História Monstrinho do Papai - Capítulo 54


Escrita por: ~

Postado
Categorias Esquadrão Suicida
Tags Arlequina, Coringa, Joker
Exibições 489
Palavras 504
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Luta, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oii amores tudo bem? Me perdoem por não ter postado nem ontem e nem sexta, é que ontem foi a festa do casamento da minha mãe, e eu estava me arrumando, nem sequer peguei meu celular e eu só fui chegar em casa 4:00 da manhã.
Leiam as notas finais.

Capítulo 54 - Tratamento de choque


POV Harley

Acordo e não estou conseguindo me mexer, me do conta que não estou no quarto, mas tenho uma leve lembrança da aonde estou, e não é uma lembrança muito agradável  pelo contrario, é perturbador. Estou amarrada numa maca, olho para o lado e vejo o aparelho que puddin já havia usado em mim uma vez. Eu não acredito que ele me trouxe até aqui enquanto eu estava dormindo, não era ele que não queria fazer isso?! Ele é uma pessoa muito difícil de entender, sua mente é completamente fodida:

O que eu disse para você mesmo? Que ele não se importa nem um pouquinho com você, mas você é tão besta que não percebe, mas esta ai sua prova que ele não te ama, e vê se para agora de ser tão trouxa assim.

Ouço a porta abri, percebo que é puddin quando chega mais perto do meu corpo completamente imobilizado, ele esta sem camisa com suas tatuagens expostas, e uma calça preta. Ele pega um cinto de couro marrom e coloca em minha boca:

- Morda- ordena, e eu obedeço, eu sei que é para abafar meus gritos.

 Ele liga o aparelho e olha em meus olhos, seus olhos não expressam completamente nada, é o Senhor C. que eu conheci, e o melhor que eu conheço:

- Eu não vou te matar- os aparelhos já estão em suas mãos.

- Só vai me machucar muito, muito mesmo- eu completo, com um pouco de dificuldade por causado cinto em minha boca, ele dá um meio sorriso.

Ele coloca os aparelhos em minha cabeça, e eu sinto essa maldita dor novamente, ela resplandece em todo meu corpo, eu grito de dor, mas saem abafados. Calma Harley você precisa aguentar essa dor.

Flash back on

- Você morreria por mim?- pergunta Senhor C.

- Sim- falo quase sem fôlego.

- Não, isso é fácil de mais... Você viveria para mim?

- Sim.

Flash back off

Varias cenas de minha vida se passa em minha cabeça, meu pequeno período de psiquiatra em Arkham, os roubos, as torturas, as loucuras, e tudo mais que passei com puddin. A dor é completamente insuportável, lagrimas começam a surgir em meus olhos, eu os fechos com força tentando ignorar o que estou sentindo.

Os abro novamente, com que faz que as lágrimas comecem a rolar em meu rosto, a expressão de puddin não passa absolutamente nada, não há sinal de quaisquer sentimentos sequer. Minha visão começa a ficar aguçada, minha mente esta confusa, pouco a pouco não enxergo mais nada.

POV Coringa

Vejo que Harley perdeu os sentidos, eu desligo o equipamento, e a pego em meu colo, melhor leva-la para casa.

Tempo depois...

Chegamos em casa e nada de Harley acordar, mas seus pulsos estão normais, levo a para o quarto e a coloco com cuidado na cama, a cubro e do um beijo em sua testa.

Eu espero que tenha sido o suficiente, que ela melhore, pois não vou fazer isso novamente, essas vozes terão que sumir.


Notas Finais


Desculpem-me por estar curto o próximo será maior, então amores quem quiser mandem o números de vocês aqui no spirit dai eu crio um grupo no whatsapp para gente se conhecer e conversar e blabla, gosto de conhecer pessoas novas.
Espero que gostem, beijos meus amores❤💘💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...