História Monstros da Superfície. Interativa - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Tags Interativa, Monstros, Não Sei Mais Nenhuma
Exibições 31
Palavras 1.566
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Esporte, Fantasia, Harem, Hentai, Lemon, Magia, Poesias, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá!

Então, o que eu tenho a dizer, sobre os que não apareceram, foi porque eles ainda não tinham a aparência, pois a aparência é algo importante, para colocar na capa do capitulo, pois eu não sei vocês, mas eu só lembro a aparência do meu OC, e tenho que ir toda hora ver quem são os personagens. Mas, eu prometo que eles apareceram na parte 2, que já começara a ser escrita com a resposta de vocês.
Detalhe importante que eu esqueci de falar: Vagas ainda abertas!

Capítulo 2 - Primeiro Encontro. Parte 1


Fanfic / Fanfiction Monstros da Superfície. Interativa - Capítulo 2 - Primeiro Encontro. Parte 1

Floresta Mangetsu*
Angel On.

" 'Chorar sobre as desgraças passadas é a maneira mais segura de atrair outras.', uma frase que definiria bem a pessoa que estou indo visitar. Ou será que 'Algumas quedas servem para que levantemos mais felizes.' se encaixaria melhor? Não sei. Acho que a primeira, a segunda não faz bem a cara dessa pessoa."

Era isso que se passava na minha mente, a frase perfeita para a Bruxa que iria visitar. Eu fiquei um pouco triste ao saber que a Cidade das Bruxas* havia sido destruída, mas vamos lá, era Halloween! Uma festa para nos, que os humanos fazem, nem assim ela pode sorrir um pouco? Mas, fazer o que, o trauma é dela, não meu.

Por enquanto, irei ficar "quieta", afinal, tenho muito mais pessoas para visitar, pelo que eu me lembre, por enquanto são apenas 4 casas... Uma maneira de ir a todas, e não demorar muito... Oh, é mesmo, eu também sou uma Bruxa Normal, além do Tempo, posso fazer feitiços comuns! Que cabeça a minha! Me separei em 4 pessoas, e cada uma foi para um lado, da floresta que estava, que por acaso, é onde fica a minha casa.

~~X~~

Floresta Shingetsu*

Mystic Darkness, uma jovem como qualquer outra, isso, se ela fosse uma jovem, ou como qualquer outra. Mystic, uma bruxa, com cabelos marrons, longos, e olhos verdes, uma Senhorita com aparência de uma garota de 17 anos, estava deitada no sofá de sua sala, assistindo televisão, ou melhor, passando os canais aleatoriamente, com Shadows, sua fênix, deitada em seu colo. Estava muito calor, mais ela estava fazendo uma exceção para hoje, e não estava fazendo algum feitiço para nevar em sua casa, um feitiço de nível 1, já que é apenas uma nuvem, que te segue, e que sai neve dela.

Sua atenção foi tirada da Televisão com a campainha de sua casa tocando. Bruxas não são conhecidas por morar em cidades, ou ter vizinhos e amigos. Principalmente ela, que não conhecia ninguém além de Shadows e o local onde morava também não era muito fácil de se chegar. Ela se levantou com certa dificuldade, para não acordar Shadows, o que não foi concluído perfeitamente, pois a pessoa do outro lado da porta se irritou, e começou a apartar a campainha de forma frenética.

_ "Já vai!" - falou, já um pouco irritada, não tanto para assassinar a pessoa do outro lado da porta, mas o suficiente para jogar um chinelo de madeira na cara dessa pessoa. - "Desculpe por te acordar Shadows" - completou para seu animal, que já estava acordado, e voando em direção a cozinha. Finalmente, ela chegou ate a porta, enxergando uma garotinha, bem pequena, como uma criança. Loira de olhos esmeralda, que usava uma roupa de Alice, e tinha uma cesta, como a Chapelzinho Vermelho.

_ "Uma criança?" - perguntou ela. Sendo respondida por um sorriso da menor.

_ "Eu sou Angel, e queria saber se você gostaria de 'trabalhar' comigo. Ouviria minha proposta?" - respondeu a menor.

A - Convida-la a Entrar, e escutar a Proposta
B - Ignora-la e não a Escutar

~~X~~

Cidade Luxe*

Charles Wright, um homem que, sem sombra de duvidas, se destacava ate com uma roupa de empregado, que era uma camisa polo vermelha, uma calça jeans e um tênis, sua roupa casual de trabalho, um homem com aparência de ter 22 anos, com cabelos brancos e olhos vermelhos. Isso, nem uma das mulheres que estavam presentes no seu local de trabalho, iriam negar. Estava trabalhando na chácara onde morava, ajudando os visitantes, e as vezes recusando, como ele diria, Gentilmente e Lindamente os convites que recebia para sair. Se esforçou no trabalho, ate a hora de sua pausa, conhecida como horário de almoço.

_ "Deve ser um pouco difícil para você aguentar todas essas pessoas pedindo sua atenção." - seu amigo, Joe, chega acompanhado de Viktor, por trás de Charles, quando o mesmo ia se retirar.

_ "Não, não é. Eu nasci belo, então, tenho que arcar com as consequências." - falou ele, em seu tom brincalhão, misturado com o de narcisista.

_ "Eu escutei de uma cliente, fã de William Shakespeare, que 'As mais belas jóias, sem defeito, com o uso o encanto perdem.', ela me falou isso a uns 5 minutos, quando eu ia apresentar ela a vocês." - falou Viktor, com um jeito mais brincalhão que Charles.

_ "O que? Você conheceu uma garota, que queria apresentar a gente?" - perguntaram Charles e Joe, num estranho momento, em que falaram perfeitamente no mesmo momento.

_ "Na verdade, ela queria falar com o Charles, mas antes me ajudou pois eu tinha esquecido minha bengala, então ela me emprestou outra, e eu pedi que ela esperasse na sala do almoço. E...eu tinha me esquecido dela." - falou ele, com uma voz brincalhona, e um pouco constrangida, por ter feito a menina esperar cinco minutos.

_ "Quando foi isso? Joe praticamente não te deixa sozinho!" - perguntou Charles, indo e direção a sala dos funcionários, ou sala do almoço, como Viktor fala.

_ "Ele estava no banheiro." - falou Viktor. Seus amigos o deixaram seguir seu rumo, quando um grupo de amigos chegou na chácara, e mesmo não sendo o trabalho deles, foram lá.

Charles então seguiu sozinho, e quando chegou na sala, viu uma garotinha sentada, uma garotinha loira, de olhos azuis, bem pequena, bem pequena mesmo. "Uma criança", foi o que Charles pensou, e iria falar, mas antes, foi interrompido por ela.

_ "Eu sou Angel, e queria saber se você gostaria de 'trabalhar' comigo. Ouviria minha proposta, Charles?" - perguntou ela, e Charles a encarou confusa. Prestando atenção nela, ele notou algo crucial, o cheiro de seu sangue, ele não era humano. E a pergunta que agora, não saia de sua cabeça era "Se ta brincando que eu não percebi um monstro entrando na minha casa?"


A - Se sentar com ela, e escutar a Proposta.
B - Tentar atacar, para que ela não saia dessa sala.

~~X~~

Cidade Staart*

Yukkine Nabi Yuno, uma garotinha que morava em um apartamento no centro de sua cidade, dormia tranquilamente com seu pijama de gatinho, com direito a capuz com orelhas, de cor cinza. Dormia como um 'Anjo', já que em sua cidade, o tempo funcionava diferente das outras, e agora era 2 da manhã, enquanto nas outras era ainda 2 da tarde. Uma garota com aparência de 12 anos, com olhos e cabelos pretos, como suas orelhas, e sua calda, por mais que sua calda fique branca no final.

Ela foi acordada com o barulho, que se tornou insistente, da campainha, e como o "Treco", como ela chama, que saia o som da campainha, era do lado de seu quarto, suas chances de ignora-la era quase nula, pois o som de sua campainha era realmente muito irritante. Protestante, se levantou, e foi atender a porta preparada para socar a cara do visitante não convidado. Quando abriu a porta, observou a figura que apareceu. Uma garota quase que de seu tamanho, loira de olhos azuis. Se esqueceu de soca-la, por um motivo. A garota era mais baixa que ela, e isso a fez gostar um pouco dela.

_ "Olá, eu sou Angel, lamento muito interromper sua noite de sono, mas, eu queria saber se você gostaria de 'trabalhar' comigo. Ouviria minha proposta?" - perguntou ela. Yukkine se escorou na porta. Normalmente, ela seria tímida, e não conseguiria ficar muito tempo conversando com estranhos sem corar, mas aquela garota a acordou tão cedo, que nem ordenar que ficasse em pé, seu celebro conseguia fazer a suas pernas, que convenhamos, e melhor do que cair no chão.


A - Fechar a Porta, e desligar a campainha
B - Escutar o que a Estranha Angel tem a dizer, e a convidar para entrar

~~X~~

Angel On

_ "Olá pessoas que estão lendo essa parte! Essa, é a parte onde explicamos as palavras que são seguidas pelo *, então, vamos começar!" - falei, agradecendo a presença de vocês.

Cidade das Bruxas* = Uma cidade que ficava ao Extremo Norte, na ex-floresta Mikadzuki, ou, em português, ex-floresta Lua Crescente, a cidade foi exterminada a mais de 200 anos, e nenhuma Bruxa que estava lá sobreviveu, apenas aquelas, que por sorte, estavam fora da floresta, como Mystic, que não estava completamente dentro da Cidade, ou completamente fora da cidade.

Floresta Mangetsu* = A floresta onde mora Angel e outras Bruxas. Todas as coisas de Bruxas, estão em Japonês, e de alguma forma relacionadas com a Lua, inclusive o nome da floresta, que é Lua Cheia

Floresta Shingetsu* = A floresta onde mora Mystic, e outras bruxas, o nome em português é Lua Nova

Cidade Luxe* = Cidade que a maioria dos vampiros viviam, antes do século XIX, depois a população humana ficou em maior número. A língua mais falada dos vampiros é o Francês, é o significado do nome da cidade é Luxo, Luxuosa

Cidade Staart* = Cidade criada por Kitsunes, raposas que chegam a ter 9 caldas, e quanto mais caldas, mais fortes. A linga mais falada delas era japonês, mas com o passar do tempo, passou a ser Holandês. O nome da cidade é basicamente "Cidade Calda"

_ "E não se esqueçam! 'As vezes a simplicidade e o silêncio dizem mais que a eloquência planejada.', como diria Shakespeare." - falei por fim, dando final a esses comentários.


Notas Finais


Para que não acha problemas para vocês, aqui estão as perguntas.

Para quem fez a Mystic
♢ Convida-la a Entrar, e escutar a Proposta
♢ Ignora-la e não a Escutar

Para quem fez o Charles
♤ Se sentar com ela, e escutar a Proposta.
♤ Tentar atacar, para que ela não saia dessa sala.

Para quem fez a Yukkine
♡ Fechar a Porta, e desligar a campainha
♡ Escutar o que a Estranha Angel tem a dizer, e a convidar para entrar


E só para saberem, para cada um que tomar uma decisão, cuidado, como diria o Until Down, "A menor das Ações pode mudar o rumo da história completamente", isso mudará a vissão que as pessoas tem de certos personagens, e isso pode ser bom, ou pode ser ruim.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...