História Montanhas de argila.-Imagine Jungkook - Capítulo 66


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Erotismo, Festa, Jungkook Bts, Romance
Visualizações 153
Palavras 1.012
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aquiiiii estáááá!<3333
Obrigada por continuarem me acompanhando, já estamos na metade de setembro!<3333 Enfim, desculpem o capítulo pequeno, fiquei sem tempo. Mas aí está!
Eu vou morrer com esses 300 favs, sério!<3
Boa leitura!

Capítulo 66 - Retorno


Fanfic / Fanfiction Montanhas de argila.-Imagine Jungkook - Capítulo 66 - Retorno

Tae ON

Minhas mãos ainda estavam trêmulas quando entramos no avião.

Flashback----

Ligação ON

Tae: “NATH!” Senti meus olhos marejarem.

Nathalie: “Sim, TaeTae!” Consegui ouvi-la chorando.

Tae: “Onde você está?!”

Nathalie: “Em casa!”

Tae: “E-eu...”

Seu nome: “Tae!” Me virei vendo Cat também com os olhos marejados.

Tae: “Estamos voltando, Nath!”

Ligação OFF

Puxei Cat para um abraço, enquanto chorávamos juntos.

Seu nome: “Eu não acredito...e-ela...”

Tae: “Eu senti t-tanta falta...eu a amo muito”

Seu nome: “S-ei que ama” Meu peito doía de saudade, eu precisava ver ela novamente.

Entramos correndo na casa, acordando os outros. Arrumamos nossas coisas e pegamos o avião.

Flashback OFF

Seu nome ON

Eu estava encolhida no peito de Jungkook que deixava um carinho em meus cabelos.

Jin: “Eu ainda não acredito...”

Suga: “Fazem cinco anos já...onde ela estava?”

Tae: “Ela está em casa agora, isso é o que importa.”

Namjoon: “É melhor  vocês descansarem um pouco, faltam quatro horas para pousarmos. Taehyung encarava a janela, ainda com o rosto inchado. Só Deus sabe a ansiedade e o nervosismo que ele deve estar sentido. Na verdade eu também sei.

--------------- 18:30

Descemos do avião apressados e pegamos a van de volta para casa. Foi ainda mais tenso esse trajeto, sem ninguém trocando nenhuma palavra. E o que poderiam dizer? Nathalie depois de cinco anos reaparece, nem eu sei o que dizer...Foi difícil por todos esses anos descer até a cozinha não encontra-la ali. Taehyung chorava todas as noites; faziam alguns meses que havia parado. Sim sentíamos falta, e o que podíamos fazer? A única solução era aceitar.

Mas agora ela está aqui, e viva.

Tae ON

A van estacionou, e a única coisa que passou por minha foi correr, correr até Nathalie. Deixei as coisas e todos para trás e me apressei para abrir a porta.

Tae: “NATHALIE!?” Meu coração estava acelerado e minhas mãos soando enquanto olhava em cada canto a procurando.

Nathalie: “TaeTae!” Vi sua silhueta deixando a cozinha, correndo até mim. Não conseguia ouvir nenhum som ou ver qualquer coisa a minha volta. Estava escuro, completamente escuro, e só Nathalie brilhava. Antes que me abraçasse, a afastei um pouco segurando em seus ombros.

Nathalie: “O-O que foi?” Levei minhas mãos ao seu rosto molhado pelas lágrimas.

Tae: “É real...” Acariciei sua bochecha. “Você está aqui.” Sentir sua pele de novo contra  minha.

Nathalie: “Eu estou, com você, Taehyung.” Ela colocou as mãos sobre as minhas, as retirando de sua face. A puxei rápido para meus braços, a envolvendo por inteiro.

Tae: “Você n-não sabe o quanto eu senti sua falta...” Minha voz falhava. “E-eu pensei que nunca mais ia te ver...”

Nathalie: “Eu estou aqui...” Ela calmamente dizia. “Eu senti a sua falta também.”

Tae: “Foi tão...difícil sem você...” Sinceramente, queria prende-la a mim.

Tae: “Eu te amo tanto, Nathalie”

Nathalie: “Eu também te amo, muito.”

Minha respiração se acalmou, e já tínhamos parado de chorar. Só estávamos ali, parados.

Nathalie: “T-Tae...você sabe que eu t-te amo mas...eu não...consigo respirar, uh...” Ah, como eu senti a falta dela. A soltei lentamente, a encarando. Só agora reparei que seus cabelos estavam ruivos e o rosto...diferente. Fazem cinco anos, claro que ela mudou.

Tae: “P-por onde você andou? Você quis me enlouquecer? Quem pegou você? Você está bem?”

Seu nome: “Perguntas para depois!” Cat veio correndo abraçar Nathalie, que respondeu a apertando fortemente.

Nathalie: “Que saudades, sua vaca!”

Seu nome: “Eu senti muito sua falta, Nath...muita!” Ela voltou a chorar, mas agora sorria. Os outros começaram a entrar e me olharam confortantes. Agora estávamos completos.

Nathalie: “E quem não ia sentir?” Ela disse sorrindo enquanto secava o rosto com as mãos. Os outros deixaram as malas no chão e correram até Nath, a abraçando em conjunto, e eu me juntei a eles.

 

Subimos as escadas, e sinceramente, não liguei de ter deixado a mala na van. Depois eu pego. Só puxei Nathalie para o nosso quarto – Era e sempre vai ser o ‘nosso’ – E a abracei novamente, nos jogando na cama. Era tão bom sentir seu cheiro novamente, poder toca-la novamente. Fiquei a encarando por mais um tempo, só reparando em cada detalhe que ela tinha.

Nathalie: “O que foi?”

Tae: “Nada...só estou vendo como você é perfeita.”

Nathalie: “Ah, cala a boca.” Ela disse sorrindo. Finalmente ela estava ali, comigo.

Tae: “Seu cabelo está bonito...você está...diferente?”

Nathalie: “D-Diferente como?”

Tae: “Só...diferente. Você passou maquiagem?” Ela me olhou confusa. “Sua pinta.” Toquei o local onde a pinta fica, perto de seu olho direito. “Não está aqui. Quer dizer, parece não estar.”

Nathalie: “A-Acho que exagerei na base...aquela velha da vendedora disse que era leve.” Não consegui deixar de rir. Aquele era o jeito dela, sempre vai ser.

Tae: “De qualquer jeito, está perfeita.”

Nathalie: “Eu te amo, Taehyung.”

Tae: “Eu te amo” Ela deitou a cabeça em meu peito, e afundei meu rosto em seus cabelos agora ruivos.

Seu nome ON

Seu nome: “Por que o Tae pode ficar com ela e eu não? Ela é minha!”

Jungkook: “Ãn, não. Ela é dele. Deixa eles, depois você fofoca com ela.” Pego um travesseiro de nossa cama e jogo em Jungkook.

Seu nome: “Eu não fofoco! Aish.”

Jungkook: “Por que você não aproveita que eu tô aqui? Esqueceu que tem um namorado?”

Seu nome: “Esqueceu que minha melhor amiga acabou de aparecer depois de cinco anos?”

Jungkook: “Ela é minha amiga também, mas você tem seu namorado pra te confortar agora!” Ele diz forçando um biquinho.

Seu nome: “Eu sei...” Me joguei em cima de seu corpo sobre a cama, e ele me abraçou. “Eu senti muita falta dela.”

Jungkook: “Pode apostar que eu também. Mesmo ela me enchendo o saco.”

Seu nome: “Se não enchesse não seria a Nathalie.” Ele ri com meu comentário e me abraça mais forte.

Jungkook: “Tem razão.”

Seu nome: “Eu ainda não entendi...onde ela ficou durante esses anos? Quem pegou ela?”

Jungkook: “Não sei...espero que ela esteja bem. Ela não estava machucada nem nada. Nem parece que foi baleada...”

Seu nome: “Deus, como ela conseguiu sobreviver?”

Jungkook: “Só a Nathalie mesmo”


Notas Finais


EEEEEE foi isso!!<3333
Espero que tenham gostado, e desculpem pelo tamanho, mas prometo tentar compensar vocês!<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...