História More Blood - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 35
Palavras 1.425
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Volteeii
Nos vemos nas notas finais
Tenham uma boa leitura!!

Capítulo 10 - Sentimentos


Jungkook havia passado a noite comigo, pois tínhamos conversado até pegar no sono, naquele momento ele estava em meu colo, dormindo, enquanto eu, olhava todos os cantos de seu ser, vendo a beleza grandessíssima que o mesmo tinha, ele parecia um anjo dormindo, seus cabelos estavam em sua face, e os retirei cuidadosamente para ver mais de seu rosto, até que ele pegou em minha mão e abriu os olhos.

- Bom dia, não sabia que você era tão ousada a ponto de fazer isso - ele me olhou com um sorriso sarcástico estampado em sua face.

- Só queria ver mais do teu rosto, não posso? - ele levantou sua cabeça de meu colo e sentou-se no sofá.

- Você é muito atrevida! Você era desse jeito com os teus namorados? - aquela pergunta havia me deixado sem graça, pois eu nunca tinha tido um relacionamento amoroso com alguém, nunca havia beijado alguém ou trocado toques.

Jungkook havia ficado quieto por um momento, não sabia porque, então resolvi olhar para ele, e tinha percebido que ele soube pela minha reação à sua pergunta que eu não tinha me relacionado com alguém na vida inteira, ele ficou um pouco envergonhado, achou que não tinha sido uma boa ideia ter tocado em tal assunto que pra ele, parecia complicado.

- Foi mal, não sabia - disse com uma expressão de pena.

- Tudo bem, não se culpe - comecei a rir - E você? Já teve algum relacionamento?

- Já - sorriu de canto desviando o olhar.

- Eita! - estava muito curiosa naquela hora, nunca havia imaginado que tal assunto seria divertido - Quantos?

- Digamos que... uns seis.

- Nossa Jungkook - dei um tapa de leve em seu ombro, o menino era muito ousado para meu gosto - Que safado!

- Ah tem que ser um pouco né! - riu.

- Não acredito nisso... não me diga que você está apaixonado ainda.

Jungkook on

Quando Cassie me fez tal pergunta, me senti um pouco frio com a mesma, pois tinha sido muito repentina e direta, além disso, nem imaginava que eu nutria sentimentos por ela, tudo isso, me levou a ficar paralisado por pouco tempo, sem proferir resposta alguma pela mesma.

- Não creio, você gosta de alguém?

- O-o que? - ela tinha me pegado de surpresa com aquela afirmação - Eu... digamos que ela me atrai.

- Nunca te vi com alguém, mas tudo bem - você nem imagina quem é... - Em que sentido?

- Em todos - naquela hora, fiquei hipnotizado, não escutava em mais nada do que ela falava, apenas me concentrava em sua boca, e aos poucos fui chegando perto de seus lábios, até que...

Os tomei.

Ela não sabia o que fazer, ficou imóvel, enquanto eu, fazia de tudo para conduzir ela à responder ao meu pedido. Depois de uns segundos Cassie cedeu, e assim foi ficando intenso, até que paramos.

Olhei para sua face que estava com uma expressão de susto, foi repentino? Sim, mas queria ter feito isso a um bom tempo antes daquele momento. Eu queria falar pra ela, sobre meus sentimentos e tudo mais, estava criando forças para dizer à ela tudo, pois o máximo que ela iria dizer, era um "Não". Então tendo essa possibilidade em minha mente, decidi falar.

- Fazia tempo que eu queria fazer isso - ela colocou as mãos na boca, não crendo naquilo que eu tinha feito.

- Você, me beijou!

- Ah, Cassie... Você não sabe a quanto tempo que eu estava me segurando, as palavras estavam em minha garganta, não conseguia soltá-las, mas... acho que agora eu posso - ajeitou-se no sofá, colocando bastante atenção naquilo que eu iria dizer - Gosto de você, não apenas como amigo, mas... mais do que amigo também - ela ainda estava me estranhando, mesmo liberando meus sentimentos à ela - Ah... Você deve estar me odiando agora...

- Não - respondeu rápido.

Fiquei surpreso com a sua reposta, pois parecia certeira até demais.

Jungkook off

Não fiquei brava, triste, apavorada ou desapontada, simplesmente me surpreendi com a coincidência que nos unia mais e mais. Passou pela minha cabeça, que nossa amizade, era construída por coincidências - que significavam a base de nosso convívio. Sim, eu também gostava dele. Desde aquele dia em que lhe dei um tapa, comecei a sentir sua falta, em uns momentos, chorava pela solidão que parecia querer ficar comigo até o meu fim, e me perguntava se Jungkook e eu voltaríamos a ser o que éramos. Assim, cheguei à conclusão que, não conseguia mais viver sem ele, não conseguia mais ficar longe dele, ele havia dominado minha mente sem propósitos.

- Jungkook eu também gosto de você - ele arregalou seus olhos e formou um "o" em sua boca - Tem algo de errado?

- N-Não, está tudo ótimo, perfeito! - ele começou a rir de nossa situação um pouco desajeitada e pegou em minhas mãos - Lembra daquilo que te contei? Sobre os outros relacionamentos? - afirmei - Então, em nenhum deles, senti essa "coisa" que sinto por você.

Sim, foi um pouco gay aquela declaração, mas forte o suficiente para me fazer sorrir, pois me sentia amada e importante por uma pessoa, que acreditava em mim e que ficava ao meu lado. Jungkook estava tão feliz, que me puxou para outro beijo, naquela hora não hesitei nem um pouco, cedi todos os seus carinhos e beijos até ficarmos sem fôlego.

- Nossa, estou feliz! - ele parecia com aquelas crianças que descobriam pela primeira vez o que era um doce - Não quero mais ficar aqui, vamos sair?

- Tudo bem!

Jimin on

- Acho que é aqui - disse Namjoon.

- Tem certeza? Foi fácil demais para o meu gosto.

- Você vai querer bater boca com um lobisomem puro? - ele colocou as mãos na cintura - Acha que eu não tenho o olfato aguçado demais para uma simples busca do Jungkook?

- Tá, já que você está dizendo que é aqui, então vamos entrar - falei revirando meus olhos, odiava quando ele queria cobrir-se pela razão.

De acordo com o olfato de Namjoon, estávamos na residência da humana que Jungkook mantinha relações, aquela que com certeza, nos mataria se nos visse. Nosso plano era: roubar, destruir e matar; apenas três atos, para acabar com a existência dela, não queríamos esperar aquilo que com certeza viria para nós, queríamos ser o mais rápidos possíveis para prevenir o pior.

Namjoon tentou abrir a porta diversas vezes, até que perdeu sua paciência e chutou-a, fazendo com que a fechadura quebrasse em pedaços ao chão.

Procuramos a humana em todos os cantos de seu apartamento, mas a mesma não encontrava-se naquele ambiente.

- Merda! Ela com certeza saiu com Jungkook! - Namjoon, tentava controlar sua ira a qualquer custo, andava de um lado para o outro, colocava a mão na cabeça, até que por fim prosseguiu - Vamos embora daqui, senão minha cabeça vai explodir.

- Tudo bem - assim que saímos do apartamento, comecei a ficar aliviado, pois em certas coisas, Jungkook tinha razão, ela era indefesa e inocente, eu não tinha vontade de matá-la, só queria machucá-la o bastante para ela não abrir a boca, assassinar ela seria um absurdoe muito irracional par o meu gosto.

Jimin off

Assim que Jungkook e eu havíamos terminado de tomar nosso sorvete, voltamos para meu apartamento, quando ficamos em frente da porta, vimos que a mesma estava encostada, rapidamente olhei para Jungkook, ele estava pálido, sua mão que segurava a minha, suava frio e estava trêmula, ele não falava nada e não se mexia, simplesmente, encontrava-se imóvel.

- J-Jungkook, está tudo bem com você? - mal escutou minha pergunta, entrou no apartamento e começou a entrar em todos os cômodos, empurrar móveis e mexer nos mínimos acessórios do local - O que está acontecendo Jungkook?

- Eles estavam aqui.

- Quem?

- Os caras que querem ter a tua cabeça em uma bandeja - quando ele disse tal frase, comecei a entrar em pânico, eles queriam me matar mesmo, a ponto de invadirem meu apartamento, para me matarem nele mesmo - Temos que ir embora daqui, não podemos mais ficar aqui, pega tudo aquilo que é importante rápido!

Sem mais delongas, fui ao meu quarto, peguei uma mala, e coloquei algumas roupas e documentos, só aquilo que era necessário. Assim que Jungkook viu que eu já estava pronta, pegou minha mala para não nos atrasarmos e entramos em um táxi, rumo ao aeroporto.


Notas Finais


Então, decidi colocar uma parte fofinha na fic, porque só coisa dark é enjoativo demais né! Achei que tinha que ter pelo menos uma parte colorida :3

Estou muito viciada naquele álbum do BTS mano na moral, é muito viciante :/

Então foi isso! Se gostaram, favoritem, comentem, compartilhem e divulguem pros seus amiguinhos ♡♡♡

Beijinhos e até à próxima ~~~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...