História Moon Child - Imagine Jungkook - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Visualizações 49
Palavras 2.384
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Escolar, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Terror e Horror
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Heslow minhas Sakuras aqui estou eu de novo! Mais um cap, e já vou dar um spoiler de vai ter tiros, pronto joguei na roda agora só lendo pra ver!

Capítulo 6 - Party


Fanfic / Fanfiction Moon Child - Imagine Jungkook - Capítulo 6 - Party

**P.O.V'S (S/N)**

Vou em direção a cozinha para preparar dois sanduíches naturais e dois sucos, Jungkook continua na sala de jantar por algum motivo que desconheço, enquanto preparo a nossa “refeição” lembro-me do que havia dito para Jungkook e solto um leve sorriso, foi por puro impulso e uma leve pitada de provocação, quando dou por mim já havia terminado os sanduíches, vou para a geladeira pego um suco de uva e ponho em dois copos, coloco tudo em uma bandeja e vou em direção a sala de jantar.

Ao chegar lá me deparo com Jungkook olhando para o nada, literalmente, chamo sua atenção e assim começamos a comer, não trocamos palavra alguma, não queria puxar assunto já que é minha especialidade e hobby deixar um clima de mistério no ar, até que jungkook resolve se pronunciar:

—Ah então... Meio que... Você vai fazer alguma coisa hoje a noite - Nego com a cabeça já que não poderia responder pois estava com a boca cheia do sanduíche que havia feito - Quer ir comigo a uma festa hoje?? É na casa dos hyungs e eles pediram pra te chamar então... - Se pronunciou nervoso olhando para o lado - Achei que seria legal até pra você conhecer outras pessoas mas entendo se você não quis...

—Tudo bem eu vou! - Digo o interrompendo e recebo um olhar surpreso - Ué que foi??

—Vai mesmo??

—Vou, qual é o tipo de festa e que horas você vem me buscar??

—É uma social, vai ser bem legal, só vai gente engraçada e divertida, posso passar aqui 8h?

—Vou estar esperando - Dou um sorriso simpático.

Era necessário me enturmar para que ninguém desconfiasse de mim, e também queria conhecer um pouco mais sobre o menino que está tomando meu pensamento e o meu tempo.

*****QUEBRA DE TEMPO*****

Após terminarmos de comer, Jungkook e eu terminamos boa parte do trabalho, não houve nada de mais apenas trocas de olhares, olho no relógio e vejo que já são 7h, ou seja, ferrou, logo eu?? Me arrumar em 1h?? Corri em direção ao meu closet e escolhi uma roupa simples, uma saia branca e um moletom listrado de branco preto e rosa, e uma tênis simples para combinar, vou para o banheiro e tomo banho o mais rápido que posso, decidi não lavar o cabelo para não tomar muito do meu tempo, saio do banho me seco e me visto rapidamente, olho novamente o relógio e já são 7h40, passo Babyliss no meu cabelo para mudar um pouco, passo um batom vermelho e delineador grosso já que não havia muito tempo, assim que termino de me arrumar a campainha toca.

Desço rapidamente, ao abrir a porta me deparo com Jeon, os dois primeiros botões de sua camisa social branca desabotoados, vestia também uma calça jeans e timberland's,

Ele estava desajeitadamente bonito, sua camisa marcava seu corpo levemente definido, e seu aroma másculo invadiu minhas narinas no mesmo instante que meu olhos pousaram os olhos verdadeiramente pretos do menino no qual eu encarava. Ficamos por um tempo analisando um ao outro, o silêncio foi quadrado quando decido quebrar o mesmo:

—Uh você tá bem bonito - Me pronuncio nervosa, por que eu estou assim?? Eu não sou assim... Imediatamente após o término de minha frase Jungkook fica ruborizado.

—Você também está incrivelmente bonita (s/n)! - Arregalo meus olhos envergonhada e surpresa com seu comentário, em resposta Jeon solta um sorriso ladino. - Vamos??

Tranco a porta de minha casa ao sair, fico surpresa ao ver que Jungkook tem um carro, andamos lentamente até ele em silêncio, ao chegar lá Jeon em um ato de cavalheirismo abre a porta para mim, agradeço com a cabeça e assim seguimos o nosso destino que até então eu desconhecia.

Ao chegar no local ambos descemos do automóvel, antes de descer Jungkook pegou uma sacola, e escuto barulho de vidros se chocando presumo que seja bebidas alcoólicas, olho para o mesmo com um ar de indignação e dúvida.

—Onde você arranjou isso?? - Eu realmente estava curiosa, afinal Jeon era de menor até eu era, aqui na Coreia só se pode comprar e consumir bebida alcoólica a partir dos 20 anos.

—Relaxa Noona, eu tenho meus truques. - Segue rumo em direção a porta da casa depois de depositar um beijo em minha testa... Fico estática com sua ação mas decido ignorar e o acompanhar, acho que Jungkook entrou no jogo das provocações.

Fico surpresa ao ver que quem abre a porta é Jimin, seu visual estava deslumbrante, todas as peças de seu look eram pretos, de sua jaqueta até suas botas, observo também que Park mudou a cor do cabelo, ele está loiro agora, após o pequeno diálogo entre os dois recebo um olhar surpreso vindo de Park.

—Noona! - O mais novo vem logo me dando um abraço, olho de relance para Jungkook que estava com a cara fechada.

—Oi dongsaeng!

—Achei que não viria - Diz logo após termos nos separado.

Jimin indicou com a mão para que eu e Jungkook entrasse, Jeon foi na frente já que obviamente conhecia a casa, logo que o mais novo se afastou de nós Park sussurra em meu ouvido.

Temos que conversar.

Gelo ao ouvir suas palavras, Jimin sempre foi alegre e divertido mesmo sendo um maníaco por esfolar as vítimas que o irritam, a frase dita pelo mesmo saiu em um tom sério, coisa que não estou acostumada a escutar vindo dele.

O olho assustada porém sou tirada de meus devaneios ao escutar Taehyung me chamando:

—Noona! Quando o Jungkook falou que viria achei que era brincadeira! - O mais novo veio correndo em minha direção e em seguida me deu um abraço. - Ele corre perigo, me prometa que vai protegê-lo. --Sussurrou em meu ouvido durante o abraço.

Olho com dúvida, e recebo como resposta um olhar indicando que era pra eu disfarçar seu sussurro.

—Pois é né cá estou eu! - Digo disfarçado.

Sou apresentada para todos na festa, havia três meninas me encarando com cara de nojo, Tae disse que era pra eu relaxar e que elas estavam de penetra mas pra não pesar o clima da festa ele e Jimin decidiram não fazer nada, apenas concordei levemente com a cabeça, Park surge do meu lado entregando-me uma garrafa de cerveja, agradeço e me sento no único lugar que estava disponível, ao lado de Jungkook.

Tudo estava correndo bem na festa, pude conhecer bem a maioria que ali estavam, eram boas pessoas, sem dúvida não desconfiavam de seus amigos. Estava em uma mini rodinha: eu, Jungkook e mais 2 meninos, não sabia seus nomes já que havia acabado de conhecê-los, durante a nossa conversa chega uma mensagem do Jimin em meu celular avisando para o encontrar no jardim, aviso aos meninos que irei pegar mais uma cerveja e que já voltava, saí dali e fui em direção a cozinha já que a porta para o jardim ficava na mesma, assim que piso no gramado verde pude avistar Jimin e Taehyung sentados na grama olhando as estrelas e conversando, solto um pequeno sorriso, eles realmente formam um belo casal, sempre juntos não importa o que lhes aconteçam.

Vou andando em direção aos dois que logo notam a minha presença, ambos indicam para eu sentar na grama e assim faço, pude reparar que o clima não estava nada bom, meus dongsaengs respiravam pesadamente, o silêncio é cortado ao Jimin ser pronunciar:

—Hoje de manhã recebemos isso aqui na porta de casa. - Park tira do bolso um envelope vermelho. - Desculpa (s/a)!- Sussurra triste.

Pego o envelope e me assusto ao ver o símbolo que estava nele, conhecia bem aquela cobra envolta do brasão, não podia ser, meus olhos já estavam cheios de lágrimas, abaixo dele continha a seguinte mensagem :

Aos senhores Park Jimin e Kim Taeyung, entreguem isso para a sua tão querida amiga (s/n)!

Com as mãos tremendo retiro o bilhete que havia dentro dele.

Querida (s/n) você está tão bonita no auge da sua vida! Meu velho irmão estava certo em querer pegar você de volta, pena que falhou na missão.

Ele era tão estupidamente burro, havia dito para ele que você é seus “irmãos” eram uma ótima mercadoria e que seria burrice vender vocês novamente mas o cabeça dura nunca me escutava! Desde pequena lhe observei de longe, sempre tão bonita e quieta, mas vejo que agora você está diferente... Virou uma assassina não é? Seu amiguinho Jungkook sabe disso? Ele é um menino muito curioso sabia? Mais cedo ou mais tarde ele irá descobrir a verdade, apenas digo boa sorte.

Desde a sua venda nunca te tirei da cabeça docinho, você conhece a palavra herança? Meu irmão não possuía descendentes tudo que era dele agora é meu, incluindo você! Aproveite o pouco tempo que livre que você tem (s/n)! Eu vou buscar vocês em breve.

                               Ass: Seu novo dono

Minha vontade era de gritar, sair dali chorando, acabar com tudo isso, eu não quero e não vou voltar a ser escrava de homens sujos, isso não pode acontecer de novo, no momento me sinto vulnerável e fraca, igual a antes, as lágrimas insistiam em cair contra a minha vontade, eu não posso chorar por causa disso, eu tenho que ser forte! Além de tudo eu tenho que proteger ele, o menino que não sai de minha cabeça, o único que conseguiu mexer com meu cérebro e me perguntar o que viria em seguida. Seco minhas lágrimas e com esforço não me permito chorar mais, os meninos olhavam pra mim cabisbaixos.

—Olha... - Estava tentando procurar as palavras certas para falar. - Nós somos uma família certo?? - Os mesmos confirmam com cabeça - Sei que tanto quanto eu vocês também não querem voltar aquela vida, não vamos deixar que eles atrapalhem tudo que nós construímos, temos uma vida bem diferente agora, não somos mais crianças e não vamos deixar que essas “ameaças” nos afetem, sabemos nos defender e além de tudo temos vigiar mais um agora. Porém isso fica pra amanhã eu vim pra essa festa me divertir não pra chorar e relembrar o passado, então a gente vai voltar de cabeça erguida e beber o máximo que pudermos hoje okay? - Eu não estava bem, porém sei como meus dongsaengs são e sei que não ia conforta-los comigo triste esse é o máximo que eu poderia fazer por eles.

Eles soltam um sorriso fraco, nos levantamos e demos um forte abraço, sentia falta disso, era esse abraço que me confortava quando eu era criança, com todas as dores meus irmãos eram meu único motivo de mero sorriso, voltamos para dentro e aproveito para pegar uma bebida posta mim já que a minha realmente tinha acabado, ao chegar na sala vejo uma dar meninas que antes me encaravam com nojo quase no colo do Jungkook, juro que não era necessário uma placa escrito quero transar com você por que já tava bem nítido a intenção dela, Taehyung e Jimin começaram a rir da minha cara.

—Vocês não tem mais o que fazer não?? - Digo frustrada.

—Na verdade não - Taehyung fala rindo - E mesmo se tivesse deixaria de lado só pra ver você com ciúme do Jungkook - Eu não acredito que ele falou isso.

—Eu?? Com ciúme?? Ah por favor inventa outra.

—Então por que está tão incomodada com a garota tá sentada no colo dele.

—Ela não tá sent... - Paro ao ver que ela realmente estava. - Vagabunda. - Digo baixinho porém não o suficiente eles ainda ouviram.

—Sabia! Noona você gosta do Jungkook! - Tae fala animado, ainda bem que ninguém escutou.

—Cala boca! - Digo baixinho tentando desfaçar - Só me ajuda antes que eles transem ali mesmo!

—Sabia - Jimin diz rindo - Olha parte dela está no lugar que você tava então...

—Quer que vá lá e simplesmente fale pra ela sair eu meu lugar??

—Se quer tirar ela dali e a única coisa que dá pra fazer agora! - Tae completa.

Realmente, eles estavam certos, tomo um grande gole da minha bebida na tentativa falha de criar coragem, não acredito que estou realmente fazendo isso, caminho em passos lentos e ao chegar perto do “casal” pode ver as “provocações” que a garota fazia, qual é ela realmente parecia uma puta, chego bem perto deles e coço minha garganta.

—Com licença você tá sentada no meu lugar! - Digo num tom levemente arrogante.

—Não tá vendo que tá ocupado?? Procura outro lugar! - A vontade de socar essa menina foi grande, minha mão até coçou.

—Qual parte do meu você não entendeu querida?? - Retruquei na mesma moeda, e o Jeon apenas assistia.

—Tem seu nome por acaso?? - Dessa vez Jungkook soltou um breve riso o que fez minha fúria só aumentar, a vontade de pegar essa menina e torturar ela lentamente estava perambulando pela minha cabeça, é uma pena não poder fazer isso já que as pessoas desconfiaram.

—Não, não tem! - Digo simplista - Mas diferente de você eu fui convidada! E se você quiser que eu chame os donos da casa pra tirar você e as suas amiguinhas daqui e mentir você ir se esfregar com ele fora do meu lugar! - Deboche era a palavra que me definia no momento, a garota que nem sequer sabia o nome se levantou enfurecida.

—Você vem né Kookzinho?? - A vontade de vomitar com a frase era maior do que de qualquer PT que eu já tenha dado.

—Não estou mais no clima Lisa, acho que já sabe onde suas amigas estão! - Disse simples o que me fez chocar com a sua atitude, a garota olha pra mim enfurecida e sai emburrada. - Não sabia que você ficava incomodada com a minha interação com outras garotas (s/n)! - Jeon pronunciou logo após da tal de Lisa ter se afastado o suficiente.

—Não seja idiota Jeon, tenho mais coisas pra me preocupar do que com quem você fica!

—Então quer dizer que eu posso chamar ela pra um quarto livre que tem lá em cima?? - Seu tom de deboche era bem evidente, o olhei para ele seria, e o mesmo solta uma risada cínica - Sabia, você querendo admitir ou não sente algo por mim!

       Continua


Notas Finais


Menino abusado cês não acha?? Bom gente foi isso! Eu espero que vocês tenham gostado por favor deixem os seu feedback ele é muito importante pra mim!
O Spirit ainda tá com o bug do travessão ou seja vai ter falas que não vão estar com o travessão infelizmente!
O passado da (s/n) vai ser revelado aos poucos! Irei de capítulo em capítulo falando um pouco mais sobre ele.
Eu realmente espero que vocês tenham gostado e desculpa qualquer erro de digitação, bjss.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...