História Moonlight (Camren) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Demi Lovato, Fifth Harmony, Hailee Steinfeld, One Direction, Selena Gomez
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Hailee Steinfeld, Harry Styles, Lauren Jauregui, Louis Tomlinson, Normani Hamilton, Personagens Originais, Selena Gomez
Tags Camren, Larry, Norminah, Semi
Exibições 31
Palavras 1.094
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OI GATINHOS E GATINHAS

Capítulo 3 - Class of Lauren


Fanfic / Fanfiction Moonlight (Camren) - Capítulo 3 - Class of Lauren

Pov Camila. 

Acabamos de chegar em casa, a Sofi já entrou procurando o controle da TV meus pais se sentaram no sofá dá sala como sempre.

Descansamos para depois almoçar.

A Sofi ligou a TV e algo me chamou atenção, as pessoas estavam com a bandeira gay protestando algo.

Bem na hora duas mulheres passam se beijando.

-Muda isso, que nojo!...- minha mãe fala, olho pra ela que parecia estar enjoada com toda aquela situação.

-Camila, pegue um pouco de água para sua mãe..- meu pai manda, e assim eu faço.

Minha mãe está certa de reagir assim,

Pois homens não devem se deitar com homens do mesmo modo que se deitam com mulheres e vice versa.

Sim, essa é a minha opinião também.

Levei o copo de água para minha mãe que já estava um pouco calma.

-Filhas, pelo amor de Deus se vocês sentirem vontade de ficar com alguém do mesmo sexo, passem a madrugada toda repreendo isso, Orem muito...- eu assenti pra ver se acalmava a minha mãe.

-Mas e se a gente começar a amar alguém do mesmo sexo? Devemos repreender o nosso amor também?..-Arregalo os olhos depois dessa pergunta da Sofi, ficamos em silêncio por alguns segundos.

-Sim, você deve repreender isso, isso não é de Deus Sofia...- minha mãe fala, parecia estar mais irritada que antes.

-Não entendo porque isso irrita tanto você, é uma coisa normal...- meus olhos já estavam tão arregalados que eu vi a hora eles pularem pra fora.

Todos ficaram calados, resolvi acalmar o clima.

-Enfim, eu estava pensando em cantar hoje na igreja. O que acham?...- eu não acredito que falei isso.

-Eu acho uma ótima idéia filha, o pastor iria amar...- reviro os olhos.

-Vocês deveriam saber que eu não faço isso pra agradar as pessoas da igreja, e sim a Deus...- Reviro os olhos e subo para o meu quarto.

É sempre assim, minha mãe sempre quer agradar o pastor pra ganhar pontos com ele, isso me cansa.

Coloco a Bíblia no criado mudo, e vejo se tem alguma ligação no meu celular.

Tinham duas da Ally, é estranho ela não ter ido pra igreja hoje.

Retorno pra ela.

(Ligação On)

- Hey Ally

- Oi Mila, como você tá?

- Estou bem, mas estou preocupada com você, por quê não foi para igreja?

- Ah Mila, não se preocupa eu perdi a hora.

Dou uma risadinha.

- Como assim? ALLY BROOKE PERDENDO A HORA.

Grito a última parte

- Sim, e estou me sentindo uma Rebelde por isso.

Dessa vez ri mais alto que o normal.

Tentei me controlar, respirei fundo.

- Enfim, você vai a noite? Ou vai perder a hora de novo?

- Haha, engraçadinha. Eu vou sim.

- Então até mais tarde.

(ligação off)

Joguei o celular na cama, e logo em seguida me joguei.

Precisava descansar um pouco.

...

- KAKI, ACORDAAAAAAAAA...- dou um pulo da cama

- O QUE FOI? O QUE ACONTECEU?..- Grito.

- Não aconteceu nada, só pra te acordar mesmo. Acho melhor você ir tomar banho já são sete horas...- Arregalo os olhos, paro um pouco pra tentar assimilar tudo...- Não fica parada...- Sofi joga a toalha no meu rosto.

Apenas viro e vou para o banheiro.

Precisava de um banho agora mesmo, estava tão lerda que Meu Deus.

Termino o banho e vou direto para o closet, penso por dez segundos o que eu iria vestir, resolvo ir com um vestido azul bebê, e uma sapatilha preta.

Estava gostando do meu cabelo ondulado, então vou com ele assim mesmo até porque não daria tempo fazer outra coisa.

Pego minha Bíblia que estava no mesmo lugar onde eu tinha colocado e desço as escadas.

Todos estavam na sala.

- Filha, você está linda...- meu pai diz.

- Obrigada Papa, o senhor também está lindo...- dou um sorriso.

Eu e a Sofi sempre fomos mais apegadas ao nosso pai, ele é ótimo!

Diferente da minha mãe, ela é um horror.

- Então, vamos?...- eles assentem.

Vamos para fora e esperamos meu pai tirar o carro da garagem.

- Kaki acho melhor você torcer para que aqueles skatistas não estejam lá hoje...- Arregalo os olhos e engulo seco.

- É o que?..- pergunto nervosa.

- Se os skatistas..

- Cala a boca, eu já entendi...- Meu coração estava acelerado.

- Se for pra morrer que seja depois que você falar com eles pois você prometeu...- Qual é o problema dela?

Entramos no carro.

- Acho bom você orar Kaki..- Sim, ela estava sendo sarcástica.

...

Alguns minutos depois, chegamos na igreja e meu pai foi estacionar o carro, e para minha tristeza eles estavam lá.

- Ops Kaki, temos um problema por aqui não é?..- Sofi sarcástica Cabello.

- Estou me controlando para não te bater Sofi...- ela dá uma gargalhada.

Descemos do carro, eu queria acabar logo com isso e não queria mostrar pra minha irmã que eu era fraca.

- Podem ir na frente, eu e a Sofi vamos depois...- falo para meus pais e eles assentem.

- Pensei que ia quebrar a sua promessa...- reviro os olhos.

- Vamos logo com isso...- pego na mão dela e vamos em direção aos skatistas.

Não sabia como agir, e muito menos o que falar.

Um garoto estava parado resolvo falar com ele, toco em seu ombro e ele logo se vira.

Ele tinha cabelos grandes e um pouco ondulados.

- Oi?..- parecia confuso.

- É..é que.. bom...- Sofi me dá um tapa na mão, respiro fundo..- É que vocês não deveriam andar de skate aqui...- ele faz cara de confuso.

- Eu não vejo problema nenhum...- ele fala calmo...- Acho que aqui não estamos atrapalhando ninguém, você foi a primeira pessoa a reclamar...- fico sem saber o que falar.

- Só não acho que deviam...- sou cortada por uma loira muito grande que chega por trás do garoto.

- Está com problemas Harry?..- ela pergunta, o garoto nega.

- Não Dinah, só ela que acha que não deveríamos tá aqui...- ele fala ainda muito calmo.

- Por que não deveríamos estar aqui mesmo?...- uma garota de cabelos pretos e um pouco longos pergunta, olho diretamente pra ela...- Te fiz uma pergunta, não acha que deveria responder?...- A voz dela era rouca e forte, me fez estremecer.

- vocês não deveriam estar aqui, só isso. aqui não é lugar para skatistas...- Sofi fala, Arregalo os olhos a garota misteriosa da voz rouca se aproxima de nós, ela parecia ser muito séria. Ela se inclina para ficar do tamanho da Sofi.

- Não queremos arrumar problemas, podem ficar aqui, foi apenas um mal entendido..- olho para trás e tinha mais duas garotas lá.

A garota misteriosa olha pra mim, ela queria me intimidar e estava funcionando.

Olho nos olhos dela, e percebo aquela imensidão verde.

- Sim, acho que foi um mal entendido e acho que vocês não deveriam voltar aqui...- ela fala e pega o skate

Puxo a Sofia e ando o mais rápido possível.

- SOMOS A TURMA DÁ LAUREN...- a loira grita, me fazendo estremecer de novo..


Notas Finais


DESCULPEM POR QUALQUER ERRO ORTOGRÁFICO.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...