História Morning Routine - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Haikyuu!!
Personagens Kei Tsukishima, Tadashi Yamaguchi
Tags Menção Kagehina, Tsukishima, Yamaguchi
Exibições 40
Palavras 841
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Minha primeira fanfic de Haikyuu.
OTP SUPREMO
ADORO
Espero que gostem
PS: Não tem MPREG, os filhos deles são adotados, mas eles adotaram as crianças com traços parecidos com os deles

Capítulo 1 - Best Of My Life


Fanfic / Fanfiction Morning Routine - Capítulo 1 - Best Of My Life

  Ás 6 horas da manhã é o momento em que o dia de Tadashi Yamaguchi começa, com seus 31 anos já com dois filhos e casado, Yamaguchi se sentia a pessoa mais feliz que se pode ter.

 

   A rotina matinal de Yamaguchi era incrivelmente simples, porém muito gostosa.

 

6 Horas da Manhã

 

Tadashi levantava e iria automaticamente acordar seu filho mais velho: Yuto Tsukishima. Seu menino de 7 anos, alto de cabelos castanhos e pele lisa. Por ter que ir à escola, precisava levantar cedinho e se arrumar, e como era um bom preguiçoso assim como Tadashi, precisava de um tempo maior para levantar.

 

 Logo em seguida, Tadashi ia ao quarto de seu bebe caçula, Yato, com apenas 1 aninho e meio, cabelos loirinhos várias pintinhas espalhadas no corpo e rosto.

 

Assim que pegará seu bebe do berço, rumou de volta ao seu próprio quarto, para acordar seu marido Kei Tsukishima. Essa era sem dúvidas a parte mais trabalhosa de seu dia, afinal, era complicado acordar o marido, Kei estava chegando tarde nas últimas semanas, então era sempre uma pena acordar aquele homem que dormia tão sereno.

 

- Hey meu bebe, quer me ajudar a acordar o papai? – Assim que viu seu caçula sorrir para si com os dentes faltando, soube que aquilo era um sim.

 

Colocou a criança na cama, e esperou este fazer o que queria para acordar o pai loiro. Yato era geralmente calmo, mas quando se tratava de seu pai Kei, virava uma verdadeira coisinha. Yato cutucara o nariz, o ouvido, a bochecha, abrirá a boca de seu pai, mas nada, nada dele acordar, quando Yato desistiu e ficou emburradinho por não conseguir acordar seu pai, Yuto aparecerá na porta com o uniforme posto e devidamente arrumado, perguntando se podia ficar um pouco com o irmão antes de ir ao colégio.

 

 E como o Tadashi é um pai extremamente meloso, com certeza deixou, pegando para si próprio o trabalho de acordar o marido, e talvez fosse melhor assim.

 

 Tadashi sabia que seu marido estava cansado, e que se dependesse de si, o outro nem iria trabalhar, mas Kei sempre foi alguém independente, então por conta disso sempre acordava o outro mesmo não querendo.

 

- Tsukki, meu amor, acorde, você precisa levantar, sei que está quase acordado, Yato fez a festa com você, precisas ir trabalhar.

 

Ah! Aquela parte de sua manhã era sem dúvidas uma das melhores, a parte na qual acordava seu marido com um simples beijo e este retribuía com o maior carinho possível.

Mesmo depois de anos de se conhecendo, anos de relacionamento, e anos juntos em geral, o amor dos dois nunca acabará.

 

 Mesmo com o tempo da adolescência, em que Tsukishima negava o seu amor por Tadashi. Mesmo com todos os obstáculos. Eles sempre se amariam, e não havia quem ou oque, que estragasse isso.

 

- Ae Yama, não quero, vamos ficar em casa, por favor.  

 

Para qualquer pessoa no mundo que não fosse daquela família, a cena seria cômica: o grande Kei Tsukishima estava mesmo fazendo manha?

Pois é, isso foi algo que o Yamaguchi despertou nele, apenas, ele e seus filhos conheciam esse lado do Kei, e isso bastava.

 

- Nada disso meu amor, hoje é o último dia do seu projeto, depois de hoje, você vai ter férias de dois meses, então, não pode faltar hoje, eu te prometo que se tudo hoje der certo, e te recompenso.

Claro que Tadashi não pode deixar de provocar um pouco seu marido, ele precisou rebolar no colo do outro antes de se levantar, para deixar claro sobre o que estavam falando ali.

- Vem logo, estou descendo para fazer o café, não demore, eu te amo.

6:45 da manhã

Depois de todos devidamente arrumados, e após terem tomado cafés, dois membros da família já estava pronta para ir.

Kei levava Yuto para o colégio todo dia, coisa que sempre foi muito boa, pois ajudava na comunicação entre os dois.

- cuidado meus anjos, Tsukki bom trabalho, e Yuto meu filho, bom treino de vôlei, mas cuidado com o Takashi, sabe que ele é menor que você, e se machuca rápido.

- Eu sei papai, mas eu juro, sempre tenho cuidado com o Takashi, é que ontem a gente se esbarrou sem querer, o tio Shoyou faz muito drama.

 

Todos riram com a pequena observação do filho mais velho do casal, realmente, Hinata havia mesmo fica dramático com o passar dos anos, da mesma maneira que Kageyama havia ficado menos arisco e ríspido, ambos mudaram bastante depois que começaram a namorar.

- Certo, eu sei, mas só tome cuidado.

E depois de dar um beijo na testa de seu filho, e nos lábios de seu marido, Tadashi viu os dois irem.

- Bom pequeno, papai só vai pegar umas coisas e nós já vamos.

E depois de arrumar seus materiais para sua aula, Tadashi pegou Yato e foram para, a escolinha primaria, onde o filho mais novo do casal “estudava” e Tadashi trabalhava.

 

Desta maneira termina a rotina matinal de Yamaguchi Tadachi.


Notas Finais


Isso é tudo pessoal.
espero que tenham gostado,
obrigada á aqueles que chegaram até aqui.
e um beijo, até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...