriso

-ótimo Stoker, já estávamos perdendo a fé em você, mas agora que está tudo nos conformes, nós vamos nos retirar esperamos conhecer o novo rei o mais cedo possível- disse o primeiro vampiro e depois todos eles somem

-por que você disse aquilo Igor? - pergunta Stoker irritado- agora teremos de achar um novo rei ou rainha- fala ele soltando um enorme suspiro e adentrando novamente no castelo

-mas não e isso que você quer? - pergunta o Igor

-claro que não e isso, eu quero continuar no poder para garantir a supremacia dos vampiros, mas esse seu erro pode ser bom para nós, agora nós podemos procurar um vampiro nas linhagens a qual nós poderemos controlar- disse o Stoker olhando um pequeno diagrama que tinha em uma parede ali perto mostrando as linhagens dos vampiros e ele olhava intensamente para dois rostos ali presentes- Draculaura e Oswald a linhagem mais nova dos Dracos, ambos soldados que seguem ordens, difícil essa escolha, mas tem um diferencial a garota ela pode ser manipulada com os seus ideais de igualdade entre os monstros- falou Stoker pensativo e analisando a foto da Draculaura- você não irá me desobedecer não e mesmo nova rainha- disse soltando uma risada maléfica

No mesmo instante em um lugar longe dali

-irmão, quanto tempo? - pergunta Lord Drácula cumprimentando calorosamente o irmão mais velho, os dois estavam em uma cafeteria

-Drácula você continua o mesmo cara de antes- disse Lord Alucard Draco animado por ver o irmão- então como o meu garoto tem se saído na escola? - perguntou encarando o irmão mais novo

-ele continua com a opinião fria sobre os humanos, mas está progredindo quando o assunto e interação social, ele tem até uma namorada- disse o Draco mais novo animado pelo sobrinho ter se integrado tão bem na escola- mas mudando de assunto você sabe por que eu estou aqui não sabe? - perguntou o Lord Drácula

-uma futura guerra entre os vampiros está à beira de começar não e mesmo? - perguntou o Draco mais velho

-sim e eu tenho medo do que irá acontecer com todos da minha escola não quero eles envolvidos nesse conflito, mas eu não sei o que fazer- disse o Draco mais novo

-não se preocupe, eu tenho um plano- disse Alucard rindo de leve

Enquanto isso nos estúdios de Monsterwood

-senhorita Von Vamp, mensagem para a senhorita- disse uma gorgona se aproximando de uma das maiores celebridades do momento

-obrigado pode se retirar- disse e a garota

Mensagem ON

Oswald Draco: Eu topo lhe ajudar

Mensagem OFF

-ótimo tudo está se saindo conforme os meus planos- disse Veronica sorrindo

Daqui a 6 meses

Oswald Draco P. O. V ON

Eu estava em uma sala que tinha vários moveis e que no centro dela avia uma pequena cama que estava estirado o corpo de Frankie, eu a observava enquanto começava a tocar notas tristes no piano que tinha na frente

-sabe, quando eu concordei com tudo isso, eu não tinha ideia de que tudo acabaria assim- falei agora com pequenas lagrimas em meus olhos- eu realmente queria que tudo acabasse de outra forma e não com você ai- falo e der repente outra pessoa entra no recinto

-filho você ainda me deve bastante explicações- disse o meu pai se aproximando e um pouco apreensivo pelo meu estado

-nós ainda temos tempo, então eu vou começar do começo, mas se prepare e uma longa história- falei sem encara-lo e ainda tocando o piano- tudo começou quando- comecei a falar

Oswald Draco P. O. V OFF

Continua???

 


Notas Finais


comentem o que vocês estão achando
olhem minhas outras fics por favor
e ate a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...