História Monsters and Demons - Capítulo 58


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Bia, Castiel, Charlotte, Dajan, Dakota, Debrah, Iris, Jade, Kentin, Kim, Leigh, Letícia, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Nina, Peggy, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Violette
Tags Amor Doce, Drama, Magia, Terror
Exibições 83
Palavras 934
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Terror e Horror
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 58 - Um ser maligno


Fanfic / Fanfiction Monsters and Demons - Capítulo 58 - Um ser maligno

Irwin – Morra de uma vez! – atirei várias esferas de energia –

 

Irwin do fut. – AAAAAAH! M-Mal… dita! – ela caiu de joelhos –

 

Irwin – Hahaha! – desci para o chão e andei até a mesma – preparada pra morrer ou apenas desistiu? –

 

Irwin do fut. – … – eu vi uma lágrima cair –

 

Irwin – Chorando? Patético. – sorri – Isso só me irrita mais. –

 

Irwin do fut. – Eu nunca pensei que fosse tão irritante… – ela atravessou uma espada no meu peito –

 

Irwin – Hã… – eu cuspi sangue – Onde… –

 

Irwin do fut. – Nunca abaixe sua guarda… –

 

Irwin – Verdade… – eu tirei a espada de dentro de mim –

 

Irwin do fut. – O… que… – ela estava espantada –

 

Irwin – Eu não gosto de sentir dor… – eu arranquei a espada de dentro do buraco –

 

O buraco de sangue começou a se fechar rapidamente como se nada tivesse acontecido.

 

Irwin do fut. – D-Desde quando… –

 

Irwin – Eu me tornei imortal? – sorri malignamente –

 

Irwin do fut. – Quem é você? –

 

Eu pulei até uma pedra alta e a encarei. O vento passou levando os meus cabelos negros.

 

Irwin – Eu sou a última visão que você ira ver. –

 

Raios desceram do céu explodindo tudo. Eu pude ver seu corpo queimar junto com tudo que havia de vivo ali.

 

O chão começou a se parti no meio com a explosão abrindo uma enorme cratera. Cheguei perto do seu corpo quase morto.

 

Irwin – Você não sabe quando desiste, em? – coloquei minha mão em seu peito –

 

Irwin do fut. – Eu posso até morrer… mas você vai comigo sua vadia. – ela pensionou minha mão dentro do seu coração –

 

~~ PV Rossy On ~~

 

KYAAAAAH!

 

Rossy – A-Ai… – tentei me levantar – I-Irwin… –

 

Tentei olhar onde eu estava e apenas vi duas estátuas enormes.

 

Rossy – A-Am… –

 

Uma luz brilhou na minha frente, uma das estátuas estavam sorrindo e a outra chorando.

 

Rossy – … – olhei para os lados mas não havia nada –

 

– Venha a frente, minha criança. –

 

Atrás da estátua parecia haver um lindo por do sol iluminando tudo.

 

– Qual o seu nome? –

 

Rossy – R-Rossy… –

 

– A parti de hoje, você encontrou seu propósito. –

 

Rossy – Am…? –

 

– Proteja a todos, salve o coração escuro. –

 

Rossy – C-Como assim? –

 

A luz foi se afastando até que eu percebi que estava em uma caverna escura sozinha.

 

~~ PV Armin On ~~

 

Armin – Cof! Cof! – cuspi sangue – Droga… –

 

Eu estava andando na rua completamente deserta, depois daquela explosão não escutei mais nada, tudo estava destruído e as pessoas se escondiam.

 

Armin – Onde você está… – olhei para todos os lados – Onde… –

 

Meus olhos avistaram uma garota de longos cabelos negros de costas, da sua mão pingava sangue e no chão havia outra pessoa.

 

Então eu me aproximei andando com dificuldade.

 

Irwin – Uhn… – ela se virou –

 

Armin – A-Ah… –

 

Da sua boca escorria um líquido negro como sangue e a sua barriga… havia uma enorme ferida como se algo tivesse sido arrancado.

 

Irwin – Armin… –

 

Eu pude ver um sorriso sincero ser forma em seu rosto e então ela caiu.

 

Armin – … – meu coração se despedaçou quando vi aquela cena – IRWIN! –

 

Eu a peguei antes que chegasse no chão.

 

Irwin – O que está… fazendo… –

 

Armin – O que você está fazendo!? Por acaso é idiota? –

 

Irwin – … – ela colocou a mão no meu rosto – Armin… eu preciso ir… –

 

Armin – Não… não… eu me recuso aceitar isso! –

 

Irwin – Eu não tenho mais controle sobre mim… – ela sorriu com os olhos quase fechados – Você não pode mais me ver… tem alguém no meu lugar. –

 

Armin – Então só basta aguentar! Se você morrer… quem vai sonhar por você? –

 

Irwin – … – ela me olhou chorando –

 

Armin – Esse rosto triste… um dia… ele já foi um sorriso! – uma lágrima caiu em seu rosto –

 

Irwin – Armin… – ela se esforçou para me dar um abraço –

 

Armin – Uma vez que você sabe a dor que tem o seu próprio passado a carregar… Então, basta ser forte porque a dor não dura para sempre! –

 

Irwin – … –

 

Armin – Perceba! Tem pessoas te esperando… – coloquei a mão em sua barriga que sangrava demais – Porque fez isso… –

 

Irwin – Um dia eu ainda vou ver a luz… Armin? –

 

Armin – Claro que vai… – a beijei – Se você se perde ou se machucar, não se preocupe eu sempre te protegerei. –

 

~~ PV Irwin On ~~

 

“É verdade, ele foi o que mais sofreu em nossas vidas…”

 

“E mesmo assim continuou do meu lado… contra o pai e todos os outros”

 

Irwin – Acima de tudo, eu te amo Armin. – abracei-o forte beijando-o –

 

Uma luz brilhante começou a passar pela cidade, parecia inúmeras mini-fadas e tudo estava se regenerando. As casas voltavam ao normal, as pessoas voltavam para onde estavam antes do ataque, os feridos estavam curados e as ruas estavam tão lindas, flores começaram a cair do céu.

 

Armin – N-Nossa… – ele olhou maravilhado e me abraçou –

 

Irwin – Ela conseguiu! –

 

~~ PV Rossy On ~~

 

"Shine flammes de la vie"

 

Eu estava sentada em cima de uma das torres da nossa cidade murmurando o que as estátuas me disseram que eu precisava fazer.

 

Rossy – Espero que um dia seu coração ouça a minha voz… – falei olhando pro céu –

 

Castiel – … – ele estava evitando olhar mas eu sei que ele estava feliz –

 

Nathaniel – Ei! Como vocês chegaram ai!? –

 

Castiel – Uhn… –

 

Kentin – Vocês vão se machucar! –

 

Eu pulei da torre para o chão e desci flutuando.

 

Kentin – A-Ah… –

 

Rossy – O que foi? –

 

Kentin – Você p-pulou… –

 

Rossy – Vão dormi… – todos eles caíram em um sono inexplicável –

 

Castiel – O que cê fez? –

 

Rossy – Eles não podem saber da nossa existência… ninguém pode. –

 

Castiel – Ug… – ele iria falar algo mas preferiu ficar calado –

 

~~ PV Irwin On ~~

 

Irwin – Eu preciso… – eu acabei perdendo o equilíbrio – A-Ah… –

 

Tudo ficou preto do nada e eu acabei caindo.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...