História "Monster- Imagine BTS, Kim Namjoon" - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Army, Bts, Kim Namjoon, K-pop, K-poper, Rap Monster, Você
Exibições 1.084
Palavras 1.401
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OOOEEEE!!
Espero que gostem dessa nova fic!!
Boa leitura!
Eu tenho outras fics também!! Se quiserem dar uma olhadinha, vão para meu perfil que as histórias vão estar lá!!
Bjs da Omma (meu apelido)😙😙

Capítulo 1 - They kidnapped me?!


Fanfic / Fanfiction "Monster- Imagine BTS, Kim Namjoon" - Capítulo 1 - They kidnapped me?!

____(S/N)'s POV

- AAAHHHH! QUE RAIVA DAQUELES FILHAS DA PUTA!! QUE EM VEZ DE ME CAPTURAR NA FLORESTA, ME DEIXAVA PERDIDA MESMO, POR LÁ- grito de raiva, mas provavelmente ninguém iria me escutar.

Ouço a porta de abrir... Eu estava amarrada em uma cela e ela era tipo um lugar frio e sombrio.

Vejo a silhueta de um homem, em suas mãos vejo um chicote.

- Olá!! Acho que a menininha se perdeu, não é mesmo?!- começa a gargalhar

- ME SOLTA SEU FILHO DA MÃE!!- grito para ele

- Oh!! A menininha quer dar ordens por aqui, não é mesmo?!- ele fala e solta um sorriso sinistro. Ele vem até mim, e já consigo ver seu rosto e seu corpo direito por um pouco de iluminação que vinha da janela com barras de ferro para nenhum que estava preso lá  pudesse fugir, eu estava com minhas mãos amarradas por correntes na parede, meus pés também estavam amarrados com cordas, não na parade, ele veio na minha frente. PUTA MERDA, ELE É UM ABUSADOR E CRIMINOSO, MAS QUE CORPO É ESSE MINHA GENTE?! GOSTOSO DA PORRA!! PARA ____!! PARA!!! Ele veio na minha frente e falou com uma voz rouca e sexy:

- Saiba, que EU- falou "EU" bem alto e me deu uma chicotada em minha coxa

- AAAHHH- grito de dor

- QUIETA!! Saiba que EU é que dou as ordens por aqui!! Então, me respeite sua vadia!- Me deu uma outra chicotada, só que dessa vez foi em minha barriga

Me contorço de dor. Ele me olha e sorri cínico

- Vejo que já aprendeu que não deve gritar por aqui!

Ele sai daquela cela em que eu estava e eu começo a chorar baixinho


~Voltando no tempo~ ~Em casa~

- Que chatice!!- falo me trancando em meu quarto me jogando na cama

Minha mãe bateu na porta pedindo para eu abrir

Eu abri a porta para ela. Ela entrou, eu me sentei na cama e ela sentou ao meu lado. Ela falou:

- Filha, nós iremos acampar essas férias!

- Tipo... amanhã?

- É!! Amanhã que começa as férias!!- ela fala- Então vá arrumar as suas coisas!! O acampamento é no sítio de sua tia avó e você sabe que ela é rica pra caramba. Então não espere um sítio pequeno. Mas com trilhas no meio de uma floresta que tem lá!- continua ela

Ela sai do meu quarto e eu comecei a arrumar minha mala

Eu gostava de ficar sozinha, sem ninguém me atrapalhando. Meu irmão só sabe me irritar. Meu irmão tem 14 anos e eu tenho 18. Meus pais acreditam mais nele do que em mim. Então, qualquer coisa que eu fizer, ele vai lá e conta pros meus pais uma história completamente diferente, constrangedora ou para deixar meus pais bravos, mas é tudo invenção dele.

~No dia do acampamento~

Estávamos já no carro a caminho do acampamento.

Coloquei meus fones de ouvido e coloquei no volume máximo e taquei um foda-se pra tudo e todos que me encomodassem.

Sim, eu sou uma menina muito educada *voz irônica*

~Quando chegamos lá~

Demorou pra caralho pra chegarmos lá e o Guilherme (meu irmão) não parava de falar comigo, ou pelo menos TENTAR FALAR comigo. Eu não respondia nada pra ninguém.

Eu só comia, mexia no celular e escutava minha música em paz.

Montamos as barracas. Ainda era de manhã. Essa foi a primeira vez que eu fui acampar naquele lugar. Tinha umas trilhas pela floresta. E lá era REALMENTE GIGANTE!! E... como eu sou muito curiosa, eu queria explorar. Mas quando eu ía entrar, meu pai grita pra mim dizendo:

- EI MOÇINHA!! PODE VOLTAR AQUI QUE SÓ DEPOIS NÓS VAMOS LÁ FAZER A TRILHA!!

Eu bufei e voltei. Os meus pais estavam sentados em cadeiras em forma de uma rodinha  conversando com meus tios avós. Guilherme estava em sua barraca provavelmente batendo punheta.

Decido ir lá na barraca dele pra ver se ele estava mesmo batendo.

Abro sua barraca disfarçadamente, lá estava ele, batendo punheta.

- AH!!- dei um susto nele

Ele pulou de susto, tampou seu membro com sua mão e começou me chingar de tudo que é nome.

Comecei a rir da cara dele e ele fala para mim:

- Você tá ferrada garota!- ele fala se levantando e puxando a cueca e as calças para cima

Ele sai da barraca e vai direto falar com meus pais. Eu o sigo.

- Pai, a ____ não para de me encher o saco!

- É que ele tem que bater a punheta dele bem escondidinho né?!- falo rindo de braços cruzados para ele

- ____!!! PARE! Sempre é você quem começa às brigas com seu irmão!!- Minha mãe fala

- Vocês nunca acreditam em mim né!?- falo para eles e saio correndo para as trilhas da floresta

Entro naquela trilha e começo a andar seguindo a trilha.

~Depois de algumas horas andando~

Já estava de tarde e eu tava com uma fome do caralho. 

Eu estava perdida. Parecia que eu havia caminhado quilômetros. Não que eu não havia andado, porque eu tinha certeza absoluta que eu tinha andado mais que um quilômetro.

Vejo uma construção mais para a frente. Parecia uma casa, mas não uma casa comum, uma mansão. Eu cheguei a pensar que era a casa de meus tios avós. Mas esse pensamento não existia mais em minha cabeça quando um pano foi colocado em minha boca e em meu nariz.

Ao respirar daquilo que tinha no pano, eu desmaiei na hora.

~Algumas horas depois~

Acordo amarrada. Só com minhas peças íntimas.

- AONDE ESTOU?!- grito desesperada

A porta de o que se parecia uma cela se abre revelando dois homens.

- A princesa acordou!- um deles fala

- Quem são vocês?- pergunto para eles com a maior raiva que tinha dentro de mim

- Desculpe não nos apresentar!- O mesmo que falou comigo se pronuncia novamente- Eu sou Park Jimin e o meu amigo aqui é o Min Yoongi. Mas pode me chamar de Jimin e pode chamar ele de Yoongi.

- Prazer!!- O tal de Yoongi fala

- Prazer meu cú. Por que vocês me trouxeram aqui?- falo para eles

Eles se entreolharam com a resposta que eu dei para eles

- Primeiro, você deve nos obedecer em tudo. Segundo, você deve ter respeito para com nós. Terceiro, você foi raptada para satisfazer os desejos do nosso chefe.- Yoongi fala

- EU NÃO VOU OBEDECER VOCÊS PORRA NENHUMA!!

- Vejo que ela é bem arisca!- Jimin fala sorrindo olhando para Yoongi

- Vamos chamar o chefão aqui pra te ensinar a lição!!- Yoongi fala e eles dois saem da cela

~Voltando ao presente~

- AAAHHHH! QUE RAIVA DAQUELES FILHAS DA PUTA!! QUE EM VEZ DE ME CAPTURAR NA FLORESTA, ME DEIXAVA PERDIDA MESMO, POR LÁ- grito de raiva, mas provavelmente ninguém iria me escutar.

Ouço a porta de abrir... Eu estava amarrada em uma cela e ela era tipo um lugar frio e sombrio.

Vejo a silhueta de um homem, em suas mãos vejo um chicote.

- Olá!! Acho que a menininha se perdeu, não é mesmo?!- começa a gargalhar

- ME SOLTA SEU FILHO DA MÃE!!- grito para ele

- Oh!! A menininha quer dar ordens por aqui, não é mesmo?!- ele fala e solta um sorriso sinistro. Ele vem até mim, e já consigo ver seu rosto e seu corpo direito por um pouco de iluminação que vinha da janela com barras de ferro para nenhum que estava preso lá  pudesse fugir, eu estava com minhas mãos amarradas por correntes na parede, meus pés também estavam amarrados com cordas, não na parade, ele veio na minha frente. PUTA MERDA, ELE É UM ABUSADOR E CRIMINOSO, MAS QUE CORPO É ESSE MINHA GENTE?! GOSTOSO DA PORRA!! PARA ____!! PARA!!! Ele veio na minha frente e falou com uma voz rouca e sexy:

- Saiba, que EU- falou "EU" bem alto e me deu uma chicotada em minha coxa

- AAAHHH- grito de dor

- QUIETA!! Saiba que EU é que dou as ordens por aqui!! Então, me respeite sua vadia!- Me deu uma outra chicotada, só que dessa vez foi em minha barriga

Me contorço de dor. Ele me olha e sorri cínico

- Vejo que já aprendeu que não deve gritar por aqui!

Ele sai daquela cela em que eu estava e eu começo a chorar baixinho

》》》》》》》continua》》》》》》》


Notas Finais


Espero que tenham gostado!!
Obrigada por lerem!
Me desculpem qualquer erro de português
Até o próximo Cap.!!
Bjs da Omma😙😙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...