História Monsters do not deserve to be loved - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf, The Vampire Diaries
Personagens Alan Deaton, Allison Argent, Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Derek Hale, Elena Gilbert, Elizabeth "Liz" Forbes, Enzo, Josette "Josie" Saltzman, Kira Yukimura, Lydia Martin, Malachai "Kai" Parker, Malia Tate, Mieczyslaw “Stiles” Stilinski, Personagens Originais, Scott McCall, Stefan Salvatore
Visualizações 37
Palavras 1.847
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Luta, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 15 - Touch me until it hurts.


Mystic Falls

20:55 P.M

Malia havia passado novamente o dia inteiro no quarto,apenas saiu para tomar café da manhã,almoçar e jantar.Kai estava sentado numa poltrona de couro,ao lado da lareira acesa com um copo de bourbon.Ouviu a porta do quarto ser aberta,e cerca de segundos depois,Malia descia as escadas.Usava apenas uma sweater preta e tinha cabelos molhados.Passou direto até a cozinha.

Kai revirou os olhos e se levantou,seguindo-a.Parou no batente da porta e observou os movimentos que ela fazia para pegar um copo e enchê-lo com água,seu corpo se franziu quando se ergueu na ponta de seus pés e eventualmente a blusa subiu,revelando seu grande traseiro coberto por uma calcinha de cetim preta,aquilo incomodou Kai.

Malia se virou,já que a geladeira ficava na reta da porta e não se assustou ao ver Kai parado na porta de braços cruzados,ouvirá os batimentos,sentirá seu cheiro.Caminhou até a geladeira sem olha-lo e abriu a mesma,a garrafa se encontrava na porta,no último.Se abaixou,a visão de sua bunda enorme ficou perfeitamente visivel para Kai,oque lhe agradava,convenhamos.

Não estava a provocar,repudiava aquele idiota que a machucou.Se levantou bruscamente,enquanto ele ainda a fitava.

-Tire uma foto,dura mais.-disse ríspida.

Um sorriso irônico escapou dos lábios de Kai,ele passou sua língua entre seus lábios rosados e entre abertos.Malia tinha uma expressão fechada,sentia falta do toque de Kai em seu corpo,mais jamais confessaria isso para ele,e se odiava por isso.

-Para que foto se tenho a oportunidade de vê-la pessoalmente?

Malia revirou os olhos e se serviu com a água,bebeu cada gota e sua garganta lhe agradeceu por isso.Se virou novamente e quando estava passando pela porta da cozinha,Kai lhe agarrou o braço oque a fez sentir raiva,desejo,raiva.

-O que quer?Vai me machucar outra vez?-disse ríspida,que raiva que sentia!

Kai sorriu,jogou o corpo da garota contra a parede e segurou seus dois braços acima de sua cabeça com apenas uma mão,enquanto colava seu corpo ao dela.Sua respiração quente batia contra o rosto dela,afinal,era menor do que ele.A mão livre a segurou pela cintura,e seus olhos ficaram fixos um no outros.

-Não vou lhe machucar,não hoje.-disse sussurrando no ouvido dela,fazendo-a estremecer,mordiscou lhe a ponta de seu ouvido.

Seus lábios deslizaram até o pescoço nu e quente,roçou seus lábios por ali,antes de beijar o local,suavemente.Beijou-o por mais algumas vezes enquanto aproveitava a deliciosa sensação daquela pele quente.Seu incômodo em suas calças apenas aumentava,e ele o roçou contra a intimidade de Malia coberta apenas por sua calcinha,já que sua blusa subirá junto com seus braços,se segurou para não soltar um gemido,já se encontrava exitada.

Kai lhe mordeu levemente seu pescoço,sentiu as veias quentes e por um momento teve se controlar para não torna-la sua fonte de alimento,não iria machuca-la aquela noite,logo o sugando fortemente,deslizou sua cabeça pelo outro lado do pescoço e refez o mesmo processo,beijando,mordendo e sugando,não sugava somente a pele da mulher,levava junto de si seu controle,sua sanidade e talvez fosse realmente oque desejava.Soltou o pescoço dela,uma pequena distância separava os lábios dele dos delas,trêmulos.Seus olhos voltaram a fitar as íris castanhas.

Roçou outra vez,seu membro contra a intimidade molhada.E não podendo se conter,soltou um gemido.Os olhos de Kai observaram os movimentos dos lábios dela,e sorriu,satisfeito,estava fazendo-a ceder.

-Gosta disso,babe?-disse sussurrando em seu ouvido novamente,enquanto chocava-se contra ela,fazendo-a gemer.

Se sentia frustrada consigo mesma e sentia raiva pelo toque daqueles lábios calorosos,mais ela não podia mais conter seu corpo,sentia falta de cada maldito toque em sua pele,de cada beijo,de cada roxo,de tudo.Novamente,Kai repetiu o mesmo contato,fazendo soltar outro gemido,ele se endurecia cada vez mais que se encontrava com o íntimo dela.

-Ah,Malia.-gemeu o nome dela,em seu ouvido.Fazendo-a se arrepiar inteira.

[n\a:ouçam Halo-Beyonce,enquanto leem apartir daqui.]

Ele voltou a encara-la,roçou seus lábios nos dela,estava quase cedendo,não tinha mais força para resistir.Então ele a beijou,com ansiedade pelos lábios daquela morena,única capaz de fazê-lo desejar tanto alguém desta maneira,a princípio ela se opôs a princípio mais logo retribuiu o beijo,sedenta por ele.O beijo,como se fosse possível,se tornou mais agressivo,Malia tentou,em vão se soltar das mãos dele que se fecharam mais forte.Queria toca-lo,aquele peito definido.Mais ele não permitiu,se separaram quando seus maxilares doiam pela força que impuseram no beijo e pelo ar que faltava.

Os olhos de Kai,antes azuis claros,agoram tornaram-se um cinza escuro,se encararam,ofegantes.Ele tomou seus lábios,outra vez,e ela não resistiu desta vez.As mãos de Kai soltaram os braços de Malia,que cairam em torno do pescoço de Kai,puxando-o mais para si,seus íntimos se chocaram outra vez,fazendo-os gemer entre o beijo.Kai a segurou pelas suas coxas nuas e a ergueu,fazendo-a enlaçar suas pernas na cintura dele,seus rostos se separaram do beijo,tomando ar.

Kai,com sua velocidade,a levou novamente até a sala,a lareira ainda tinha o fogo alto,como o deles,e estava longe de se apagar.Kai a deitou sob o sofá,e voltou a atacar os lábios inchados,mesmo odiando admitir para si,sentirá saudade de toca-la.As mãos de Malia,foram,apressadamente até a barra da blusa de Kai,levantando-a,Kai se separou dos lábios já roxos,para retirar aquela blusa,jogando-a longe,as pernas de Malia se abriram,fazendo-o se encaixar ali,suas intimidades se chocaram por inúmeras vezes naquela noite,Malia gemeu e suspirou,Kai a acompanhou.

As mãos de Kai,adentraram a blusa de Malia,subiram até os seios dela nus pela falta do sutiã,Kai sorriu com isso,apenas lhe facilitaria trabalho.Contornou-os com seus dedos,Malia arrepiou,pelo contato dos dedos frios em sua pele quente.Kai segurou com uma de suas mãos no braço do sofá,afim de controlar seu peso,enquanto a outra mão brincava pelo corpo dela.Tudo oque ele a fizera,fora esquecido naquele momento,era dificil raciocinar enquanto aquela mão atrevida lhe tocava.

-Kai?-múmurou,enquanto sentia a mão por cima de sua calcinha,sua vagina se contraia.

-Hm?-perguntou,ainda focado em tortura-la,passou um dedo por toda a extensão,fazendo-a arquear seu corpo com o toque.

-Me...Hum...Me beije.-sussurrou,ainda de olhos fechados.

-Seu desejo é uma ordem.-disse sorrindo.

Seus lábios voltaram a tocar os dela,desta vez com calma,lentamente se movia e explorava cada local daquela boca por sua língua.Os lábios de Malia estavam doloridos,mais ela não se importava,precisava daquele contato.A mão de Kai subiu até a barra do sweater e o puxou para cima,Malia se separou e ergueu seus braços para que ele pudesse retira-lo,deixando-seus seios livres. 

Os olhos de Kai percorreram todo o local descoberto,seus lábios estavam ansiosos para tocar cada local.Desceu seu rosto até o pescoço,e de lá trilhou uma sequência de beijos até os seios enormes e perfeitamente arredondados,assim que seus lábios os tocaram,enrijeceram na mesma hora e Malia gemeu,mordeu o pequeno botão levemente,depois,sugou a pele de seu seio e lambeu o local,enquanto com o outro,uma de suas mãos brincava com o bico que fora posto entre os seus dedos e apertou o seio. 

Malia gemeu e levou sua mão sob os cabelos sedosos e escuros de Kai,puxando-os lentamente e acariciando-os.Kai novamente tornou a continuar a trilha de beijos até o umbigo,onde o rodeou com a língua e a enfiou no pequeno buraco,observando-a se deliciar com o ato.Demorou mais naquele local,afinal,tinham todo o tempo do mundo,mesmo que seu membro se endurecesse ainda mais dentro daquela calça,era até divertido torturar Malia daquela forma.

[n/a:agora coloquem Crazy in Love rs.]

Então,uma de suas mãos,rasgaram aquela calcinha que o impedia da mais bela vista e jogou os retalhos para trás de suas costas,estava pronta para recebe-lo,ele o adorava tal ato.Seus beijos pararam subitamente sob a região,e uma deliciosa lambida fora feita por toda a extensão,Malia não se conteve,gemeu o nome de Kai e arqueou seu pélvis em direção do rosto dele.

A língua quente e úmida,adentrou sua vagina,fazendo-a se contorcer.Seus gemidos altos não podiam mais serem controlados e ecoavam pela sala,um dos dedos de Kai,massageou o clitóris pequeno e inchado.E então foi questão de segundos,para ela sentir as fortes fisgadas e se desmanchar na boca de Kai,que não pode evitar em limpar todo o local com sua boca.

Malia,num ato de coragem,puxou Kai para cima e saiu da parte de baixo,subindo para o colo de Kai sentindo seu membro completamente ereto dentro da calça,que a olhava com uma expressão confusa.Ele ia abrir a boca para lhe perguntar oque diabos estava fazendo,mais foi impedido pelos lábios dela,suas mãos seguraram sua cintura fortemente,no outroo dia com certeza estaria toda marcada,mais não se importava com o fato.Enquanto o beijava,deslizou uma de suas mãos até o cós da calça,abrindo-a e logo a empurrando com um de seus pés,esfregou sua intimidade,novamente molhada,sob o membro de Kai.Ele não evitou em gemer,segurando ela pela cintura,a obrigou repetir o ato,uma,duas,três ou quatro vezes.

Malia deslizou sua boca para o peitoral definido,trilhou beijos até chegar ao cós da box,abaixou-a com seus dentes,soltando o membro ereto para fora,nunca havia reparado em como tinha um grande comprimento.Atraiu toda a atenção de Kai para sí,envolveu seus lábios na cabeça do membro e Kai gemeu.Começou com movimentos lentos de vai e vem,fazendo Kai gemer,ele apertou o sofá em suas mãos.Malia retirou o membro para fora e passou sua língua por toda a extensão,fazendo com que ele gemesse.

-Malia.-rosnou.

Malia riu,divertida,antes de o ter em sua boca novamente,a parte que não conseguirá enfiar,usava as mãos,e Kai logo não pode evitar em se desfazer na boca dela.

-Engole.-ordenou,ela estava completamente exitada por ouvir apenas a voz rouca,e assentindo,engoliu cada gota e passou a língua pelo membro,limpando-o.

Subiu para cima,e passou seus lábios vaginais contra a extensão dele,fazendo-o gemer,continuava exitado,ela repetiu isso por mais três vezes até aquilo se tornar uma tortura para ela,e então o beijou outra vez.Ele os mudou de posição,estava no controle outra vez. 

-Por mais que eu goste,quando toma a frente,prefiro ser eu a ter controle disso.

Malia sorriu,enquanto ele a ameaçava com apenas a cabeça na sua entrada,Malia gemeu.

-Kai,por favor.-disse,num tom praticamente de súplica.

Ele sorriu,e levou uma de suas mãos até o pescoço dela,enquanto a outra se apoiava no sofá.

-Agora,fica quietinha,porque eu vou te foder,com força.-disse,como se estivesse explicando algo a uma criança.

E foi em apenas uma estocada,funda e forte.Ambos gemeram ao sentir o contato,Kai começou então a se movimentar,logo pegou movimentos mais rápidos e fortes,chegando até a machuca-la,mais ela não reclamou,se pudesse dizer,era até uma dor gostosa de se sentir.Ele se movimentava com força,brutalidade e com velocidade.Era prazeroso demais para ambos,ele não conseguia mais evitar em fazer movimentos tão fortes e fundos,chegando a um ponto em que ela começou a perguntar se não tocava na ponta de seu útero,mais era impossível raciocinar quando estava envolvida em forte prazer.

Estavam suados e isso era bem evidente,a mão de Kai que antes estava no pescoço,desceu até um dos seios dela e os apertou,Malia nunca sentirá tanto prazer em toda a sua vida,parecia que Kai a conhecia perfeitamente em tão pouco tempo de convívio,Kai parou de aperta-lo e desceu sua mão até a barriga dela,onde a usava como se fosse algum tipo de apoio.

O fogo da lareira não era nada em comparação ao casal que estava sob o sofá,Kai aos poucos foi parando os movimentos,para a tristeza de Malia,e ambos explodiram em um orgasmo intenso.Kai se deitou sob o corpo cansado dela e lhe abraçou pela cintura,ela o abraçou pelo pescoço.Estavam ofegantes,e como Kai se deitará perto de seu seio,podia ouvir o coração acelerado que batia abaixo de sua orelha.

-Espero que não esteja muito cansada,já que vamos brincar a noite inteira.-disse,num meio sorriso,ela,mesmo ofegante,sorriu também.

 


Notas Finais


Estou melhorando rs.

Comentem oque estão achando,por favor!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...