História Monstro - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hunter x Hunter
Personagens Alluka Zoldyck, Gon Freecss, Hisoka, Illumi Zoldyck, Isaac Netero, Killua Zoldyck, Kurapika, Leorio Paradinight
Tags Drama, Gonxkillua, Killugon
Exibições 80
Palavras 1.640
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 10 - Encontro parte 2


“Aaai...Killua ela te bateu também?” Gon perguntou

“Sim, aquela velhota me bateu por chama-la de vemmmbbbbbbbmmmm....”

Gon foi rápido em cobrir a boca de Killua ao notar Bisket se aproximando com uma aura ameaçadora.

Killua olhou bravo para Gon, mas logo percebendo Bisket ali, ele suou frio e calmamente retirou a mão de Gon de seu rosto.

“Como você estão pirralhos?”

“Bem!” Gon disse animado

“Que bom...” Bisket disse antes de erguer um dedo no ar.

Ambos ficaram olhando achando ela uma doida, quando se lembraram do seu treinamento e rapidamente responderam.

“2!”

Mesmo assim eles apanharam

“Lento demais!”

“Mas eu respondi mais rápido que Gon!”

“Não importa! Com o tempo e experiência de vocês  dois, essa resposta tinha que ser imediata! Agora no chão pagando 100”

Ambos cumpriram a ordem de imediato, enquanto Morel, Leorio e Alluka se aproximavam calmamente.

Uma cena comum para gente como eles, mas um show a parte para todos no aeroporto que filmavam o acontecimento inusitado.

 

----------------------------------------------

Se perguntassem a Killua como tudo começou ele não saberia dizer, em um minuto ele estava pagando flexões, no outro ele estava no quarto com Bisket tendo mais uma conversa com Bisket.

Como ele foi parar naquela conversa ele não sabia.

"Não me diga que você quer ir para o continente negro? Killua, você tem ideia do que existe lá? Vocês não estão preparados!"

"Eu sei..."

"Então por que está aqui, por que está embarcando nessa?"

Killua olhou para baixo, fitando suas mãos por um tempo antes de olhar novamente para Bisket.

"Estava com saudades, queria saber como vocês estão e Alluka queria passear também, então pensei porque não?"

Bisket colocou suas mãos na cintura e ficou de pé olhando seriamente para Killua, seu tom não deixava espaço para argumentação.

"Killua, eu minto há 50 anos sei muito bem quando alguém está mentindo. Me conte a verdade, o que está acontecendo."

Killua ficou em silêncio, o que normalmente faria Bisket mostrar sua verdadeira forma e lhe dar uma surra homérica, porém ela conhecia o rapaz, ela mesma havia dito que ele devia deixar Gon - mesmo que fosse por motivos totalmente diferentes.

"Eu fiz o que você falou. Eu deixei Gon para trás, não porque eu fosse fugir, mas porque eu sabia que se tivesse que escolher entre ele e Alluka eu escolheria ela. Gon estaria contando comigo, mas ele não seria mais a minha maior preocupação... mas..."

Bisket parou para ouvir atentamente o que Killua tinha a dizer.

"...mas você não me disse que isso ia doer tanto."

Os olhos de Bisket se suavizaram ao ouvir Killua, sim aquele rapaz amava Gon não havia dúvidas com relação a isso.

E por ama-lo ele se machucava constantemente nunca achando que é o suficiente.

"A separação de vocês talvez tenha sido o melhor para vocês dois, não acha Killua?"

"Talvez, eu diria que sim, mas não é isso que vejo, eu não o reconheço às vezes..."

"Talvez você deve-se se afastar novamente, dar um tempo para ele se encontrar."

"Não, eu não posso. Ele está assim porque eu me afastei, quem dirá o que pode acontecer se eu sumir novamente."

"Mas Killua você está feliz assim?"

"Não importa! Eu vou estar feliz quando Gon e Alluka estiverem felizes!"

Killua disse se levantando e saindo do quarto de hotel, sem dar mais explicações para Bisket.

 

-------------------------------

Gon estava irritado.

Ele balançava os pés de forma nervosa enquanto Morel falava besteiras.

"Gon você não tem condição para ir para o Continente Negro!"

"E você tem?" Gon respondeu rispidamente.

"Não. E por isso estou aqui para convencer esses malucos que é loucura voltar para lá!"

"Pois eu não ligo, eu vou com ou sem vocês! Lá eu vou encontrar o que eu preciso."

Morel esfregou o seu rosto e continuou tentando argumentar, mesmo que isso fosse tão eficiente quanto conversar com uma parede.

"Ok...ok... você quer se matar se mate! Mas deixe Killua fora disso!"

"Killua vai comigo!"

"Você não pode decidir por ele!"

"Eu não estou o mandando ir, ele veio até aqui porque quis!"

"Isso é mentira e você sabe disso Gon! Você usou Nanika para obrigar Killua a vir com você até aqui!"

Gon se levantou e olhou de forma suspeita para Morel.

"Como você sabe disso?"

Morel sentiu então, pela primeira vez, aquela sensação de opressão que dificultava sua respiração - igual ao que Killua descreveu.

O que é isso Gon?

O que está acontecendo?

 

---------------------------------

Leorio não entendeu o porquê ele ficou com Alluka, ele conhecia Gon e Killua a mais tempo, faria muito mais sentido ele ter ficado com um dos dois rapazes.

Ele porém foi voto vencido, Bisket e Morel foram bem incisivos ao dizer que ele ficaria com Alluka.

E lá estava ele, depois de achar que todos fossem morrer.

Ele nunca viu Gon daquele jeito.

Eles não disseram nada de mais.

Eles não fizeram nada suspeito.

Morel disse que queria conversar com Gon sobre o continente negro, detalhes da missão, coisas do tipo e Gon a principio parecia empolgado.

Prontamente se levantou, parando e olhando para Killua.

Ai começou a bizarrice.

 

Killua ficou parado, e Gon aparentemente não queria ficar esperando e de forma um tanto quanto rude chamou o albino.

"Vamos, Killua."

Para surpresa de todos Killua se levantou e obedeceu.

Não houve nenhuma tentativa de persuasão, nenhuma mentira, nada.

"Eu quero falar com você Gon, somente você."

Morel tentou intervir.

"Seja lá o que você tem pra me dizer você pode dizer também para Killua. Não é Killua? Nós não escondemos nada um do outro."

Havia um tom irônico e de desafio ali.

Ele não acharia estranho se fosse Killua falando assim, mas aquele era Gon.

Bisket entrou na conversa rapidamente.

"Killua já já vai lhe encontrar Gon. Eu tenho que conversar com ele e com Alluka."

"Sobre o que?"

"Nen."

"Por que?"

"Para que Alluka possa se defender e assim Killua pode lhe acompanhar sem mais preocupações."

Bisket era boa, muito boa, mentia com uma naturalidade invejável.

"Isso é verdade Killua?"

Gon porém não parecia ter comprado.

Todos olharam ansiosamente para Killua, tudo dependia dele.

"É sim Gon."

Gon então mudou de uma hora para a outra.

Ele sorriu, deu uma risada infantil, coçou a cabeça encabulado com seu comportamento, pediu desculpa e acompanhou Morel.

"Meu Deus o que foi isso?" Leorio se perguntou.

"Alluka você não quer ir tomar um sorvete com Leorio?" Bisket perguntou para a menina.

"Sim!"

Leorio foi pego de surpresa.

"Como?! Quem disse que vou levar pirralha para tomar sorvete!?"

Alluka olhou para ele e fez um bico.

"Você é malvado!"

"Sou não!"

"Killua eu não quero ir com ele! Vamos nós dois tomar sorvete!"

Killua olhou para Alluka e sorriu de forma serena.

"Eu não posso, preciso conversar com a velhota..." E Bisket deu um tapa na cabeça de Killua "...porque você não vai e trás algo pra mim?"

"Uma surpresa!?"

"Isso. Uma surpresa."

E foi assim que ele parou ali, tomando sorvete.

Mas devia haver algo mais que ele pudesse fazer.

 

"Ei...oi...Alluka?"

"Yay!"

"Está tudo bem com Killua?"

"Hããn...não sei...eu acho que sim mas Nanika acha que não."

"Como assim?"

"Ele nos quer feliz, ele quer Gon feliz, mas ele se esquece de ser feliz, feliz de verdade sabe?"

Leorio sacudiu a cabeça concordando.

"Eu vou aprender Nen e vou deixar Killua, assim ele vai poder fazer o que ele quer, ser feliz de verdade, feliz com Gon."

"O-o que?"

"Você não sabe? Killua quer ficar com Gon pra sempre, mas Nanika acha isso ruim, ela acha que Killua que alimenta da felicidade de Gon e que Gon abusa disso."

"Talvez ela esteja certa."

"Mas eu acho que Killua pode concertar Gon, assim como ele consertou a gente!"

Leorio parou de andar e ficou ali um pouco confuso.

"Consertar? Por acaso há algo a ser consertado? E como?"

"Claro que há, Gon conversou comigo, ele se sente sozinho mesmo estando em companhia de outros, ele se sente deixado para trás, ele sente que vai ser esquecido e abandonado por todos se ele ficar fraco e perder seus poderes, por isso ele está com medo, por isso ele está frustrado. Ele quer respostas, quer poder e quer mostrar pra Killua tudo isso, quer mostrar que é mais forte. E Killua pode curar isso, pode preencher esse vazio com amor..."

Leorio ficou pasmo, quanto aquela menina sabia?

"...esse é maior poder de Killua e sua maior fraqueza. Ele ama demais."

 

--------------------------------

Hisoka estava passeando pela rua, não tendo melhor para fazer, quando ele viu de relance um cabelo branco.

Ele provavelmente ignoraria mesmo aquela cor de cabelo não sendo algo normal de se ver, porém por que não dar uma espiada?

Ele se aproximou sorrateiramente até conseguir ver a figura albina tão familiar sair de uma loja com uma sacola cheia de chocorobos.

Não havia dúvidas que era Killua.

E ele estava delicioso.

Fisicamente ele lembrava Illumi, uma delicadeza que escondia um força brutal, mãos finas e dedos elegantes capazes de rasgar inimigos em pedaços.

Porém diferente do rosto elegante de Illumi, Killua possuía um rosto mais angelical e felino, uma mistura exótica.

Hisoka lambia os lábios em ansiedade.

Ele podia acompanha-lo até o momento certo e ataca-lo, mas isso não teria tanta graça.

Ele então pegou o celular e ligou para um conhecido seu.

"Olá...Illumiiii. Com saudade de mim?"

Hisoka sorriu para a resposta fria e robótica antes de responder em um tom cantante.

"Você não sabe quem eu encontrei passeando por YorkShin."

A conversa foi breve, e mesmo fingindo desinteresse, Hisoka sabia que em breve Illumi iria aparecer na cidade.

Tão previsível...

Mas foi então que algo não previsível ocorreu.

Do nada ele sentiu unhas afiadas no seu pescoço, e uma voz fria porém doce lhe despertou.

"O que você quer aqui, Hisoka?"

Uuuuuuaaaaaaah Killuaaaaa....

aaaaaaaaaaaah assim eu não consigo me segurar!


Notas Finais


Cliffhanger!
No próximo capitulo, a continuação de Gon e Morel
Mais Leorio e Alluka
Eeee Hisoka e Killua (sim sim sim) se controla Hisoka!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...