História Moonlight - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles
Tags Boate, Harry Styles, Kylie Jenner
Visualizações 112
Palavras 2.163
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


E aí, mulher como você tá? Como vai essa força? Espero que esteja tudo bem.
Eu tô bem e tô tão bem que resolvi vir saciar a curiosidade de vocês, amigas.
Tô toda em dia, respondi vocês e ainda deu tempo de revisar o capítulo!
Eu adoro que vocês ficam nessa relação de amor e ódio com a Gemma, pq eu também fico e as vezes fico perplexa com as atitudes dela, mas acho que todas nós temos uma amiga Gemma, não é?
E hoje a noite vai ser festa, pelo menos na casa Styles, pq aqui em casa...
Espero que vocês curtam bastante e deixarei vocês com os recadinhos de sempre.
Espero sinceramente que vocês gostem deste capítulo, ele não foi fácil de escrever, mas está aqui!
Eu estou lisonjeada demais com os comentários, todos eles, mesmo sem tempo eu arranjo para lê-los no dia a dia tão puxado feito os que eu tenho ler elogios é tão bom, faz qualquer sentir-se bem, muito obrigada por isso.
E você mulher, que só vem aqui lê e não deixa sua opinião, comentá lá em baixo só apenas uns minutinhos do seu dia, não vai estregar suas unhas!
O número de visualização nem é tão importante assim o importante mesmo é saber o que você pensa.

Capítulo 12 - One admits the other does not


Fanfic / Fanfiction Moonlight - Capítulo 12 - One admits the other does not

Todo mundo tem sua cruz, a vida não é só alegria. Se um dia ela te sacanear, dá um bicudo nela e segue em frente

 

Noite do evento, escutava minha mãe checar tudo. A lista de convidados e quantas pessoas haviam confirmado, a maioria como sempre, o buffet, o cheiro vindos da cozinha eram divinos o que aumentava minha fome. Gemma falou que apareceria por aqui mais tarde, tinha assuntos a resolver, provavelmente estava transando com Liam, que aparentemente deu a mim a mesma desculpa.

Minha mãe sabe como se organiza uma festa, a casa estava magnifica, com relação a comida era fartura na certa, a música perfeito, uma banda onde só tocava músicas calmas e tranquilas, bebidas para todos os gostos e idades, mas era meio incomum aparecerem crianças a esse tipo de evento. Ajeitei meu terno e fechei apenas um botão, o do meio, minha camisa de seda branca aberta até minha tatuagem borboleta, calça social, troquei minhas botas por um ar de sapatos sociais, de couro italiano. Meus cabelos o ajeite também, meus anéis em meus dedos, um mais chamativo que o outro mas sempre gostei de ter meus dedos ocupados. Peguei um dos canapés de camarão, fantástico!

Minha mãe, como sempre, estava magnifica! Os cabelos presos em um coque e um vestido lindo azul, estava de saltos altos e com uma maquiagem muito bonita que realçava seus olhos, meu pai com seus clássicos ternos e gravatas borboleta, nunca fui muito fã de gravatas, nem mesmo as borboletas. Meus amigos tão elegante quanto eu, conversavam com alguns acionistas. Sinto-me mal por não chamar Louis para esses eventos, além dele não poder por conta de sua boate, ele reclamaria da música, das vestimentas, do local e  ele não gosta muito da forma quem meu se impõe, o que já era um motivo muito grande para ele dizer "não" a meu convite. 

Niall e Zayn já estavam sobre o teto de meu pai, conversando com o mesmo desfrutando de um bom vinho. Assim que os convidados foram chegando fui cumprimentando um de cada vez, é meu dever como Styles.

— Harry, querido, onde está sua irmã? — questiona uma das acionistas da empresa, vejo minha mãe olhar pra mim como quem espera ansiosamente por essa resposta.

— A senhora sabe como minha irmã é. — rio para a velha moça. — Nunca sabe o que vestir.

Mamãe riu de meu comentário, mas eu aposto que estava nervosa por dentro.

— Cara, nunca vi seu pai tão nervoso. — Niall diz, fazendo com que eu olhe para meu pai. — Boa noite, como vai? — ele diz a um dos convidados. — O que ele tem?

— Ao julgar pelo jeito que está se comportando o único problema dele é.. — Zayn me interrompeu.

— Gemma.

— Como sempre, aliás.

— Príncipe, venha tirar foto com a mamãe.— ouço minha mãe dizer.

— Vai lá, príncipe. — Niall diz, revirei os olhos e vou até minha mãe e meu pai, tiro milhares de fotos com eles. Vejo Natasha cumprimentando Zayn e logo em seguida vejo Niall deixando o lugar. Niall nunca gostou de Natasha e dizia pra mim que ela ter ido embora foi a melhor coisa que me aconteceu.

— Aquela ali é sua ex-namorada?

— Sim, mamãe! — respondi. — Aparentemente, alguém a convidou para este evento, provavelmente para me reunir com ela, você não acha isso estranho, pai?

— Eu a convidei, você está ao topo mais alto da empresa, precisa casar e fazer herdeiros.

— É só com isso que o senhor se importa?

— Estou apenas pensando no futuro..

— Ah então é por isso que não consegue viver o presente. — digo. — Gemma tem razão, você é doente.

— Cumprimente a Natasha, faça companhia para ela. — vejo Diana chegar, estava radiante. Mamãe correu para tietar Diana, abraçá-la.

— Como vai, Natasha?

— Estou bem, obrigada — ela diz, curta. — E Emma onde ela está?

— Emma? — Zayn questiona.

— Sim, ela estava com Harry há dois dias quando fui procurar por ele.

— Você estava com a Emma? Vocês..— Niall não terminou a frase, pois eu o interrompi.

— Niall, aqui não é lugar para termos essa conversa. — peço. —Natasha, o que faço ou deixo de fazer com Emma ou com qualquer outra mulher, novamente, não é problema seu! Costumava ser quando estávamos juntos mas tudo mudou quando decidiu ir embora. Agradeço sua presença.

Ajeitei meus cabelos retirando-me dali. A última coisa que precisava era escutar chiliques de minha ex-namorada. Liam chegou e o clima ficou pesado, apesar de tudo ele foi até sua ex-esposa, tocou em sua barriga e acredito que tenha perguntado sobre a bebê. Liam acompanha todas os ultrassons e exames que Diana precisa fazer, mas não desistiu desta ideia tosca de tirar tudo de Diana. Ele diz que dará tudo para a bebê e que tentaria tirar a bebê de Diana.

Eu acredito que isto é apenas orgulho ferido e que quando a bebê nascer vai dar tudo certo, Liam colocará a mão na consciência e perceberá que só fez besteira e provavelmente pedirá desculpas a Diana.

— Liam, Gemma não veio com você? — questionei.

— Não vi Gemma hoje, Styles.

— Ela disse que se atrasaria e eu pensei que estaria contigo.

— Não, hoje me atrasei por conta do trânsito, talvez esse seja o problema dela também.

— Tudo bem, obrigado. — ele tocou em meus ombros e resolvi levar o problema até meus pais. — Notícias de Gemma? — questionei.

— Não, nada. —minha mãe diz.

— Sua irmã some sempre, fiquem tranquilos. — papai diz. — Até parece que não conhecemos ela. — certo de que minha irmã some e não avisa meus pais, mas a mim? Ela sempre avisa, estou começando a ficar preocupado.Todas as oportunidades que Natasha tinha ela vinha falar comigo, mas a atenção que eu não queria dar a ela era enorme. Deus, se eu pudesse teria evaporado dali quando a vi em minha direção, mas logo um dos acionistas majoritário aproximou-se  eu nunca fiquei tão feliz ao falar sobre meus armamentos.

Andrés Fox, um dos homens mais inteligentes que eu já conheci em minha vida juntou-se a nós, o pai dele era o braço direito de meu pai e ele passou a ser o meu, desenvolve tecnologias para colocar em minhas armas, sejam as de porta urbano ou as de porte nuclear. Ele é um grande amigo. Andrés passou a adolescência comigo e Louis e o diploma do Louis de ensino médio é de Andrés, pois Louis colocava em todas as provas de Fox.

— Cadê o Tomlinson? — Fox questiona e eu olhei para ele rindo. 

— Acha mesmo que Louis trocará sua preciosa boate para vir aqui nos prestigiar? — ele riu, bebendo seu champagne, assentindo. 

— Tem razão. — Andrés diz, ele ajeita seus óculos de grau. — Acho que mesmo depois desses anos todos eu ainda não conheço o Louis. 

— Não mesmo. — eu respondi. — Sua mãe onde está? 

— Ao lado da sua, onde mais? 

 

 

 

… … …

 

Peço para Liam ligar para minha irmã mas ele diz ser em vão, tento não focar toda minha atenção em minha irmã, mas é uma missão quase impossível. Ouço pessoas falarem com o tom de voz mais alto, olho para a porta e vejo Gemma muito bem-vestida com um vestido preto longo e cabelos presos por um coque, muito bem maquiada, minha irmã estava segurando as mãos de Emma Laupoge. Emma estava com seus cabelos negros presos, um macacão de franjas prata brilhoso.

Liam foi ao encontro de Gemma e Emma foi ao de Diana que estava deveras feliz por ver a amiga, eu suspeito. Elas se abraçaram e Emma cumprimentou Natasha, o sorriso que Natasha mantinha antes de Gemma chegar foi sumindo aos poucos. Cheguei perto de Emma.

— Disse a mim que não viria. — ela vira para mim.

— Se preferir eu posso ir embora — quando ela estava prestes a dar um passo, seguro ela.

— Eu gostei. — seu rosto estava lindo aquela noite, sua maquiagem muito bem-feita porém simples, cílios grandes, boca clara, eu tinha uma vontade enorme de beijar Emma e estava prestes a fazer isso porém ela colocou as mãos em meus lábios.

— Emma! — ouço minha mãe dizer, ela abraçou Emma que retribuiu. — Está tão bonita.

— A senhora também. — Emma diz, educada.

— Senhora, está no céu. — mamãe diz. — Anne, por favor.

— Anne. — vejo Natasha se aproximando, mamãe mantêm o sorriso e dá um abraço em Natasha — Como vai?

— Estou ótima querida, obrigada por ter vindo. — mamãe ainda segura as mãos de Emma. — Já conhece Emma, a namorada de Harry?

Nós não somos namorados. — Emma faz questão de lembrar.

— Querida, por favor, não seja modesta. — mamãe diz.

— Sim, eu a conheci outro dia. — Natasha diz desconfortável, uma das amigas de mamãe a chama e então ela pede licença e sai. — Como está, Emma?

— Estou bem, obrigada. — Emma se limita a dizer, ouço o celular de alguém tocar e era o de Emma. — Com licença, são meus pais.

— Emma, espere. — peço e a puxo para um beijo, rápido. Logo depois Emma some de minha vista. — Vou procurar minha irmã.

— Harry, precisamos conversar. — Natasha diz. — Por favor, escute ao menos o que tenho para lhe dizer.

— Estou escutando, mas se puder ser mas rápida. — peço, sendo desumano entendo que essa não seja a maneira correta de tratar uma mulher, mas não consigo medir meus sentimentos perto de Natasha, não depois de tudo que passei.

— Eu voltei por um único motivo, não foi por conta deste evento. — assenti, saturado. — Voltei pois deixar-te foi a coisa mais estúpida que já fiz na vida, passei todos esses anos longe de você mas sentindo seu cheiro, sua voz, você. — ela diz. — Seu pai ligou para mim um mês atrás dizendo que estava preocupado com você e que eu fui a única mulher que você já amou. — a vontade que eu tinha de caçoar de suas palavras era grande, porém eu me contive, como eu disse não é nada educado. — Disse também que você precisa casar-se com alguém que esteja a sua altura.

Olhei para Emma que estava sentada, aparentemente discutindo ao celular com seus pais.

— Nat, eu peço, em respeito ao que passamos juntos, não se humilhe deste jeito.

Eu amo você. — vejo Emma derramar algumas lágrimas, ela passa as mãos sobre sua testa, como se culpasse de tudo o que está acontecendo.

— Preciso ver se Emma está bem.

— Você não a ama.

— Eu mudei, como eu mudei. — digo, mexendo em meus cabelos. — Céus, eu era tão ingênuo quando você foi embora. Niall dizia para mim que o mundo não acabaria, naquela noite em que me deixou.

— Eu era ingênua, nova demais para crer que o amor da minha vida estava em minha frente. — ela se aproxima.

— O mundo não acabou, Natasha, pelo menos não pra mim. — eu disse, certo de todas as minhas palavras e essa é a primeira vez, em anos, que estou sendo sincero a respeito de meus sentimentos. — Eu não escutei sua voz, não senti seu cheiro e você definitivamente não foi a única mulher que amei.

— Harry, por favor.. — neguei e fui até o lado de fora, atrás de Emma. Tinha lágrimas nos olhos daquela mulher, nunca a vi sem esperanças.

— Emma, o que eles disseram? — ela negou, passando as mãos com cuidado perto de seus cílios, peguei uns lenços que tinha em meu paletó. Sequei suas lágrimas e sua maquiagem provavelmente ficará marca ali.

— Cristo, como eu queria que isso fosse fácil. — ela passa as mãos em meu rosto.

— Do que você está falando? — ela faz carinho com seu polegar em minha bochecha.

— Harry, você é um homem incrível, tão bonito, gentil. — eu só consegui prestar atenção em seus olhos, eles adquiriram uma cor escura. — Prestativo, educado e ainda sim faltam-me adjetivos para descrever-te.

— Você está se sentindo bem?

— Não, não seria ruim ver você chamando-me de sua. — ela diz, olho preocupado demais. Eu a perguntei outro dia no shopping se seria muito ruim ser chamada de minha. — Seria maravilhoso mas você pode ter a mulher certa ao seu lado e essa mulher não sou eu.

— Emma por favor.

— A mulher que lhe merece é a Natasha.

— A mulher que me abandonou quando quis prestar a maior proposta de amor que um homem pode oferecer a uma mulher. — ela segura em minhas mãos.

— E você pensa que eu possa ser essa mulher?

— Penso que estava bem alguns minutos atrás e que agora está falando asnice.

— Eu sou uma verdadeira bagunça e você não é. — Emma diz. — Sou uma meretriz.

— Recuso-me a escutar isso. — digo, segurando em seus mãos e as trazendo para perto de mim, colocando-as em minha nuca. — Emma, não estamos mais no século dezessete, eu não sou o próximo na fila do trono e você não nenhum tipo de prostituta, nós não somos um amor impossível de se viver. — Emma olhava-me atentamente. Céus, sua íris negra me fascina, faz com que eu perca as palavras diante dela. Eu via desespero em suas íris, gritavam por respostas que só ela mesmo poderia obter. — Ei, você não precisar dar ouvidos ao que os outros falam sobre você. — respondo vendo ela olhar-me, sorrindo sem mostrar os dentes.— Só você sabe o que já passou para está aqui.

 


Notas Finais


Eita mulher, ficou difícil de imaginar como a Emma estava vestida, pega esse teu dedo de tirar meleca e clica nesse link aqui ó -> http://picture-cdn.wheretoget.it/fd05kj-l-610x610-jumpsuit-fringe-fringe+jumpsuit-black+jumpsuit-fringes-lace-lace-laceup+jumpsuit-white+jumpsuit-style-style-clothes-party-party+outfits-birthday-birthday+dress-celebrities+white.jpg

Eu espero honestamente que você comente, chegou a até aqui não é mesmo? Afinal de contas, eu sei que você quer saber mais sobre a Moonlight seu proposito, sobre como Harry Styles ficará tão impressionado por Emma, certo?
Ahhh vc já leu isso tudo, deixar sua opinião é mole. Vai comenta aí, sua mão não vai cair!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...