História Monsters Of Run - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, Tao, V, Xiumin
Tags Baekhyung, Chanyeol, Chen, Exo Ot12, Hoseok, Jimin, Jungkook, Kai, Kris, Kyungsoo, Lay, Lu Han, Namjoon, Sehook, Sehun, Seokjin, Suho, Taehyung, Tao, Xiumin, Yoongi
Visualizações 3
Palavras 3.180
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Fantasia, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Fiz esse Shipp espero que gostem, algo bem diferente então talvez não tenha tanto reconhecimento assim.

Capítulo 1 - Corrida classificatória


Fanfic / Fanfiction Monsters Of Run - Capítulo 1 - Corrida classificatória

"Você conhece Oh Sehun?"

Era o que dizia na capa da revista Monsters of Run daquele mês. Com letras grafais amarelas e chamativas.

"É o mais novo campeão/queridinho da Nascar Coréia, começou como um piloto amador de rua e agora está prestes a ir para a final da World Touring Car Championship.

Com fãs no mundo todo, seu rostinho bonito atrai principalmente o público feminino. Mas meninas não se exaltem o bonitão já tem uma namorada e possui muitos planos para construir um futuro com ela!

Agora fiquem com algumas curiosidades e a entrevista completa com o nosso queridinho!

-Sehun foi observado primeiramente nas ruas em 2006, após apostar uma corrida e ter o vídeo postado na internet.

-Quando tinha 18 anos de idade, Sehun foi descoberto por uma agente da empresa no meio da rua, e após quatro audições feitas no período de dois anos, Sehun finalmente entrou para a Hot Car em 2008.

-Período de trainee: 4 anos. De acordo com Sehun, a melhor coisa de ter sido trainee da Hot Car foi que a comida é de graça.

- Sehun foi oficialmente revelado na sétima temporada do programa Monsters of Run.

- Sehun recebeu seu primeiro prêmio de corrida, no dia 17 de Fevereiro de 2016, pelo campeonato regional de Seoul.

Entrevista:

Monsters of Run: Sua vida mudou depois de virar famoso?

SEHUN: Se você me perguntar o que mudou… Um… É engraçado, mas provavelmente o atendimento que recebo em restaurantes (risos). Antes era mais ou menos, mas agora eles me tratam muito bem.

Monsters of Run: Você pensou algum dia que seria famoso assim?

SEHUN: Para ser sincero, eu não sinto que sou tão famoso assim. Posso ir mais alto ainda. Mas eu fico muito surpreso quando os fãs me dão tanta atenção.

Monsters of Run: Quantas horas você trabalha por dia?

SEHUN: Depende bastante do dia porque trabalho na indústria automobilística. Trabalho muito sempre que necessário. E quando posso relaxar, descanso o máximo possível. Nos dias que tenho muitos compromissos, quase não durmo. Em 24 horas… Trabalho mais do que consigo dormir muitas vezes.

Monsters of Run: Qual carreira você escolheria seguir se não fosse piloto?

SEHUN: Se eu não fosse piloto, eu provavelmente ainda trabalharia dentro da indústria automobilística.

Monsters of Run: Tem algo que você costuma fazer antes das corridas?

SEHUN: Eu e os membros da equipe juntamos nossas mãos e gritam nosso slogan. Realmente não é necessário fazer isso, mas se eu não fizer me sinto triste ou culpado em minha mente, porque há essa sensação de que não terei problemas na pista e que chegarei com segurança ao final se fizermos isso.

Monsters of Run: Como você relaxa depois das corridas?

SEHUN: Depois das corridas, eu e a equipe vamos comer deliciosas comidas e falar sobre os dias das corridas, como se resumíssemos nossos dias.

Monsters of Run: O que é mais importante para alcançar um objetivo?

SEHUN: A resposta mais comum seria “Eu preciso trabalhar duro”, mas eu acredito que essa uma questão que possui espaço apenas para uma resposta óbvia. Trabalhar duro para alcançar seus sonhos e objetivos, ser extremamente honesto, eu penso que a resposta correta é fazer o seu melhor naquilo que você faz. Eu não penso que há de fato uma resposta correta de como você deve viver, mas acredito que essa seja a mais viável.

Monsters of Run: O que você deseja para seu futuro?

SEHUN: Eu quero ser o campeão da World Touring Car Championship (Risos) e ter minha família completa, junto com Irene.

Monsters of Run: Falando nela, como é namorar uma cantora famosa?

SEHUN: (Risos) É complicado, ela viaja muito e eu também, nossas agendas sempre estão cheias, mas sempre que podemos nos encontramos. É um pouco chato, mas esse tempo que ficamos longe só melhora o relacionamento, sempre que nos vemos estamos morrendo de saudades um do outro. (Risos)

Monsters of Run: Obrigado pela entrevista e boa sorte! Quem sabe na próxima não seja com o campeão mundial?

SEHUN: (Risos) Obrigado! Quem sabe? Espero que sim!"

Suas orbes se reviraram ao terminar de ler o exagero da imprensa, afirmando que o piloto levara o título de "Queridinho da Nascar". Não que Sehun achasse inoportuna toda a fama vinculada ao seu nome, porém o excesso lhe causava certo estresse.

Após uma exaustiva viagem, quando finalmente pôde colocar os pés em casa, atirou a revista que lera a viagem inteira na mesa de centro, deitando seu cansado corpo no grande sofá aveludado da sala, rezando mentalmente para ninguém intercepta os, poucos, minutos que possuíra de descanso antes de sua próxima partida.

Estava esgotado, acabara de vir do Japão de onde gravou para o comercial da semifinal da World Touring Car Championship, junto com o seu concorrente Jeon Jungkook.

Os boatos relacionados a dupla sempre disseram que ambos nunca se deram muito bem, mas a verdade era que os pilotos nunca pararam para se conhecer, nem possuíam tempo para isso. Com isso fora criado todo um sensacionalismo da imprensa, colocando um contra o outro, como se fossem inimigos mortais, mesmo não havendo nada entre eles, nem inimizade muito menos amizade. Como sempre acontece, algumas das entrevistas são distorcidas, fazendo com que até os mesmos acreditassem que havia alguma tensão. Essa consequência da fama, era o que irritava Sehun.

Não o odiava o outro piloto como diziam as revistas, talvez algumas atitudes alheias não o deixavam contente, e se via obrigado a lhe dar o rótulo de arrogante, mas preferia então não ter muito contato com o piloto, o que tornava a imagem de "antipatia" ainda pior.

“O que diabos você está fazendo deitado?” Lu Han, ou Xiao Lu para os íntimos, praticamente gritara ao entrar no cômodo. Era o meanager da Hot Car, equipe da qual Sehun fazia parte, sendo assim, cuidava de toda a imagem do piloto, que insistia em lhe chamar de mãe.

“Estou descansando!” desafiara o mais velho, ainda com os olhos fechados.

“Você tem um voo daqui a uma hora para os EUA, tem bastante tempo para descansar no avião.”

“Aish!” resmungou e logo ficara de pé. “O que quer que eu faça hyung?” debochou do mais velho, agindo como se fora uma criança.

“As malas.” cruzou os braços encarando o mais novo.

“Tem uma pronta bem atrás de você!” apontou para a mala que estava atrás do menor.

“Você vai usar roupa suja? Vai usar a mesma cueca por dois dias? Ah tá, me desculpa senhor sujeira!” revirou os olhos, já se irritava com aquilo.

“Aish!” saiu batendo os pés em direção ao quarto, fazendo questão de bater a porta com força. Mas todo seu show foi por água abaixo quando teve que voltar para a sala e pegar a mala. Encontrando Lu Han ainda na mesma posição.

“Se você quebrar a porta, vai ficar sem!” o mais velho não se movera, Sehun sabia que era mentira, mas mesmo assim não duvidaria, as vezes sua "omma" cometia loucuras impensáveis.

Dessa vez voltou ao quarto com calma, batendo de leve a porta e imitando o mais velho.

“Si voci quebrar a pirta vai ficar seim!” fez como uma criança faria, revirando os olhos e deixando a boca mole ao falar.

Tirou todas as roupas da mala jogando no canto do quarto, e começou a fazer uma nova. Quando por fim terminou, o celular em seu bolso apitou e o visor acendera com uma ligação de sua namorada.

“Yeoboseyo! Sehun oppa quando você irá chegar? Estou com saudades!”

O piloto sorriu ao ouvir a voz da namorada. A garota estava em turnê na América e os próximos cinco dias passariam juntos nos Estados Unidos.

“Anyoung! Meu vôo sai daqui a uma hora, devo chegar só de noite....”

Se deitou na cama ainda com o celular na orelha.

“Entendi... Você vai vir direto para o hotel?”

“Sim...”

“SEHUN!” Lu Han gritou da sala, cortando a fala do mais novo.

“Tenho que ir, quando chegar te ligo ok?”

“Ok!” Não sentira firmeza na resposta da menina.

“Ei, sabia que eu te amo?” No outro lado da linha a garota sorriu feito boba.

“Eu também te amo oppa!” agora quem sorriu foi o rapaz, não gostava quando os outros lhe chamavam de oppa, mas amava ouvir de sua namorada. A ligação terminou e mais uma vez Lu Han gritara.

“Já vou! Mas que inferno!” Sehun falou indo em direção a sala. “O que foi?”

“Você sabe o que vai acontecer lá?”

“Sim, vou dar entrevistas e tem a corrida beneficente.”

“Sabe que o Jeon Jungkook vai estar lá né?”

Sehun assentiu com a cabeça. “Sim mas o que que tem?”

“Que a impressa todinha vai estar lá em cima de vocês, então não faça nenhuma besteira por favor.”

“Eu vou ficar com a Irene o tempo que eu tiver folga.” colocou o aparelho móvel no bolso.

“Ótimo! Pelo menos assim vão ver que ainda estão juntos e os boatos vão sumi...” falou como se estivesse pensando mas parou assim que percebeu que falou o que não devia.

“Que boatos Xiao?” arqueou uma sobrancelha e pôs as mãos na cintura.

“Merda...” murmurou baixinho e se xingou mentalmente por ter uma boca tão grande. “Tem uns boatos correndo de que você estaria traindo a Irene, tem algumas fotos suas com uma road da equipe.”

“Mas... Então é por isso.” pegou o celular e ligou novamente para a namorada.

“Sehun oppa aconteceu alguma coisa?”

“Você acha que eu estou te traindo?” foi direto no assunto, sem rodeios.

“Como assim... do que está falando?” a voz dela vacilou deixando ele perceber.

“Por que você acha? Sabe que eu não faria isso, seria muita hipocrisia da minha parte.”

“Desculpa... É que faz tanto tempo que a gente não se vê que achei que podia ser verdade... Eu vi as fotos...” suspirou e Sehun pôde ouvir.

“Ei você sabe que é mentira agora, então trate de tirar isso da sua cabeça huh? Logo eu estou aí tá bom? Aí você pode me encher de beijinhos.” sorri e pode sentir que no outro lado da linha também surgiu um sorriso. Sehun observava tudo sem dar um pio.

“Ok, eu tenho que ir oppa.”

“Ok. Tchau até depois.” desligou o aparelho e o colocou no bolso de volta.

“Ela já tinha visto?” Sehun foi se aproximando.

“Sim. Aish eu odeio a mídia.” suspirou, estava preocupado, nesses momentos longe, a menina ficava carente, as vezes nem comia por conta disso.

“Logo você vai ver ela, não vai acontecer nada huh?” passou a sua destra nos cabelos, agora loiros, do mais alto. “Vamos? A van já chegou.”

“Ok.” subiu e pegou a mala no quarto, voltando para a sala em poucos segundos.

Entraram na van e seguiram caminho para o aeroporto, e lá estava ele, a caminho de mais uma viagem, não aguentava mais esperar sua amada, queria beijar todo aquele rostinho que achava tão lindo.




Agora, longe da van, Jungkook acordou mais cansado do que fora dormir. A viagem inteira de volta do Japão passou tentando achar a melhor posição para si na poltrona do avião, não aguentava mais vê-los, porém daqui a uma hora irá partir novamente.

No aeroporto sentou-se para tomar um café e pode ver a revista que sempre saíra nas capas, porém agora com outra pessoa estampada nela. Se levantou e pegou-a ficando extremamente irritado ao ler as letras amarelas gritando a pergunta.

"Você conhece Oh Sehun?"

Isso realmente é sério? Pensou consigo, mal conhecia o garoto mas já o odiava mortalmente por lhe ter tirado o topo do pódio.

“Como esse filhinho de papai pode ser tão famoso assim?”

“Talvez porque ele ganhou de você?” Min Yoongi, ou Suga para os íntimos, o seu empresário, adorava provocá-lo, principalmente desde que perdera a última corrida para o novato. Sentou-se à mesa e colocou os pedidos em cima.

“Você é repugnante Suga.”

“Oh! Está lendo o dicionário Kookie?” Enfatizou o apelido que o mais novo odiava.

“Vai a merda!” Voltou os olhos a revista, abrindo na página da matéria.

"É o mais novo campeão/queridinho da Nascar Coréia..."

Não conseguia mais ler, já se irritara o suficiente, arremessou a revista longe.

“Você é retardado?” o empresário se levantou e pegou o aglomerado de folhas que fora jogado, pedindo desculpas envergonhado com as pessoas lhe olhando.” Vai ficar dando ‘piti’ aqui no meio do aeroporto? Já viu que tem gente te seguindo?”

“Eu ‘tô’ pouco me fodendo para eles Yoongi! Você sabe o que é perder? Perder para um...” se aproximou do mais velho. “Perder para um novato!” Sussurrou.

“Você é arrogante demais Jeon Jungkook. Você já ganhou tantas corridas, por que diabos se preocupa com uma?”

“Porque por causa desse aí.” apontou para a revista. “Eu quase fui desclassificado da semifinal.”

“Jungkook você chegou em segundo lugar! Não iria ser desclassificado nem se chegasse em terceiro.”

“Eu não ligo, isso fez parecer que eu era fraco demais, e se ele me vencer na semifinal? Eu só quero que esse cara seja esquecido logo, não aguento mais ver a cara dele.” bufou e começou a comer em silêncio.

“Jungkook oppa?” uma garota chamou seu nome e fez com que o piloto virasse a cabeça para a mesma.

“Oi!” sorriu sem mostrar os dentes e terminou de engolir a comida que tinha a boca.

“Posso tirar uma foto com você?” ela fez a pergunta tímida, o piloto se levanta rápido respondendo a pergunta da garota, que tremia ao tentar tirar a foto.

“Deixa que eu tiro.” ele riu e pegou o celular da mão da menina, que quase começou a chorar. O homem virou o rosto como se esperasse um beijo na bochecha, o recado fora entendido e a fã o fê-lo.

“Obrigada!” ela sorriu de orelha a orelha, fazendo uma breve reverência e saindo sem acreditar no que acabara de acontecer.

“Querendo ou não, você não precisa de uma revista explicando quem você é!” Yoongi riu ao terminar de tomar o café.

Ela era bonita, pensou, gostava do fato que a fama lhe trazia mulheres, das mais bonitas ainda por cima. Terminaram de comer e foram fazer o despache das malas e o check in. Na área de embarque os flashes cegava a todos que ali chegavam, os barulhos dos obturadores se fechando e as perguntas que eram feitas todas ao mesmo tempo eram as únicas coisas ouvidas no local.

"Jungkook, como é perder a corrida para o novato?"

"Você está feliz por ter passado para a semifinal mesmo tendo perdido a última corrida?"

"Você acha que pode perder na semifinal?"

"Você tem medo de ser desclassificado?"

Jungkook parou, e todos pararam de lhe seguir. Não aguentava toda aquela pressão, queria falar o que lhe estava travado na garganta. O empresário, vendo agora o amigo em um turbilhão de sentimentos, segurou seu pulso e o puxou, continuando a andar. Os fotógrafos e jornalistas continuaram a segui-los e foram ao ápice de sua agitação quando o encontro dos dois pilotos ocorreu. Ambos se cumprimentam com a cabeça, sem esboçar reação alguma em suas faces.

Uma tensão tomou conta do local, todos os olhares se mantinham sobre os dois que estavam na fila de embarque. O pior que ambos podiam imaginar aconteceu. Um fotógrafo acabou empurrando Jungkook para cima de Sehun, por pouco não se beijaram. Os fotógrafos foram a loucura, não pararam um segundo de tirar fotos. Os segundos que ficaram tão perto foram horríveis para o moreno, seu coração acelerou igual quando se assustava com filmes de terror, viu naquele momento o quanto Sehun era bonito, já tinha percebido isso, mas não queria admitir para si. Se sentiu estranho, nunca trocaram palavras e agora estavam tão perto...

Jungkook ficou sem reação, apenas encarava o novato, que tanto odiava, com os olhos arregalados. Tentou falar alguma coisa quando foram separados mas sua voz falhou.

Seguiram o caminho para o avião em silêncio, sem olhar um para o outro. Os seguranças do aeroporto seguraram os jornalistas que estavam pirando em buscas de respostas por conta do que acabara de acontecer. O voo todo passaram tentando entender o que acontecer, o que sentiam e porque sentiram. Nunca ficaram tão próximos, Jungkook se sentiu incomodado a viagem inteira enquanto Sehun dormia calmo sonhando com sua amada Irene lhe esperando de braços abertos do outro lado do mundo.

Quando chegaram milhares de fotos do ocorrido no aeroporto já eram notícia em milhares de sites e tabloides de fofoca. Haviam também milhares de montagens de fãs malucas do gênero yaoi onde os dois apareciam se beijando e a mais comum legenda era:

“Sehun oppa e Jungkook oppa, o melhor casal que você respeita!”

Deram até nome para o casal “Sehook” era o nome do novo ‘shipp’ do momento. Tudo isso em menos de treze horas de viagem.

Fãs esperavam os dois enlouquecidas, na mão exibiam cartazes com os nomes de ambos, fotos, dizeres e a maldita montagem do falso beijo.

O moreno pisou no aeroporto completamente irritado, bufava a cada passo que dava, cobriu seu rosto com uma máscara, óculos e um boné, sabia que iriam lhe reconhecer, mas pelo menos se esconderia o máximo.

Sehun saiu tranquilo, conversava com o amigo/empresário tirou algumas fotos e deu autógrafos para fãs.

Mas o pior mal entendido aconteceu.

Jungkook não percebeu que o menager não saiu junto a si então resolveu parar o caminho que seguia para esperá-lo, porém as fãs acharam que ele estaria esperando Sehun que ainda atendia as fãs, essas últimas que foram a loucura ao notarem o mal entendido.

O moreno estava impaciente, Yoongi não aparecia por nada e as garotas gritando lhe irritavam ainda mais.

Os gritos ecoavam na sua mente e de repente tudo começou a girar, parecia que estava em um brinquedo radical de algum parque de diversões, mas estava parado na saída de desembarque do aeroporto.

Quando atingiu o chão as milhares de meninas ali presentes gritaram mais do que antes, algumas até choraram, flashes e mais flashes brilhavam no local, tanto de paparazzi quanto de fãs desesperadas.

O adversário viu o moreno caído no chão e correu de encontro ao outro.

“O que aconteceu?” Lu Han perguntou preocupado se abaixando próximo ao amigo.

“Acho que ele desmaiou. Precisamos tirar ele daqui!”

“Como Sehun?”

“Chama os seguranças.” Sehun ordenou e o outro fez o mesmo, pegou Jungkook no colo e esperou os seguranças escoltá-los a uma sala qualquer para que pudessem chamar algum médico para ajudar o desmaiado.

Agora mais do que nunca tinham notícias sobre ambos, as fotos se espalharam mais rápido que água, chegando a todos os smartphones e computadores do mundo, incluindo o da namorada do loiro, que não sabia o que pensar muito menos o que falar após ver as fotos, tanto a montagem do beijo quanto a de Sehun carregando o outro no colo.

Começou a chorar, não sabia porque se sentia tão idiota por acreditar que o namorado jamais a trairia, e o piro de tudo é que lhe traíra com um homem!

UM HOMEM!

Isso significava que era tão ruim que um homem teve que tomar o seu lugar?

Simplesmente um pesadelo, que só começava.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...