História Moon Child - Imagine Jungkook - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Visualizações 10
Palavras 659
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Escolar, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Terror e Horror
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiee, esse é um projeto novo então por favor deem muito carinho me esforcei muito para ficar o melhor possível

Capítulo 1 - New Begin


Fanfic / Fanfiction Moon Child - Imagine Jungkook - Capítulo 1 - New Begin

     Cidade nova, vida “nova”, escolas novas e é claro não pode faltar… Vítimas novas.

     E aqui me vejo, me arrumando para meu primeiro dia de aula em uma pacata cidade da Coreia do Sul. Na minha escola não é obrigatório o uso de uniforme, então eu coloquei uma calça jeans preta, um cropped branco, uma jaqueta e minhas Timberlands. Vou para o andar de baixa de minha residência e procuro algo pra comer, me mudei recentemente então em minha geladeira só havia um pacote de torradas e uma Nutella, peguei os itens e no momento que ia começar a me servir a campainha tocou:

-Oi, acho que você não me sou sua vizinha Jeon Yoona- Disse uma mulher que aparentava ter seus 37 anos.

-Ah… Bom dia Sra. Jeon é um prazer conhecê-la.

-Por favor nem os meus sobrinhos me chamam de Sra. Jeon, mas enfim vim aqui para lhe convidar a jantar na minha casa hoje a noite, e um jantar de boas vindas não há como negar.

   Parei para pensar no pedido da jovem senhora, e por que não?? Não tenho comida em minha casa mesmo, e as pessoas iriam estranhar uma vizinha nova e antissocial com os ataques nas ruas.

-Claro, que horas irá começar? - Perguntei gentilmente.

-As 18h estaremos a sua espera- Sorriu simpática, sorri de volta em forma de adeus e fechei a porta quando a vi se distanciando.

    Olhei para as torradas em cima da mesa, analisei e percebi que minha fome havia passado, como de costume se não como na hora minha fome passa.

    Subi rapidamente para meu quarto, escovei meus dentes e fiz uma maquiagem simples, delineador, rímel, iluminador e batom nada de mais. No momento em que me virei para pegar minha bolsa na poltrona ao lado de minha cama, olhei a janela e percebi que tinha um menino me olhando, no contato imediato de olhos que tivemos ele desviou a cabeça e corou, sorri com o ato do garoto desconhecido que logo depois acenou e eu retribui, fechei as janelas, peguei minha bolsa e desci em direção ao meu carro.

   Chegando no local de meu destino (escola) desci e percebi literalmente todos me olhando, sinceramente não sei por que nunca viram uma novata?? Enfim, continuei meu caminho em direção à diretoria e novamente assim que entro no corredor recebo diversos olhares, ignoro todos e sigo meu rumo, ao chegar na diretoria, pego meus horários e a minha sala.

   Sigo rumo na direção que a coordenadora me explicou, cheguei na sala um tanto atrasada, por que diabos a escola é tão grande?? Parece um hospital! Chego na sala e recebi olhares dos alunos e principalmente um olhar de reprovação do professor.

-Senhorita (S/N) suponho - perguntou o professor um tanto duvidoso para mim.

-Sim senhor, me desculpe pelo atraso estava procurando a s…

-Não me interessa o que você estava fazendo, se a senhorita tivesse o mínimo de responsabilidade o suficiente você iria chegar mais cedo para encontrar a sala e chegar antes do sinal bater! - Disse me rudemente para mim, mal sabe ele que eu não tolero nada se eu não der intimidade para a pessoa.

-No momento no qual eu for cartomante e souber que eu poderia me atrasar para a escola eu iria vir mais cedo, mais adivinha só eu sou então a culpa não é minha, e sinceramente eu não sou muito paciente então o senhor poderia me dizer se vai permitir minha entrada ou não?? - Disse simplista, essa sim sou eu, direta, chegaria dizer que sou arrogante.

-Deixarei passar desta vez senhorita (S/N) porém espero que não se repita - Disse ignorante, provavelmente não acostumado a receber respostas de seus alunos, porém comigo é diferente, eu não sou igual a todos, eu definitivamente sou diferente, eles tem medo, eu dou medo, eles são vítimas e eu a assassina.

   As coisas vão mudar nessa escola, inclusive nessa cidadezinha.

      Eu não sou igual a todos! 


Notas Finais


Bom foi isso! Espero que gostem beijos no kokoro 💖💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...