História More of it (Jren) - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias NU'EST
Personagens Aron, Baekho, Jr, Minhyun, Personagens Originais, Ren
Tags Choi Minki, Jonghyun, Jren, Junior Royal, Ren
Exibições 75
Palavras 3.189
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


ainheee meus nenens e nenenhas <3
estou morrendo de sono aqui e tudoo, mas oq eu não faço por vocês e pelos meus delicinhas de personagens? eim?

UHAUHAE
Espero que vcs apreciem esse verdadeiro incêndio que está ocorrendo e que vocês estavam loucos e loucas para presenciar :3 aopkeap
dois beijoss

Capítulo 9 - A melhor aula...perdida.


 

Minyun POV

 

Batendo o sinal eu e Baekho fomos para nossas salas. Entrei na sala e notei que Ren não estava lá, ele realmente havia ido embora. Sentei calmamente ainda triste por causa do Ren, até que percebi que a carteira onde Jr sentava também estava vazia. Não esperei mais nem um segundo para mandar uma mensagem para o Ren.

           

-Ren, cadê você? Ou melhor, cadê vocês? :O o Jr também não está aqui, vocês por acaso estão juntos? ;)

 

Narradora POV

Ren percebeu seu celular vibrando no seu bolso. Certamente era Minhyun tendo seus ataques, já que provavelmente reparou na ausência dos dois. Riu por dentro.

 

            -Para onde nós vamos Jr? -Perguntou Ren, já dentro do carro-

            -Para a minha casa.

            -Jr!! Eu não quero conhecer seus pais hoje!!

            -HAHAH, relaxa Ren, você não vai ter que conhecer eles. Eu moro sozinho.

 

“Como vou relaxar se você está me dizendo que iremos para sua casa, onde estaremos só nos dois? ” Pensou Ren.

Jr girou a chave e deu a partida.

 

-A casa é financiada, ainda não terminei de pagar.

            -Mas e os seus pais?

            -Eu moro perto deles. Eu posso ir até onde eles moram para visitar ou atender alguma necessidade que eles tenham. Só de eu ter saído de lá e não dar mais despesas eu já ajudo um pouco. Também envio uma parte do meu salário para eles.

            -Isso é muito gentil Jr. – Ren sorriu orgulhoso-

           

Chegaram numa casa simples onde Jr morava.

           

            -Não é perigoso morar aqui sozinho? Digo... eu sempre imagino que as pessoas deveriam morar pelo menos com alguém para cuidar delas no caso de acontecer algum problema. Por exemplo, se você passa mal em casa e não consegue nem ligar para pedir ajuda, essa pessoa estaria lá pra fazer isso.

            -Sei lá. Nunca tinha pensado nisso, você tem razão. Então talvez eu adote um cachorro.- Sorriu para o loiro-

            -Ah Jr. – deu um tapa de leve em seu braço. Ao perceber Jr rindo também riu-

Entrando na casa, Ren notou que tudo estava em perfeita ordem, ao contrário do que imaginava que estaria.

           

            -Pode sentar. – disse Jr indicando o sofá-

           

Ren sentou no sofá, obedecendo-o. Jr abaixou para começar a retirar os sapatos de Ren. Tirou rapidamente as botas pretas que ele usava, e também o seu próprio tênis. Não acreditava que ele estava ali mesmo, em sua casa. Então olhou-o cuidadosamente de baixo para cima, notando finalmente que aquilo era tudo real. Ele ficou com as mãos nos pés de Ren por um curto tempo encarando seus olhos, até começar a retirar as meias que ele usava, revelando seus pés branquinhos e macios. Tocou delicadamente os pés de Ren, massageando de leve toda a parte do calcanhar e dedos, dando uma atenção total para apenas um dos pés, fazendo-o sentir um pouco de cócegas.

Os dedos da mão de Jr massageavam o pé do ficante agora com mais firmeza, causando apenas prazer, e era isso que ele queria. Causar o máximo de prazer em cada pedaço do corpo do mais novo, além de deixa-lo mais relaxado. Soltou o pé do outro, pousando-o no mesmo tapete que o outro pé estava. Tirou suas próprias meias e deixou junto com as de Ren, ficando de joelhos entre as pernas dele, encarando-o. Ren inclinou-se para dar um beijo sem pressa, enlaçando-o pelo pescoço com os braços. Queria ficar ali para sempre, derretido naqueles lábios. Jr acariciava os cabelos de Ren, o pescoço, dando selinhos e lambidas em seus lábios, até enfim sugar um deles, fazendo o mais novo arrepiar-se. Ren queria mais. Devolveu a sugada em seu lábio inferior, deixando o moreno louco. Jr desceu as mãos para as coxas de Ren, onde esfregou devagar, indo para cima e para baixo.

            -Ren.

Jr se levantou sem esperar que ele atendesse ao chamado, pegando-o pela mão e levando-o até seu quarto. Estava sem controle, queria tocar mais as coxas dele, mas sem aquela calça. Ren estava com um pouco de medo, mas o desejo de estar ali com o Jr era muito grande, por isso não iria fugir.

Tirou o laço que prendia seu cabelo, deixando os fios longos e loiros exalarem um perfume doce pelo ar, que logo foi percebido por Jr, deixando-o com ainda mais desejo. O moreno o beijou com certa urgência, empurrando-o aos poucos para sua cama. Já na cama, o beijava estando por cima de seu corpo, se soltando do beijo apenas para ajeitar os travesseiros de sua cama de casal. Usando um de seus braços por de baixo das costas do loiro, o puxou para cima, acomodando-o nos travesseiros de uma forma que ele ficasse confortável, voltando a beijá-lo na boca e pescoço.

Ren adorava ser puxado ou empurrado por ele, talvez fosse um pouco masoquista. Jr estava decidido a tirar a roupa dele, mas não sabia por onde começar, nem mesmo se ele deixaria.

Ren estava usando uma jaqueta, então ele resolveu que essa seria a primeira peça a retirar, imitando o ato com a própria blusa moletom que usava. As mãos de Ren não cessavam contato com o corpo de Jr, o que o deixava ainda mais desejável. Tocava o peito e os braços e não via a hora de ver aquele corpo sem a roupa.

Os beijos iam ficando cada vez mais quentes, inundando o corpo de ambos de um calor, que agora já era outro motivo para tirarem as roupas. Jr estava segurando uma das coxas de Ren para mantê-lo em contato com as suas pernas, enquanto os beijos iam da boca e devagar até o pescoço, trilhando um caminho com a língua e deixando a pele do mais novo molhada onde passava. Com todos aqueles beijos e carícias Ren fechava os olhos e aproveitava as sensações, respirando e suspirando forte, sendo ouvido pelo mais velho, que enlouquecia de excitação. Os pênis de ambos já estavam endurecendo e ficando apertados dentro das roupas.

Jr parou apoiado em um dos braços para observar Ren. Seus lábios estavam inchados e vermelhos devido às sugadas que insistia em lhe dar, os olhos estavam lacrimejados de prazer. Os lábios estavam molhados e entreabertos para ajudar na respiração difícil e o rosto levemente corado. Uma das mãos de Ren estava pousada na cintura do maior, sentindo seu abdômen sob a camisa. Ao ver Ren daquele jeito não aguentou, retirou a própria camisa, um pouco apreensivo sobre a reação do outro, que imediatamente após a retirada, voltou a mão onde estava, mas agora encontrando a pele do moreno.

Jr colocou um braço por de trás de Ren e puxou-o de forma que ele ficasse sentado, facilitando a retirada de sua camisa. Ren levantou os braços para ajuda-lo, com uma certa vergonha que logo foi embora, dando lugar ao prazer de ver o moreno admirando-o.

Jr começou a tocar o peito e as costas de Ren, o acariciando por completo em toda a sua pele que estava exposta. Abraçava-o com carinho, sentindo cuidadosamente o cheiro daquele corpo.

            -Ah Ren, você é tão lindo. Sua pele é tão macia... –ele dizia enquanto deslizava as mãos no abdômen e peito e beijava o pescoço-

Ren quase gemeu apenas em ouvir a voz de Jr dizendo aquelas palavras. Adorava ser admirado por aquela pessoa, pelo homem que ele mais amava em todo o mundo.

Depois de tocar o tronco todo de Ren, segurou em seus braços e começou a beijar seu ombro. Deitou-o de volta nos travesseiros, fazendo seus mamilos ficarem vulneráveis a seu toque. Agora não só acariciava com a palma da mão e dedos os mamilos do menor, como os procurava com a boca, lambendo e sugando-lhe o bico.

Ren pousou uma de suas mãos no cabelo do moreno, enquanto a outra acariciava os músculos rígidos de suas costas morenas. Gemia baixinho e aos poucos. Jr parou para observá-lo novamente, não se arrependendo ao ver que ele estava com os mamilos avermelhados, assim como a sua boca, de tanto serem sugados.

            -Jr, eles estão vermelhos...

            -Ficam ainda mais lindos assim Ren, vermelhos por minha causa... – voltou a beija-lo na clavícula, onde deu chupões, enquanto era abraçado por ele-

A saliência na calça dos dois era evidente. Ren aproveitou o abraço para dar beijinhos no ombro e pescoço do moreno. Sentiu Jr apoiar as mãos no cinto da calça dele, começando a abrir a fivela. Aquele gesto simples encheu os dois de tesão, não viam a hora de estar em contato mais íntimo com o corpo um do outro. Colocou o cinto já retirado de lado. Jr não tirou somente a calça, mas levou junto a cueca de Ren que percorreu todo o caminho pelas pernas do mesmo rumo ao chão.

O membro de Ren estava completamente ereto, o qual foi coberto pela sua própria mão quase que instantaneamente, começando a se acariciar num ímpeto de se esconder. Jr jogava um olhar muito sexy para o loiro, ao admirar todo o seu corpo. Ficou incomodado com o fato de Ren estar se tocando, ele mesmo poderia fazer isso. Jr aliviou-se também de suas roupas, deixando o pênis livre. Ren aproveitou para admirá-lo também, ele havia colocado suas roupas no chão e voltado a se ajeitar na sua frente.

Ren estava absurdamente gostoso, tão lisinho e branquinho, com seus músculos dos braços mais evidentes do que o restante. O peito tinha músculos menos malhados e o abdômen também. Jr pelo contrário desde os ombros, braços e peitoral até o abdômen bem malhados. Não chegava a ser bombado, mas estava na medida certa para Ren que enlouqueceu em vê-lo tão delicioso em sua frente. Queria ser tocado, beijado, possuído por aquele homem.

Jr tocou as pernas de Ren, fazendo-as dobrarem e permitirem uma vista maravilhosa para ele, que viu todo seu períneo e um pouco do ânus. Ren num ato envergonhado colocou uma das mãos sob o próprio anus, não querendo que o Jr visse.

            -Ren-ah – Jr colocou a mão sob o antebraço do loiro, puxando-o para que tirasse a mão dali.- Deixa eu te olhar...- Ren deixou que sua mão fosse para longe, fazendo Jr observar com interesse aquela entrada rosada e apertada, tocando-a com um dos dedos, delicadamente-

Depois se apoiou em um dos braços e segurou a mão de Ren, levando-a até seu membro, onde fez os movimentos que queria, indo então com a sua própria até o membro do outro, massageando-o para cima e para baixo devagar. Os dois gemiam baixinho na delícia de estar sendo tocados tão intimamente pelo outro. Voltaram a beijar-se junto com as masturbações, enchendo o ambiente de sons molhados e estalos.  Estavam os dois ficando molhados com o pré-goso, e por isso Jr resolveu explorar o membro do ficante com a boca, iniciando os beijos pelas coxas, indo até a virilha, onde ficou por um tempo dando beijinhos e depois lambendo, para no fim dar uma mordida leve que fez Ren delirar. Depois, com as pernas do loiro afastadas e dobradas, beijou-o no períneo e foi para os testículos, sugando uma bola de cada vez, para então segurar-lhe o pênis, iniciando com selinhos em toda a sua extensão, passando então a lambê-lo com vontade, desde a base até a cabeça. Beijou a pontinha da glande, onde lambeu a uretra do loiro, para depois abocanhar esta parte por inteiro. Continuou abocanhando e sugando cada vez mais profundamente, fazendo Ren se contorcer de prazer.

 

 

            -Jr, agora é a minha vez- disse Ren quando sentiu que estava próximo de gozar, fazendo o moreno parar com o que estava fazendo e olhar para ele-

 

Levantou-se ficando sentado e esperando um movimento do moreno, que ficou de joelhos com a pélvis inclinada para frente. Ren então inclinou-se apoiando suas mãos nas coxas firmes de Jr, aproveitando para acaricia-lo ali e no abdômen definido. Ele acariciou seus testículos, indo com a mão até o pênis finalmente, masturbando-o e olhando para aquele membro com desejo, para depois olhar para Jr, que o encarava fascinado. Notou Jr lambendo os lábios de tesão, fazendo com que ele não pensasse duas vezes em colocá-lo para dentro de sua boca. Sugava num vai e vem e lambia toda a sua extensão. Jr gemia descontrolado, mas silenciosamente. Foi com uma das mãos até o cabelo de Ren, enlaçando seus dedos entre os fios e firmando-os ali, para puxá-lo para traz e para frente, enterrando seu membro na garganta do loiro. Ren amava ser controlado daquele jeito, por isso começou a gemer no pênis do maior, enquanto o sugava. Jr se retirava e entrava naquela boca em forma de coração que o recepcionava maravilhosamente bem, sugando-o para dentro. Ren segurava as coxas do maior com firmeza, indo com uma mão até seu próprio membro, que ansiava por carícia.

Quando Jr percebeu que Ren estava se tocando, cessou os movimentos, notando que ao tirar o pênis da boca dele, ele retomou o fôlego com uma inspiração intensa. O pegou pelo braço para colocá-lo de costas para si. Podia agora ver todo aquele corpo por trás, costas e bunda, onde deslizava as mãos. Ren apoiou as mãos na cabeceira da cama, ficando inclinado e vulnerável ao toque e aos olhares de Jr. Toque este que logo estava em suas costas, indo até suas nádegas, ficando por lá dando algumas apertadas até que encontrasse seu ânus, onde tocou com os dedos fazendo uma leve pressão. Inclinou-se começando a beijar as suas costas, em seguida indo até mais embaixo, beijando as nádegas do loiro com vontade, enquanto apertava com as mãos e parava para observar algumas vezes.

Abriu um pouco mais as pernas do menor, começando a lamber-lhe e a sugar-lhe as nádegas, bem próximo de sua entrada. Olhou-o outra vez, antes de finalmente passar os lábios na entrada rosa de Ren, com carinho, para depois atacar-lhe com beijos molhados, fazendo pressão com a língua, como se quisesse penetrá-lo com ela. Ren gemia enlouquecidamente, sentindo a língua e lábios de Jr em sua entrada, molhando e deixando aquele local mais quente. Jr dava várias lambidas, deixando Ren cada vez mais excitado, tendo novamente que se masturbar como o membro já solicitava. A entrada já estava bem molhada quando Jr começou a introduzir um dedo, empurrando primeiramente a ponta, para depois enfiar o dedo todo. Enquanto seu dedo estava dentro dele, voltou a beijá-lo nas costas, deixando-o enlouquecido de prazer.

 

            -Jonghyun. Aah- levou uma das mãos até o pulso de Jr, onde fez carinho, mostrando como estava gostando do toque.-

            -Você gosta que eu te toque aqui Ren? - Disse enfiando o dedo mais fundo-

            -aah, eu adoro Jr, continua. - Dizia suplicando.-

O membro de Jr estava muito rígido e pulsando de excitação. Ren estava se sentindo queimar em desejo, queria muito ser fodido por algo mais grosso do que o dedo dele, queria o próprio órgão sexual de Jr dentro de si.

            - Jr. Por favor... eu quero você dentro de mim.-Disse em súplica. Jr entendeu direitinho o que ele queria.

Ren já era acostumado a brincar com seu consolo em casa, e já não sentia tanta dor ao introduzir algo grosso dentro de si.

Jr retirou seu dedo de dentro do mais novo, agora levando a mesma mão próxima a sua boca, que liberou uma quantidade de saliva para lubrificar o próprio pênis. Após estar lubrificado, posicionou-o em sua entrada, onde acariciou com a glande, provocando o loiro, que empinou melhor a bunda, para recebê-lo.

Diante daquela atitude, Jr gemeu baixo por antecipação e começou a empurrar o pênis para dentro do ânus do mais novo, sentindo-se sugado aos poucos para dentro dele, naquele lugar apertado, macio e quente. Os dois soltaram gemidos sussurrados longos de prazer. Jr deixou o pênis dentro dele por alguns segundos, abraçando-o e beijando suas costas ternamente, para depois começar a fazer os movimentos, retirando e colocando o membro para dentro de novo, diversas vezes devagar, enquanto gemia e escutava os gemidos de Ren. A mão que segurava Ren firme pela cintura quase a abarcava toda, já que era bastante fina.

Jr além de jogar o próprio corpo em direção ao de Ren, puxava-o pela cintura em direção a si, fazendo com que a penetração fosse sentida mais intensamente pelos dois, que gemiam incansavelmente. Ren auxiliava os puxões de Jr indo em direção a ele, querendo sentir ainda mais o membro do moreno dentro de si. As estocadas iam ficando mais fortes, fazendo com que as peles se chocassem de forma a produzir sons parecidos com tapas. Aqueles sons deixaram os dois ainda mais excitados. Ren procurou seu próprio membro para masturbar, enquanto Jr se ocupava em acariciar seu corpo e a come-lo devidamente.

A cada vez que Jr metia, Ren sentia-se completamente entregue a ele, pois estava dando a parte mais preciosa de seu corpo para que ele usasse à vontade. Ele adorava ser usado, sentia o pênis de Jr entrando e tocando sua próstata, causando muito prazer e levando-o a soltar a voz em alguns gemidos manhosos.

 Era lindo ver o loiro todo entregue, gemendo enquanto recebia seu membro. Jr achava delicioso senti-lo por dentro e ser massageado pelo seu interior. Gemia também, ainda com mais vontade depois de escutar a voz de Ren, indicando que havia acertado um ponto bom em seu corpo.

            -ahh Minki, você é muito gostoso...-sussurrava em seu ouvido, enquanto lhe dava beijos no pescoço e ombro.

Aquelas palavras enlouqueceram Ren, que sentiu vontade de senti-lo mais fundo e forte.

            -aah, Jonghyun.         Jonghyun...-chamava-o, suplicando por mais-

Quando ouviu-o suplicar, começou a estocar mais forte, deixando os movimentos ficarem cada vez mais rápidos. Os seus dedos pareciam querer cravar em sua cintura, enquanto a outra mão pousava no ombro do loiro.

Ren ouvia os gemidos do moreno, enquanto sentia as estocadas cada vez mais deliciosas em seu ânus, fazendo-o masturbar-se rápido.

 

            -aaah, Jonghyun. Eu vou gozar...

 

Jr manteve o ritmo e força, até que ele largasse seu próprio pênis, gemendo deliciosamente até que seu leite começasse a jorrar, ao mesmo tempo em que estava sendo penetrado pelo maior. Aquela cena deixou o moreno louco.

Colocou o loiro deitado de barriga para cima, com as pernas sendo seguradas bem no alto e voltou a metê-lo com força, até que chegasse ao seu ápice de prazer. Retirou o pênis de dentro do menor, jorrando seu líquido branco e quente pelo abdômen de Ren e depois introduzindo bem fundo dentro dele o restante. Penetrou mais algumas vezes, continuando a gemer alto, até retirar o membro, ofegante. Depois, acalmando a respiração junto de Ren, ficou analisando-o, esperando calmamente que seu líquido escorresse de dentro dele. O que ocorreu não muito depois.

Jr se ajeitou do lado dele, ouvindo a sua própria respiração e a dele. Estavam exaustos, mas satisfeitos. Ele o abraçou ao seu lado, fazendo carinhos em sua perna e braço, levemente. Depois tocou os fios loiros com amor, o observando com uma admiração imensa. Tornou a beijar a boca de Ren, que correspondeu. Os dois sorriram um para o outro, se dando conta do que haviam acabado de fazer.

 

            -Eu te amo, Choi Minki.

            -Eu também te amo Jonghyun.- disse aconchegando-se em meio aos braços de Jr, onde ficou até pegar no sono-


Notas Finais


Meus bebêss, se liguem.
Comecei uma outra fic Jren, vejam lá no meu perfil
Dois beijoos ;**


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...